Rumor — CEO da LG ordenou que o G7 seja refeito do zero

lg-g6

O sucessor do LG G6 pode demorar um pouquinho mais para aparecer…

Não é segredo que a divisão mobile da LG, especificamente no que diz respeito a seus dispositivos premium não anda bem da bola. A aposta modular do G5 foi um erro (a Motorola/Lenovo usou o recurso da maneira correta, e nem estou falando do fato de apenas a versão capada ser lançada no Brasil) e o G6, embora interessante não vendeu o quanto a companhia sul-coreana esperava (pesa contra ele o hardware de 2016, ele conta com um Snapdragon 821 enquanto os concorrentes vinham com o 835), com esses insucessos somando-se aos 11 trimestres seguidos de prejuízo do setor.

A decisão tomada pela LG foi puxar o freio e se concentrar em smartphones de entrada e intermediários (como a linha Q), enquanto novos gadgets de ponta só dariam as caras “quando necessário”. Ainda que seja uma posição sensata é um movimento bastante ousado, mas agora de acordo com informes da imprensa local há um motivo um tanto sólido para tal: o CEO Jo Seong-jin teria ficado bastante insatisfeito com o até então recente projeto do LG G7, seu próximo flagship e teria de forma resoluta o descartado por completo, ordenando uma completa reformulação do dispositivo a partir do zero.

Isso significa que o G7, que até antes do anúncio de mudança de estratégia era esperado para a MWC 2018 vai atrasar ainda mais, podendo dar a caras somente bem mais tarde durante o ano de 2018; já a linha V, hoje representada pelo V30 pode nem ser atualizada tão logo, se os planos de não mais apresentar novos produtos anualmente se mantiverem.

lg-v30-plus

Apenas a linha V (na foto, o V30+) mantém hoje o padrão de qualidade esperado da LG, mas ela também passará por mudanças

Ao que tudo indica a LG não está conseguindo se encontrar no mercado de smartphones premium, principalmente por não se equiparar ao nível dos concorrentes e não apresenta inovações verdadeiramente significativas em design e funcionalidades (a bem da verdade isso é um problema geral, mas Apple e Samsung possuem departamentos de marketing decentes); decisões estratégicas desastradas, como não lançar a linha V globalmente e cobrar caro por hardware defasado ou capado em mercados emergentes também não ajudam em nada.

Eu defendo que a LG possui um excelente produto em mãos mas não é a linha G, e sim a V. Os V10, V20 e V30 trouxeram por três anos seguidos funcionalidades decentes e poder de fogo considerável, pecando apenas pela teimosia da companhia em vendê-lo apenas em mercados selecionados. O consumidor brasileiro, que gasta rios de dinheiro com um Galaxy Note8 poderia muito bem ser seduzido por um baita gadget com um DAC de 32 bits da Bang & Olufsen e uma estonteante câmera com abertura ƒ/1,6, ainda que ele provavelmente chegaria por aqui custando o mesmo tanto. Eu defendo que é melhor ter opções do que não ter mas como a LG não consegue perceber isso, ela própria tem culpa pela situação em que se encontra.

De qualquer forma, caso a ordem de jogar o G7 no lixo e recomeçar seu desenvolvimento do zero seja verdade a LG tem chance de enfim apresentar um smartphone realmente relevante, capaz de atrair o consumidor sem ter que se preocupar com Apple ou Samsung, já que dificilmente ela conseguirá alcançá-las.

Fonte: The Investor.

Relacionados: , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples