Rumor — Disney a um passo de comprar a 21st Century Fox, mas Comcast ainda não desistiu

zootopia-nick-wilde

Ao que parece tudo está caminhando para o Grand Finale: após um primeiro contato infrutífero a The Walt Disney Company e a 21st Century Fox teriam voltado a conversar sobre uma aquisição da quase totalidade da segunda pela primeira, e os indícios apontam para um anúncio oficial de negócio fechado entre as partes já na próxima semana por uma bolada: US$ 60 bilhões.

Só que a Comcast, bem como a Sony e a Verizon ainda teriam interesse em algumas propriedades e as cartas ainda não estariam todas sobre a mesa.

Vamos recapitular: Rupert Murdoch, o CEO da Fox está enfim se preparando para pendurar as chuteiras e passar o controle de seu império para seus filhos, afinal ele já está com 86 anos de idade. Só que Lachlan e James Murdoch, respectivamente co-presidente e diretor executivo da companhia não estariam interessados em manter um negócio tão grande, apenas em controlar os conteúdos relativos a notícias e esportes; dessa forma o plano é preservar o núcleo da News Corp., a saber os canais Fox Sports e Fox News e jornais como o The Wall Street Journal e o New York Post e vender todo o resto para quem puder pagar, e muito.

Os assets a serem negociados incluem ações em empresas como 73% da National Geographic e 30% do Hulu, o que é curioso: a Disney já controla outros 30% do serviço de streaming e caso o negócio seja fechado, ela se tornará sócio majoritário e controlador do principal rival da Netflix nos EUA; vale lembrar que quando a casa do Mickey cancelou o contrato de distribuição de conteúdo com a plataforma de Reed Hastings em prol da criação de um próprio, o CEO Bob Iger não mencionou uma palavra sobre o Hulu que mantém um acordo semelhante. Agora sabemos o motivo, visto que tais negociações não começaram ontem.

Claro, as propriedades que mais enchem os olhos dos nerds são os diretos para cinema que a Fox detém de personagens da Marvel, especificamente as marcas X-Men e Quarteto Fantástico. Caso o acordo seja concluído a Disney poderá finalmente reunir sob sua asa todos os heróis da editora e explorá-los em diversas mídias. Ao mesmo tempo franquias como Os Simpsons, Futurama, Family Guy, AlienPredador, Avatar (James Cameron já andou expressando suas preocupações a respeito desse negócio), Duro de MatarPlaneta dos MacacosA Era do GeloKingsman, Arquivo X e propriedades individuais como The OrvilleCosmos: A Spacetime OdysseyHow I Met Your Mother e várias outras também passariam a integrar o portfólio da Disney, que se tornaria o conglomerado de mídia mais poderoso do planeta.

avengers-x-men-ff-inhumans

Só que esse cargo hoje é ocupado pela Comcast, a gigante de telecomunicações que é dona da NBCUniversal, Dreamworks, E!, CNBC, The Weather Channel, a operadora Xfinity e várias outras divisões. Ela já havia no passado expressado a intenção dela própria adquirir as propriedades postas à venda pela Fox, e segundo do The Wall Street Journal (paywall) a empresa ainda não jogou a toalha. De acordo com as fontes ela pretende adquirir uma parte dos assets, em especial os conteúdos de TV e cinema e as ações da Hulu, Star Media e Sky, entre outras coisas.

Correndo totalmente por fora há a Verizon e a Sony, que segundo informes também estariam negociando com a Fox mas não há informações sobre as intenções de compra. Em teoria a operadora norte-americana, dona da AOL e do Yahoo! possui bala na agulha para bater de frente com Disney e Comcast, já a Sony provavelmente estaria interessada em uma ou outra prioridade dadas as limitações de caixa: tirando a divisão PlayStation, a empresa japonesa vive no vermelho.

Só que as conversas com a Disney já estariam adiantadas o bastante para segundo fontes o negócio já ter sido oficializado internamente, com a empresa de Iger desembolsando US$ 60 bilhões pelas propriedades. Um anúncio oficial, se acordo com as fontes seria feito já na próxima semana, e caso a venda seja mesmo realizada é mais do que certo que os reguladores antitruste entrarão em ação, provavelmente forçando a Disney a vender algo de muito valor para oficializar a transição. Vide o caso da AT&T, que estaria sendo forçada pelo Departamento de Justiça dos EUA a vender a Turner ou a DirecTV para ficar com a Time Warner.

De qualquer forma, é crucial entender que tudo dito não passa de rumores, e mesmo que tudo aponte para uma negociação real é importante aguardar uma confirmação oficial das partes envolvidas. Até agora, como de praxe Disney, Fox, Comcast, Sony e Verizon não teceram comentários.

Fonte: Deadline.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Vin Diesel

    lojinha dos trilhonarios

  • …fora a censura Disneyniânia que iria rolar… muitos desses ícones de nossa cultura contemporênea iriam deixar de existir por serem “contra a política da empresa” devido à crueza de alguns programas…
    Imagina o Family Guy politicamente correto…. os Simpsons?

    • major505

      Nada impede ela de ter uma divisão voltada a coisa mais adulta. Prova de que isso é possivel são coisas como as séries que o Netflix tem feito como Jessica Jones e Justiceiro. Tem violencia, tem sexo. E é da disney.

      TEm coisas que eu acho bom desse negócio, tipo finalmente 90% dos hérois da MArvel estarem na mesma tutela.

      MAS eu sempre acho que o mercado se beneficia da concorrencia, e se esse negócio se concretizar a Disney que já é mega poderosa sõ vai piorar.

    • Não necessariamente. Isso é um tipo de preconceito que muita gente tem, acreditando que toda empresa comprada pela Disney começará a usar orelhas de Mikey.

      Geralmente a Disney não gosta de ver o nome Disney ligado a produções mais adultas e sérias, e é por este motivo que ela possui outros estúdios e marcas, como por exemplo a Touchstone, de Corpo Fechado, Fragmentado e etc.

      Sem mencionar também várias produções mais sérias para outros canais da empresa, que não tem o nome Disney estampado na testa, como Lifetime, ABC e etc.

      • Espere o monopólio se tornar mais consolidado…. imagine ter controle total sobre todo o conteúdo… acho que seria uma questão de tempo…

        • E por qual motivo a Disney iria encerrar todo um setor de filmes voltados para o público mais velho/adulto? E mesmo que ela encerre estes setores dentro das empresas dela, nada impede de outras empresas, autores e diretores invistam neste público.

          Nenhum produtor é obrigado a trabalhar com qualquer empresa.

          Além do mais, ela sabe que existe todo um público para produções diferenciadas. As séries da Netflix são produzidas pela ABC Studios, empresa Disney. Ela lucra com este tipo de público e produção sem a necessidade de colocar Disney estampado na série.

          • “Corrigir segundo as políticas da empresa” (e o politicamente correto) aos poucos não iriam “destruir” a proposta original?

          • Não estou entendendo onde você quer chegar. O fato de a Disney possuir uma marca/empresa não significa o fim da violência, sangue e produções adultos de todos os produtos daquela empresa.

            Um exemplo:

            A Disney é dona da A&E, que por exemplo exibe Bates Motel e tantas outras séries de temas psicológicos, sexuais e criminais. A A&E é dona do History, que por exemplo exibe Vikings, série onde o sangue voa pela tela. Logo, podemos concluir, que Vikings e Bates Motel são exibidos por canais Disney e até mesmo são produzidos por eles. Mas não vimos Bates Motel ou Vikings ficando politicamente corretas apenas por estarem sob as asas da Disney. Tem até mesmo incesto nessas séries.

            Logo, podemos concluir, que uma empresa pertencer à Disney não significa que ela irá proibir que certos temas sejam abordados em suas obras (desde que o nome Disney não esteja no meio).

            Agora, se isso é bom para o mercado e a concorrência é outros 500 e não entra em caso. O que importa aqui é que está negociação não significa o fim do humor de Family Guy, por exemplo.

          • Estou sendo hipotético cazzo… não estou afimando (profetizando, maybe….), mas especulando o que poderia acontecer se o monopólio realmente ocorresse…

            Como disse o @major505:disqus, a concorrência é benéfica (principalmente pra gente), mas imagine se aos poucos fossem velando conteúdo (após uma hipotética fusão geral com a Mickey & Co.) sem que haja outros realmente independentes (e relevantes) no mercado….
            É apocalíptico, é…. mas seria uma possibilidade com o passar do tempo…

          • Danilo

            Disney é uma empresa. Disney quer dinheiro. Temas adultos dão dinheiro. Fim.

    • doorspaulo

      Parar de lançar Os Simpsons já seria uma boa coisa.

      Tem anos que os episódios deixam a desejar.

  • All hail Darth Mickey.
    A Disney poderia aproveitar e comprar a DC. Quem sabe assim um DC Studios fosse criado, e um universo compartilhado com planejamento™ então seria possível. Esse atual DCEU é bacaninha, mas poderia ser muito melhor.

    • Só observo

      Não diga uma barbaridade dessas nem de brincadeira, não quero nem que ela compre a FOX…

      • Claro que eu prefiro que a DC faça bons filmes, mas a verdade é que o Kevin Tsujihara, vulgo Tesouhara, só quer o dinheiro dos Vingadores afim de garantir os próprios bônus como CEO (antes da concretização da compra da Warner pela AT&T), e ultimamente tem mandado fazer os filmes de qualquer jeito pra se aproveitar da “onda Marvel”.

    • doorspaulo

      Comprar a DC, e juntar com o MCU. Já pensou, Batman e Iron Man juntos xD

  • leoncral

    Muita coisa boa será cagada

  • Não sei detalhes do licenciamento dos Simpsons para a Universal Resorts, sobre os termos dele e duração, mas dependendo de como for, a Disney poderia usar isso para forçar a mão da Universal em ela aceitar desistir dos direitos para parques temáticos na Flórida em perpetuidade sobre personagens da Marvel, feito anos antes da aquisição pela Disney. Essa poderia dizer, “OK, deixamos a Simpsons Land continuar na Universal Resort Orlando, MASSSS…”

  • Zézinho

    Esse é o primeiro site q ainda está tratando disso como um rumor, todos os outros já estão dando como certo, ou praticamente certo, falta apenas o anúncio oficial

    • Banzeh

      Se não tem anúncio oficial, é só rumor.

      • Zézinho

        Aham

      • Maximus_Gambiarra

        Mais que o anúncio oficial, quero ver foto do cheque de 60 bilhões pra entender como fazem caber tantos zeros na folhinha. Quantas páginas deve ter um contrato desses?

        • Banzeh

          Vão pagar em bitcoin kkkkk

          • Maximus_Gambiarra

            Quanto tempo até que a Disney tenha a própria moeda?

  • Meninão Bobo

    Será o começo do FIM, em 10 anos o mundo entra em nova crise e a galera vai sair vendendo tudo que comprou.

  • EmuManíaco

    Não tem como escapar. Quando a disney quer ela compra e com o Disneyflix vindo aí ter obras de peso como simpsons é um puta ponto a favor. Pessoal fica falando de porrada fofa e piadinhas da marvel… Mas esquece que ela so faz isso pq o mercado aceitava… uma empresa dessa sabe mudar de acordo com a demanda.

    • William Alves da Silva

      Sabe porra nennhuma o foco da empresa sempre foi entretenimento para família, não espere ver filmes como Deadpool na Disney

  • Manoel Jorge Ribeiro Neto

    Já estou vendo a seguinte notícia nos próximos anos: “Avançam as negociações da compra da Nintendo pela Disney”.

    Ambas as empresas têm conteúdos bastante semelhantes (ou seja, voltados para a família), o que seria de interesse da Disney. Bastaria os japas da Nintendo acenarem a intenção de venda que a Disney certamente cairia matando para comprar.

    • Mariano Santos

      É mais fácil Odin descer dos céus tocando guitarra e com sotaque cearense que os japoneses venderem a Nintendo pra uma empresa ocidental.

      • Alexandre Salau

        Vendem pra Sony, que repassa pra disney.

      • Manoel Jorge Ribeiro Neto

        Se a proposta da Disney for boa, Odin vem tranquilo comemorar e ainda falando “oxente” 😛 !

  • Wallacy

    Não sei qual a preocupação de J. Cameron. Eles abriram uma ala enorme no Animal Kingdom destinado ao Avatar. Não é como se a Disney fosse abertamente investir em uma prioridade intelectual de terceiros a longo prazo. Se ele quer avatar 2/3/4 pra ele é bom.

  • Bruno do Acre – (Etevaldo)

    Imaginem se o filme “Logan” fosse produzido pela Disney….

    • Conforme o @mithsiel:disqus bem explicou, a Disney não colocaria seu nome diretamente num filme tipo “Logan”, mas, percebendo que esse tipo de filme tem seu nicho e rende grande bilheteria e muitos elogios, ela criaria uma segunda marca para produzir filmes assim.
      É que “Disney” é a marca associada ao entretenimento SEGURO para as crianças americanas e eles faturam bilhões todo ano por conta dessa associação “Disney – Crianças”.
      Então: sim, filmes sangrentos e de teor adulto são e continuarão sendo feitos mesmo sob o guarda-chuva da Disney, porém SEM A marca Disney aparecendo diretamente nesses filmes.

    • William Alves da Silva

      Seria uma bosta o filme e vejo muita gente amenizando a situação, a Marvel é um estúdio de propriedade da Disney e só tem filme infantil, o próprio filme fragmentado citado nos comentários não tem cenas sangrentas no estilo da x23 jogando a cabeça decepada de um cara

  • Adalio Siqueira

    Sempre achei os filmes da Pixar MUITO melhores que os da Disney.
    Hoje a Pixar é da Disney, mas os filmes são independentes e continuam sendo muito melhores.

  • Sergio Fagundes

    Ué, qual o problema com Pocahontas… ops, digo Avatar ir para a Disney?

    • Gustavo Resende

      Esse tipo produção não teria problemas. a única coisa ruim seria os X-MEN no mcu, imagine cara um filme do wolverine com muito menos violência.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis