ad

O enterro do Internet Explorer 6 será em março

Por Mari-Jô Zilveti

A notícia da morte do navegador da Microsoft já foi anunciada e repetida ad nauseam em 2009 e no início deste ano. Ontem, porém, estipulo-se, pelo menos, o mês. Quanto à precisão da data, há controvésias. Há quem diga que será no primeiro de março. Ou dia 6. Outras fontes profetizam para os dias 7 e 13. Atenção não é uma sexta-feira, ok?

 IE6_funeral

De blague ou não, foi criado um site para o funeral, o IE6funeral.com e quem quiser participar ou não prenteder dar o ar das graças,  gentilmente está convidado a dar um RSVP, programado para o dia 7. A brincadeira, de bom ou mal gosto, vem da Aten Design Group, e cabe ao interessado prestar suas condolências se quiser deixar alguma marca. Vale lembrar que o IE6 já gerou filho e neto, respectivamente, o Internet Explorer 7 e o Internet Explorer 8.

_youtube_old_browser_message_175292_en

No dia 13 será a vez de o YouTube fechar as portas para o moribundo IE6. A mensagem pode gerar leituras sutis. Tudo depende do ângulo de quem a lê. Quem tiver o IE6 e quiser abrir um vídeo nesse portal será convidado a atualizar o seu navegador. Até aí, ok, principalmente para geeks, nerds e afins. Agora imagine a situação do usuário leigo, o comum, que não tem a menor ideia do que é versão. Isso mesmo, caro leitor, sua mãe, a minha, os avós e a maioria dos mortais apenas entram na internet. E pronto. Não tem discussão.

Não vamos esquecer das empresas que mantêm máquinas de antanho, em que os proprietários sentam em cima do dim dim, quando o administrador da rede ou do suporte faz uma simples menção a comprar mais memória para as máquinas da “firma” ou trocar versões de programas, mesmo que elas sejam gratuitas. Que atire a primeira pedra quem nunca ouviu o patrão ou diretor financeiro pronunciar a frase “Não é prioridade, todo mundo pode trabalhar bem com as máquinas que temos”.

Se você achar isso incrível, no sentido “não dá pra acreditar”, basta checar a presença do Internet Explorer 6. Aqui mesmo no Meio Bit foi postado um texto sobre outro assunto, cujo primeiro parágrafo apontava a pizza de quem é quem. Os dados são da netmarketshare: simplesmente, 20%.

A cruzada contra o IE6 foi vem sendo praticada desde o ano passado. Agora é a vez de outros órgãos se unirem para acabar com a dor de cabeça de produzir códigos para abrir sites para um navegador que já deveria ter saído dos computadores. O movimento dos “sem IE6”, “IE6 no more”, está no ar há meses e vem sendo propagado em todos os cantos, lembrando a todos que esse navegador surgiu em 2001.

A Microsoft, por outro lado, não se faz de rogada. Até discute se vale a pena ou não, mas oferece suporte bonitinho para o seu vetusto navegador, o IE6.

Ok, crédito para os desenvolvedores que não aguentam mais ter de trabalhar dobrado ou triplicado para que um site abra no tal navegador. Outro dia ouvi uma hístória no mínimo curiosa. Um sujeito de uma agência trabalhava em uma equipe responsável para fazer o site de Queen Latifah. Por pesquisas, descobriu-se que grande parte do público que acessava informações sobre essa artista usava o Internet Explorer 5, lançado em 1999. Isso mesmo. Dá para pensar que nos EUA há milhares de pessoas que ainda têm máquinas em casa com chips de antanho? E bota velhice e falta de grana nisso.

Fonte: http://blogs.westword.com/latestword/2010/02/internet_explorer_6_is_dead_–.php

Autor: zilveti

Compartilhar
  • gutokiske

    Não vejo a hora do IE ser exterminado do MAPA, só me da dor de cabeça com suporte!

    • rafonsb

      [quote=gutokiske]

      Não vejo a hora do IE ser exterminado do MAPA, só me da dor de cabeça com suporte!

      [/quote]

       

      tudo devia ser  código aberto

  • Taczbr

    Já vai tarde…

     

    “Prizes will be awarded for the best IE6 memory & the best dressed!”

    Prevejo raposas assassinas no recinto.

  • Quero ver ele ser enterrado ao lado do túmulo do Clipezinho do Word!  😛

    • gutokiske

      Clipizinho do Word foi boa, só atazanava!!!

  • omine

    nao tenho problemas com IE6..
    comecei desenvolvendo sites desde o IE4 sei como é a dor de cabeça referente às incompatibilidades entre os browsers, por isso, evito fazer firulas que obviamente vão gerar conflitos.

    os sites e sistemas que mantenho atualmente são atualizados e são acessíveis desde o IE5.5
    o publico que acessa é muito grande e praticamente 99,99% são leigos.
    o importante para mim é ter o site funcionando no PC da sogra, do avô, da dona de casa, porque são esses que fazem compras pelo site e geram 99,99% da receita.

    o IE6 vai acabando com o tempo… mas depende muito da plataforma e hardware que o usuario utiliza..

    tente instalar a versão mais recente, o IE8 num PC com “Pentim  II MMX 300mhz” sob windows 98… 
    são muitos usuarios com PCs nesse nivel, até mesmo corporações.

    certa vez, em 2004, visitei um prédio da Panasonic e pensei naquele dia “puxa que legal, deve ter tudo do mais moderno”.. de fato, o prédio era super moderno.. mas na maioria dos setores, cada um com mais de 100 PCs, todos estavam usando “windows 95”.. nem o flash player nao rodava..
    O gerente explicou que pra empresa, o custo é muito alto pra trocar as maquinas, sistema operacional, etc… e o uso que faziam das maquinas naquele momento nao necessitava de upgrades e tinham previsão de manter aquilo por no máximo 10 anos.

    os geeks, trools, micreiros ou seja lá o que for, não conseguem enxergar isso.
    há um publico muito grande que estão expulsando de seus sites sem analisar direito.

    A campanha de incentivo ao desuso do IE6 é válida, mas não deve ser feita por qualquer um. No youtube, por exemplo, acredito que pode ser feito pois possui um publico com hardaware suficiente para um update de browser e obviamente, os majooritários da empresa analisaram todos os riscos e benefícios. 
    Mas para sites como o Amazon ou ebay, por exemplo, é mnuito ariscado fazer algo assim, pois correriam risco de perder em torno de 10 ~20% dos clientes $$$. Mesmo que a perda seja “temporária”, imagine o que é perder “20%” de faturamento mensal num negócio que movimenta milhões de dólares/mês

    • luctimm

      É verdade. Sou analista de rede, e o parque aqui da empresa ainda tá cheio de Windows 2000, fora os fantasmas que de vez em quando a gente ainda acha (Windows 98 e o highlander Windows NT4).

      • hamacker

        Pois é, a MS gosta de vincular uma tecnologia a outra.

        Morre o IE6, e máquinas com Win2000 páram de fazer atualizações porque o Windows Update requer no minimo o IE6_SP1.

        Quando voce olha, diz “Puxa vocês ainda tem Win2000?”. Pô, temos  1 banco aqui – de renome internacional – , que a folha de pagamento tem de ser enviada usando o IE6+ActiveX, modo de compatibilidade do IE8 foi insuficiente. Se bancos são assim, imagina nós, pequenos admins.

        No desktop, a migração é quase indolor quando comparada a estrutura de uma empresa, onde a troca dum banco de dados requer um monte de planejamento.

        Depois dizem que o Windows é fácil.

        Comparado os Linuxes que temos aqui, o Windows é o sistema mais complexo. Ainda bem, que com a virtualização as coisas estão simplificando.

    • davidkwast

      É, com certeza a Amazon e outros sites já sabem o quanto usuários com o IE6 os fazem lucrar. Quando o lucro for menor que o custo para manter tudo funcionando só para o IE6, eles podem matá-lo também.

      • omine

        exatamente!  inclusive é o método que utilizo nos sistemas e sites que mantenho.
        não vou citar nomes ou numeros financeiros de clientes que atendo, por questões de privacidade, mas alguns desses clientes movimentam uma quantidade financeira muito grande e o publico.. posso dizer que é 100% leigo.

        utilizando os paineis de estatísticas (atualmente utilizo o google analitycs), analiso constantemente a movimentação de browsers.

        IE, somando todas as versões atinge 86 ~ 92% dos clientes.
        IE6, 20% do total de browsers.

        IE6 sob windows XP-> 15%
        IE6 sob windows 98-> 5%

        IE5, atingiu no ano passado, 0,1%, por isso, desde o ano passado eu deixei de me preocupar com clientes que utilizam IE5.

        não adianta “forçar a barra”, a menos que vc seja um deus com poderes para mudar o cenário do mundo num piscar de olhos.

        A realidade existe e está aí.. Alguns aceitam outros distorcem.

  • Ioca100

    É por essas e outras que o XP ainda tem muito chão pela frente.

  • Sinceramente?

    Tá certo sim e se os sites colocassem opções faceis e leves de baixarem (firefox? Opera? Crome?) não daria problemas

  • Adios.

  • samrom

    Alguém já avisou os usuários?

    O IE60 só é ruim, pois foi descontinuado…

    E fica dificil mantê-lo mesmo, durma em paz…;)

     Promoção da obsolência.

    • PauloFreitas

      O IE60 só é ruim, pois foi descontinuado…

      Não, não, não. O IE6 é ruim em qualquer quesito. 🙂

      • gutokiske

        Concordo, o IE 6 tem muita vulnerabilidade, trava fácil, é “bugado”, enfim, a anos utilizo Firefox, e agora o Chrome também, não tenho do que reclamar!

  • Não consigo digerir muito bem essa ânsia do “novo pelo novo” que acompanha as atualizações de software e hardware. Tomo como exemplo softwares gráficos como o Corel, que desde a sua versão 7 não teve nenhuma atualização relevante que justificasse o upgrade. Ou softwares que trocaram tão abruptamente de conceito que a versão nova não faz mais sentido aos desenvolvedores, mas a antiga sim.

    Dá trabalho desenvolver inovações pensadas em plataformas antiquadas? Sim, dá. Mas empurrar goela abaixo do usuário – que neste caso, é também o CLIENTE – me parece uma típica de quem está mais preocupado em COMO fazer o serviço do que em QUAL o serviço que deve ser feito.

    • A. Percy

      Vou te responder isso com uma analogia, adoro elas.

      Eu tenho um fusca e gosto dele pra caramba, faço parte de um grupo de preservação. Mas eu sei que ele é limitado em relação aos avanços dos automóveis atuais.

      Por exemplo, no quesito segurança, em um acidente vou ter mais chances de sofrer traumas que alguem em mesma situação num pálio. Andar a mais de 100km/h é um fator de risco para mim, que não é para o proprietário do pálio. Agora em relação aos navegadores, qual a probabilidade de ser vítima de um ataque que explore a segurança do navegador utilizando uma versão mais nova?

      Ah, eu quero colocar um DVD no carro, mas como um dínamo vai trabalhar a carga da bateria com farois ligados e rolando o DVD? Dá pra fazer, coloca um alternador. Consegue enxergar o fator “passo extra” pra colocar um DVD no fusca? Sobre o IE6, até quando o navegador vai suportar novas funcionalidades?

      Tenho que levar meu carro pra lavar. Pense no pobre coitado que tem que lavar e encerar cada um dos cromados e detalhes do meu fusca. E muito cuidado com os adesivos dos encontros que participei, pois posso degolar ele num ataque de fúria se algo não estiver mais ali. Fora o tempo que se perde lavando um fusca, que chega a quase o dobro do tempo levado num pálio. É o caso do pobre web designer que poderia ter o trabalho facilitado por uma série de extensões que infelizmente não são suportadas no amado navegador velho.

      Eu sou um saudosista que roda com um fusca que eventualmente puxa um trailer para campings. Mas isso é um problema somente meu, eu escolhi. Mas não é a mesma questão em relação ao pessoal que se acomoda e não atualiza o navegador ou o antivirus. As vezes a gente quer o desempenho e conforto de um civic num fusca, então você acaba encontrando bizarrices como aqueles fuscas com frente de gol ou lanternas de celta ou os dois.

      É por isso que fusca é para nós, os colecionadores, o mesmo tipo de saudosista que mantem uma maquina virtual com windows 3.1 pra lembrar os velhos tempos. Ou um TK80. E só.

      • mano_lima

        O problema com a sua analogia é a estrada.

        O IE6 pode ser um fusca, mas quem o usa tem um computador que é um conjuntos de vielas se comparado com os modernos. O IE6, por ser um fusca, roda tranquilamente pelas ruazinhas do PC antigo que o usuário tem. Agora, você colocaria a Scania Firefox para rodar nos mesmos becos? Garante que ela não vai trancar a rua e bloquear todo o trânsito?

        Se você não consegue garantir isso para o cliente, então trate de convencê-lo de que ele precisa mudar toda infra-estrutura da cidade para se livrar do fusca porque não tem mais mecânico interessado em atendê-lo.

      • nomadismocelular

        Eu adoro fuscas. Pena que são objeto de roubo. Teria um se pudesse. Melhor, teria dois: um antigo e um novo. Para lembrar dos velhos tempos: aqui em casa começamos com um HotBit, em 1989.

         

        Abraços de zeros e uns,

         

        Mari-Jô Zilveti

      • hamacker

        Acho que sua analogia não é aplicável.

        Obsolencia no caso do SO acontece pela falta de drivers e a falta de novos programas e não exatamente pela tecnologia empregada num kernel.

        As caracteristicas tecnicas de uma impressora matricial atual e de uma na geração do Win98 são as mesmas, mas a Epson decidiu deixar de atualizar o driver de alguns modelos por ocasião do lançamento do XP, tornando essas impressoras obsoletas no XP – para impressão em modo gráfico. Essa foi uma decisão mercadologica, fazer com que as pessoas trocassem de impressora.

        Como vê, essa é uma tática conhecida dos fabricantes, eles querem a obsolencia a qualquer custo. Mas, as empresas que usam o serviço, não.

      • Dentro dessa analogia, a troca “forçada” da versão do navegador seria como se os postos de gasolina se recusassem a abastecer fuscas, mesmo eles sendo ainda úteis – talvez não para rodovias, mas para os percursos menores dentro da periferia onde o usuário vive. E são raro os mecânicos que se recusariam a atender um carro velho.

      • Olha, mandou bem na analogia! hahaha

        • hamacker

          unabe.

  • Essa coisa só vai morrer em definitivo, ou quase isso, quando a Microsoft lançar um CD com o Windows XP SP4 com o IE[coloque um número maior que 6] por padrão.

    • frafra

      Eu vivo dizendo isso pros meus colegas de trabalho. Um XP com SP4 e IE8.

      Aí é adeus mesmo.

      Windows 2000 tem poucos que usam, embora só recentemente o Linux tenha passado o número de usuários do Windows 2000. Com certeza a maioria em empresas.

      Opção para Windows 2000? Firefox.

    • hamacker

      Não dá.

      Todos os hotfixes (atualizacoes posteriores ao ultimo service pack) da microsoft podem ser integrados ao CD original do Windows. Assim se voce comprou o WINXP com o SP2, pode compilar um novo CD do WINXP com o ultimo SP e todos os hotfixes, assim o instalador não muda e fica a cargo do Admin fazer um CD do Windows mais atualizado. Só que no caso do IE e do DotNet, simplesmente não dá. Esses produtos foram feitos para serem instalados e nao integrados.

      Um XP com IE8 demandaria mudar o instalador, o que seria impraticável para a MS.

  • para mim já vai tarde isso… quem tem xp que atualize mesmo

  • Talvez assim as empresas se interessem em atualizar seus windows XP, haja paciência pra atualizar no braço cada IE6 de cada usuário manualmente.

  • O problema é que ninguém se dá ao trabalho de explicar para o usuário o que é um browser e por que ele deve atualizá-lo. Enquanto não houver uma conscientização do usuário leigo, explicando para ele que aquela coisa com um campo em cima não é “a internet” e sim o browser, o IE6 não vai morrer.

    Mas ele precisa. A internet precisa evoluir e deixar pra trás as limitações idiotas impostas por um browser que já tem 9 anos.

  • Fabianin

    Me recuso a acreditar q alguém ainda use isso

  • Diavolul

    o grande problema pra mim não são nem os usuários comuns, a esses se for dado uma janela como a do youtube que a Mary postou, o cara vai lá, clica e o resto é aquilo de sempre, ‘next’, ‘next’, ‘next’. Quem consegue instalar um msn da vida ou fazer um perfil no orkut não vai ter tanta dificuldade em atualizar o navegador.

    O nó górdio da coisa são as corporações, e eu falo com conhecimento de causa porque trabalho em um grande órgão público com atuação no país inteiro em todos os estados da federação e o padrão aqui é XP com IE6. Como eu sou amigo do técnico de informática ele pôs pra mim o Firefox 3.5 e atualizou o IE para a versão 7 mas ele me avisou que no dia que fizerem auditoria nas máquinas ele vai ter que reverter os upgrades. Às corporações não interessa nada que não gere resultados imediatos e atualizar navegador não é o tipo de coisa que vá gerar reflexos no resultado da empresa. Se a MS continua oferecendo suporte ao IE6, então aí que lascou mesmo, não vão nem se coçar pra mudar qq coisa, vamos todos de IE6 e toca o bonde…

    Outro nicho onde o 6 prospera é nas máquinas com windows pirata nas quais não há atualizações por medo de serem pegos pelo programa de detecção de cópias piratas que é instalado via windows update (wga). Essas máquinas, além de serem o paraíso de virus, trojans, worms, botnets, malwares e congêneres, ainda roda programas obsoletos sem chance de atualização em parte por culpa da própria política da MS.

    Então, caso um dia se chegue um consenso de que é realmente preciso extirpar o IE6 da face da terra e caso a MS faça parte desse consenso, teria que se seguir 3 caminhos:

    Primeiro, algumas atitudes como a do Youtube, direcionando o usuário à atualização do navegador.

    Segundo, a MS cortar o suporte do IE6 de forma gradual para ir forçando as corporações a migrar para outras soluções, como o 7 ou o 8.

    Terceiro, a MS desistir de tentar pegar cópias ilegais via windows update para não inibir a atualização das máquinas com SO pirata.

    Ou seja, como na prática só a primeira medida está sendo tomada e de modo bem tímido, então regozijai-vos, irmãos, o IE6 será eterno. 😀

    • Sou funcionário público e o que você disse se enquadra bem à situação em que trabalho! As máquinas são antigas e a combinação xP + IE6 é padrão. Tentaram colocar Ubuntu em algumas máquinas lentas, mas aí chegava um maioral e mandava colocar Windows XP, lá não tem jeito!

  • juliocesar757

    Para os programadores a morte do ie6 ainda não é a solução de tudo.

    O ie7 é porcamente uma ‘melhoria’ do ie6. Só mesmo no ie8 que houve uma melhora nos padrões da W3C. 

    Raciocine comigo: somente no ie8 (2009) que você se sente seguro em fazer um site que, ficou legal no Firefox, Chrome, Opera, Safari, etc,. vai ficar legal no ie8.

     

  • Os leigos estão ficando bons e a necessidade faz o ato (?), e clicar num link para atualizar o browser é moleza pra eles.. já pras empresas vai ser meio custoso mesmo, custoso pro estagiário de TI 😛

  • Entendam uma coisa: Bons costumes começam em casa.

    Youtube e afins parando de funcionar bem no IE6 vão forçar a galera a atualizar o Browser (para o pânico do sobrinho-que-entende-de-computador) para poderem navegar no Orkut.

    Com Browsers atualizados, os acessos com IE6 vão cair.

    Isso vai refletir no ambiênte empresarial, uma vez que o público deles acessam pelo browser novo. O efeito dominó vai fazer o resto do trabalho com o tempo.

    O IE6 tá firme e forte pois existe a zona de conforto. Quem instala um Windows XP purão, vem o Messenger padrão (não o Live) a primeira coisa que a galera faz é atualizar para o Live e instalar o “Plus”. Eles vão saber atualizar o browser com o tempo 😉

    Tire a zona de conforto, as salsinhas se mechem. Ponto.

  • Diavolul

    [quote]Isso vai refletir no ambiênte empresarial, uma vez que o público deles acessam pelo browser novo. O efeito dominó vai fazer o resto do trabalho com o tempo.[/quote]

    Não, quem tem que entender é você. O grande uso do IE6 está nas máquinas corporativas. Se até hoje o uso doméstico de navegadores mais modernos não conseguiu influenciar decisões gerenciais no sentido de se atualizar navegadores em uso corporativo, o que te leva a crer que a partir de agora seria diferente?

    E o que te leva a crer que mimimi de funcionário vai fazer o chefe se mexer para atender a demanda por um navegador mais moderno? Bullshit.

    Empresas de forma geral defecam e caminham pra mimimi de funcionário, o que determina as tomadas de decisões é o bom e velho lucro ou a ausencia dele. No dia que o suporte para acessar a internet ficar custoso e/ou inviável porque a MS cortou o suporte, aí eles vão se mexer. Com ‘x’.

    abcs

    • [quote=Diavolul]Se até hoje o uso doméstico de navegadores mais modernos não conseguiu influenciar decisões gerenciais no sentido de se atualizar navegadores em uso corporativo, o que te leva a crer que a partir de agora seria diferente?[/quote]

      Demanda. A quantiade de sites que exigem navegadores atualizados está crescendo.

      E no geral, as empresas que você cita bloqueiam sites mesmo, então que diferença faz o navegador se no fim das contas é tudo bloqueado mesmo…?

      • Diavolul

        Ora bolas, se a quantidade de sites que demandam navegadores mais atuais fosse tão grande não haveria tanta grita pela desativação do IE6.

        E acho que vc não leu o que a Mari-Jô escreveu a respeito dos navegadores utilizados pelos usuários do meiobit. 20% deles usam IE6, obviamete acessando do trabalho, então essa sua afirmação não é muito procedente…

        abcs

        • Eu passo pelo mesmo problema – empresa com máquinas XP com IE6 por padrão, só que com FF liberado – e vejo que o motivo da manutenção do IE6 é outro: sistemas intranet legados por serem projetados exclusivamente para o mardito. Muitos dos nossos sistemas não rodam de maneira aceitável no FF por serem projetados para as especificidades do IE6, então entre atualizar os vários sistemas web existentes e o parque de máquinas ou manter tudo como está… é fácil imaginar a resposta. Esse é o calo que vejo nas empresas de maior porte: pra quê investir tempo das equipes de desenvolvimento em conversão de aplicativos se eles estão funcionando? Essa é a lógica deles.

          Como posso atualizar o FF, nem me incomodo muito 😉

        • Não é grande mas está crescendo. As tecnologias Web estão evoluindo cada vez mais, mas não podem ser aproveitadas se usadas em um navegador ultrapassado como o IE6. Posso te garantir que muitos Web Developers estão querendo usar as novas ferramentas mas não podem por causa do IE.

          Sim, 20% usam IE6. Há uns 2 anos era 30 ou 40%, está decaindo. Also, “obviamento acessando do trabalho”? Says who? Tem um campo nas estatísticas dizendo se é de casa ou do trabalho?

          abcs

          • Diavolul

            ha, e voce acredita que o leitor médio do Meiobit acessa de casa o MB usando o lindo e formoso IE6??? Se voce acredita nisso, então Troféu Joinha pra voce.

            abcs

          • Acredito. Pelo menos não é “óbvio” que todos acessam do trabalho como você falou.

            Pode ficar com o troféu.

        • nomadismocelular

          Acabo de vir da rua e presenciei ao vivo e em cores um navegador IE6. Explico: tive de ir a uma livraria no centro da cidade, ou quase, na verdade, em frente à universidade Mackenzie, para comprar livros de inglês para minha filha mais velha. Lá eles davam 20% de desconto. Eis que me lembrei de que ela também precisava de um dicionário. Não tinha o nome na cabeça e pedi ao vendedor que entrasse no site do colégio. Detalhe, meu celular havia arriado, pois a bateria do Galaxy Samsung não aguenta uma hora com qualquer programa de gps ligado, que tenho testado para escrever aqui para vocês no MeioBit. Noves fora, o site da escola das crianças entrava todo torto, parecia algo estrambótico. O vendedor quase me matou com seus olhos fulminantes, quando lhe pedi para abrir o site. Eu lhe havia dito que digitasse o nome do site sem www, afinal, não é assim que funciona nos navegadores mais novos? Nada.

          Daí meti a mão sem pestanejar no mouse. E fui lá conferir a versão do famoso IE. Isso mesmo, caríssimos, o finado IE6 persiste e persistirá. Por que raios uma livraria que somente trabalha com livros de idiomas vai trocar sua máquina? Nunquinha. Eles nem podem, teoricamente, entrar em vídeos no YouTube. O gerente deve proibir e ficar de olho.

          Ah, Diavolul, uma lembrança: os 20% de internautas que acessam a rede via IE6 não são necessariamente do MeioBit. Esse número eu tirei de um instituto de pesquisas, o netshare.

          Abraços de zeros e uns e morte para esse vetusto navegador,

          Mari-Jô Zilveti

           

  • Por favor, o que é Internet Explorer, IE6 …?

  • leocavadas

    Já vai tarde, isto estimulará milhares de americanos a fazer upgrade….bom para a indústria (deles) e talvez com com a sobre de produção barateiem a exportação (doce ilusão). :jawdrop: (12)

  • Para quem acha que está preso ao IE6 por que está usando um hardware antigo que não tem memoria suficiente para rodar navegadores modernos existe o K-Meleon, que usa o mesmo engine do firefox 2, mas usa o API do windows assim como o IE, o footprint dele na memoria RAM é apenas 6MB. Inclusive é bem mais rápido que o IE6 e funciona até no windows 95 e windows NT 4.0.

    • O problema de convencer este povo a usar este navegador é o mesmo que dizer a um amante de Ferrari que Lamborghini anda igual e é mais barata. Quando você dissemina no senso comum o uso e a conveniência de tal ferramente, fazer outra curva de adaptação é extremamente custosa, pois mexe com a zona de conforto das pessoas.

  • lippe

    Só quero ver aquelas empresas que pagaram muito por sistemas web que rodam no IE6.

  • matheus_tux

    O mais triste eh saber que aplicacoes corporativas soh funcionam com essa joca

  • IE6 no more kkkk:P

  • Pescador7

    Cadê aquela foto-resposta “Burn in hell you won’t be missed”?  😛

  • Rayane

    Concordo plenamente que o IE6 já teve seus tempos de glória, é ruim, e que deve descansar em paz, e blábláblá… A versão que mais vejo por aí é essa. Falta muuuito pra essa morte chegar de verdade.

  • Jonas Klinger

    Não se muda o que está dando certo. Se o IE6 funciona bem para alguns, não há porque mudar. Tenho e uso o PSP7 (já está no 12) que faz o que preciso e muito bem. O net da Asus vem com XP mas com IE8. Não obstante uso o Firefox para download e o Chrome para andar pela internet.

    Nota: Antes que me ofendam, especialmente o diabólico diabovul, o texto fala do meu gosto e não de uma sugestão.

  • danny_pingo

    Internet Explorer 6…7…8…X?

    O que é isso?, deve ser algum novo provedor de internet via rádio.

    Abraços.

     

    • ThiagoTietze

      As said before…

      The new ROSANO444 is comming!

      Run to the Hills!

  • Brunken

    As empresas não vao trocar seus IE6 para o moderno Firefox, IE8 ..

    Peão tem que trabalhar, não acessar a internet. Com que propósito fazer o upgrade se o argumento é “Vamos atualizar o nosso navegador e os computadores para acessar o YouTube melhor”

    Se o sistema da empresa roda em IE6, não vai mudar e pronto.

  • shimatai

    As Casas Bahia usam o Mozilla (não o Firefox, o Mozilla arcáico), versão de 1900 e alguma coisa. Se vc reparar, os vendedores acessam o site pelo Linux e usam o Mozilla velhão. OK, eles só podem acessar o site das Casas Bahia, mas dá penas do pessoal que tem que manter o site deles.

    • hamacker

      Bem, mas alí é o que chamamos de quiosque.

      É uma situação bastante diferente.

      É como criticar os ATM de bancos por usarem OS2, MSDOS ou VirtuOS.

      • shimatai

        Sem dúvida, mas manter uma versão antiga (que provavelmente remete a um OS/Linux versão muito antiga) só confirma a velha atitude do mercado: “se está funcionando, não mexa”.

  • Fritche

    Fico feliz já que aqui na empresa em projetos recentes e grandes os clientes abriram mão do maldito. Até pq fica fácil quando os usuários começam a se acostumar com alguns frus frus da Web 2.0 e querem em seu site, quando eles descobrem que demora mais e fica mais caro fazer compátivel com o IE6 estes desistem.

     

    Mas o bicho que ta demorando pra se ir embora, mas sei, é triste, em orgãos públicos principalmente. Até pq imagina quantas instalações seriam necessárias para uma atualização de software nos computadores do INSS por exemplo?

  • Jason Manchest

    A maioria das empresas não precisam necessáriamente mudar o browser, mas se quiserem um sistema ou mesmo site mais sofisticados para que rode no IE6 ai triplico o custo do serviço e digo que para um sistema que rode no google chromer ou mesmo firefox o preço será bem melhor.

    De qualquer forma saio ganhando do mesmo jeito.

  • thE Masterkey Blaster

    alguém reparou que o Chrome é o único que não tem a versão estampada na imagem do youtube?

    __ <- Isto é uma linha com sérias restrições orçamentárias! =]

  • Joao Lima

    Nada contra a atitude, mas acho que a cruzada contra o IE6 é basicamente um ato de terrorismo contra os leigos, deixem que enterrem ele por si só não forcem a barra bloqueando acessos.

    • shimatai

      Um ditado que aprendi no exército: “Só a violência gera a compreensão!”.

      Se não for violento com os usuários leigos, forçando-os a atualizar o navegador, eles nunca o farão por vontade própria, até porque eles não sabem que software possui uma coisa chamada “versão”.

  • Complicado. O problema é, quem manteve o IE6 vivo até hoje, são os únicos que podem eliminá-lo. Fazer o que…

    Tomás
    http://www.tomasvasquez.com.br/blog

  • Pingback: pixeladas aleatórias .... A morte dos sites()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis