Rumor — Snapchat planeja levar as Stories para fora do app, sejam sites ou redes sociais

O Snapchat estaria preparando um novo recurso para recuperar o prestígio e alcance que perdeu nos últimos tempos: segundo informes a rede social/plataforma de mídia permitirá que os usuários compartilhem as Stories fora do aplicativo, de modo a aumentar sua presença na web e em outras redes.

Após recusar as ofertas de compra do Facebook (US$ 3 bilhões, em 2014) e Google (US$ 30 bilhões, em 2016) a Snap Inc. viu seu principal produto ser copiado à revelia por seus concorrentes, de uma maneira bastante similar ao que aconteceu com o finado Meerkat, o primeiro app de streaming de vídeo móvel simplificado. Da inserção das Stories nos feeds do Facebook, Instagram, WhatsApp, Messenger e YouTube ao Google Search chupar o recurso Dircover, entre coisas teve de tudo, e como consequência o Snapchat perdeu tração, o que fez a empresa perder muita grana: de US$ 30 bilhões no IPO hoje a Snap vale US$ 18 bilhões, mas chegou a cair para US$ 15 bilhões.

O Snapchat tenta como pode se manter nos trilhos, visto que adquiriu bastante força como uma plataforma de mídia e detém contratos gordos com grandes companhias (ainda que alguns produtos não tenham tido vida longa) mas são as Stories seu principal produto, pouca gente ainda o usa exclusivamente como uma ferramenta para mandar nudes que se autodestroem. Isso posto não faz sentido manter tal conteúdo atrelado ao app.

Segundo fontes a Snap está desenvolvendo um novo recurso chamado “Stories Everywhere”, que permitirá o compartilhamento das Stories como postagens independentes em qualquer lugar, podendo por exemplo ser embutidas em sites ou exibidas em outras redes sociais, principalmente vídeos de usuários premium e conteúdos da aba Discover, como suas atrações exclusivas. Cada postagem viria atrelada a um botão de download do app principal, de modo a atrair mais usuários. Essa jogada tem como principal objetivo recuperar os números da rede social, aumentando o engajamento para aumentar a visibilidade do Snapchat e consequentemente, recuperar o valor de mercado que a Snap perdeu.

Lembrando, tudo o dito aqui são rumores portanto é bom ficar com os dois pés atrás por enquanto; oficialmente a Snap não emitiu nenhum comunicado a respeito dessa suposta nova funcionalidade do Snapchat.

Uma coisa é certa: caso o Stories Everywhere seja real Mark Zuckerberg vai inevitavelmente barrar o compartilhamento da rival em suas redes, como outrora ele fez com o tsū (que sem muita surpresa, MÓR-REU e suas propriedades estão à venda).

Fonte: Cheddar via 9to5Mac.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

    Too little, too late?

    Sei não, acho que a ideia é até boa, mas não o suficiente pra salvar o Snapchat no longo prazo, com todo mundo “incorporando” recursos deles, logo ele se tornará só mais um no meio de vários grandes, e aí será inevitavelmente pisoteado.

    • Il Padrino

      Snap é o Opera da redes sociais

  • Il Padrino

    Nunca utilizei este aplicativo, mas admiro como a Snap é uma empresa ágil. Na prática é um embedded, mas estas pequenas mudanças de formato nas postagens tem uma consequência enorme em como os usuários passam a interagir com a rede e, consequente, para o desenvolvimento dela como produto. O concorrente direto do Snap é o Instagram, mas se funcionar poderá levar os conteúdos do Facebook para fora da rede (tal qual acontece hoje com os comentários). O que quebraria o formato único de ficar rolando a timeline e receber dopamina extra por isso

  • Teclado sem acento

    Sempre que tem noticia do Snap, vejo os tiozões que nem sabem usar o app falando sobre como eh inútil, simplesmente pq não eh tão utilizado aí Banania.

  • Aloisio

    Já era, Snapchat, é o fim.

  • Rodolfo Oliveira

    Snapchat é o novo Groupon, teve chance de ser comprado por bilhões mas decidiu tentar ser independente e se ferrou porque surgiram inúmeros clones. O YouTube teria tido o mesmo destino se não tivesse se vendido pro Google.

  • Marcelo Santos

    Eu utilizava. Desinstalei porque meus contatos nele silenciaram…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples