Intel se alia à AMD (!) para competir contra a nVidia em laptops gamers (!?)

Laguna_Intel_8th_gen_CPU_with_AMD_discrete_graphics

Uma EMIB da Intel com GPU dedicada da AMD RTG (crédito: The Verge)

Não, você não leu errado. Não estamos no 1º de abril e nem muito menos o tio Laguna inventou essa parceria tão inesperada. Deixa eu respirar um pouco: a Integrated Electronics acaba de divulgar uma parceria com o braço gráfico da Advanced Micro Devices. Sim, isso quer dizer que as rivais Intel e AMD vão trabalhar juntas, algo que não ocorria desde os anos 80.

Enquanto as fabricantes de processadores centrais competem entre si (Ryzen FTW!), com liderança quase absoluta da Integrated Electronics (pois é…), a Intel contratou o Radeon Technologies Group (divisão de processadores gráficos da AMD, antiga ATi) para fornecer as GPUs dedicadas para os novos chips Intel Core para laptops.

Não chega a ser uma parceria tão estranha: quando a ATi ainda existia fora da AMD, a Intel chegou a fazer parceria mas, naquele tempo (2004, 2005), a tecnologia que a ATi fornecia era de gráficos integrados razoáveis como integrantes da ponte norte de chipsets, para placas-mãe compatíveis com processadores centrais Intel. A AMD adquiriu a ATi em 2006 e a parceria não só não evoluiu como terminou de vez, com a justificativa de que a AMD faria com as APUs uma sinergia entre CPU e GPU de forma que não daria para separar uma coisa da outra.

Pois bem, no final de 2015 a AMD decidiu formar o Radeon Technologies Group, uma divisão que cuidaria de negócios relacionados aos processadores gráficos. Agora vemos o primeiro grande cliente (rival) deles comemorando o negócio.


New Intel Core Processor Combines High-Performance CPU with Discrete Graphics

No atual mundo mobile, dominado pela ARM, não é incomum os sistemas-em-um-chip (SoC) utilizarem componentes licenciados de outras empresas, muitas vezes rivais. A surpresa aqui é encontrarmos uma parceria que fortaleceria a líder do segmento com componente até então exclusivo da rival, num outro mercado que é para lá de concentrado. O novo Intel Core para ultrabooks e afins terá uma ponte multi-pastilha integrada (EMIB) unindo a CPU Intel com gráficos Radeon, e com tecnologia HBM2 para a VRAM dedicada.

Quem não deve estar nada contente é a nVidia, líder de processadores gráficos dedicados e rival da antiga ATi (agora RTG). O tio Laguna especula que, muito provavelmente, a Intel deva ter procurado a camaleão verde de Santa Clara primeiro mas ambas as empresas não se acertaram, seja por valores, seja por objetivos de mercado: a nVidia tem crescido mais do que a Intel consegue acompanhar, como nas soluções de Inteligência Artificial. Em laptops gamers, a nVidia é a líder inclusive por oferecer mais opções de GPUs dedicadas. Com o movimento, a Intel pode se tornar uma grande rival no nicho gamer.

Apesar de as GPUs integradas Intel (UHD Graphics) já terem ultrapassado o teraflop/s, para os games de PC 1 Tflop/s é muito pouco. Soluções nVidia e AMD conseguem quase dez vezes tal patamar em laptops gamers, aqueles que custam acima de 1.000 dólares. Particularmente fico na torcida, só não sei para quem.

Fontes: Anand Tech e PC World.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Emanuel Laguna

O “tio Laguna” nasceu no Siará em meio à Fortaleza de 1984. Sempre gostou de brincar de médico com os aparelhos eletrônicos e entender como um hardware dedicado a jogos funciona, mas pretende formar-se como Engenheiro Eletricista qualquer dia. Antes apaixonado pelos processadores gráficos desktop, vê nos smartphones, tablets e outras geringonças mobile o futuro da computação.

Compartilhar
  • Mario Neis

    será um namoro para uma futura “união de bens” entre intel e ‘ATI’ ?

    Se for, a amd pode estar precisando de caixa, e a nvida vai ter sérios pesadelos com pcs com placas dedicas para mercados além do gamer…

    • Felipe Lino

      Levando em consideração que o PS4 e o Xbox usam GPUS da AMD e que os Ryzen estão fazendo sucesso, acho que a AMD n precisa de caixa.

      • Mario Neis

        não dá pra saber ao certo, por isso coloquei o “pode”.

        já que a AMD ‘Ryzen’ e a AMD ‘radeon’ são “CNPJ” diferentes, são fluxos de caixas diferentes… e antes do ryzen a amd ficou um tempo correndo atrás do próprio rabo, digamos assim… pode ter gasto muito mais gordura do fundo de caixa que deveria, e agora precisa reestruturar.. ( como muita empresa, vide a onda de passaralhos que rolou esse ano, infelizmente)

        eu acho bom por dar um chacoalhão na nvidia.. mas acho terrível pela questão da concorrência, pode, no fim ser mais prejudicial par ao consumidor final…

      • Faturamento é diferente de lucro líquido, vai que tiveram a brilhante ideia de vender até as cuecas para conseguir fornecer os chips para o PS4 e Xbox e agora está levando prejuízo na operação.

    • Capaz do filho nascer estranho….

  • Maom

    Fico na torcida pra nVidia anunciar parceria com a AMD para criar uma sinergia dos Ryzen com a GPU nVidia.
    Seria uma baita plot twist.

    • Mario Neis

      a Nvidia tem um ego inflado de mais, só lembrar da época da 3dFX ( saudades vooodo 4500 =[ )

    • Carlos Ferreira

      Se a AMD possui um divisão dedicada a chips gráficos, por que se uniria com a empresa rival?

      • Danilo

        Só pelo huehuehue take that back !

        E ganha nas duas frentes rsrsrs

      • Meninão Bobo

        Dinheiro a AMD como sabemos ja percorreu o vale das sombras!

      • gbitte

        Se a Microsoft faz porque a AMD não pode

      • Maom

        Manja ironia?

    • Luiz

      A AMD é um tipo de mafia se isto ocorrer.

  • Mateus Silva

    Esse rumor ( que Intel Usaria chips da AMD) é bem antiguinho já, se não me engano é do final de 2016. Acho legal vai beneficiar a mobilidade pois fico meio raivoso que removeram a unidade óptica dos notebooks e mesmo com mais espaço não estão adcionando soluções de GPU em modelos de 13 e 14 pol. espero que agora façam notebook “menos finos” e coloquem uma bateria de boa capacidade e uma GPU.

    • Claudio Roberto Cussuol

      Você mesmo já concluiu o que aconteceu com o espaço que teria sido liberado pela remoção do drive óptico: Afinaram as máquinas.

      • TakoKuOko

        Hmmm eu tenho um Lenovo , ele segue uma linha ultrabook… Quando abri ele para adicionar mais memória relatei que o que não falta nele é espaço.

        • Mateus Silva

          Esse modelo é bem impressionante mesmo, um dos poucos nesse sentido.

  • Ivan

    Sera que teremos notebook gamer mais barato?

    • Marcogro®

      Com memórias HBM, tecnologia nova (EMIB)… Acho que não.

  • Inquisidor

    Parece delicioso , só falta a ram ja vir junta em forma hbm tmb

    • EmuManíaco

      não entendo pq não fazem como em consoles. coloca uma ram unificada e froda-se

      • Luiz

        porque o sistema operacional teria que ser modificado

        • EmuManíaco

          Que? cara é assim que funciona APU. só muda a questão das memorias.

  • Deni Carson de Souza

    Está muito estranho. Realmente olhei varias vezes no calendário para ver se não é 1º de abril mesmo.
    Só essa semana já vi noticia da Intel fazendo ARM e agora essa parceria com a AMD/ATI.
    Realmente parece promissor, mas no vídeo não vi nenhuma referencia direta à AMD.

    • Goemon

      A referencia da AMD é quando ele diz “Custom-built Radeon mobile graphics processor”

      • Eu me assustei quando o narrador falou isso no vídeo. Normalmente a Intel não cita(va) concorrente assim.

      • Deni Carson de Souza

        Eu estava sem áudio e o meu inglês é bem porco, é possível que eu não teria percebido, obrigado.
        Mesmo assim, vou esperar sentado pra não cair pra traz.

  • A NVIDIA que se cuide.

  • Rodrigo Germano

    Notebook gamer com placa de vídeo amd eu passo longe, paguei 3 mil no meu no final de 2015 e não roda um jogo leve direito porque fica dando queda de fps direto, sem contar meu desktop também decaiu muito os fps com placa amd.

    • André Vergílio

      Tenho um desktop da mesma época, comprado pelo mesmo preço, só que montei com placa Nvidia e também começou a ficar dando queda de fps direto. Não é problema da sua amd, é problema dos novos jogos e das atualizações dos antigos.

      • Rodrigo Germano

        Pois é, mas no meu caso é a placa problemática mesmo, tem várias reclamações sobre a amd r7 m260 e m265, só deram for de cabeça e sem resolução.

        • EmuManíaco

          Cara tu sabe que essa sua gpu ja era meia boca em 2015 mesmo né? a culpa não é da gpu e sim da sua escolha de gpu

        • Meu Dell tem essa r7 m265 e apesar dos pesares consigo rodar inclusive Witcher 3 nela. É a melhor coisa do mundo? Não, mas da pro gasto. Como atualmente jogo coisas mais antigas como Skyrim e ETS 2 ou mais leves como Path of Exile e Hearthstone, tem me atendido bem.

  • entao, adeus Intel graphics?

    • Não acho que vai chegar a tanto, afinal para soluções baratas aos notebooks em geral ainda teremos a GPU Intel UHD Graphics.

      • EmuManíaco

        Pior que eu to bugado aqui. Entendo a parceria mas com a entrada dos rysen com vega a intel vai acabar criando problemas para si.

    • Felipe Silva

      Isso só deve ficar nos notebook que hoje usam video dedicado, nos onbord que usam ram compartilhada vai continuar as intel graphics.

    • Luiz

      claro que não, como é que tu vai fazer acesso remoto e KVM em servers ?
      alguem tem que suportar o framebuffer em servers, senão o linux nem liga (tudo culpa do torvalds chato que não deixa tirar a merda do framebuffer)

  • Manoel Jorge Ribeiro Neto

    Notebook gamer é o tipo de trambolho que só vende porque as pessoas gostam de comprar coisas por impulso. Com exceção de quem viaja muito (tipo um completo nômade) ou mora em um ovo, não compensa ter um notebook gamer. É difícil a manutenção, praticamente inexiste a possibilidade de upgrade (pois a GPU é soldada na placa-mãe), além de ser bem mais caro que um desktop com poder de processamento equivalente (quase o dobro). E isso sem nem considerar que notebooks gamers são feios e pesados demais!

    • Pra quem tem grana sobrando, compensa bastante.
      Geralmente são esses caras que investem nessas máquina, visando mobilidade e o valor a mais pago, não é nenhum problema.
      E o bom é que com a popularização dessas máquinas, os preços vão caindo e a tecnologia melhorando, e acredito que um dia teremos notebooks que valerão a pena também, pra quem tem menos grana 🙂
      É um formato totalmente válido e lucrativo.

      • Manoel Jorge Ribeiro Neto

        Mesmo para quem tem grana sobrando, não compensa. A não ser que a pessoa tenha um escravo mordomo particular para carregar suas tralhas, carregar um notebook gamer na mochila é pedir para ter dores nas costas e até problemas na coluna! Como já falei, só compensa para quem é nômade ou mora em um ovo (e não se importa em ter dores nas costas). Para mim, qualquer notebook que pese mais de 2 kg não vale a pena.

        • Ortiz Vinicius

          Vc realmente tá muito fechado no seu mundo haha
          “qualquer notebook que pese mais de 2 kg não vale a pena” WAT? Prefere os ultrafinos com processadores capados e resfriamento ridículo?

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Jovem, prefiro uma máquina que dá para trabalhar, mas que não dê dor nas costas para carregar na mochila. 2 kg é o máximo que tolero para o peso de um notebook.

          • Felipe Silva

            Eu não moro em um ovo, levo o notebook pra faculdade e vou de carro (meu carro custa menos que um notebook gamer top de linha) e uso um notebook i3 de primeira geração com tela de 15,6″, então é grande e pesado, então não generaliza, existem muitos perfis.

            Compraria um notebook grande e pesado não pra jogar, mas pra trabalhar, por conta da ótima refrigeração que eles costumam ter e do bom processador, o que não acontece na grande maioria dos outros com processadores série U, capados e ficam mais capados ainda pq esquentam e baixa o clock pra compensar.

            E não, não carregaria um notebook na mochila no transporte publico, não to afim de ser assaltado, então não adianta ter menos de 2kg.

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Eu também não carrego notebook para andar no busão, pois o risco de assalto é enorme, mas já carreguei notebook pesado no passado e jurei nunca mais carregar esses trambolhos, nem que seja poucos metros, e nem desejo isso para ninguém.

            Quem tem necessidade de um notebook mais parrudo para ficar transportando para lá e para cá já se enquadra na categoria de “nômade”. Afinal, trabalhar em um desktop é muito melhor! Um notebook comum, que pesa menos de 2 kg, já dá conta de tarefas mais simples, como programação, redigir textos, ver vídeos etc.

        • Victor Viana

          Você deveria dizer. “Pra mim não vale a pena” e só.

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Não, só vale a pena para quem é nômade ou mora em um ovo. Todo mundo que argumentou a favor desses notebooks gamers cai em uma dessas duas categorias.

          • Victor Viana

            Kkkkk, falou o guardião da verdade sobre computação móvel

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Eu que não vou carregar um trambolho de quase 3 kg (tem alguns mais pesados), só se eu fosse um nômade ou morasse em um ovo.

            Quer saber mais: volta pro G1, idiota!

          • Victor Viana

            Kkkkk, olha o nível do cara

      • Meninão Bobo

        Tem vários concorrentes, no passado era só Dell e os montados tipo Avell, agora ja tem outros Samsung e Lenovo e Acer

    • ricms

      Realmente comprei e me arrependi. Uso quase na totalidade com ele na mesa e com fonte de alimentação. E para mobilidade estou com um Chromebook com linux no dualboot. Pelo menos peguei fora do BR e paguei barato.

    • Meninão Bobo

      Realmente comprei e me arrependi. Uso quase na totalidade com ele na mesa e com fonte de alimentação. Jogo muito mas quando vou para o sofa pego o acer switch alpha 12 que ultimamente tem sido o que mais uso…

    • EmuManíaco

      O que seria “caro demais” ? Um notebook com peso normal,1O5O TI e processador Quad core? Cara isso custa entre 7OO e 85O U$. Pra mim a questão de mobilidade e organização compensa e muito. Sobre upgrade. Tenho PC desde o 386 e NUNCA fiz upgrade de processador. Sempre vendia o conjunto de placa mae, cpu e Ram juntos.

      • Manoel Jorge Ribeiro Neto

        Vamos falar no custo-brasil. Um notebook de US$ 850,00, equipado com uma Geforce 1050Ti, custa uns R$ 5000,00 por aqui. Um desktop com specs semelhantes (e possibilidade de upgrade), custa uns 3000 reais (ou até menos). Não, no aspecto financeiro não vale a pena um notebook gamer.

        Eu também nunca fiz upgrade de CPU, mas de GPU já fiz vários. Antes de partir para um PC novo, faço uns 3 upgrades de GPU, em média.

        • EmuManíaco

          Bom como eu sou racional nunca compro nada no brasil. Mas esse seu preço aí ta beeeem exagerado. Notebook Gamer Samsung Odyssey NP800G5M-XG1BR com NVIDIA GeForce GTX 1050, Intel Core i5-7300HQ, 8GB, 1TB, LED Full HD 15.6 e Windows 10
          37OO no ponto frio.

          • Manoel Jorge Ribeiro Neto

            Nesse preço, incluindo também um monitor full-HD, levo um desktop com 256 GB de SSD (mais HDD de 2 TB ou mais) e uma GPU até melhor (GF GTX 1060 6GB ou melhor).

            Fiz umas pesquisas e vi que os notebooks de 850 dólares, equipados com processador core i7 e GPU Geforce GTX 1050ti, custam uns 5000 a 5500 reais no Brasil.

            Notebook Dell 15 Gaming i15-7567-A30P Intel Core i7 16GB (GeForce GTX 1050TI com 4GB) 1TB Tela 15,6″ Full HD Windows 10 256GB SSD: 5320 reais no Submarino.

          • Bruno Rosa // TaRuGo

            Não é nem a TI

    • Ortiz Vinicius

      Eu não quero ter um computador pra cada propósito. Uso meu notebook no trabalho, em casa, nos clientes, em viagem…
      Errei quando comprei um desktop por impulso e perdi produtividade, portabilidade, praticidade…

      • Manoel Jorge Ribeiro Neto

        Bom, cada caso é um caso, mas eu prefiro ter um computador por propósito. Tenho um Dell Vostro 5470, que uso quando preciso de mobilidade, mas prefiro trabalhar no meu desktop. Para mim, errar seria comprar um notebook gamer.

        • Ortiz Vinicius

          Você tem dinheiro

    • Eu sou quase um nômade, por isso um notebook gamer seria o ideal para mim, digo seria pois não tenho coragem, ainda, de pagar R$ +6 mil em um notebook, por mais foda que ele for. Por isso vou usando o meu Dell Inspiron 5548 e jogando coisas mais antigas.

  • SomeReader

    Eu já acho que todo este mercado tem poucas empresas… Se estas se unem (oficialmente), a coisa complica ainda mais. Temos o que? Vídeo: Nvidia e AMD. Processadores: Intel e AMD. (tem outras relevantes?)

    • Helton Henrique Mariano

      Mas se elas se unirem, poderiam ser punidas por leis antitruste…

      • EmuManíaco

        nao se uniram e nao podem se unir. é uma parceria.

        • Helton Henrique Mariano

          De fato.

      • Felipe Silva

        Enquanto a AMD continuar incluindo as GPU nas suas APU ou vendendo pra outros alem da intel o antitruste não pega. Só seria um problema se a nVidea falisse ou parasse de vender pro consumidor final, mas duvido isso acontecer.

      • SomeReader

        Não acredito em leis anti truste…

    • EmuManíaco

      O mundo ficaria BEM melhor sem Nvidia acredite.

      • SomeReader

        por mais que tenho críticas ao livre mercado. Quando mais corrência não é melhor para nós?

        • EmuManíaco

          Só que a Nvidia é uma empresa Muito suja e desleal. O mercado não para se ela quebrar outra assume o lugar.

          • SomeReader

            é o livre mercado, 😛

  • Meninão Bobo

    AMD sempre foi aquele menino da escola gente boa mas que não era popular, Intel era o rico e Nvidia o Rico e fodão…

    Eu sempre usei AMD no passado e quando fui pegar notebook melhor, senti falta da AMD, tomara que voltem com tudo!

  • Joao Paulo

    “Agora vemos o primeiro grande cliente deles ”
    RTG projetou chip para Xbox one X , PS4 Pro e GPU para Apple .
    Não foi a primeira grande parceira .

  • Soullforged Marco

    Um tempo desses, o market cap da Intel era 120 bi, o da Nvidia, 20 bi e o da AMD 2bi (3 anos atrás).

    Hoje o da intel é 220bi, o da Nvidia 120bi e o da AMD 12bi. Ou seja, proporcionalmente eles AMD e Nvidia cresceram mais que a Intel.

    Se a Intel não se cuidar, tende mesmo a levar bordoada do mercado.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis