Baidu e Xiaomi fecham parceria para o mercado chinês de IA e Internet das Coisas

xiaomi-baidu-ceo

O CEO da Xiaomi Lei Jun (esq.) e o presidente e COO da Baidu Qi Lu, durante anúncio da parceria em Pequim

A Baidu e a Xiaomi, duas das quatro maiores companhias de tecnologia da China (as demais sendo Tencent e Alibaba) anunciaram hoje, durante a primeira Conferência de Desenvolvedores da fabricante de dispositivos em Pequim uma nova parceria estratégica de modo a focar esforços em dois novos e promissores mercados, o de Inteligência Artificial e o de Internet das Coisas.

A jogada conjunta não surpreende se pararmos para pensar. Primeiro, ambas companhias vêm investindo separadamente em IoT e IA há um bom tempo: o Baidu está migrando seus negócios de modo a bater de frente com os grandes do mercado, principalmente seu rival direto Google para se tornar a maior empresa focada em Inteligência Artificial do mundo; já a Xiaomi, que emula boa parte da filosofia da Apple no desenvolvimento de seus produtos possui uma série de dispositivos que podem e serão dotados de recursos de Internet das Coisas, desde os mais tradicionais como laptops, smartphones, tablets e TVs a purificadores de ar, aspiradores de pó robóticos, scooters inteligentes, cafeteiras e por aí vai; a empresa informa que possui 85 milhões de itens conectados atualmente ativos.

Segundo, tal empreitada é uma meta imposta pelo governo chinês de fortalecer o desenvolvimento de novas tecnologias internamente, principalmente em IA e IoT, de olho obviamente em combater o avanço de empresas externas no país (a aversão do premiê Xi Jinping a multinacionais instaladas na China é notória); isso posto, num primeiro momento a parceria visará estender o alcance principalmente da Baidu no território chinês, através dos produtos da Xiaomi que receberão seu software de IA de agora em diante, sem falar no desenvolvimento conjunto de novas soluções no futuro. Financeiramente falando a jogada não é tão vantajosa para a fabricante de dispositivos, mas ela terá eventualmente acesso a produtos mais especializados com os quais a parceira trabalha nas áreas de robótica, Realidade Aumentada e Virtual e veículos autônomos, o que a médio prazo pode ser vantajoso em sua estratégia para o mercado externo.

Os detalhes acerca da parceria não foram revelados ainda; a princípio ambas irão explorar oportunidades em visão computacional, deep learning e reconhecimento de voz, assim como concentrar esforços no DuerOS, o sistema operacional conversacional da Baidu que já está presente em alguns produtos da Xiaomi. Com isso ambas terão força suficiente para evitar a expansão de empresas como Apple, Google, Microsoft, Amazon e outras na China apresentando elas próprias suas soluções na área, e posteriormente poderão levar suas soluções conjuntas a outros mercados. Mas isso, só o tempo dirá.

Fonte: TechCrunch.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Cocainum

    Agora vai ser: Baidu pré-instalado com sucesso.

  • Baidu instalado com sucesso no seu gadget da Xiaomi!

    • Jairo 😎🍺

      Agora vc tá contente né-)

    • Theuer

      Ainda não encontrei um nick com o nível do seu.
      Still searching…

  • Sergio Fagundes

    Desisti da Xiaomi também…

  • RôShrek

    Só de ler isso o Baidu foi instalado até na minha cafeteira.

  • Felipe Lino

    É difícil acreditar que a Baidu é uma empresa séria com a fama que ganhou aqui, kkk.

  • 🦊 RaposaDoida 🦊

    A melhor coisa são opções de instalação do baidu.
    você está instalando uma calculadora ai no termos aparece: você gostaria de instalar nosso soft de gerenciamento. ( ai você clica no não e aparece ) você não gostaria de instalar no soft de gerenciamento, (ai você clica no sim), instalando o soft de gerenciamento Baidu….

  • Carlos Frederico

    Corrijam-me se eu estiver errado… aliás, torço para me corrigirem, mas eu não consigo ver a mínima seriedade nessas empresas chinesas. E quanto aos jogos, pior ainda.

    Digo isso por experiência própria: jogos de MMORPG. Nenhum criado por chineses é bom tecnicamente falando. Incrível: cheio de bugs e tudo mais. Quando entramos nos jogos mobiles, o cenário é pior ainda. Qualquer aplicativo onde leio um “xi pin quin xao” no nome do desenvolvedor, já passo longe, pois sei que será bugado e mal feito. Já quando leio o nome da empresa/desenvolvedor que é de origem sueca, finlandesa, norte-americana… você confia e confirma ainda: é de qualidade.

    Parece piada, mas é exatamente isso… parece que as empresas chinesas foram moldadas para serem eficientes só no aspecto braçal mesmo. Enquanto Japão, Coreia, EUA, etc., acumulam o intelectual e empresas sólidas como Apple, Microsoft, etc.

    Ler que chineses estão desenvolvendo IA eficiente é algo meio duvidoso, pois embora os chineses atuantes fora da China são extremamente eficientes e inteligentes, os que estão presentes na própria China acabam sendo reprimidos e/ou a cultura chinesa não ajuda nesse aspecto.

    É essa a impressão que se passa… torço para estar redondamente enganado. Até agora as empresas chinesas só exportam com maestria o trabalho braçal e de manufaturados, como Foxconn. O resto…

    • Vin Diesel

      troque chineses por brasileiros em seu texto que fica igual.

      • Carlos Frederico

        Não fica igual, fica pior! kkkkk
        Longe de ter síndrome de vira-lata, mas aqui é uma bagunça sem tamanho: não temos qualificação em NADA. Há empresas boas? Sim, há. Há pessoas qualificadas? Sim! Mas é a minoria da minoria.

        Nosso sistema de trabalho não protege como deveria proteger o trabalhador e ainda ferra as empresas.

        De longe o sistema de trabalho da China é um dos piores. Aquilo é ridículo e é o que torna possível as empresas oferecerem mão-de-obra quase de graça. É péssimo isso, o objetivo é fazer com que as empresas tenham lucro mas as pessoas sejam tratadas de forma decente. O que ocorre são as empresas tendo lucros estratosféricos e as pessoas tratadas como lixo.

        • Vin Diesel

          concordo

    • 🦊 RaposaDoida 🦊

      Na verdade esse processo de avanço tecnológico é normal no caso de desenvolvimento asiático.
      Uma caso que é exatamente a mesma coisa que foi a situação vivida pelo Japão.
      No
      começo o Japão produzia de tudo com baixa qualidade e inclusive tinha
      má fama pois os produtos tinha qualidade duvidosa, com o passar do tempo
      ele evoluíram seus métodos de produção e hoje são reconhecidos pela
      criação de produtos de excelência tecnologia.
      Logo a China passa pelo
      mesmo processo, apesar de não parecer eles possuem tecnologia de ponta
      em diversas áreas principalmente em áreas que podem ser úteis
      militarmente.
      Sobre os jogos, acredito que seja uma questão de tempo até eles investirem pesado nessa industria e começarem a dominar mercado.
      (pesquisa no youtube) Back To The Future 3 – Japan

      • Carlos Frederico

        Realmente, tenho de concordar contigo! E a ironia é que como a mentalidade religiosa é outra, eles fazem experimentos a rodo em fetos, etc… o que será ótimo para pesquisas genéticas e biológicas.

    • Maom

      Não torça para estar errado não! Se eles estiverem também na ponta do avanço em software aí, ninguem segura mais… Já não estão segurando, mas, enfim….

    • Concordo !!!

      Algo que estou mergulhado até o pescoço com os chineses é na automação residencial. Se tu olhar, a BROADLINK dá gosto de ver, é muito legal e MUITO BARATO tudo que eles tem pra automatizar a casa inteira, e integro com o Smartphone, integro com o Amazon Echo (Alexa). Gastando 4x a 5x menos que com os equipamentos dos medalhões do mercado.

      Na verdade esse mercado de IOT e Automação Residencial ainda engantinha muito. Agora que APPLE e GOOGLE lançaram seus assistentes. Acho que lá por 2020 vai estar mais maduro e com produtos realmente disseminados e funcionais no ecossistema do Google e da Apple.

      Mas enquanto isso, dá pra brincar bastante, entender como funciona, passar trabalho, com esses equipamentos da China. Dá até pra integrar a Broadlink com a SIRI, fazendo um Gateway intermediário com um Linux, é uma trabalheira do cão, mas dá pra brincar bastante e amadurecer a ideia. De fato, a qualidade não é boa, já tive equipamentos deles que pararam de funcionar, mas enfim, é descartável.

      Certamente, depois de 2020, coloco isso tudo fora, essa brincadeira, e parto pra algo sério e já consolidado da Apple. Sabendo bem o que me atende, por toda essa experiência prévia.

      Coisas da China é só pra brincar e descartar….

  • Rin Tezuka

    Uma AI da baidu, agora eu estou preocupado

  • Theuer

    Vim pelos comentários, a matéria eu leio algum dia desses.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis