As 5 piores câmeras de 2009

Estamos na época em que os principais sites de equipamento, não só os de fotografia, começam a fazer suas listas de melhores de 2009. Conheço uns três sites importantes na fotografia que merecem ser ouvidos na hora de elencarem os melhores do ano que passou. Porém, o Digital Câmera HQ fez uma lista um pouco diferente do que estamos acostumados. O site elencou as 5 piores câmeras digitais compactas de 2009 e os motivos que levaram a escolha dos equipamentos para essa tão “alta” honraria. Alguns modelos realmente me assustaram ao estarem presentes na lista. Mas, é aquela velha história. Os fabricantes lançam o equipamento com uma lista de funcionalidades de encher os olhos e às vezes é só isso que ficamos sabendo da câmera. Ao que parece, a lista do Digital Câmera HQ foi embasada na experiência dos consumidores que enviaram depoimentos para o site. Veja abaixo um pequeno resumo dos comentários e os cinco modelos apontados.

Fuji Finepix J20 – lançada em agosto de 2008, a câmera é uma compacta automática de 10 megapixels. Segundo o site, que também aponta gravíssimos problemas com a qualidade de imagem do equipamento, o principal problema encontrado aqui é a extrema fragilidade no visor LCD do equipamento. Muitos usuários apontaram que ele se quebra facilmente após algum tempo de uso. Mesmo depois de substituído o equipamento não volta a funcionar 100%. Os editores apontam que a unidade que eles testaram não chegou a quebrar, mas comprovaram que a câmera é feita com material muito frágil. Como assim Fuji? E eu que defendo sempre vocês? Não pode mancar desse jeito.

Nikon Coolpix S220 – anunciada em fevereiro de 2009, é uma compacta automática com 10 megapixels de resolução máxima. Classificada como um pequeno pedaço de lixo, a melhor definição dos problemas principais da câmera é que ela tem uma imagem medíocre e desempenho lento. Isso não me surpreende. A Nikon nunca se deu muito bem com o desenvolvimento de câmera compactas. Mas, uma indicação dos redatores do texto mostra que ela é melhor das cinco indicadas a pior nesse ano;

Pentax Optio W80 – anunciada em agosto de 2009, a W80 é uma câmera robusta que foi desenhada para concorrer na categoria de câmeras que se dão bem em qualquer ambiente. A câmera é quase indestrutível, mas a qualidade de imagem é sofrível. Até nas melhores condições de iluminação as fotos mostram uma granulação horrível. Interessante notar que todas as câmeras desse tipo não se saem bem em qualidade de imagem. Será que existe alguma relação?

Kodak Easyshare C180 – câmera compacta de 10 megapixels que foi lançada esse ano no Brasil durante a Photo Image Brazil 2009. Aqui a coisa fica realmente feia. O Digital Câmera HQ aponta que a Kodak produz as piores câmeras do mercado e isso é o principal motivo para o constante prejuízo que a empresa vem acumulado. Ainda apontam que a C180 é a personificação de tudo que existe de ruim no mercado de câmeras fotográficas, com destaque para a péssima qualidade de imagem, a curta duração da bateria e a interface gráfica que parece ter sido feita em 2002.

Olympus FE 45 – compacta com 10 megapixels de resolução máxima e anunciada em janeiro de 2009, ela é classificada pelo site como um peso de papel muito caro. Essa foi apontada como a pior câmera do ano. Fatores que levaram a essa escolha foram o fato de ainda usar cartão de memória XD, a qualidade de imagem ruim e interface gráfica apontada como primitiva. Porém, o principal fator que levou a essa escolha foi a questão da durabilidade da bateria. Usuários do site garantiram que um par de baterias carregadas duravam em torno de 12 minutos. Para colocar isso em prova eles compraram uma câmera e fizeram o teste. No caso deles, e usando diferentes marcas de baterias, a média de durabilidade foi de 15 minutos. Isso é quase uma piada. Deve ser por isso que o modelo quase não é mais encontrado para venda no mercado americano.

A conclusão geral é que mesmo que você encontre esses equipamentos por um preço fantástico, é melhor não se arriscar e ficar se sentindo enganado depois.

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples