Tesla anuncia novo Roadster

tesla-roadster-2020-1280-03

No longínquo ano de 2008 uma empresa novata e desconhecida, uma tal de Tesla apresentava seu primeiro carro. A rigor nem era dela dela, a plataforma básica era da Lotus, baseada em um Elise, a Tesla entrou com o sistema de propulsão, esse sim seu foco. O Tesla Roadster era o primeiro carro esporte elétrico de série e usando baterias de lítio. 

A estratégia era associar a marca da empresa e os próprios carros elétricos a performance, exclusividade, beleza. O oposto de como os carros elétricos vinham sendo vendidos, como alternativas ecologicamente corretas para hippies e artistas de Hollywood.

A estratégia funcionou, e desde então a Tesla só vem acumulando sucessos. Eles agora apresentaram seu novo projeto, um caminhão elétrico e contrabandeado na caçamba, trouxeram uma surpresa: um novo Tesla Roadster.

Batizado de Roadster 2020, o novo modelo é impressionante.

tesla-roadster-2020-1280-08

Além de ser lindo, os números também impressionam. Ele terá todos os recursos de direção autônoma, tração nas quatro rodas, com dois motores traseiros e um dianteiro, quatro lugares (se você for amigo de dois Oompa-Loompas, sendo realista) e fará de 0 a 100 em 1,9 segundo. Com velocidade máxima acima de 400 km/h será o carro de linha mais rápido do mundo.

A autonomia? A bateria do bicho aguenta 1.000 km. Não a 400 km/h, claro.

O preço não é pro nosso bico. Os carros começarão a ser entregues em 2020 (o que em Musk Time significa uns 2023). As primeiras mil unidades serão da Reserva Especial, de quem pagou adiantado US$ 250 mil dólares. É possível reservar do 1.001 em diante, aí você só paga a bagatela de US$ 50 mil.

O único problema é que a Tesla está pisando na bola. Depois de todo o hype do lançamento do Tesla 3 eles simplesmente não conseguiram escalar a produção. No último trimestre deveriam ter produzido 1.500 carros, só conseguiram tirar da linha de montagem 260. Há relatos de que estão mandando modelos incompletos para as lojas, com instruções pros mecânicos terminarem lá a montagem dos carros. Dos 10 mil que deveriam ter entregue até o final de novembro, só chegaram na rua 500 unidades.

Ficou triste de não poder comprar um Roadster? Não se preocupe, Há algo da Tesla que você pode comprar, por apenas US$ 45,00 pode ser seu esse powerbank, que usa as mesmas baterias dos carros Tesla:

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Deni Carson de Souza

    Nem o powerbank é pro meu bico.

    • Christiano Nascimento Amorim

      fiquei endividado só de ler a matéria

    • Cassio Eskelsen

      Tá bem Apple esse Powerbank. Uma 18650 enrolada em uma embalagem ~diferenciada~ custando trocentas vezes mais do que custa produzir,rs

      • Theuer

        Podiam ter usado as 2070…

      • Wallacy

        Não vi testes… Mas dizem… Que o circuito de recarga e delivery de energia é “especial” e recarrega/descarrega mais rápido que a média.

        Não que valha a diferença de peço, mas se essa 18650 reter uma boa carga e de fato descarregar/recarregar rapido é algo que tem seu mercado.

        Fico puto, 90% dos meus Powerbanks funcionam mal pra caramba! Já comprei tudo que e modelo. O único que da mais ou menos certo é um da Samsumg que tem em teoria 10000 mAh mas no final so dá 3 cargas em meu celular que tem 1650 mAh.

        Se esse da Tesla (3350mAh) fizer duas cargas (ou bem próximo disso) já vai tá mais justo (não menos caro).

    • Daniel

      Eu já ficaria contente com esse powerbank morando aqui no mato… Talvez com maior ambição uma meia dúzia deles, um quadro de alumínio usado e algumas peças do fundo do quintal, um motor eletrico da dx que depois de 3 meses escapou com sorte do horizonte de eventos em curitiba, e finalmente tenho uma bicicleta eletríca “by” Tesla… com opcional de 1 cavalo a mais de potencia…

  • Os carros começarão a ser entregues em 2020 (o que em Musk Time significa uns 2023).

    Isso com o chicote estralando

    • gbitte

      E quando finalmente conseguir comprar vão passar metade do tempo concertando

      • Juliano Teichmann
        • nayara

          Sempre confundo isso. Na dúvida procuro sinônimos (reparando, corrigindo, etc)

          • Eduardo Scharf

            Serrote é com ‘s’ então conserto com ‘s’ é o de reparo. A tia da escola que me falou isso.

          • nayara

            boooooaaa

          • jacob

            ou o que tá “certo” não precisa de “conserto”

          • Christiano Nascimento Amorim

            soncerto? 🙂

      • Alvaro Carneiro

        o teu Tesla deu muito problema? compartilhe a sua experiência conosco.

        • nayara

          Ué, precisa ter um pra saber?

        • gbitte

          Claro por que história pessoal é relevante e Estatística não, assim pensa clientes emocionais, com mais dinheiro que juízo mesmo que seja pobre.

        • Ned Araujo

          Tenho um Tesla Modelo X90D (7 assentos com opção de rebocar treiler de até 5 mil libras). Demorou alguns meses para ficar pronto e depois da longa espera foi entregue em Setembro de 2016 perto de Los Angeles. Hoje tem mais de 34 mil milhas rodadas e so tive que fazer 2 revisões e trocar os “calipers” do freio de emergencia (um safety recall onde tinha possibilidade do freio de mão ficar ativado quando estacionado). Acabei de trocar os pneus e funciona como no dia que recebi da fabrica (um pouco melhor se considerar os updates do computador). Nao trocaria este carro por nenhum outro e pretendo tambem comprar o novo Roadster no futuro (ja estou instalando o segundo carregador de energia na garagem).

  • gfg2

    Com as configurações(com toda a tec, eu acho que da pra chamar de configuração) que foram apresentadas no caminhão e no roadster os concorrentes deveriam estar assim: https://uploads.disquscdn.com/images/31d1425d36cdca5c0241e99a89f96a076cecf7361ecb16dd6a6a3fed4db2838e.gif

    Mas provavelmente estão assim:
    https://uploads.disquscdn.com/images/65fd739395ccfe6fb39acd749edb8c334a4f78e89453cab5d9b90ab2ad1aa8c4.jpg

    Quanto a produção, as coisas devem melhorar bastante assim que construírem a outra gigafactory na europa, portugal estava até fazendo campanha pra levar a fabrica lá.

  • Hemeterio

    A Tesla simplesmente nao tem capacidade instalada pra atender a demanda. Como ja foi dito aqui no MB, eles podem quebrar por excesso de sucesso. Impossivel eles atrairem um desejo de consumo imenso mas nao terem os 100 anos da Ford nas costas, pra produzir milhares de carros por dia. Leva tempo, e eles atendem a uma geracao/clientes endinheirados e de carteiras e cerebros impacientes.

    A Benz e a VW, a toque de caixa, vêm explorando seus setores eletricos mas francamente, quem quer um Golf eletrico? Ninguem. Alias, o lance eletrico ja esta superado. o que a Tesla oferece é a direcao autonoma. é assobiar e seu carro vir de rabo balancando te ver, como seu jumento de carroca querido.

    • Cassio Eskelsen

      Bom, hoje mesmo li que a VW já anunciou que quer ser a líder no setor de carros elétricos até 2025. Ela não estaria preocupada com isso se os clientes não estivessem pedindo.

      Também considero o “lance elétrico” superado, mas no sentido de serem favas contadas, uma tendência irreversível. A medida que mais carros vão sendo produzidos, mais escala se ganha e mais baratas ficam as baterias (o único calcanhar por enquanto).

      Uma empresa não precisa ter background de anos para avançar em um mercado e o Elon Musk é um exemplo. A SpaceX não tem as décadas de experiência da NASA, ESA ou dos Russos e já virou o mercado de cabeça para baixo, lançando um foguete atrás do outro sem problemas de atraso.

      Realmente a Tesla “Car” tem alguns problemas, mas não acho que sejam impossíveis de resolver.

      • nayara

        Só que até agora eles não conseguiram acelerar a produção em escala. Então na prática ainda dependem dos subsídios do governo e do marketing nerd excessivo.

        Vamos ver o tempo que demorará para conseguirem transformar de fato o mercado.

        • Cassio Eskelsen

          OI? Tesla com subsídio do governo onde?

          • André K

            Acho que a ideia é o subsídio tipo o da Califórnia para aquisição de veículos zero emissão, não subsídio direto à fábrica.

      • 🦊 RaposaDoida 🦊

        Só para você ter uma ideia, uma pessoa que gasta em media 800 com combustível, com um carro eletrico passa a gastar 80 reais.
        Talvez no Brasil demore para chegar a moda dos carros eletricos, mas em paises que veem os carros não como simbolo de status mas como meio de transporte, a transição serão cada vez mais rapida.

        • Cassio Eskelsen

          Minha esperança é de que com o ganho de escala la fora a tecnologia se torne cada vez mais barata e isso facilite a adoção por aqui.

          O que ajudaria é termos um próximo presidente de olho nisso. Bastaria fazer algo que beneficiaria todo mundo, não apenas os donos de carro: baixar o custo da energia elétrica. Apesar de todo potencial que temos nossa energia elétrica é MUITO cara, seja pela falta de geração, seja pelos absurdos encargos (principalmente ICMS).

          • 🦊 RaposaDoida 🦊

            Sinto muito, o 50% de imposto nos carros não é atoa.
            O governo federal, atualmente vive dos carros que os brasileiros compram e do combustível.
            Existe uma máfia muito grande nisso, seria preciso não só um presidente mais todo um congresso focado nessa mudança.
            Mas nem tudo está perdido, existem hoje modelos 100% eletricos no Brasil.
            por +- 120mil, mas ele se paga em pouco tempo com o menor preço do combustível e manutenção como óleos.
            ( EM 2018 VOTO CONSCIÊNTE PARA OS CARGOS DE SENADORES E DEPUTADOS FEDERAIS, ELES SÃO TÃO O MAIS IMPORTANTE QUE O PRESIDENTE)

          • Ivan

            Impostos meu amigo, impostos….

    • Ivan

      É bom essas empresas irem pro setor de eletricos logo, pelo que vi a Alemanha quer banir carros a combustivel fossil até 2030.

  • Vinícius

    Tenho a ligeira impressão de que esse carro foi planejado tendo em mente os supercarros concorrentes do futuro, que é a época em que ele vai sair das fábricas.

  • André K

    O real Tony Stark deve ter um Tesla de cada tipo em casa, fora outros carros. Já o Tony Stark fake, além de outros carros, tem um Mustang que consome suco de dinossauro que é show: https://www.flatout.com.br/prepare-se-para-ficar-louco-pelos-mustangs-do-sema-show-2017/

  • Rolando

    Esse é o carro que eu sempre quis e que eu nunca vou ter.

    • Σ Fabricio ∫

      Nunca diga nunca.

    • Alvaro Carneiro

      pode ter sim cara.

      faz assim: voce quer um Tesla 2020 ano 2018? É fácil!

      Espera até 2058, e tu conseguirá comprar um Tesla 2020 ano 2018 bem barato. Só vai funcionar ligado na tomada, mas com uma extensão grande tu vai conseguir dar a volta no bairro.

      • Hemeterio

        eu sei que é piada, mas o mercado de Teslas usados praticamente nao tem diferenca pros novos. culpa da imensa procura e escassez.

        • André K

          Aqui no Lizarb, qualquer Opala, Gol, Brasília, Fusca, etc. com mais de 30 anos e em estado RAZOÁVEL de conservação está mais caro que carro novo. Descobriram que o antigomobilismo paga bem e os preços embarcaram numa Dragon da Space X. Do jeito que o colega colocou, com uma diferença de 30 anos, o carro vai estar mais caro que o novo.

      • E. Bicalho

        Você quis dizer 2028? O número 2020 no nome não é por a caso, as primeiras unidades só chegaram às ruas no fim de 2020 (vamos fingir que não terá atraso).

      • Rolando

        kkkkkk Só mesmo desse jeito para eu ter um.

    • Xultz

      Não é tão dificil assim adquirir este carro, você só precisa de dois passos: mude de país, e mude de profissão. Simples assim.

  • Eduardo Scharf

    $50 mil dá mais ou menos 1 ano de salário de um professor de escola pública. Um ano de salário aqui dá um Palio 2 portas.
    Sei que não se faz comparações diretas assim, é só a título de curiosidade mesmo…

    • E. Bicalho

      $50k é só pra garantir a reserva… O valor final é $200k.

    • Ivan

      Na verdade esse é o melhor tipo de comparação que se pode fazer.

  • Alexandre Salau

    Como disse para uns amigos, o Musk enfiou uma trosoba de 2 metros de diâmetro, ornada com areia e vidro, no orifício retrofuricular de toda a indústria automobilística só com estes dois anúncios. Se alguma grande empresa achava que estava em vias de trazer algo semelhante ao que a Tesla tem pra oferecer o Elon Musk mandou um recado … “vejo vocês daqui 10 anos”.

    Mas comentando sobre os anúncios (não exatamente lançamentos), até que 250k Trumps é barato para um carro que vai concorrer com hipercarros de mais de um ou dois milhões e fiquei realmente impressionado com o caminhão, de 0-96km/h em 5 segundos … PQP. E ainda tem vidros resistentes e ataques nucleares, com garantia de devolução do valor pago se não resistirem.

    • Hemeterio

      Eu vi como um aviso amigavel. O Musk ja tem ICBMs. Se ele se tornar um supervilao – o que é inevitavel- é bom mesmo comprar o caminhao dele resistente a nukes.

      • Alexandre Salau

        Lembrando que o Model S tem um filtro de ar certificado para ataques biológicos. E imagino que não seja complicado adaptar tudo isso para serem veículos marcianos.

    • nayara

      Depende se conseguir entregar em escala. E tem que ver a manutenção e assistência deles, que ainda é o calo dos carros elétricos da Tesla.

      • Alexandre Salau

        Escala é o problema dele, as montadoras tradicionais tiveram mais de um século pra montar o parque deles, o Musk está fazendo tudo isso em menos de 10 anos.

        • nayara

          Mais de um século pra chegar no nível atual mas pra passar o nível que ele chegou elas conseguiram mais rápido e em uma época onde inovar era muito mais difícil.

          Veremos quanto tempo ele irá demorar pra conseguir escalar a produção.

      • Ivan

        o bom que algumas coisas da pra ser feito via software, igual aumentaram a velocidade de abertura e fechamento das portas.

    • O maU elementaU

      Se houver um ataque nuclear…sobraria algo?

      • Ivan

        O vidro.

  • Lucas Timm

    Baterias são caras e complexas de produzir.

    • Se ao menos o Musk tivesse uma fábrica dedicada a isso…

      • Lucas Timm

        Os carros não atrasariam se Elon Musk tivesse a maior fábrica de baterias do mundo…

      • Alexandre Salau

        A primeira de uma série seria legal.

      • alvaro lordelo

        Cardoso faz aí um mega post só do caminhão, lembrei do bino, do programa da globo carga pesada…

  • Uma pena o Clarkson ter tretado com o Musk, adoraria ver reviews dos Teslas no Grand Tour. Mas realmente. depois desse tiro no pé do Tesla 3, a credibilidade deles tá meio abalada. Eu esperaria pra ver.

    • ELY

      Tesla 3? Não seria o Roadster original? E aquilo foi pago pela Shell. O episódio todo é um grande comercial.

    • Hemeterio

      Foi exatamente o que a Walmart e a Loblaws do canada fizeram. Encomendaram 20 caminhoes, tecnicamente nem seria uma “encomenda”, é mais uma amostragem pra ver se eles funcionam bem. as empresas tem frotas de milhares de trucks, ja pensou a grana eterna que vai gerar pra Tesla essa troca em alguns anos? Alem disso, Europa e Canada estao adotando metas rigorosas e ousadas de emissao de carbono. essas coisas sao levadas a serio eo cara da Loblaws ja falou que quer a frota inteira eletrica – com ou sem a Tesla.

      Mas nao nos enganemos, eletricos e autonomos sao uma onda irreversivel. No mundo civilizado. Braza ainda vai usar diesel ate 2099.

  • Gaius Baltar

    Acho que valia uma matéria sobre o caminhão da Tesla. Tem um custo por quilômetro inferior a um caminhão a diesel, tem uma aerodinâmica superior a de um Bugatti e acelera de 0 a 100 em 5 segundos (vazio) ou em 20 (totalmente carregado com 36 toneladas). Consegue manter a velocidade em subidas com até 5° de inclinação totalmente carregado, algo impossível para os caminhões a diesel.

    • Alvaro Carneiro

      fico imaginando estes cavalos nas mãos dos nossos profissionais da estrada, aqueles que trabalham 3 dias sem dormir a base de remédios, e que de vez em quando atravessam uma estrada levando tudo que tem pela frente.

      imagina? se os caras com uma mercedes 1313 velha de 50 anos atrás já matam familias inteiras, imagine com um Tesla.

      • nayara

        Seria mais tranquilo porque esses veículos possuem controles externos e sensores mais eficientes que motorista chumbado.

      • André K

        Foi a primeira coisa que pensei quando li as especificações de desempenho. Se os manés já barbarizam com as carroças, imagina com um desse!

      • Cesar

        Se preocupa não. Taca no modo semi autônomo e tá tudo certo. Só não pode um caminhão branco cruzar a pista que aí da merda.

      • 🦊 RaposaDoida 🦊

        piloto automatico.
        O Elo Stark já pensou nisso.

      • Xultz

        Quando acaba a bateria, o caminhoneiro é obrigado a parar e descansar enquanto recarrega a bateria. Sob certo ponto de vista, ambos vão recarregar a bateria. Esse caminhão deveria ser obrigatório no Brasil, por uma questão de segurança…

      • OverlordBR

        nossos profissionais da estrada, aqueles que trabalham 3 dias sem dormir a base de remédios

        Rezo para que o piloto automático da Tesla funcione em caminhões também!

        • Lucas Timm

          O piloto automático em caminhões seria uma coisa muito boa. Eles tem que trabalhar como muito menos variáveis do que um carro comum dentro da cidade.

      • Lucas Timm

        Sobre esses caras das 1313 com 50 anos de idade e que matam famílias inteiras: A culpa normalmente não é deles quando um motorista imprudente, num carro 1.0, com dois milímetros de borracha nos pneus e cheio de gente dentro forçam uma ultrapassagem e dão de frente com os referidos caminhões.

        Esses caras normalmente passam mais tempo dirigindo do que em casa. E normalmente dirigem melhor que 90% da população.

        • SignaPoenae

          Já vi muito motorista de caminhão salvar caras barbeiros forçando ultrapassagens, como também já passei vários cagaços na mão deles.

          Uma vez eu estava dirigindo minha moto e tive que ficar atrás de um comboio com 3 carretas (nem fud*ndo dava pra ultrapassar). Dali a pouco chega uma carreta atrás de mim, e ao invés do cara manter uma distância segura da minha moto, colava cada vez mais em mim, o que me obrigava a colar cada vez mais na carreta da frente.

          Quando o espaço ficou tão pequeno, que qualquer freiadinha me levava pra baixo da carreta, joguei a moto pra um pseudo-acostamento que tinha na pista. O cagaço foi tão grande que até hoje minha moto deve ter as marcas da mordida que minhas nádegas deram no banco da moto.

    • Teclado sem acento

      nem meu Citroen C3 vazio faz de 0 a 100 em 20s.

    • Ivan

      espero que seja tão bom em frear como é em acelerar….

      • Gaius Baltar

        O pior (ou melhor) é que o freio é regenerativo e tem vida útil “basicamente infinita”, além de recuperar energia durante a frenagem.

        • SignaPoenae

          Não entendi essa parte de freio regenerativo… Não funciona por atrito? E atrito não causa desgaste?

          • Gaius Baltar

            Não sou engenheiro, logo não saberei te dar uma informação técnica, mas pelo que vi esse freios não usam atrito e sim acionam uma espécie de dínamo que usa a energia de torque usada na desaceleração para produzir energia. Goggleia aí KERS e você encontrará detalhes mais técnicos. O fundamental é que não há atrito, logo não desgasta.

          • Xultz

            Não, não funciona por atrito. Tem uma brincadeira simples e divertida de se fazer: se tiver acesso a um motor de passo, gire o eixo dele com a mão. Ele vai girar sem grandes dificuldades. Agora pegue os fios e ligue todos juntos, em curto-circuito, e tente girar. Dependendo do tamanho do motor, você não vai conseguir girar. O motor de passo é motor e gerador ao mesmo tempo: você fornece energia (do jeito certo), e ele gira. Você gira ele, e ele produz energia. Quando você coloca os fios em curto, a corrente gerada produz uma força contra-eletromotriz que atua no eixo do motor, no sentido contrário ao que você está tentando girar. Se ao invés de colocar em curto você controlar uma carga ali (como uma resistência variável), vai controlar a força com que o eixo impede teu movimento. Pronto, você tem um freio que não trabalha por atrito. Se você pegar esta energia que gastaria sob forma de calor na resistência e guardar numa bateria, pronto, você tem um freio auto-regenerativo. Simples e genial, né?

          • SignaPoenae

            Basicamente eles “engatam a ré” no motor mesmo com o carro seguindo no sentido contrário, e de lambuja gera um pouco de energia?

            ( Vou guardar seu comentário para pesquisar sobre isso depois, pois atualmente estou lendo sobre astronomia e basta um assunto pra derreter o meu cérebro)

          • Xultz

            Éééééééé….. não, tua analogia não tá muito legal não. O problema de comparar o motor elétrico com um motor a gasolina, é que no caso da gasolina você está sempre fornecendo energia para ele, e ele sempre está gerando energia mecânica, fazendo girar o virabrequim.
            Pense sob outro ponto de vista: no teu carro tem um negócio chamado alternador. O eixo do alternador está conectado (de alguma forma) ao eixo do motor. O motor gira, e o alternador produz uma tensão em seus terminais (vamos considerar como sendo 12V). O fato de haver uma tensão ali não quer dizer necessariamente que há energia (este conceito está errado, mas faça de conta que está certo). Quando você liga uma carga nesse alternador, você vai consumir energia de verdade, porque há tensão e corrente sendo produzidos/consumidos (como potência = tensão * corrente, se não houver corrente sendo consumida, não há potência sendo consumida).
            Pois bem, imagine que você ligou uma carga bem grande no teu alternador (por exemplo, ligou todas as luzes do carro e mais o módulo de potência do teu som automotivo, que possui uns 30 alto falantes e sub woofers, e pôs prá tocar um funk bem horrível que fez com que você ficasse surdo e burro, não necessariamente nesta ordem). A corrente que você consumindo é bem grande, consequentemente, a potência também. Quem está fornecendo esta potência? O motor do carro. Se o motor for uma porcaria 1.0 que nem o do meu, ele chega a diminuir a rotação, e precisa injetar mais gasolina (pisando no acelerador) prá manter a mesma rotação.
            Então veja só, o eixo do alternador fica mais difícil de girar, quanto mais potência você consumir dele. Isso quer dizer, por exemplo, que andar com as luzes do carro acesas faz com que ele gaste mais gasolina.
            Agora imagine um caso hipotético, onde você faz teu carro descer por uma ladeira, sem motor, e liga um alternador numa das rodas do carro. E na saída do alternador, liga as luzes, o som, ou qualquer coisas que consuma bastante potência. Como a potência que você consome do alternador faz com que o eixo tenha mais dificuldade de girar, você vai começar a frear o carro. Você está transformando a energia cinética (do carro se movimentando ladeira abaixo) em energia elétrica. Quanto mais energia elétrica você consumir, mais energia cinética o carro vai perder, tudo isso por causa de uma lei que um cara chamado Joule inventou, aquele babaca.
            Pois bem, imagine um motor que funciona tanto como alternador, como motor (a maioria dos motores são assim). Quando você gira o eixo dele, ele produz energia elétrica. Quando você fornece energia elétrica, ele gira o eixo. E imagine que no carro hipotético do exemplo anterior você instalou um motor desses. Quando ele descer na baguela na ladeira, você liga o funk e faz o carro frear, porque consome a energia dele. Depois, pega uma bateria e liga no motor, desliga o funk (graças a Deus) e o carro começa a andar. A ideia é essa.
            Aí, inteligentemente, ao invés de frear o carro consumindo energia tocando funk, você transfere esta energia para uma bateria. E depois usa esta energia prá fazer o carro andar novamente. Este é o conceito do freio regenerativo.

          • SignaPoenae

            Vamos ver se entendi agora: mover o carro faz o motor consumir energia, mas se colocarmos esse mesmo motor – já em movimento – para produzir energia, faz com que o carro seja freado, pois estará consumindo energia cinética e transformando em energia elétrica.

            Procede?

          • Xultz

            Exactamente. Num mundo perfeito e ideal, onde a conversão de energia não tem perdas, e não existe nenhum tipo de atrito (dos rolamentos, do ar, etc), você só precisaria carregar a bateria uma vez na vida, e poderia andar com teu carro para sempre, porque toda energia que você gastasse prá por o carro em movimento, receberia de volta freando. Só que como tem atrito com o ar, com os rolamentos, e as conversões têm perdas, você só tem um parte da energia recuperada. É mais ou menos como receber por juros na caderneta de poupança: é bem menos do que você merece, mas é muito melhor do que não receber nada.
            Quando você pensa no que é um freio a disco tradicional, chega a conclusão que é somente duas peças que se esfregam, convertem a energia cinética em (muito) calor, e faz o carro parar. É exatamente igual ao sistema usado na primeira carroça feita com a primeira roda de pedra inventada por um homem das cavernas. De tempos em tempos você tem que trocar as peças, porque esfregar uma coisa na outra gera desgaste.
            O sistema de frenagem elétrico não produz atrito, logo não há desgaste. Entende agora por que os carros elétricos são o terror das oficinas mecânicas?
            Feitiçaria? Não, tecnologia, dominada há bem mais de um século. Carros a gasolina são umas trosobas ineficientes e antiquadas, que estamos acostumados a usar.

          • SignaPoenae

            Saquei, valeu pela explicação.

          • Grade, Tardigrade

            Bastava ser fã de F1 que essa informação já estaria em algum canto do seu cérebro!
            =D

  • Wallacy

    Considerando que os planos do Model 3 foram adiantados em 2 anos. Atrasar mais 3 pelos problemas iniciais tá tranquilo.

    Nas palavras de Musk: Melhor estar atrasado e ser magnífico, que adiantado e ser uma droga.

    Já o Roadster… O pessoal que fez test drive está até agora no hospital na fila pra fazer a cirurgia pra remover o sorriso definitivo que se instalou na cara. Teve um camarada que achei que ia infartar de tanta empolgação.

  • Abraão Caldas

    Só eu que achei o volante feio?

    • E. Bicalho

      Certamente é um protótipo como todo o resto.

      • Abraão Caldas

        Eu espero que seja, já basta aquelas aberrações futuristas de outras fabricantes.

    • Alexandre Salau

      é um protótipo meia boca, vários sistemas nem estão funcionando ainda.

  • 🦊 RaposaDoida 🦊

    Essa carro utiliza GameShark.
    No way, muito robado essa carro.ço.

  • Xultz

    A situação da empresa é interessante… A empresa praticamente não teve lucro até agora, só “prejuízo”. https://uploads.disquscdn.com/images/31e1875f6c129330960b8e57e9ef5bb0fef8ab51db32bafa627a5f0f72d83306.jpg

    O interessante é que essa grana toda está sendo torrada na primeira Gigafactory, onde a produção de carros, baterias e painéis solare será como nunca vista, e a construção da segunda gigafactory já está em andamento. A esperança desse povo que tá enfiando sua grana investindo na empresa, quando ela atingir o ponto de equilíbrio e começar a lucrar, vai ser… unstoppable. Pode ser que estejamos presenciando uma mudança muito significativa de paradigma do transporte pessoal, a próxima geração talvez olhe para nós como “nossa, você é do tempo da gasolina!”.
    Por outro lado, se a empresa não der certo, vai ser o vôo de galinha mais caro do mundo… Veremos.

  • Reinaldo Matos

    Podia jurar que veria alguma piada do tipo “Sua mãe™ vai de 0 a 100 em 1 segundo na balança”

  • Jose Antonio

    Fico satisfeito com esse monociclo que faz 50km/h..kk

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis