EA: pessoas deixaram de gostar de jogos lineares

star-wars-visceral

Isso chega a ser curioso, mas ainda hoje algumas pessoas não aceitaram muito bem o fechamento da Visceral Games. Embora esse tipo de coisa aconteça com uma certa frequência na indústria, o fato da desenvolvedora pertencer à EA e de o jogo do Star Wars que eles estavam desenvolvendo ter passado por uma profunda mudança certamente contribuiu para que o defunto do estúdio continue sendo remexido e pelo jeito essa história ainda vai longe.

Quem falou um pouco mais sobre a decisão de fechar as portas da Visceral foi Blake Jorgensen, diretor financeiro da Electronic Arts, que durante um evento parece ter sido mais sincero do que a maioria dos executivos da empresa.

Conforme continuávamos avaliando o jogo, ele continuava parecendo um jogo muito mais linear, o que as pessoas não gostam tanto hoje em dia quanto gostavam há cinco ou 10 anos. No fim das contas, foi uma decisão econômica.

O interessante é que o comentário vai numa direção um pouco diferente daquele feito recentemente por Andrew Wilson, quando o CEO da Electronic Arts disse que o fechamento do estúdio e a mudança no desenvolvimento do jogo não tinha relação com ele precisar contar com elementos online. Para Wilson, o importante era que o título entregasse a experiência de jogabilidade correta para os jogadores. Sei…

Há de se considerar no entanto que mudanças no meio de projetos é algo relativamente comum, mas o que incomodou muita gente neste caso foi a desconfiança de que a EA queria que o tal Star Wars aproveitasse o máximo possível as microtransações, o que seria inviável no caso de um jogo linear.

Quanto as pessoas preferirem jogos menos lineares atualmente, confesso que não sei se isso é verdade. De um lado temos títulos como o Wolfenstein II: The New Colossus sendo muito elogiados, mas do outro vemos que os games com mundos abertos estão se tornando cada vez mais comuns. Minha dúvida é se isso tem acontecido porque o público no geral realmente prefiro jogos assim ou se é apenas uma imposição por parte das desenvolvedoras.

Particularmente adoro jogos de mundo aberto, mas nem por isso deixaria de jogar um Uncharted, o novo Doom ou o Star Wars que a Visceral estava criando só por não seguirem esse estilo. Para mim, o importante é a qualidade e por isso considero que a falta dela seria o único motivo para justificar o fim do projeto e até mesmo o fechamento do estúdio.

Fonte: DualShockers.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • A EA só é uma empresa inescrupulosa porque isso dá dinheiro. Porque no multiplayer as pessoas são inescrupulosas e preferem pagar para terem vantagens.

    Se alguém não concorda com o modelo, não compre os games da EA. Eu comprei o primeiro battlefront numa promoção por estar muito curioso, mas matei minha curiosidade e percebi que não gosto desse tipo de game. Por mim, battlefield nenhum dará lucro.

    Ser um jogo da franquia Star Wars não deveria ser o suficiente para comprarmos games injustos e abusivos.

    Ainda assim, acho que este game é superior ao primeiro, por pelo menos oferecer uma campanha e não ter dlcs que segregam os jogadores.

    • Meganegão

      Foi-se o tempo que pra liberar novos itens era só jogar para ganhar a pontuação necessária ou cumprir um determinado objetivo. Hoje é só pagar, já pensou se formula 1 fosse assim? Ao invés do piloto mostrar sua habilidade para ser contratado por uma equipe fosse só ele pagar pra correr? Não… Pera…

      • huahuahua, eu já ia te listar alguns pilotos que pagaram pra correr.

        Mas não há problemas numa competição privada você pagar para ter vantagens. Desde que você tenha a opção de não participar, tudo bem.

      • Rafael Fernando

        HUAUsHAUshuHAUshAUHsuHASHA Infelizmente isso é pura realidade, o mundo está assim, se você tem dinheiro ou quem te banque, até jogador de futebol você vira. O dinheiro fala mais alto que habilidade.

      • MasterShake

        Calma aewww, logo fórmula 1? Quem “compra” o “bundle” da ferrari ou da Mercedes sempre da vantagens

    • 🦊 RaposaDoida 🦊

      Jogos lineares são os que menos dão dinheiro, por isso eles não investem.

  • McLovin (╹◡╹)凸

    Teu c*, EA…

  • gfg2
    • gwoou

      I don’t understand

    • Raul Joaquim de Santana

      Tinha quer ser o tex mesmo,😂😂😂😂😂😂

  • Well Dias

    Quando lançam um jogo, a primeira coisa que penso é: É mundo aberto? Se sim, já tem um ponto positivo que vai influenciar na compra futura. A minha decisão também é econômica, não tenho mais grana para gastar com todos os jogos que gostaria de jogar, eu escolho aquele que mais me agrada e que poderá me fornecer muitas horas de play.

  • Juaum

    Então, a série CoD é um ponto fora da curva!?

    • SignaPoenae

      CoD vende pelo multiplayer, não pela campanha.

  • Fernando Silva

    Eles tem departamento de pesquisa na EA ou os executivos tipo perguntam para um filho, primo ou afilhado o que eles acham e saem falando ‘verdades’?

    • Danilo

      Eles têm um departamento de pesquisa.

      • Fernando Silva

        http://portugues.uol.com.br/gramatica/uso-acento-circunflexo-no-novo-acordo-ortografico.html

        • Danilo

          O link seria para mostrar que têm nesse caso não teria acento? Você chegou a ler o link que você mesmo mandou? 😅

          De qualquer modo, estou respondendo sua pergunta. Eles têm um departamento de pesquisa.

    • Daniel Bardan

      Eles têm um departamento de pesquisa em lootboxes.

    • 🦊 RaposaDoida 🦊

      Eles querem é dinheiro, jogos lineares não geram tanto dinheiro como os outros.

  • Daniel Bardan

    A verdade é que jogos on-line e/ou de mundo aberto é mais fácil de empurrar desings de microtransações in-game como lootboxes, principalmente multplayer, como o ex-bioware Manveer Heir mencionou a respeito recentemente num podcast. Além de tudo o que Andrew Wilson (EA Ceo) está mais interessado na grana das micro-transações do que na qualidade de seus jogos, foi o que fez sua carreira no setor de esportes da EA, acho que na cabecinha dele game singleplayer é caro, arriscado e menos suscetível microtransações in-game, eu tenho certeza que ele despreza mercado para este segmento. Andrew vai insistir nesta ideia e esperar que essa “faze ruim” passe para continuarem com seu mesmo modelo de negócios. Espero que os próximos capítulos sejam tão interessantes quanto Game of Thrones (e Andrew Wilson seja destronado como foi o Rei Joffrey).

  • Reinaldo Santos

    Deixaram?? De jeito nenhum EA!! Eu gosto de todo tipo de jogo se for divertido e me cativar, mas eu tenho preferência por jogos lineares como Uncharted, Gears of War e Last of Us.

    • Jorge Dondeo

      Seu pai ou mãe já deve ter te falando isso: “Você não é todo mundo!”.

      • Reinaldo Santos

        A EA não tem um pai ou mãe para dizer que, se o jogo é bom e bem feito, pode ser linear ou não.

    • nayara

      Quanto mais jovem o usuário menor a chance de gostar de jogos lineares.

  • adrielmenezes

    Já não compro mais jogo que possui micro transação. Ao invés de ser algo divertido, tornou-se um caça níquel, jogo de azar aonde mesmo gastando 5 mil reais ainda não é o suficiente pra conquistar e progredir.
    Resultado: estou sem jogar faz um bom tempo

    • Bnk

      Compra um Nintendo Switch 😀 ou um wiiU …

  • Zalla

    Gosto muito de jogos de mundo aberto, mas joguei todos os jogos de Star wars e jogaria com toda certeza um force unleashed 3, mesmo sendo linear…um bom jugo, com bom roteiro, pode ser jogado linearmente tb..
    Daqui a pouco acham que também não gostamos de ver filmes lineares, e tudo vira um caos como o excelente “amnésia”, que eu adoro, mas tem muito pouca gente que entendeu

  • Bem, creio que em um futuro próximo farão um boicote à Artes Eletrônicas™, não pelo fato das microtransações, mas pelo fato da EA ter se tornado mais cuzona de várias maneiras…

    • Vin Diesel

      e o challenge everything?

  • Gustavo B.

    Jogo de mundo aberto com uma narrativa coesa e consistente é bastante difícil de acertar.
    Confesso que são poucos os que acertam nessa fórmula…

    • Maior parte dos jogos de mundo aberto a história e apenas uma desculpa para te jogar no mapa do jogo, normalmente uma desculpa mal contata ainda por cima…

  • Jorge Dondeo

    Money talks, a industria esta fazendo o que as pessoas querem, a gente não pode inverter a relação de causa e efeito.

  • Jefferson Viana

    Eu tenho uma preguiça de jogos de mundo aberto, e ainda que contam com uma rpgização forçada, caminhar não sei quantos minutos pra iniciar uma missão do jogo principal é um saco, missões secundarias repetitivas aos extremo, mas que tem que se fazer pra poder “melhorar” a mira de um supersoldado de elite, no fim das contas eu quase jogo mundo aberto como lineares

  • 🦊 RaposaDoida 🦊

    Sempre existirão pessoas que gostam do velho e bom jogo linear, meu sonho é monta um produtora de jogos clássicos, simples e divertido, chega de sandbox.

  • Falta criatividade, as empresas grandes tem muito medo de errar e por isso entregam jogos parecidos, ficam tudo na zona segura e com isso não temos inovação por parte das empresas grandes de jogos mais…

  • Talvez deixaram de gostar dos jogos lineares da EA, como por exemplo, BF1, que, embora tenha sido um jogo bom, na parte da história ficou chamativo só no trailer mesmo…

    Enquanto outras franquias SP focadas no enredo, sempre mostram a força que tem…

  • A verdade é uma só, a EA corre o sério risco de sumir.

  • Unfear

    É complicado julgar, sinceramente as chances de ser mais um de tantos outros jogos merdas sobre o universo Star Wars é bem grande, acho impressionante como um universo tão rico tenha jogos tão pobres.

    Mas afinal o investimento é deles e infelizmente em partes eles tem razão, até jogos de plataforma mudaram e são menos ou nem um pouco lineares, obviamente isso não é uma regra, eu gostaria muito de jogar um jogo linear de Star Wars com uma história densa e emocionante, nem precisava ter nenhum dos figurões da franquia, o que seria de Mass Effect sem Knight of the Old Republic.

    Minha única preocupação é que esta pratica de microtransações/loot boxes afetem a economia das empresas a um ponto em que o jogo não se paga se não envolver este tipo de mecanismo.

    Mas por outro lado, ainda bem que existem empresas que pensam ao contrário e estão ganhando o mercado e o coração das pessoas.

  • Marcelo Eiras

    tradução: EA não consegue extorquir dinheiro com microtransações com jogos lineares.

  • OverlordBR

    Nunca gostei de jogos lineares… principalmente depois de comprar (em uma época onde comprar um jogo em “caixinha” no Brasil era uma fortuna) e jogar o Rebel Assault II.
    Mais linear que aquele jogo, impossível. 🙁

  • Bnk

    Que loucura o cara ousar falar isso. Ideia que acho que tenha fins financeiros com microtransações, pq não tem sentido isso. Um game lançado apenas com multiplayer é um horror para muitos e diria ate da maioria. Um modo historia bem feito sempre será adquirido. Mundo aberto é bom até certo ponto (horas demais envolvidas).

  • Marcelo Eiras
  • rbsouto

    Jogo linear ruim não vende mesmo.

  • É MUITO mais difícil separar idiotas de seu suado dinheirinho quando o jogo não é um multiplayer genérico.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples