EA suspende (temporariamente) microtransações no Star Wars Battlefront II

Os dias que antecedem o lançamento de um grande jogo costumam ser bastante movimentados para as editoras, com os funcionários concedendo entrevistas, tentando divulgar o título de todas as maneiras e em certos casos, até fazendo polimentos de última hora. Porém, acho que nem a pessoa mais pessimista dentro da EA poderia imaginar que eles teriam tantos problemas antes da chegada do Star Wars Battlefront II.

Conforme os jgoadores começavam a ter acesso a versão do jogo que foi liberada para os assinantes do EA Access/Origin, eles descobriram que seria preciso uma quantidade absurda de tempo ou dinheiro para desbloquear os personagens no modo multiplayer do Battlefront II e ao tentar justificar a estratégia, a editora só conquistou mais antipatia.

Mesmo com a afirmação de que os valores seriam ajustados, a recepção por parte do público continuava sendo a pior possível e quando parecia que a Electronic Arts não cederia, na última hora tivemos uma mudança importante na história. Primeiro foi o sumiço dos pacotes de créditos da Xbox Live e não demorou para que a empresa confirmasse a suspensão das microtransações no game.

Conforme nos aproximamos do lançamento mundial, ficou claro que muitos de vocês sentiam que ainda existia desafios no design,declarou Oskar Gabrielson, gerente geral da DICE. “Ouvimos as preocupações sobre potencialmente dar vantagens injustas aos jogadores e ouvimos que isso está ofuscando um jogo que de outra forma seria excelente. Essa nunca foi nossa intenção. Desculpe por não termos feito isso corretamente. Ouvimos vocês alta e claramente, então desligamos todas as vendas in-game.

Porém, a coisa infelizmente não é tão bonitinha quanto pode parecer inicialmente. Para começar, segundo o próprio executivo as microtransações estão apenas temporariamente suspensa e por se tratar de um jogo tão grande e que precisa dar o maior lucro possível, era óbvio que a EA não perderia a oportunidade de explorar esse mercado que tem rendido tanto dinheiro à ela e muitas outras empresas.

Outro ponto que deve ser mencionado é que de acordo com o site VentureBeat, ontem o CEO da EA,  Andrew Wilson, teria recebido um telefonema de Bob Iger, o mandachuva da Disney, e embora o conteúdo da conversa não tenha sido divulgado, é de se imaginar que lá pela Casa do Mickey todos estejam bastante preocupados com o impacto negativo que o jogo pode ter na imagem da franquia, especialmente por estarmos tão perto do lançamento de um novo filme Star Wars.

Como bem disse o analista Daniel Ahmad, a verdade é que as microtransações e as loot boxes já foram aceitas pelo grande público, com o faturamento nesta área já representando uma enorme fatia para muitas empresas e o que a EA e a Disney estão fazendo neste momento é apenas tentar controlar os danos causados pelas críticas e aperfeiçoar o sistema para que no Star Wars Battlefront II ele pareça mais “divertido e viciante” do que “intrusivo e predatório”.

De maneira resumida, a minha opinião é de que pagar para ter acesso mais rápido a itens não chega a ser algo ruim. Isso existe há muitos anos e se temos a opção de desbloquear o conteúdo apenas jogando, tudo bem. O problema é quando a empresa torna a necessidade de gastarmos dinheiro algo quase obrigatório, fazendo com que o ganho de moedas virtuais seja muito lento e a sensação de progresso pela própria dedicação acaba sendo praticamente nula. O que é importante dizer, pelo jeito é justamente o que acontece no Star Wars Battlefront II.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Felipe Lino

    Estou vendo vários portais se posicionando contra essa pratica. É ótimo ver que só o barulho resolveu, não chegou a ser necessário um boicote (Se fosse, creio que não ia acontecer com muita adesão).

    • Julio da Gaita ✔

      verdade foi muita dedada no cú e gritaria a respeito disso, e que bom que voltaram atrás e tomara que achem um modelo melhor de microtransações.

      Da mesma empresa um bom exemplo de “cagada” é o BF1 onde você “ganha” moeda do jogo e mesmo jogando também pra desbloquear as armas, mas as recompensas chegam a ser meio aleatórias demais, não valorizando o tempo jogado em questão. Gostava mais quando os desbloqueios eram baseados nos números de kills e não em uma moeda do jogo.

      Acho que um ótimo exemplo de microtransações é o Ultimate Team sempre presente nos FIFAS, mesmo no 18 é possível comprar creditos pra loot boxes, e apesar de vir itens de “manutenção” importantes pra quem joga esse modo, devido ao caráter de “jogo de azar” das loot boxes é muito fácil desistir de investir dinheiro de verdade nisso.

      E é plenamente possível ganhar coins jogando e fazendo “trading” mesmo, Todos ficamos felizes com isso.

  • Kirk

    Acho ruim vender o jogo a preço cheio e ainda contar com conteúdo bloqueado em favor das microtransações. Lança o jogo a preço reduzido pelo menos, ou continua liberando expansões por DLC.

    • SignaPoenae

      As DLCs também são parte do problema.Lembra de ME2 e 3 , aonde simplesmente não dava pra aproveitar todo o jogo sem pagar mais? Inclusive com DLC day one pra modo história.

      A questão é que todo mundo tava de saco cheio de DLCs e a indústria procurou outros meios de garantir lucro. O problema é que já chegou no consumidor em modo full Kid-bengala e todo mundo botou a boca no trombone.

      • Kirk

        A DLCs que comprei foram expansões do conteúdo original mesmo, algo que não prejudicou a experiencia, mas infelizmente existem outros casos, como você citou.

      • major505

        Sacanagem da EA foi colocar o final verdadeiro de Dead Space 3 dentro de um DLC. ai sim é uma putaria.

        • Aquele não foi o “verdadeiro” final, mas um cala boca pros mimizentos que não gostaram de como o jogo terminou e foram xingar muito no Twitter. Assim como Han atirou primeiro, Shepard morre no final – não considero remendo.

          • 🦊 RaposaDoida 🦊

            Marley também morre no final…

    • major505

      Ou lança o jogo de graça e cobra no conteúdo extra.

      Se ganhar 100 doletas de cada usuário combrando tranqueira dentro do jogo já compensa mais que vender tudo junto no jogo.

      O problema é ter todo esse conteudo, as vezes até no próprio disco e cobrar a mais para vc acessar ele.

    • 🦊 RaposaDoida 🦊

      Se eu pago full price eu quero UM GAME FULL .

  • Alexandre Oliveira

    O problema desse caso é que você realmente ganha vantagens efetivas em um jogo pago (a preço de jogo AAA) voltado pra multiplayer pagando (o que a galera tem chamado de “pay to win”).
    Isso é bem diferente de outros jogos, como o recente Shadow of War (onde o foco é totalmente o single player, e o multiplayer é apenas um plus), de jogos que são free to play (onde já estão acostumados com essa prática) e de outros jogos onde o que você paga é apenas cosmético e não dá vantagens efetivas.

  • Inquisidor

    eu acho o seguinte : já existe dlc para isso (o que já é ruim o suficiente, tem jogo que nem é lançado e já tem dlc programada, pq não colocar no jogo já o conteudo??).
    na minha opnião dlc tem que ser estilo witcher 3, a dlc é grande, acrescenta muita coisa e tem um proposito , já as micro transações eu não consigo ver com bons olhos, pois se o item é adquirível ingame então ele foi nerfado para reduzir o drop de sacanagem.
    claro que se o jogo fosse meu eu meteria micro transação até para usar caracter especial no nome kkkkk

    • Inquisidor

      detalhe, as expansões do witcher 3 são maiores que muito jogo por aí, sem zoeira, se vc não jogou witcher 3, pode jogar.

      • Owl✓

        Ou Dlcs como a do Bioschok Infinite.

    • Fugindo do assunto… DLC é qualquer conteúdo “baixável”. Uma skin é um DLC, um mapa novo é um DLC, um pacote de skins é DLC. O que você se refere é o que os “antigos” chamavam de “pacote de expansão”, que usualmente trazia novas missões, itens etc.

      Entre os exemplos BONS mais famosos temos Diablo, Starcraft, Witcher, Fallout, Disohonored…. Cada um trazendo uma campanha extra que vale cada centavo, fazendo tu pensar que é um complemento ao jogo principal, e não que o jogo foi repartido em pedaços só para arrancar dinheiro do jogador (estou olhando para você Asura’s Wrath).

  • César Rodrigues

    O EA Access acabou virando um Beta, o que é muito bom pra todos. Os jogadores têm contato com a versão final e já dão seu veredicto antes do lançamento ao grande público. A EA, por sua vez, consegue corrigir as grandes cagadas. Claro que o estrago já foi feito. E depois da E3 desastrosa onde foi apresentado a Xbox Onde, todo o mercado percebeu o impacto que uma recepção negativa pode ter.

    Quanto às microtransações, bem, infelizmente existem porque tem quem pague. Por outro lado, a oferta de FPSs multiplayer é imensa, então basta escolher aquele que mais te agrada.

  • Alvaro Carneiro

    ainda vou ver (se é que já não existe) o DLC do DLC.

  • Matheus Vieira

    É crucial reforçar que a EA reajustou os valores, mas também reajustou as recompensas.

    • Bruno Hadlich Machado

      Somos legais baixamos de 40000 pontos pra apenas 15000 o vader. E em letras inexistentes ou minusculas um PS: Baixamos as recompensas em 75%, o que torna ainda pior, mas olha, pelo menos, o numero que precisa é menorzinho.

      • Matheus Vieira

        Exato. E no meio da bagunça aproveitaram pra tirar o botão de reembolso no site (não sei se já colocaram de volta).

  • sobralense

    Tenho medo da série BF entrar nessa vibe.

  • gfg2

    Nada contra fazer microtransactions pra lucrar em cima de skins, muitos otarios gamers gastam fortunas com isso. Agora pagar pra ter vantagens é pay-to-win, em cima de um jogo que era pra ser vendido “completo”.
    https://uploads.disquscdn.com/images/a76272f8876608886e31f3bf0b2b462e620bc750bb36b0486fc88c527f0c8b77.jpg

  • Matheus Lopes (matheuscl)

    Micro-transação boa é igual a do CS:GO, não interfere nada no gameplay as skins e compra quem quer…

  • mr_rune

    erro 1 – fazer pre-order

    erro 2 – comprar DLC

    erro 3 – aceitar P2W

    Sério, eu já vi gente reclamando de quase todas as produtoras de jogos, mas EA é de longe a mais descaradamente mercenária. Os caras vão esperar passar o período de vendas inicial, os besta que comprarem já vão ter os char que quiserem upados, aí eles botam essa escrotice de volta pra quem não quiser ficar em desvantagem no início.

  • RôShrek

    Nem preciso esperar pra saber que titanfall 3 vai ser um shitstorm de MT e lootboxes. 🙁

    • mord4z

      Espero que não! Gosto do TF2 e o modo como são dadas as recompensas.

  • Prevendo o dia em que a gente vai ter que pagar a munição das arminhas nos fps com dinheiro real

  • 🦊 RaposaDoida 🦊

    Depois falam que o boicote não funciona.

  • Claudio Torres

    Bons tempos quando o IDDQD era de graça.

  • Bruno Costa

    Minha opinião é a de que microtransações funcionam desde que sejam iguais as de Overwatch, meramente cosméticas. Quer o seu soldado com a cabeça da Minnie? Paga por isso. Agora quando afeta o gameplay o buraco fica mais embaixo…

  • The fool on the hill
  • Russo

    Eu jogo um joguinho estilo rpg pra Nutella preguiçoso no Android nas horas vagas (ônibus, filas, cagando, etc), e cada jogador tem um índice “VIP” que vai de 0 a 20, sendo que quanto mais dinheiro real a pessoa gasta mais o nível VIP sobe e garante comodidades extras ao jogador.

    É incrível a quantidade de gente que gasta dinheiro real nesse jogo, é muito dinheiro que o desenvolvedor ganha em cima desses caras. E como tem a parte multiplayer do jogo, é brutal a diferença de forças entre uma pessoa VIP 0 e uma que gasta todo o salário pra deixar os bonequinhos mais fortes, na hora do PvP. Já tô quase largando esse jogo, pra mim jogo de celular já é causa perdida, espero que essa onda maldita não se alastre desta maneira para os consoles e pc.

    • Felipe Rafael

      Eu abandonei.
      Não consigo jogar jogos de celular mais.

      • Baixe o novo jogo do Stranger Things. Pelo menos esse saiu MUITO bom e totalmente free.

        • Felipe Rafael

          Opa!
          Valeu pela dica!

  • Vamos ver por quanto tempo será essa “suspensão”, vindo da EA, vai durar até a poeira abaixar.
    O barulho até que foi efetivo, mas os próximos podem não ter tanta audiência. Afinal, há uma geração inteira disposta a pagar o que for para ter seus chars favoritos, perfumados e upados.

    Ainda me alivia que nem todos pensam assim, mas até quando?

  • Cesar Augusto Rodrigues de Oli

    tem mais que se fuder , quem PAGA pela merda do jogo e ainda acha CERTO ficar pagando por QUALQUER merda relacionada ao jogo dentro do mesmo, se paguei pelo jogo TUDO tem que estar liberado ou então tem que ser freemium

  • Julio Verner

    Eu faço como tudo que não concordo, não compro, não consumo, BOICOTO… Mas aí lembro que vivo na Terra Plana…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples