Tencent, a grande parceira de quem deseja lançar games na China

lego-marvel

A Tencent é hoje a décima maior companhia no planeta no geral, uma gigante que estende seus tentáculos para os mais diversos setores, de telefonia e internet a coleta de dados e vigilância, e sem muita surpresa também possui uma forte presença no mercado de games. Também pudera, ela é efetivamente a maior empresa do mercado e conta com duas vezes mais receita que a segunda colocada, a Sony e não só é dona da Riot (League of Legends) como detém ações de empresas como Supercell (Clash Royale: por possuir 84,3% das ações, a Tencent é a controladora da empresa) Frontier (Elite: Dangerous), Glu Mobile, Robot Entertainment (Orcs Must Die!), Epic Games e outras. E estava até pouco tempo atrás em vias de comprar a Rovio.

Os motivos para a Tencent ter se tornado a gigante que é são vários, e um deles é o apoio irrestrito do governo chinês: sendo o mercado um tanto protecionista, ele privilegia enormemente ela e outras companhias locais, tal como sua rival direta Alibaba, e um dos métodos são as regras para a instalação de empresas estrangeiras, que para lançar seus produtos no país devem fechar acordos localmente ou nada feito. Claro que há exceções: mastodontes como Apple, Google e Microsoft gozam de certos privilégios que a Embraer por exemplo não teve, mas divago.

Isso se estende para desenvolvedoras de games da mesma forma: a Blizzard, de modo a lançar Overwatch e World of Warcraft no País do Meio teve que assinar um contrato com a local NetEase, a mesma que garantiu um acordo com a Niantic e The Pokémon Company para viabilizar o lançamento de Pokémon GO; a Tencent conseguiu clientes igualmente suculentos, a Ubisoft e a LEGO.

skyward

Skyward, da Ketchapp (propriedade da Ubisoft) foi acusado de ser uma cópia de Monument Valley; tirem suas próprias conclusões

Ambas as companhias visam estender o alcance de seus produtos na China especificamente em conteúdo mobile, e a Ubisoft a fará através da desenvolvedora subsidiária KetchApp; esta, adquirida em 2016 é responsável pelos títulos Skyward, Hoverdoard Rider e 2048, e segundo consta possui um histórico de copiar ideias alheias mas de qualquer forma, estes e outros títulos serão disponibilizados para os chineses através do app Weixin, o equivalente local do WeChat. Com 980 milhões de usuários mensais, é seguro dizer que a plataforma já possui um público cativo para o consumo de games.

E antes que alguém ache tal estratégia estranha, a Tencent vem tentando fechar uma parceria com o Snapchat para o mesmo fim: fornecer seus games dentro do app. E como ela possui 12% do Snap…

Já a LEGO, a maior fabricantes de brinquedos do mundo quer aproveitar o crescimento que experimentou no mercado local com produtos físicos em detrimento da queda no resto do mundo, mas experimentando o mercado mobile. A ideia é criar uma plataforma de vídeos dentro do ecossistema da Tencent, onde seus games licenciados serão distribuídos. O sistema seria seguro para crianças, permitindo o compartilhamento de conteúdo entre os usuários e é também uma maneira de expandir seu alcance no mercado de brinquedos local, avaliado em US$ 31 bilhões e bater de frente com Mattel e Hasbro.

De qualquer forma, a Tencent está não só permitindo que grandes companhias explorer o mercado de games mobile na China como aos poucos estuda meios para se expandir, pois é sabido que ela pretende assumir uma posição mais agressiva no ocidente. No fim ela é a mais privilegiada.

Fontes: Gamasutra e Reuters.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples