Pacote Office está enfim disponível para todos os Chromebooks

chromebook

Existem Chromebooks para todos os gostos e tamanhos de bolso, desde os extremamente acessíveis e funcionais aos tops de linha, como o Pixelbook do Google. No entanto nem todos eles possuíam acesso a algo essencial quando você quer oferecer um laptop barato principalmente para trabalho e estudos: o pacote Office.

A bem da verdade o Google fazia de tudo para oferecer a linha Chromebook, que no início eram basicamente hardwares “always online” dedicados para o navegador da companhia (hoje o Chrome OS é muito menos dependente da internet para funcionar) como uma vitrine de suas próprias aplicações para uso corporativo ou principalmente para estudantes, mirando naqueles que não tinham dinheiro para arcar com um iPad; embora eles tenham vendido muito nos últimos anos e dominado o cenário educacional nos Estados Unidos, a quase totalidade dos usuários tinham que se virar com o pacote Google Docs para salvar arquivos de texto, planilhas e apresentações.

No entanto o Google e a Microsoft deram a entender que em 2016 as coisas iriam mudar: o ASUS Chromebook Flip, um produto intermediário foi o primeiro dispositivo da linha totalmente compatível com o pacote Office disponibilizado para Android (aquele que depende da assinatura do Office 365 para a liberação de todas as funcionalidades) e convenhamos, embora o GDocs seja muito bom ele ainda come poeira frente a recursos especializados do pacote de escritório da Microsoft; isso sem contar que a assinatura dá direito a 1 TB de armazenamento no OneDrive por usuário, 60 minutos de chamadas do Skype por mês e possibilidade de utilizar o software em até cinco computadores (PC ou Mac) e mais cinco tablets, dependendo da modalidade.

Só que nem o Google, nem a Microsoft tiveram um pingo de pressa para liberar o Office para todo mundo, a Redmond se limitou a dizer um ano atrás que iria trabalhar para disponibilizá-lo para todos. Só que o tempo passou e nada, até o lançamento do Pixelbook que é compatível desde o primeiro dia; claro, não é todo estudante que tem US$ 999 para gastar em um e mesmo assim, até então estes eram os únicos modelos de Chromebook que rodavam o Office.

Até agora: sem nenhum anúncio ou alarde o Office para Android se tornou compatível com todos os Chromebooks disponíveis no mercado, sejam os mais caros ou os mais baratos. Ainda que muita gente esteja acostumada ao GDocs é sempre preferível que hajam opções, para que o consumidor decida qual tipo de software deseja utilizar em vez de ficar amarrado a uma única possibilidade, como era até então.

Logo, se você possui um dos laptops acessíveis que rodam Chrome OS já pode acessar a Play Store e instalar o Office, acessando-o através dos links:

Fonte: Chrome Unboxed.

Relacionados: , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • GDocs é ótimo se vc quiser escrever cartinha. Para trabalho sério, tem que ser o MS Office, mesmo

    • Carlos Almeida

      Me defina “trabalho sério”

      • Quando vc começar a usar um word pra valer ao invés de relação de compras, vc vai entender

        • Carlos Almeida

          “relação de compras”, perdão, mas não entendi.

          • Uma prova que vc realmente não precisa de processador de texto. Se usasse, teria entendido

          • Carlos Almeida

            “Quando vc começar a usar um word pra valer ao invés de relação de compras”.
            Isso está além do uso de qualquer software, e sim, está no nível da língua portuguesa. Sua frase tem erro de concordância.

          • Σ Fabricio ∫

            Tudo o que eu fazia no word, hoje faço no Documentos do Google sem problema.

        • Sergio Fagundes

          Ok, eu faço mais do que uma relação de compras e não uso MSOffice… discorra.

    • O DOCs é bastante poderoso. Usando o Google Apps Script (baseado em JavaScript), por exemplo, não fica devendo ao Office. A vantagem do Office é que a maioria dos usuários já estão acostumados com ele (muitos, estão porcamente acostumados com ele, mas estão…) e, consequentemente, a maioria dos documentos estão no formato dele (e nem sempre ficam bem convertidos no Docs).

      • HAHUSAHUSAHUASUHHAHAHAHASHUSAHUSAHUSA
        NÃO, PÉRA! VOCÊ TÁ FALANDO SÉRIO!!
        HAHAHAAHAHSAUSAHUSAHUSAHUSAHUSHAUHAUHUAHAHAHAHAHAHA

        • EmuManíaco

          Acho legal essa galera que acha que word é apenas um wordpad de grife.

        • Reinaldo Matos

          Acho que nunca precisaram fazer um artigo científico, ou um relatório de projetos com formulas, diagramas, referencias, citações, tudo seguindo normas de formatação etc etc etc…

          • É possível, mas ainda prefiro o bom e velho Office pra isso.

          • Lucas Timm

            Lá por 2007, eu, um power user fodão de GNU/Linux, fui fazer um trabalho de faculdade (ABNT) no OpenOffice Writer.

            Sim, foi possível, e todos os recursos estavam disponíveis. Mas qualquer coisa minimamente avançada do Word (índice dinâmico, por exemplo) era um INFERNO pra configurar.

            Depois disso passei a rodar o MS Office no Linux com Wine, e foda-se essa merda. :p

        • Tô. Se você for um usuário avançado de Office, em algum momento, obviamente, terá alguns problemas em fazer em Google Apps Script o que você já faz em VBA (dadas as limitações de um código JS que rodará no browser), mas não deixa de ser uma ferramenta com recursos avançados.

    • Prefiro Carta Certa ou ChiWriter

    • Victor Serrão

      O mesmo ocorre com planilhas. Ou Excel ou nada, o Spreadsheet do Google não dá nem pra saída.

    • Costumo utilizá-lo para o primeiro rascunho, guardando ideias urgentes mais longas e quase sem formatação. Depois, passo para outro editor de texto para a formatação final.

    • Theuer

      Juro que ainda não sei qual é a mágica que o Word é capaz de fazer.
      Quando fiz usos mais “profissionais” de texto, foi na época de facul em que larguei o Pages para fazer no Word e manter a compatibilidade com o resto do pessoal do grupo. Mesmo assim era apenas formatação ABNT eu fazia na unha mesmo.
      Não consigo imaginar mesmo o que um soft de texto poderia fazer de tão poderoso.
      Fique claro que não estou duvidando não, conheço a magia negra que o Excel é capaz de fazer, apenas não consigo imaginar mesmo…

      • Paul

        O Word tem tanta coisa boa…
        Uma que eu lembro de destaque em que nenhuma cópia dele tenha é o dicionário, que é imbatível. Pode testar se quiser…

    • Paul

      Entrei só pra dar UP. É a maior verdade no universo! Kkkk

  • Bom mesmo é o Libre Office.

    • Alice Woodstock

      Gosto do Libre Office, mas quando usei recursos mais sérios ví que não é para qualquer um. Usei ele para fazer minha monografia da pós-graduação e tive que basicamente programar para ele entender como fazer a estrutura de tópicos que o MS Word fazia automaticamente (embora muitas vezes fazia errado), mas seria um contra senso fazer uma pós de “Gestão de TI com uso de software livre” e usar MS Word.

      • Gertrudes, a Lhama

        Já usou o WPS Office? Pergunto pois semestre que vem farei meu TCC, e uso Linux. Estou na dúvida se tento no WPS ou se fico no Google Docs mesmo. Usei um pouco dos dois, mas não o suficiente pra testar recursos avançados.

        • Rogério Garcia

          Faz um esforcinho e experimenta o Sharelatex! Facilita MUITO quando tu usa um template padrão da ABNT, já com todas as normas chatas configuradas!

          • Gertrudes, a Lhama

            Vou pesquisar sobre,valeu! 🙂

        • Por coincidência, estava usando o WPS neste final de semana no Manjaro Linux.
          Recebi o texto de um amigo que pediu que eu o editasse (veio, portanto, no formato .docx porque somos poucos usando alternativas ao MS Office.

          Durante a edição, tudo bem, mas foi salvar e abrir de novo que o bicho “resolveu” que a fonte devia ser “noto sans” e deixou um espaçamento entre linhas MACABRO.

          Os recursos parecem idênticos ao Word, inclusive para acessar as configurações de fontes e de parágrafos. Contudo, não adiantou nem criar um arquivo novo e colar ali texto direto sem formatação. Por algum motivo, basta eu fechar e abrir de novo o arquivo e… NOTO SANS!

          Deve ter uma resposta na Internet. Provavelmente, se eu compilar o recurso XYK-275, seguindo a receita passo-a-passo do fórum Beta-Linux-WPS (em coreano), para o kernel 4.14.8467856377363745353635-RC5, devo resolver o problema.

          Mas, no caso, abri o GDocs Online e foi um abraço pro gaiteiro.

          • Gertrudes, a Lhama

            Se o problema for só compatibilidade, eu estaria de boas a princípio. Vou dar uma testada melhor nele, não quero me incomodar com essas coisas. Depois que migrei pro Deepin me desacostumei com qualquer coisa complicada das outras distros Linux auhuhauaua.

          • Opa! Eu estou usando o Manjaro Deepin. É realmente o fino da bola em matéria de recursos e praticidade. Uma pena que ainda não exista nada que você possa dizer “Isso aqui dispensa o Word…” (Excel então, nem pensar!).

          • Gertrudes, a Lhama

            Pois é, acho que o que mais faz falta pro público geral é o Office. Mas já foi pior, hoje um Google Docs quebra muito galho.

            Pra mim não faz muita diferença, abomino artigos e monografias, então me mantenho o mais longe possível de Word e derivados. Vou precisar só pro TCC agora hahah

          • Sergio Fagundes

            O meu de graduação e o de pós graduação foram feitos no libre com o material entregue em pdf ao orientador.

          • Yskar

            Por causa dos troços em VBA nem o Office 365 supera o Office 2013 por causa justamente do Excel!

          • Vin Diesel

            se for realente importante abrir no office, eu abro no online que é gratis e fim de papo.

          • Danilo

            Dizem que o novo LivreOffice tem a compatibilidade bem melhor.

            O WPS é realmente legalzinho, mas é incompatível com MUITA coisa (usei ele por um tempo no Windows no trabalho, só com docx). O LibreOffice funciona bem melhor (pelo menos com os docx que eu uso).

            Inclusive aconteceu o mesmo que com você, fui alterar o docx e na hora de salvar, o WPS ferrou tudo rs

          • Pô! Hoje é o dia da coincidência. Instalei o Libre para testar ontem, logo após terminar o trabalho com o arquivo no GDocs!
            De cara, já gostei muito de uma revisão gramatical que ele faz que, por alto, achei impressionante.

          • Sergio Fagundes

            E daqui a pouco sai do beta a interface “ribbon” dai quero ver a próxima desculpa pra não usar o libre…
            Quanto a compatibilidade, isso é um problema pois a maioria dos Offices procura seguir a ISO26300… menos a MS. Assim fica complicado ter que adaptar a ISO ao que a MS Inventa…

          • Yskar

            Da próxima vez diga pra ele salvar no formato ODF, mas o Gdocs é uma coisa linda!

          • Cara! Não acredito que não pensei nisso! Obrigado!

        • Sergio Fagundes

          Vai de libre… A parte de automação de tópicos, tabelas, figuras, etc… do WPS ainda deixa a desejar. A não ser que você faça tudo na munheca hehehe.

      • gbitte

        Nem tanto porque contacenso, justo que é gestão de ti e não office work em software livre.

      • Você não precisa contrair câncer para ser oncologista

        • Alice Woodstock

          Não é esse o caso. Seria mais o caso de ser evangélico e pedir prece para um padre católico. Nada contra só é estranho fazer o curso todo baseado em uma ideologia e usar outra para apresentar o trabalho final.

          • Por que vc se sentiria obrigada a usar todos os softwares livres que encontrar só por causa de uma pós? GIMP continua sendo um lixo e por mais que a pessoa apóie software livre não vai querer usar aquilo para um trabalho a sério, que nem suporte a CMKY tem. Inscape jamais vai substituir o Corel Draw e o Illustrator.

            E Libre Office continua sendo uma bosta zuada sem compatibilidade com nada.

          • Alice Woodstock

            Eu usei para o trabalho da pós e não por causa dela, eu estudei soluções em software livre nada mais justo do que usar um para o trabalho final desse mesmo curso (seria uma aplicação do conhecimento adquirido), foi uma escolha a maior parte da turma usou o Word pirata (na época o original custava mais de 1000 reais). Eu uso software livre porque gosto e como não sou da turma dos piratas utilizo bastante o GIMP para os ajustar fotos simples, mas não abriria mão do Photoshop/Lightroom para trabalhos profissionais. Só não vou pagar caro em um software para ajustar foto que vai ser utilizada em whatsapp ou facebook, assim como pra mim não compensa pagar pelo Word se o LibreOffice já resolve meu problema.

          • Davi R. Andrade

            Retardado, para de ser otario seu arrombado. guarda essa merda de opnião no seu cu filha de puta.

      • Sergio Fagundes

        Hein? Discorra sobre isso porque o meu TCC de pós foi todo feito no libre e não vi problema nenhum. Só instalei os modelos ABNT que tem prontos e parti para a digitação.

        • Alice Woodstock

          Não instalei modelos prontos, fiz na mão o_O. Não sabia que isso existia (bom talvez não existisse em 2008 mas não pesquisei pra saber).

          • Sergio Fagundes

            Tinha menos material sobre openoffice em 2008 mesmo. Tinha alguma coisa sobre ABNT sim mas o o openoffice ainda era visto apenas como um editorzinho de texto. Hoje em dia ele é bem mais robusto.

          • Lucas Timm

            Ele sempre foi robusto, desde que era StarOffice.

            Sim, eu sou velho

            Mas os recursos avançados sempre eram uma droga de configurar.

          • Sergio Fagundes

            StarOffice era muito dependente de java. Ficava uma merda de trabalhar. Acabava usando o wordperfect mesmo, vinha em disquetes com a impressora (acho que era uma rima, minha memória não é mais a mesma).

          • comprei minha primeira impressora um pouco mais cara porque vinha com a Suíte Wordprefect e o MS Office estava difícil de comprar, porque só vendiam com um PC novo. Os recursos de tabela do Wordperfect eram infinitamente melhores mesmo na versão 6 (que era para Win 3.11, mas funcionava no 95 sem problemas)

          • Davi R. Andrade

            que liga seu merda.

  • Só curto LATEX e Linux, o resto é coisa de amador

    • Eu preferia escrever os artigos em LATEX até o Office 2013. Depois dessa versão, não vi muito mais sentido em gastar braço formatando linha a linha praticamente no LATEX.

    • DanielBastos

      Eu ia fazer uma.piada com borracha sintética mas ficou tão “estranha”…..

    • Nilton Pedrett Neto

      Látex é coisa de playboy. Macho usa vi

      • Nícolas Wildner

        Real programmers use butterflies
        https://xkcd.com/378/

      • Hackerzão usa SIDEKICK

  • EmuManíaco

    Materia esta errada. Deveria deixar claro que apenas chromebook compativeis com playstore recebem esse suporte.

  • Victor Serrão

    Então estamos falando o pacote Office do Android, certo? Aquele que a gente usa pra ver rapidinho um anexo de e-mail, e que ainda sai meio zuado. Não, obrigado.

    • Sergio Fagundes

      Não, estamos falando de MSOffice para android mesmo. Eu mesmo uso para converter meus documentos antes de mandar para os professores. Apesar de EU atualmente usar apenas dessa forma, com ajuda de um teclado e um mouse bluetooth já dei jeito em muita apresentação dos outros na faculdade.

      • Victor Serrão

        Eu estou falando é desse Office mesmo. Ele não serve para trabalhar. Ele é exatamente o que você descreveu, é um quebra-galho não muito melhor do que outras opções.

        O Chromebook continua não sendo opção para trabalho em ambiente corporativo.

  • Acho que já usei todos os principais pacotes Office.
    Libreoffice na faculdade (inclusive TCC)
    WPS quando trabalhei no administrativo de uma prefeitura.
    Gdocs numa empresa que precisava MUITO de trabalhos produzidos a quatro mãos, comigo aqui no interior e o outro em Fortaleza.
    E atualmente dobradinha Office PC/Android.
    E conclui que tanto para documentos, quanto planilhas, quanto apresentações, se a estética é quase tão importante quanto o conteúdo e você PRECISA compartilhar o documento bruto para outros colaborarem, se produz um documento com diferentes recursos de mídia e formatações, nenhum chega no MSOffice.

    Existem problemas? Existem.
    A compatibilidade de documentos avançados entre versões diferentes do Office é e sempre foi capenga. Para quem trabalha em um ambiente heterogêneo ou com interações externas é um inferno, mas a forma como ele torna certos trabalhos mais fáceis acaba compensando, e muito, esse problema.

  • Samuel

    Alguém sabe dizer o quão limitada é a versão Word/Excel Android comparada com a Windows? (pode usar a escala Richter como referência)

  • Natan Facchin

    Meu único problema com qualquer outro editor de texto é quando quebra a compatibilidade com outro programa [se tem um que usa MS Office, todo mundo tem que usar pra não quebrar layout].
    Pessoalmente, não uso MS Office há algum tempo.
    Docs resolve todos os meus problemas :}

  • Filipe Pereira Andrade

    BR OFFICE <3

    • Yskar

      Libre Office tá bem melhor que isso daí.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples