EUA quer acesso a cinco anos de histórico em redes sociais de todos que solicitarem visto

Em 2016, ainda na administração Obama o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos aprovou uma proposta autorizando os órgãos de imigração norte-americanos a vasculhar as redes sociais dos interessados em tirar visto para entrar no país. Primeiramente a medida visava apenas alguns perfis de viajantes, mas agora o governo norte-americano prepara-se para estender as exigências a todo mundo que quiser entrar, e os candidatos poderão ter que fornecer até cinco anos de histórico de suas presenças online.

As novas regras, apresentadas em documentos publicados pelo Departamento de Estado dos EUA na última sexta-feira (30) determinam que todos os interessados em tirar visto e entrar no país, sejam imigrantes ou visitantes, independente do motivo da viagem deverão fornecer os nomes de todas as redes sociais que utilizam de cinco anos para trás, bem como endereços atuais e antigos de e-mail e números de telefone que usam e/ou usaram no período. O documento menciona também o fornecimento opcional (em teoria) de redes sociais não mencionadas na lista pré-determinada do departamento de imigração, bem como dados relativos a status de deportações ou se algum membro da família já esteve envolvido com atividades terroristas.

Segundo os cálculos do Departamento de Estado, as novas regras deverão afetar cerca de 710 mil solicitantes de vistos de imigração e 14 milhões de não-imigrantes, que viajam para os EUA em situações de turismo, trabalho ou estudos. Apenas certos portadores de vistos oficiais e diplomáticos seriam liberados, embora o órgão afirme que mesmo esses deverão ser submetidos ao escrutínio; apenas “a maioria” não deverá ser rotineiramente solicitada a entregar seus dados.

A mudança não é instantânea no entanto: ela será submetida a consulta pública por 60 dias contados a partir de 30/03 e depois será avaliada pelo escritório de Gestão e Orçamento da Casa Branca, que dará ou não o aval para a sanção. De qualquer forma, a iniciativa está gerando inúmeras críticas pelo procedimento intencional de dificultar ao máximo a emissão de vistos para os EUA, como forma de burocratizar e desestimular os processos legais de imigração, contratação de profissionais estrangeiros e programas de intercâmbio (visto que o DACA está para ser exterminado), ao mesmo tempo que estende a dificuldade para vistos turísticos como forma de evitar a entrada de imigrantes ilegais, tudo sob o pretexto do combate ao terror.

De qualquer forma, viajar para os EUA pode se tornar um processo bem mais complicado no futuro.

Fontes: AP, CNN e Engadget.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples