CCXP 2017 — Will Smith é o (óbvio) destaque do painel duplo da Netflix

O público da CCXP 2017 viu a Netflix dividir seu conteúdo em dois dias, de forma a cobrir mais tempo e destacar adequadamente seus conteúdos, em especial o filme Bright, estrelado por Will Smith e que foi a sensação do último dia do evento.

No sábado a Netflix começou seu painel com a heroína beberrona da Marvel, Jessica Jones. A primeira temporada da série foi bastante elogiada não apenas pelas autuações de Kristen Ritter e David Tennant, mas também pelo excelente roteiro que fez desta série um thriller psicológico bastante tenso.

Nasegunda temporada, Jessica terá que lidar não apenas com um novo caso ligado diretamente à origem de seus poderes mas também com as consequências de ter mandado Kilgrave para a cova: ela é vista agora como uma vigilante assassina, está chamando a atenção e isso é tudo o que uma detetive particular não precisa.

Na sequência foi exibido um vídeo com o ator Selton Mello como forma de promover a série O Mecanismo, a nova obra do diretor José Padilha que ainda não tem data de estreia; ela será livremente inspirada nas investigações da Operação Lava-Jato e trará o ator como um delegado aposentado da Polícia Federal.

O elenco ainda conta com Carol Abras, Enrique Diaz, Lee Taylor, Antonio Saboia, Jonathan Haagensen, Alessandra Colasanti, Leonardo Medeiros, Otto Jr. e Susana Ribeiro.

A seguir foi a vez de Altered Carbon. O painel vibrou com a presença dos atores Joel Kinnaman, Martha Higareda, Renee Elise Goldsberry, Dichen Lachman e Will Yun Lee, que falaram sobre o conceito da obra e das mudanças na adaptação que foram feitas para entregar um produto mais apelativo a todos, como por exemplo dar mais espaço às personagens femininas que no livro não aparecem tanto. É normal, considerando que a série precisa dar um retorno considerável para a Netflix cogitar adaptar os livros seguintes da Trilogia Takeshi Kovacs.

No fim foi exibido um novo teaser:

A série brasileira 3% também teve seu momento. Após uma boa recepção pelo público e a segunda temporada ter sido confirmada na última CCXP, pouco se ouviu falar sobre a quantas anda a produção.

Asatrizes Bianca Comparato e Vaneza Oliveire subiram ao palco para falar sobre suas personagens Michelle e Joana respectivamente, além de reforçar a ideia de que 3% é importante para o momento atual do Brasil por discutir questão da meritocracia.

Foi exibido um novo teaser de 15 segundos, mas de concreto apenas que a segunda temporada estreia em algum momento de 2018.

Sense8 foi a obra escolhida para fechar o sábado. A série, que foi sumariamente cancelada devido o alto custo e o baixo retorno (afinal a Netflix é uma empresa, não uma ONG) ganhou um episódio final como um mimo para os fãs, apenas para não deixar a história em aberto e fazer alguns trocados a mais, claro.

O episódio final estreia em algum momento de 2018, ainda sem data definida

Aí pulamos para o domingo, onde o destaque foi unicamente o filme Bright. A obra retina a parceria entre o diretor David Ayer e o ator Will Smith, iniciada em Esquadrão Suicida e conta uma história policial num mundo onde orcs, elfos e outras criaturas fantásticas convivem com os humanos, mas diferente dos contos de fadas há um rígido sistema de castas que separa as diversas espécies.

Smith, Ayer o ator Joel Edgerton estiveram presentes no palco e este interpreta no filme o primeiro orc a se tornar um policial, visto como um traidor por sua raça e uma ameaça pelos humanos.

Elesreforçaram que Bright é sobre tudo um filme sobre racismo e discriminação, sobre como uma espécie vê a outra ao invés de levar em conta as habilidades de cada um. Edgerton definiu o filme como uma mistura de O Senhor dos Anéis e Dia de Treinamento.

Anote na agenda:

  • Bright — 22 de dezembro;
  • Altered Carbon — 02 de fevereiro de 2018;
  • Jessica Jones, segunda temporada — 08 de março;
  • Sense8: Finale e 3%, segunda temporada — em 2018, ainda sem data.
Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Guilherme

    “(Jessica Jones) A primeira temporada da série foi bastante elogiada” …

    Estou em um universo alternativo?

    • Zalla

      foi sim…uma das poucas que teve um sucesso..pois a do punhos de ferrofoi chatíssima

      • Guilherme

        Eu ouvi foram bastante críticas. Talvez esperassem outro Demolidor.

      • Ivan

        meu deus punho de ferro foi uma bosta sem tamanho, cara que era pra ser um monge treinado tanto em mente quanto em corpo parece um retardado chorando querendo a empresa de volta…

        • Teclado sem acento

          Aquela serie me deu nos nervos. Puta heroi bosta, apanha de todo mundo, soh faz merda a temporada inteira, parece um moleque de 12 anos punheteiro, falha com absolutamente todo mundo que supostamente deveria ajudar. LIXO.

          Desses defensores, a melhor serie eh a do Demolidor seguido pelo Luke Cage, mais por causa dos viloes (Senhor do Crime e Cotton Mouth)

          • Gaius Baltar

            Rei do Crime

    • Russo

      Eu vi vários elogios, mas foram mais por causa do Kilgrave.

  • Carlos Frederico

    Oba, 3%!!!

  • Thiago

    Bright, Sense8 e 3% => Politicamente correto e mimimi – passo.

    Como dito anteriormente, a galera do mimimi não consome, por isso Sense8 afundou: o público em geral não quer engolir essas injeções de gênero e racismo (é só ver o filme que ganhou o Oscar em detrimento de tantos outros muito melhores só porque falava de racismo e comparar sua bilheteria).

    3% e Jessica Jones não conheço um que “elogiou bastante” a primeira temporada. O trailer desse último mesmo eu não consegui assistir até o fim (isso porque são 55 segundos). 3% eu honrosamente cheguei à metade do segundo episódio dessa novela brasileira da Globo embutida na Netflix.

    Toda minha fé recai sobre Altered Carbon.

    • Michel Ayres

      O cara com a imagem do White/Kira fala que não gosta do políticamente correto … LOL

      3% não entra nessa categoria, na minha opinião. Worth to watch.

      • Thiago

        Que eu saiba o Kira só matou bandidos e quem foi atrás dele posteriomente… Ahhh se eu tivesse um caderninho daquele… nosso congresso estaria limpo hahahahahah 😉

        Quanto ao 3%, é por isso que farão a segunda temporada, obviamente tem quem goste, mas não foi o meu caso nem de nenhum ‘seriéfilo’ (palavrinha nova rsrs) que conheço

      • Paul

        Politicamente correto(BLERRR!) e Kira realmente não combinam.

    • … Jessica Jones não conheço um que “elogiou bastante” a primeira temporada. 

      Agora conhece. A primeira temporada de JJ só perde pro DD.

      • Thiago

        Como dizem, gosto é que nem c%… Cada um tem o seu! rs

        Para pessoas como você que eles renovaram a série! Mas como eu disse, não conheço ninguém queteve o dom de assistir até o fim da temporada… Deve ser aquela questão de andarmos com pessoas com gostos parecidos com o nosso, né…

        • É, esse parece ser um mal bem comum na geração atual… kkkkk

  • Thiago Henrique

    nada sobre better call saul?

  • Julio Verner

    O dia de treinamento do anel… hahaha

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples