Análise – Mario & Sonic At The Olympic Winter Games

alex_s&m_30.04

Após o grande sucesso do primeiro jogo esportivo estrelado pelas mascotes da Nintendo e da Sega, que foram até Pequim para participar dos Jogos Olímpicos de 2008, Mario e Sonic partem para as olimpíadas de Inverno em Vancouver, 2010.

O jogo segue a mesma mecânica do anterior, mas com algumas novidades. Foi lançado para Nintendo Wii e DS. A versão analisada aqui será a de Nintendo DS.

O jogo apresenta os mesmos personagens da versão anterior, e mais 4 novatos. Os personagens são separados nas categorias velocidade, força, técnica e Equilibrio. São eles:

Força: Wario, Knuckles, Vector, Donkey Kong e Bowser.

Equilíbrio: Mario, Amy, Luigi, Blaze e Bowser Jr.

Velocidade: Shadow, Sonic, Daisy, Yoshi e Metal Sonic

Técnica: Peach, Tails, Waluigi, Dr. Eggman e Silver

Logo no início do game, um modo se destaca: O Adventure Tour. Nele, o jogador controla Mario e Sonic em uma missão para derrotar Dr. Eggman e Bowser.

A história é a seguinte: Dr. Eggman uniu seu conhecimento ao poder de fogo de Bowser, e juntos, capturaram os espíritos da neve (Snow Spirits), para obterem controle sobre o clima. Porém, um deles escapa e corre para alertar Mario e Sonic. Detalhe: Esse é o primeiro jogo onde os personagens do universo de Mario interagem com os de Sonic, embora os protagonistas não falem.

Enquanto isso, Bowser e Eggman derreteram toda a neve dos mundos onde os jogos ocorrerão. Mario, Sonic, e o pequeno Snow Spirit encontram Toad, que resolve acompanha-los na jornada, antes que os jogos olímpicos de inverno sejam arruinados.

Cada mundo consiste de uma cidade. Você controla Mario ou Sonic, podendo trocar de personagem a qualquer momento. A única diferença entre eles é que Mario pode usar os canos, e Sonic usa as molas, que servem para acessar outras áreas. É como em um jogo de RPG, você pode andar livremente, conversar com personagens, e encontrar itens pelo caminho.

Você começa apenas com a dupla principal, mas no decorrer do jogo, vai adquirindo mais personagens. O mais legal é que cada um deles (Com exceção de Mario e Sonic) possui um mini-game exclusivo, onde é necessário usar suas habilidades para prosseguir.

Por exemplo, se estiver andando e encontrar uma máquina quebrada, vai precisar encontrar Tails para consertá-la. Ou, caso encontre um bando de fantasmas, vai precisar da ajuda de Luigi para prosseguir. Não se preocupe, se falhar em um mini-game, é só tentar novamente.

Enquanto explora os mundos, você vai adquirindo itens, que são encontrados em potes, barris, etc. Os corações servem para ganhar novas tentativas. Cada vez que falha em um desafio, perde um deles. Os pergaminhos trazem pequenas informações sobre os personagens. São meio inúteis pra quem já é familiar com Mario e Sonic. Você também pode ganhar itens importantes, como esquis, tacos de hóquei, etc.

As fases geralmente possuem vários bloqueios formados por paredes de gelo. Para passar por eles, é necessário coletar cristais. Esses cristais são obtidos cada vez que você vence um desafio, que consiste de um esporte olímpico. Para enfrentar esses desafios, basta encontrar uma placa, ou conversar com determinado personagem.

Outra coisa interessante: Além dos personagens jogáveis, já citados, muitos outros dão as caras no Adventure Tour para desafiar a turma de Mario e Sonic. Entre eles podemos citar Dry Bowser (New Super Mario Bros.), Jet The Hawk (Sonic Riders), Bullet Bill e Big Boo (Série Mario Bros.) e Charmy (Sonic Heroes).

No mais, posso dizer que o Adventure Tour foi a único modo de jogo que me chamou a atenção. Além dele, temos o Single Match, onde você escolhe um dos esportes, e tira uma partida rápida contra a CPU. No Multi-Round Match, você joga vários esportes seguidos, em busca do maior placar.

Além disso, temos os Party Games. No bingo, você escolhe seu personagem favoritido. Em seguida, escolhe uma cartela e espera pelo sorteio. Quando a bolinha chega, você marca o símbolo em sua cartela (Não são números, são símbolos mesmo). O mais legal é que você pode espiar as cartelas dos adversários. Se vier uma bolinha com o símbolo de um esporte, terá que vence-lo para poder marcar.

Há também o game da Roleta da sorte. Obviamente, você Roda a roleta, e precisará vencer o esporte que cair nela. No final, quem marcar mais pontos vence. E por fim, o Wild Card. É parecido com um jogo de cartas de mesa, onde a cada rodada um dos personagens joga uma carta. A diferença aqui é que após cada rodada, uma roleta sorteia um esporte que será praticado por todos.

Durante o jogo existem inúmeros prêmios para colecionar. Medalhas, Emblemas, e uma Trivia, que é como se fosse uma enciclopédia dos jogos olímpicos de Inverno. Você também pode adquirir sucesso e destravar os “Dreams Events”, que são esportes além de sua imaginação.

Devo confessar, que, por se tratar de um game voltado às olimpíadas, senti falta de um modo completo que realmente lembre os jogos olímpicos de Inverno. Podia haver um modo mais competitivo, onde você criasse um time e encarasse todos os esportes olímpicos, como no torneio real.

veredicto

Mario & Sonic At The Olympic Winter Games pode ser bem apreciado em seu modo Adventure Tour. Mas se quiser um game para se sentir realmente nos jogos olímpicos de Inverno, eu não o recomendo.

pros

– Gráficos bons pro DS.
– Modo Adventure completo.
– Boa quantia de esportes.

contras

– Você não se sente nas olimpíadas.
– Esportes um tanto enjoativos depois de um tempo.
– Baixo replay.

alex_s&m_30.04.10-6

Relacionados: , , ,

Autor: Alexandre h

Compartilhar
  • garoa

    Ao invés de fazerem um game peba desses, podia fazer algo como Super Smash Bros Mario vs Sonic Edition… revivendo as 16-bit wars! 😀

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia