Filme do Half Life só se for feito pela Valve

Os fãs da série Half Life ganharam um grande motivo para dormirem tranquilos sobre a possibilidade dele ir para nos cinemas (pelo menos até que a Valve mude de ideia). Ao comentar sobre o assunto em uma entrevista, Gabe Newell afirmou que se por um acaso um dia a história de Gordon Freeman for transformada em um filme, isso terá que acontecer pelas mãos da própria produtora, o que teoricamente garantia uma produção muito melhor do que acostumamos ver por aí.

Como um jogador de World of Warcraft, eu gostaria que os desenvolvedores do jogo fizessem o filme, certo? E não qualquer outra pessoa. Gosto do Sam Raimi, sou fã dele desde que o Evil Dead foi lançado, mas preferia que a Blizzard fizesse o filme…

Quando começamos a ir nessa direção foi logo após o lançamento do Half Life 1. Aconteceram vários encontros com pessoas de Hollywood. Diretores vieram aqui querendo fazer um filme sobre o Half Life, então eles trouxeram roteiristas ou algumas agências de talentos trouxeram escritores e mostraram suas histórias e elas eram tão ruins. Quero dizer, butalmente as piores. Não entendem o que faz de um jogo um bom jogo ou o que faz dele algo interessante a ponto de fazer as pessoas se tornarem fãs.

Foi quando começamos a dizer ‘Uau, a melhor coisa que podemos fazer é não transformá-lo em um filme ou fazermos nós mesmo.’ E eu disse, ‘Fazer nós mesmos? Bem, isso seria impossível.’ Mas o Team Fortress 2, os curtas Meet the Team, somos nós explorando isso.”

Há muito reclamamos da qualidade dos filmes baseados em games e gostaria realmente de ver como ficaria um sendo feito pelas equipes responsáveis pelo jogo, principalmente se fosse um longa metragem do Metal Gear e comandado por Hideo Kojima, que diga-se de passagem tem sua formação no cinema. Mas se você acha que as produtoras não conseguiriam sucesso na sétima arte, lembre-se das espetaculares CGs que os jogos tem recebido há vários anos e dê uma olhada aí em baixo em um dos trailers citados por Newell. Acho que eles dariam conta do recado, não?

[via PC Gamer]

Relacionados: , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Façamos alguma campanha do tipo: Hideo Kojima para diretor de adaptações de jogos para o cinema! 😎

    • Simiano

      @Emanuel Laguna, eu durmo vendo cutscene de Metal Gear Solid, então não apoio muito essa idéia.Que tal Uwe Boll? Calma que eu estou só brincando!

    • Dark Fulgore

      @Emanuel Laguna,

      Apoio essa causa! 😀
      Porque o que ele consegue fazer num jogo, não é brincadeira.
      Os milagres que ele faria no Cinema, meu Deus. *-*

  • Assim como os filmes de super-heróis só ficaram decentes depois que a própria Marvel tomou para si a produção de Ironman e Hulk, os filmes de jogos só ficarão decentes quando as próprias produtoras forem as responsáveis pelos longa-metragens.

    • @Krash Destrutor, diga isso para a Capcom: não são todas as desenvolvedoras/editoras de jogos que podem bancar 200 milhões por um longa e achar que isso é troco de pinga. 😛

      • @Emanuel Laguna, agora que você falou lembrei do Final Fantasy: The Spirit Within. Realmente, nem ter a editora do jogo como produtora do filme garante que alguma coisa boa será feita…

        • tgr.3dm

          @Krash Destrutor, Como assim? Aquele filme é epico (pelo menos para mim). Reconheço que sou um dos poucos que gostam de FF SW. O problema foi que eles foram tão inovadores, que os fãs não reconheceram os aspectos gerais dos jogos no filme em si. Lembro tb que foi muito hypado pela midia, “fim dos atores reais?”, enfim.

          • @tgr.3dm, eu até gosto do filme, mas: 1. Não é Final Fantasy e 2. Não é um filme bom. É muito bonito, a CG (para a época) era maravilhosa, só que o roteiro é fraco e os personagens não são carismáticos. O filme falhou em agradar tanto os fãs quanto o público em geral, deu um prejuízo enorme para a Square (que acabou até fechando a divisão para animações digital – Square Pictures) e se tornou um exemplo de como não se fazer filmes baseados em games, principalmente se for de uma franquia com fãs fanáticos.

          • @tgr.3dm, O principal erro deste filme na verdade foi levar o nome Final Fantasy, se o filme se chama-se apenas The Spirit Within a decepção seria nula e a galera ao invés de dizer, ‘que merda isso ai não é Final Fantasy’ diria ‘Caralho, filme interessante, cg muito maneiro, vai sair o jogo disso?’, realmente como Final Fantasy decepção total, até tentei me enganar, mas não tem como e apesar do roteiro ser muito fraco, se você levar em conta que foi uma produtora de jogos que fez o filme, o resultado foi muito bom.

  • Pra mim é cada um no seu quadrado.
    Cineastas não fazem games.
    Desenvolvedores de games não fazem filmes.
    E Principalmente que não sejam feitos filmes baseados em jogos e Jogos baseados em filmes.
    Já temos péssimos exemplos de ambos os casos para justificar e algumas pouquíssimas excessões para comprovar a regra.

  • Manuel

    Isso faz tanto sentido quanto querer que cinestas façam jogos. A filmes baseados em jogos são ruins porque são péssimos filmes, não porque não são feitos por desenvolvedores de jogos. Concordo que o pessoal de arte dos jogos deve participar da elaboração do filme, assim como ilustradores dos livros do Tolkien participaram do filme LOTR. Mas dizer que as produtoras de jogos devem fazer os filmes é uma enorme bobagem e até uma falta de respeito com os (bons) profissionais do cinema.

  • omine

    acho que uma produtora de hollywood pode produzir o filme por possuir estrutura e know how.
    Mas os detentores do título, no caso Team Fortress, deve participar efetivamente na produção. Devem literalmente mandar e desmandar, não permitindo que terceiros direcionem. Mas aí entra questões comerciais e obviamente , disacordos.

  • Acho que sim as produtoras tem de direcionar e participar do roteiro do filme de seu jogo, inclusive se fizermos uma analogia meio suporficial, muitos dos aspectos e elementos dos jogos tem a haver com filmes, inclusive questões técnicas como iluminação, posição da camera, roteiro, figurino, obviamente em um nível diferente e de forma diferente, mas fazem parte do desenvolvimento do jogo, problema da industria de cinema é que eles querem aproveitar o Hype de qualquer forma, que bom que o pessoal da Valve não caiu no deslumbramento de ter o half-Life na telona e acabar por manchar sua franquia por terceiros, mais um ponto para eles, com esta notícia da vontade até de ir na Store e comprar uma camiseta.
    http://store.valvesoftware.com/

  • Eu acho que é óbvio que o roteiro de um filme baseado em outras mídias, ou pelo menos a base dele, deve ser feito pelas mentes que inventaram a história original. Assim sairia o mais fiel possível.
    Porém, de um jeito ou de outro, eu gostaria que saísse um filme de Half-Life. Se for bom, bom, se não é só voltar a jogar.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja