Amazon finalmente começa a vender eletrônicos no Brasil

amazon-001

Os rumores eram verdadeiros: a Amazon iniciou à meia-noite desta quarta-feira (18) a venda de dispositivos eletrônicos no Brasil, de smartphones a tablets, computadores, câmeras, TVs, dispositivos de som e acessórios diversos, que chegam para fazer companhia aos Kindles, livros e e-books da lojinha de Jeff Bezos.

A nova empreitada da Amazon Brasil confirma tudo o que já vinha sendo aventado desde maio: a empresa não irá num primeiro momento vender nada diretamente além do que ela já vinha comercializando, os eletrônicos serão oferecidos por parceiros da rede varejista através do já conhecido sistema de Marketplace: os vendedores terão um canal dentro do site da Amazon em que poderão vender seus itens e mediante pagamento de comissão, poderão fazer uso das ferramentas da gigante. Por outro lado os consumidores poderão usufruir da segurança provida pelo site, já conhecendo a má fama que o Marketplace tem entre os consumidores.

A distribuição dos produtos, por conta do Marketplace não é centralizada, logo os valores de frete podem variar muito. Há produtos com taxas de envio particularmente altas, o que deixa claro que alguns vendedores praticam importação e não contam com depósitos próprios. Já os preços oscilam: há itens com condições bem interessantes mas boa parte deles podem apresentar valores iguais ou até mesmo maiores que os concorrentes. Uma busca rápida por um modelo de TV específico revelou um valor até 20% mais caro que em outras lojas.

amazon-002

A Amazon também resolveu ousar nas condições de pagamento: contrariando a prática mais comum de compra do brasileiro o Marketplace ao menos por enquanto não aceita boleto bancário, oferecendo unicamente as opções de compra via cartão de débito ou de crédito; no caso desse último o comprador poderá parcelar o valor em até dez vezes sem juros. Como incentivo, a Amazon oferece um e-book gratuito para quem comprar qualquer eletrônico até o dia 25/10.

Embora haja uma grande quantidade de ofertas no momento (ao todo são 110.000 itens de dezenas de lojistas), os grandes players do mercado não estão presentes e já vinham mexendo seus pauzinhos para tratar a Amazon como uma concorrente; por outro lado muitas delas já estão presentes no Marketplace do real rival da gigante no Brasil, o Mercado Livre; ela ao menos hoje é bem mais Amazon que a própria Amazon e conta com um sistema logístico muito forte, embora mudanças recentes tenham privilegiado muito o comprador e depreciado o vendedor (lembrando que picaretas existem dos dois lados).

Se a Amazon oferecer um sistema de Marketplace melhor que o do Mercado Livre, que ofereça condições justas e preços competitivos as chances de que essa iniciativa deslanche são grandes, mas isso só o tempo dirá.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Eu criei o conceito do Braso-capitalismo. A Teoria Econômica que explica como o Brasil está pouco se lixando para a Lei de Oferta/Procura, visando ganhar sempre mais, oferecendo muito menos, nem que com isso ferre a concorrência que não se cartelizar.

    • SNU-SNU

      Acomodação e aceitação.

    • Luis

      Sim, chamo isso da mafia do Pastel, vá numa feira livre, é a única mercadoria tabelada, pode ter 5 barracas todas praticam o mesmo preço. Fora os reajustes absurdos, a inflação é de 2% em 6 meses mas pode ter certeza que vão aumentar 0,50 centavos sempre.

      Ah. corte de cabelo, de 20 reais para 25. A gente pensa, são só 5 reais mas na real são 25% de aumento. Um absurdo. Sempre vejo o Marcus Lemonis de O Sócio cortando centavos de custos de produção para faturar mais e nunca aumentar o preço final.
      Isso é cultural, entendo o “custo brasil” no preço final mas os reajustes são sempre porcentuais tirados da bunda.

      • Ivan

        Esse cara é foda, aprendi muito vendo O socio.

        • Idem… programa fodastico.
          Poderia estar no netflix, agora que cancelei minha tv a cabo… kkk

        • Evandro

          É muito bom. Em alguns episódios as pessoas são tão idiotas que até parece que foi tudo combinado, mas no geral é mto bom.

          • Ivan

            Nunca duvide da capacidade de alguem de fazer merda.

          • RôShrek

            Essa frase sim deveria estar na bandeira do Brasil, já que ela resume nossos 500 anos de história.

          • Evandro

            Jamais duvido disso.

      • L3O07

        Corte de cabelo tá tão caro q larguei a mão e passei a eu mesmo cortar em casa. O jeito q fica é esse mesmo e tô de boa!

        • Vin Diesel

          passei a fazer isso tem uns 5 anos. comprei a home pro basic de uma máquina aí de cortar q na época custou incríveis 50 nas lojas americanas e já economize muito. muito mesmo. onde eu posso eu economizo. se o Brasil todo fosse como eu esse país fechava mesmo. colapso. é olha q já venho falando isso tens uns bons 8 anos.

          • Theuer

            “home pro basic”
            É windows, ou apenas uma sequência de contradições mesmo? 🙂

          • Vin Diesel

            Não parece piada? Máquina de Cortar Cabelo Wahl Home Pro Basic no Gúgólllll

          • Gedson Junior

            Porra cara mas tu nem tem cabelo!!

          • Vin Diesel

            por isso

        • Rodolfo Oliveira

          Mas é justamente isso que acontece quando os “reajustes” são feitos de maneira aleatória e irresponsável. Chega o ponto que o consumidor simplesmente vai parar de consumir, e em vez de lucrar os, vamos supor, 30 reais, vai lucrar nada. Foi o que aconteceu nas redes de fast food por exemplo, tiveram reajustes sem noção que os clientes começaram a sumir, e pra não dar o braço a torcer e baixar o preço de tabela inventaram os cupons de descontos que na verdade viraram a regra.

      • Lorein

        Mas, mas é tabelado. Mas tudo combinado com o livre mercado. Aquele que permite o surgimento e a manutenção de monopólios e oligopólios.

        • Ivan

          Combinado com o livre mercado? ta serto.

          • Gesonel o Mestre dos Disfarces

            Se não tem ninguém pra interferir, a natureza humana vai tornar o mercado algo que favoreça aqueles que detém os meios de produção. se estes fossem livres e todos pudessem ser empreendedores, quem sabe não seria diferente?

          • Ivan

            Quanto maior a liberdade mais facil de empreender o que gera concorrencia.

          • Gesonel o Mestre dos Disfarces

            e quem garante essa liberdade mercadológica? concorrência? não. é a primeira coisa a ser derrubada pelos empresários.

          • Ivan

            E quem é? O Estado?

          • Ivan

            Cara, liberdade economica é quanto o Estado não te atrapalha, só cabe a ele dar ou tirar liberdade.
            https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dndice_de_Liberdade_Econ%C3%B4mica

      • Esse valor de corte de cabelo é ilustrativo, né? Porque onde moro custa R$ 65 o corte masculino.

        • Cristiano Borges Milhomem

          Que isso cara! Que assalto! Goiânia gira em torno de 15-20 reais.

        • DumbSloth87

          mora no Morumbi? Zona Sul do Rio? Jurerê Internacional? tá loco!

          • Nada! Moro na região metropolitana do Rio (Nova Iguaçu). E não é esses salões com sinuca, cerveja e o cacete, é um salão normal, dentro do shopping.

          • DumbSloth87

            Tá explicado, “salão” e “shopping” são palavras chave. O certo e barato é “barbeiro” e “na esquina de casa”.

          • Aqui perto de casa tem um “barbeiro” que cobra um pouco mais “barato”: R$ 50 o corte masculino e ganha uma cerveja de graça.

          • Oberaldo Gilmentoo

            Concluo que v. tá bem de vida e mora em uma vizinhança muito selecionada. 😉

          • Que nada! Eu moro na baixada fluminense! Mas se bem que eu já percebi que morar aqui é mais caro que em muito local da zona sul do Rio. Por exemplo, perto da minha casa uma quentinha custa R$ 12 (só comida), já em Botafogo (onde trabalho) eu consigo almoçar no KFC (o do frango frito americano mesmo) por R$ 10,90 com refrigerante + 2 tiras de frango + arroz + feijão + fritas!!!

        • Gedson Junior

          Mas claro, tu vai na quem tem mesa de sinuca e música ao vivo.

          • Pior que não… é um salão dentro do shopping.

          • Gedson Junior

            Tá explicado

          • Oberaldo Gilmentoo

            E na porta deve ter aqueles rolos com listras em espiral, modinha de barbudos hipsters fashions colonizados.

        • Humberto Jorge

          Em Recife, um corte custa entre 10-15 reais. Com vintão ainda leva a barba feita.

      • Vin Diesel

        era assim amigo. nessa crise eu vejo o cara aqui da frente q ria dos consumidores e agora só chora de desgraça e tá pra fechar o restaurante. agora q ele está em desgraça q eu e seus clientes começamos a fazer comida em casa. levar marmita e não comer mais la. o preço foi baixando. baixando e os clientes não voltam. tinha uma arrogância enorme no país. era o tal empurra para o consumidor final até q esse pegou e devolveu. não sei seu pastel aí. mas o pastel da feita aqui subiu de preço diminuiu de tenho. povo se sentindo otário tinham 4 agora só tem um q não sabe o que fazer. do atravessador q paga miséria até eu comprar essa cadeia era de gente mesquinha q não queria diminuir lucros. agora as pessoas não acham ruim fazer marmita. aprendem a cozinhar com o YouTube e a galera vem falar em crise. sim a crise do empresário q desfilou até onde pode em sua mais alta arrogância q se foda. até vizinhos q não se falavam compram em atacados e dividem. quem perde é quem nunca quis ceder. não tem mais volta.

    • Ivan

      Isso se chama falta de concorrencia e mercado fechado, ainda não refutaram a lei da oferta e procura.

      • Lorein

        Se a lei da oferta e da procura vale então por que raios o preço de uma Ferrari 0km não cai?

        • DanielBastos

          Pq tem o fator exclusividade fio…

          Se eles baixam o preço acaba com o elitismo da marca. Vc não compra uma Ferrari pra andar a 300km/h. Compra pra andar a 20 km/h pras muie poder ver quem ta dentro.

          • Lorein

            Tá e o exemplo do “cartel” das barraquinhas dos pasteis?

          • DanielBastos

            Cartel ue. Não existe dúvida.

            Sim. Livre mercado permite formação de cartel. E mercados fechados tb.

            Problema de cartel não é exclusivo de livre mercado.

            Ambos os lados podem usar o argumento de cartel pra falar do outro. E não chega a lugar algum.

          • Lorein

            Uai, mas o cartel é a prova de que a “lei” da oferta/procura não vale. Perceba: pode haver um aumento de preços sem modificar nem a oferta e nem a procura.

          • Meu Email

            Em um ambiente sem cartel, a oferta/procura se caracteriza por concorrência, vejamos qualquer mercado de compra e venda (ex bolsa de valores). Quando a procura é muito alta, os preços sobem, não por que alguém está vendendo mais caro, mas sim por que as pessoas aceitam pagar mais caro para ter o que elas querem, como estão concorrendo com outros compradores, então elas precisam pagar mais caro para conseguirem comprar o que querem. Agora quando a procura é baixa, as pessoas que estão vendendo, precisam diminuir os preços, porque estão disputando com outros vendedores, esta disputa vai sempre fazer o preço cair, por que o dono da ação não quer ter prejuízo, então ele tem a necessidade de vender o mais rápido possível.

          • Lorein

            “Em um ambiente sem cartel”
            Oi, eu também acredito no papai noel e no coelhinho da páscoa.

          • Ivan

            Quer apostar quanto que preços dos grandes varejistas irão cair agora que a amazon entrou no pais?

          • DanielBastos

            Sim/não. Xa eu tentar pôr o meu ponto de vista:

            Pra ela funcionar, vc tem que presumir que os concorrentes não carterizaram os preços. O cartel, como vc esta levantando, vai gerar a manipulação.

            Levando em conta que, sim, existe muitos cartéis por aí, de montadoras de carro a máfia dos pastéis de feira, podemos considerar que oferta e procura não vai funcionar.

            Mas aí existe outros pontos.

            1 – Preço muito mais alto que o custo, incentiva novos negociantes. Estes podem quebrar a estrutura de preços mantida pelo cartel. Aqui depende de muitos fatores específicos do mercado e fica difícil generalizar. E ainda sem contar com coerção do cartel, mas sigamos.

            2 – A demanda e oferta do produto é um dos fatores apenas pra precificar o produto, mas não o único. A exclusividade, disponibilidade dos materiais que compõem o produto, mão de obra pra produção, é mais uma infinidade de valores vão influenciar no valor.

            Tá bem resumido pra não escrever um livro, mas acho que consigo passar a ideia de que, oferta e demanda não determina o preço mas é apenas 1 dos fatores que o compõe. Este, até mesmo sem cartel, pode fazer com que o preço não seja modificado.

            E eu acho que vc tá assumindo que demanda e oferta determina o valor, ou pelo menos a maior parte dele. Mas muitas vezes não é tão simples assim.

            E acho que ele ser parte de um conjunto não o inválida.

          • Sergio Quintela

            feira livre nao tem concorrencia, vc nao pode chegar lá e abrir sua barraca de pastel, por isso que nao baixa. mas fora da feira, vc acha pastel de todo tipo, fora os calzone e fogazza 🙂

          • Cocainum

            Uma feira tem espaço limitado. Não tem nada demais os organizadores imporem limites para evitar que 500 barracas de pastéis se instalem. Isso, independentemente de ser pública ou privada.

          • Ivan

            pq vc só pode comprar pastel de feira na feira, se eles quiserem cobrar 10 reais vc vai ter que pagar 10 reais ou não compra que com o tempo irão baixar os preços, quem determina o preço são as pessoas, se estão dispostas a pagar 10 reais irão cobrar 10 reais.

        • Ivan

          Pq é uma Ferrari

          • Lorein

            Tá e o exemplo do “cartel” das barraquinhas dos pasteis?

          • Ivan

            Foi o que falei, falta de concordância externa

        • Ivan

          Pq tem procura…. Companheiro fila de espera pra comprarem uma Ferrari e o melhor possuem dinheiro pra pagar o quanto precisarem ou seja existe uma grande procura e pouca oferta, o mais claro exemplo da lei oferta e procura

          • Só existe fila de espera pra comprar Ferrari por causa do gatilho mental da exclusividade. Se o cara tem que esperar pra ter uma, significa que existem “poucas” unidades no mundo, o que dispara esse gatilho mental. Isso é uma tática velha de marketing, praticada inclusive pela Apple, que coloca no lançamento poucas unidades para que se esgotem rápido e saia na capa do jornal “vendas são um sucesso e Apple esgota estoque”. Mas ninguém diz que o estoque é pífio pro volume esperado e sabido.

          • Ivan

            Tirando que não se faz uma ferrari na mesma velocidade que se faz um UNO, é impossivel.

        • Theuer

          Sério?
          Esse é o seu argumento?

        • Gabriel

          Porque uma Ferrari é um tipo de bem que responde de um modo diferente à Lei.
          É o chamado “bem de Veblen”, que são bens que a procura é proporcional ao preço (dentro de certos limites). Jóias são o tipo mais clássico de bem de Veblen.
          Há outra exceção à Lei, que são os bens de Giffen. Mas a Ferrari é um bem de Veblen. 😉

          • Lorein

            Tá e o exemplo do “cartel” das barraquinhas dos pasteis? Pastel é também um “bem de Veblen”?

          • Gabriel

            Não, daí é cartel mesmo.

        • ochateador

          Ferrari limitou a produção em 6 mil unidades anuais.
          Agora é que não abaixa mesmo.

      • Vin Diesel

        rapaz esse papo do BR pagar esses preços de carros é bom as empresas aproveitarem bem. pq quando caírem. vai cair de muito alto. aqui o povo é trouxa por decadas. mas quando deixa de ser. meu deus é uma alastra fogo de macaco vê macaco faz que eu ate me assusto.

        • Leonardo

          “…aqui o povo é trouxa. mas quando deixa de ser…”
          cara, é do hueBR q vc ta falando? =/

          • Vin Diesel

            mas precisamente os “modinhas”.

        • Julio Verner

          Brasileiro deixar de ser trouxa? E eu achava que sonhava ao pensar que um dia teríamos Cultura… hahahaha

    • A ideia da venda é justamente vender pelo maior valor que o consumidor consiga pagar. Depois de décadas de hiper inflação as duas gerações de brasileiros perderam o conceito de avaliar o produto valor real e não pelo valor praticado pelo mercado. O mesmo carro que aqui custa US$ 35K é vendido lá fora por US$ 15K. Se lá fora custasse o preço de 35K ninguém compraria mesmo que fossem os últimos carros do mundo.
      Aqui como todo milionário pode pagar em 120 prestações com juros módicos de 0,5 ao mês está tudo certo.

      • Ivan

        Tirando que vc só pode comprar o carro de 35k e não por 15k se tentar importar vai demorar, vai ter que enfrentar uma burocracia gigante e por fim vai sair mais caro ou o mesmo preço.

        • Diego Marco Trindade

          Fora que o que custa $10, aqui sai quase por R$100

          • Ivan

            Justamente por isso, tudo aqui é mais difícil por isso saí mais caro

    • Lorein

      O louco é gente ainda acreditar nesse negócio de oferta/procura, acho que isso não existe mais nem nas economias mais liberais do mundo. Só serve para empresário bananense justificar aumentos no preço da água mineral após alguns desastres. Sinto informar, mas economia é humanas e como toda disciplina de humanas tem mais achismo do que verdade factual.

      • gfg2
        • Lorein

          Tá amigão do meme. Em que ponto você discorda? Isso para não falar que existe uma coisa que ignora completamente essa “lei” chamada: cartel. Aliás muito bem mencionada no caso da barraquinhas de pastéis acima. Além do fato de que as ações que as pessoas tomam não são conduzidas de forma sempre racional (adeus teoria do homo economicus)
          Abraços.

          • Meu Email

            Oferta/Procura é algo que as vezes se confunde com concorrência. O caos se instaura quando o cartel é estabelecido. E o combustível do cartel, é compradores que não sabem o significado do dinheiro. Exatamente o cenário do Brasil, onde se acha normal gastar 3mil em um celular.

          • Lorein

            Teoria dos Jogos amigo. Teoria dos Jogos. É muito melhor para os empresários (sejam eles bananenses ou gringos) selarem uma “paz” em torno de um “preço justo” que garanta um maior lucro para todos do que alguém baixar o preço e todos terem suas margens de lucro diminuídas.

          • Meu Email

            A paz depende do consumidor, em mercados onde o consumidor sabe exatamente quando custa as coisas, nenhuma paz é alcançada, mas em mercados onde o consumidor não sabe o que faz, o paz perdura.

          • Lorein

            A ideia de “valor” é bem relativa. Exemplo: você está perdido no deserto e com sede, o que tem mais valor para você: 1L de água ou 10kg de ouro?

          • Meu Email

            Estamos falando de um mundo real, não de exemplo fictícios que levam a exceção virar a regra.

          • Lorein

            No mundo real o que é caro para mim pode não ser considerado caro por você (ou seja a ideia de “preço justo” muda de pessoa para pessoa). Ainda é assim ou já mudou?

          • Meu Email

            No mundo real, ninguém paga 10mil em uma sete belo, no meu mundo pelo menos, no seu eu não sei.

          • Lorein

            Não sei, tem louco para tudo. Tem gente que acha super normal um pretenso candidato à presidência ter proposto transformar a pobreza em atração turística na na década de 1980, por exemplo.

          • Vin Diesel

            pois é. sabe aquele cara q comprou o carro e depois de 16 meses não consegue pagar e vai devolver para não ficar endividado? perdeu as 16 parcelas. perdeu o encanto e ainda queria passar de graça pra mim. sem chance q vou deixar de andar de metrô ônibus e carro de aplicativo para torrar dinheiro em um carro q os poucos dizem ser um conforto
            conforto é mesmo o carro vindo de graça eu não ter gastos. do dele vir para minha mão ele custaria por ano mais q eu gasto com o meu transporte atual. para desfilar em trânsito caótico? Nem. coitado o cara não achou um trouxa e tá arrazado q vai devolver ou sei lá o que ele acertou. ninguém quis o carro. aquele papo de sair da loja já valendo 30% menos acho q é furada. não tá é valendo nada. mas tem gente aí sonhando com o carrinho novo. pena q não encontrou o caminho do brother.

          • Brasileiro é o ser que compra iPhone quebrado só para ostentar na night. Alguns alugam por 200 numa noite. Não para usar. Só mostrar que tem

          • Meu Email

            Este é o problema, lugar onde as pessoas acham normal gastar 4mil em um celular, sempre vai existir a venda do maior valor possível.

          • Ivan

            Cara, oferta e procura é entre cliente e vendedor não entre vendedores, vai estudar.

          • Ivan

            Temos Anatel pra manter empresas de de fora longe daqui, isso vc não percebe

          • Cássio Amaral

            Qual a parte de que a Anatel LEGITIMA O CARTEL você não entendeu? O cartel só existe porque uma agência reguladora do governo permite e defende os interesses dela, como dificultar a concorrência e impedir mais empresas estrangeira de atuarem aqui. Se não houvesse tanta regulação, os cartéis não se sustentariam.

        • Ivan

          Da vontade de fazer isso mesmo, cade o botão de desver.

      • Sabe quantas empresas de energia elétrica tem no Texas? Cinco. Quer eletricidade por hidrelétrica? Beleza. Termelétrica? Também tem. Eólica? É com eles mesmo. Nuclear? Ok. Solar? Também. Algumas PAGAM para instalar painéis solares na sua propriedade para gerar energia elétrica, sem você pagar NADA, nem mesmo pelo painel.

        Brasil não é parâmetro de nada.

        • Lorein

          Cara, na boa. No Brasil existem 4 empresas de banda larga (todas privadas e “concorrendo” entre sí) então por que a tarifa brasileira é uma das mais caras do mundo e a qualidade é tão ruim e ainda queriam impor limite de dados trafegados? E estavam todas juntinhas pela franquia de dados (não sei o porque né?! será que é porque todas ganhariam com isso?). Fora que pelo menos uma delas tem como seu acionista majoritário uma empresa espanhola (Telefônica). Mas tudo bem: gringos são tão bonzinhos.
          Esse papinho de que é só abrir o mercado é balela, logo todas se juntariam em um cartelzinho pagando uma propina para o órgão regulador e pronto.

          • Meu Email

            A tarifa de banca larga no Brasil esta dentro da media do que é cobrado no mundo a fora. No Brasil é mais “barato” do que no mundo, por que aqui não se impõe limite de consumo. Em quase todos os países o limite é imposto e o preço é o mesmo praticado por aqui. Olhe a Europa, todos os países europeus a banda larga fica em media 10-20 eur, mas com limites baixos de consumo. Em SP, uma internet de 20mb não passa dos 50 reais e totalmente sem limites de consumo, se levarmos em conta tudo isto, a banda larga brasileira é muito mais barata do que na maioria dos países.

          • Live Tim de 50 megas está 90 reais, com habilitação grátis. Tem em todos os lugares? Não tenho. Isso que dá morar mal.

            E eu moro no Rio de Janeiro, capital

          • Lorein

            Qual a capilaridade da Tim? Tem cidade satélite de Brasília que não tem, aliás, se duvidar, acho que ela não atende nem Brasília inteira e acho que ela não vai gastar ~~bilhões~~ para aumentar a oferta dos serviços dela. Mas ok. É só deixar o livre mercado agir que acho que ano que vem a Live Tim chega em Cabrobó do Oeste.

          • Ivan

            Para de passar vergonha, não existe livre mercado aqui, quanto menos em um dos mercados mais regulados que é telefonia, por favor tô com vergonha alheia

          • Acabei de dizer que eu mesmo não tenho. Não tenho porque tudo depende da ANATEL, que é regulada pelo governo.

            Como diz o Roberto Campos, Brasil é o único país que empresas privadas são controladas pelo governo e empresas estatais fazem o que querem

          • Lê a última linha do que eu escrevi, caro 92%.

          • Lorein

            “E estavam todas juntinhas pela franquia de dados (não sei o porque né?! será que é porque todas ganhariam com isso?)”

            Me pergunto o porque de uma galera se recusar a entender algo tão simples.

          • 92%, vocês lei a parte que Brasil não é parâmetro de nada? Aliás, estou falando isso desde o primeiro comentário, em que expliquei o braso-capitalismo

          • Ivan

            PQ vc acha que só tem 4?

          • Ivan

            Já ouviu falar de agencia reguladora? Então, ela regula a favor do oligopolio, nem vem falar que telefofonia no brasil é aberto.

        • Ivan

          Defenendo livre mercado? é isso mesmo produção?

      • Ivan

        Faz o seguinte, vai no mercado e anota os preços dos produtos, quando for época de tal produto veja o que acontece com o preço daí volta aqui.

    • Rodolfo Spuldaro Tanno

      Não li sua teoria mas concordo com ela. O tal liberalismo JAMAIS terá espaço em terras dominadas pelo Braso-capitalismo.

      • Ivan

        Quem sabe um dia quando o Brasil for mais liberal isso diminua com o tempo.

        • Quem sabe um dia quando presidente de sindicato dos professores não for dono de colégio e donos de planos de saúde não tiverem fácil acesso a deputados e senadores

          • Ivan

            Como é eleito presidente de sindicato?

          • Um só se candidatando, nesse caso.

          • Ivan

            Pq só um?

          • Porque sindicato é um dos ambientes mais sujos desde antes de Jimmy Hoffa

          • Ivan

            E tá reclamando de liberalismo…

          • quem está reclamando de liberalismo?

          • Ivan

            Sempre suspeitei disso e quando falava era criticado, espero que esses sindicatos corruptos vão a falência

      • Você teria lido se tivesse lido todo o comentário.

    • concorrência só existe com existem leis claras contra carteis/monopólios e fiscalização de verdade, não oque acontece no brasil que até tem leis, mas nos raros momentos que existem fiscalização o fiscal cobra uma propina e deixa tudo passar, ou se o fiscal realmente abre um processo o Juiz é comprado e volta tudo ao que era antes.

      • Cocainum

        Então… Um ambiente de “paz” é ótimo para os negócios, a não ser que você seja um vendedor de armas.

        É muito mais lucrativo selar a “paz” entre os fornecedores de um produto, ou seja, praticar preços parecidos, combinados, do que iniciar uma “guerra de preços”, onde temos um ambiente com muito mais incerteza, principalmente quando os diferenciais entre os produtos são mínimos ou inexistentes. Uma obviedade que muitos não enxergam ou não querem enxergar.

        • Lorein

          Teoria dos Jogos explica melhor economia e as dinâmicas de mercado do que a “lei” da oferta/procura.

          • A Teoria dos Jogos explica EXATAMENTE a lei da oferta/procura.

          • Ivan

            Esse cara mal deve saber o que é lei da oferta e procura, o cara tem coragem de falar que telefonia no brasil é livre mercado.

          • Cocainum

            Não é coincidência que os adeptos do “livre mercado” são os mesmos que adoram a “meritocracia”, como se todas as pessoas e empresas fossem iguais. Como vai ter livre mercado onde algumas empresas tem 10000X mais capital que outras? Empresas grandes podem gastar horrores em publicidade, podem até mesmo praticar dumping, ou seja, vender abaixo do custo, até que as pequenas fechem as portas. Aí elas formam um cartel e dominam. Isso tudo sem um pingo de intervenção estatal.

          • Ivan

            Sem falacias meu caro, livre mercado não tem nada a ver com meritocracia, sem espantalhos.

          • Cocainum

            Nem uma sílaba para refutar o argumento. O suposto “livre mercado” é a versão corporativa da meritocracia. Parte do pressuposto de que todas as empresas são iguais, e que podem competir em pé de igualdade. Isso sim é uma tremenda falácia.

          • Ivan

            Onde vc leu que livre mercado é a versão meritocracia do mercado, serio, primeiro tenho que saber da onde tirou isso.

            Vc falou do povo que á a favor do livre mercado também defende meritocracia e usou isso pra atacar o livre mercado como se fosse meritocracia, é um espantalho claro, nem tentou disfarçar

          • Cocainum

            Experiência empírica, meu caro. Muito tempo de debate na internet. A maioria das pessoas que defendem uma coisa, também defendem a outra.

            Agora, que tal refutar meu ponto de vista com algum argumento? Os defensores do “livre mercado” não partem do pressuposto de que em um mercado “verdadeiramente livre”, ou seja, sem interferência estatal, as empresas podem competir em pé de igualdade, como se todas fossem iguais e tivessem condições iguais?

            Não é o mesmo pressuposto da meritocracia que diz que pessoas com menos condições podem competir igualitariamente com todo mundo, independentemente das condições familiares, bastando “se esforçar bastante”?

          • Ivan

            Seu argumento é que vc viu isso em discussão de internet?

            Ah vo falar que socialismo quer roubar tudo das pessoas, tomar o poder para pouco e matar quem discorda, socialismo é isso pq li em discussão de internet…

            SEU ARGUMENTO NÃO PASSA DE ESPANTALHO. Inventou uma nova definição de livre mercado para atacar. faz favor.

            PQP, já vi vc falando idiotice mas nessa vc se superou.

          • Cocainum

            Me atacar reforça TANTO seus argumentos… Você não faz ideia…

          • Ivan

            Seu argumento pra livre mercado é uma especie de meritocracia é pq vc discutiu na internet e chegou a essa conclusão, não é assim que funciona as coisas cara, não se pode sair inventando definições, quando vc tiver algum autor ou pelo menos a algum site dizendo isso, volta aqui, ok?

          • Cocainum

            A experiência empírica dos debates da internet eu usei apenas para argumentar que os partidários de um conceito são, em sua maioria, partidários também do outro.

            Quanto ao livre mercado e meritocracia, eu apontei as similaridades entre os dois conceitos. Agora cabe a você refutar, com argumentos, não repetindo a mesma coisa sem dizer nada ou então atacando o mensageiro.

            Vou lhe ajudar: “Meritocracia não tem similaridades com o Livre Mercado porque…” Agora você continua.

          • Ivan

            Não, vc apresentou similaridade em quem defende, foi espantalho, quem defende x, defende y logo x é falso, não faz o menor sentido, de novo não se pode inventar novas definições.

            “Existe economia de livre mercado, economia de mercado ou sistema de livre iniciativa quando os agentes econômicos agem de forma livre, com pouca intervenção do Estado. É, portanto, um mercado idealizado, onde todas as ações econômicas e individuais respeitam a transferência de dinheiro, bens e serviços voluntariamente.”

            Onde tem meritocracia ai? Onde a ausencia do Estado na economia gera, era pra gerar igualdade entre os players?

          • Cocainum

            É o que vocês (VOCÊ, em particular) repetem sem parar, como papagaios amestrados: Os preços são altos e o serviço é ruim porque não é um “livre mercado”, porque não tem concorrência.

            Agora, você mesmo está se refutando ao afirmar que o “livre mercado não gera igualdade entre os players”. Ora, se os players não podem operar em condições iguais, como pode existir a “livre concorrência” e, portanto, a garantia de melhores preços e melhor qualidade?

            O seu “livre mercado” idealizado, sem regulação estatal é uma utopia, assim como a meritocracia.

          • Ivan

            NUNCA FOI FALADO QUE GERA IGUALDADE, vc inventou um espantalho pra atacar, nunca disse que os playes não podem operar em condições iguais, outra falacia ai meu jovem, meu zeus outra falacia, livre concorrencia? vai existir, o livre é livre do ESTADO, não importa se é um hiper mercado competindo com uma lojinha de bairro se não tem Estado é livre mercado.

          • Cocainum

            Ótimo. Estamos quase lá. Agora só falta você admitir que o tal “livre mercado” não é essa panaceia que você tanto prega e a ausência do estado, ou seja, o “livre mercado”, não garante absolutamente a existência de qualquer concorrência e portanto não garante melhores preços ou serviços. Aí, nós terminamos.

          • Ivan

            Pqp cara, cada hora vc fala uma coisa, livre mercado diz que vc pode empreender sem o governo te enxendo o saco. fim.

          • Ivan

            Esperando alguma fonte que corrobore com a sua ideia de meritocracia e livre mercado, qual pensador liberal disse isso?

            Ah alguem que vc discutiu na internet falou? Tudo baseado em evidencia anedotica.

            Parabéns.

          • Cocainum

            Como parece que você ainda não percebeu, vou ajudar. A “referência anedótica” FOI VOCÊ.

            O meu objetivo foi demonstrar que tudo o que você prega a respeito do “livre mercado” é uma falácia similar a da meritocracia.

            VOCÊ diz que basta o livre mercado, sem interferência estatal para automaticamente existir a concorrência e a partir daí, melhores preços e serviços. Ou vai dizer que não? Nesta matéria mesmo você usa esse argumento.

          • Ivan

            Eu comecei?
            Segue lá: “Não é coincidência que os adeptos do “livre mercado” são os mesmos que adoram a “meritocracia”, como se todas as pessoas e empresas fossem iguais. ”
            Cocainum

            Agora a sua referencia anedotica.

            “A experiência empírica dos debates da internet eu usei apenas para argumentar que os partidários de um conceito são, em sua maioria, partidários também do outro.”

            Falacias e mentiras.

            Boa noite.

          • Cocainum

            Eu não sei como você se mantém tentando refutar o óbvio. Liberais de direita são tão adeptos do livre mercado quando da meritocracia.

            Quanto as suas referências:

            “Isso se chama falta de concorrencia e mercado fechado…”

            “Foi o que falei, falta de concordância externa”

            “Temos Anatel pra manter empresas de de fora longe daqui, isso vc não percebe”

            “Já ouviu falar de agencia reguladora? Então, ela regula a favor do oligopolio, nem vem falar que telefofonia no brasil é aberto.”

            Ou seja, se o mercado for aberto/livre/não regulado, automaticamente a concorrência aumenta, os preços caem e os serviços melhoram.

            Mas foi VOCÊ MESMO quem postou logo acima que livre mercado não garante concorrência, pois não garante que as empresas possam competir em condições de igualdade.

            Na verdade, a tendência do livre mercado é exatamente o contrário. Com a vantagem abissal proporcionada pelo poder econômico, a tendência é sempre a CONCENTRAÇÃO de players, não a DIVERSIFICAÇÃO.

            Se você não nasceu ontem, com certeza conhece várias histórias de empresas pequenas que foram compradas pelos concorrentes maiores, para incorporarem o produto ou simplesmente para matarem a concorrência.

            Se você não esteve em uma caverna nos últimos anos, percebeu que temos cada vez menos marcas de TVs, de celulares. A MS, mesmo sendo uma gigante, não conseguiu competir com as outras duas gigantes já consolidadas no mercado e jogou a toalha, mesmo com um ótimo produto (considero melhor que o Android).

            Temos cada vez menos bancos (deve ser “ótimo” para o consumidor), e isso não é tendência local, mas global. Cada vez menos marcas de alimentos (quando a marca permanece, você olha no rótulo e constata que tudo pertence à Nestlé).

            Quando uma empresa quer comprar a outra, como os adeptos do livre mercado reagem? “Se ela tem o dinheiro, deixa comprar. Capitalismo, baby!”. Mesmo que isso gere um monopólio e ferre os consumidores? “Err… Aham… Humm… Ah! Culpa do PT!”

            A única entidade que pode tentar garantir uma concorrência mais igualitária, reduzindo a influência do poder econômico é justamente o estado. E aí entra uma similaridade com a meritocracia.

          • Ivan

            Presta atenção na idiotice que vc esta falando, vc não esta falando de liberalismo, vc está falando das pessoas que defendem liberalismo para atacar o liberalismo, é a coisa mais idiota do mundo, é a mesma coisa que criticar torcida organizada pra falar que futebol é ruim.

          • Cocainum

            Quantos adeptos do estado mínimo você conhece que também são favoráveis às cotas? Eu não conheço nenhum, até porque seria algo bem esquizofrênico.

          • Ivan

            Quando vc vai perceber que não se pode pegar coisas diferentes e jogar tudo no mesmo lugar.

            Todos cara, já ouviu falar em sistema de voucher?

          • Ivan

            Vamos seguir seu pensamento, quem defende estado mínimo não defende cota quem defende estado mínimo defende liberdade econômica logo liberdade econômica é racista. Palmas pelo espantalho….

          • Cocainum

            Racista, talvez não (embora alguns sejam mesmo). Mas que Bolsa Família é “alimentar vagabundo”, isso é quase unanimidade.

          • Ivan

            E o que tem a em a ver de novo uma coisa com a outra?

            Um exemplo, neonazis gostam de metal, Joãozinho gosta de metal logo Joãozinho é neonazi.

            Percebeu quanto é idiota a sua falácia do espantalho?

          • Cocainum

            NESSA QUESTÃO em particular, eu estou falando das pessoas, não dos conceitos. Entendeu? O pessoal do Tea Party, por exemplo, é tudo de direita liberal. A-D-O-R-A-M o “Livre Mercado” e o “Estado Mínimo”. A-B-O-M-I-N-A-M qualquer tipo de ajuda estatal para a população pobre. E se procurar, vamos achar fácil alguns KKK no meio (e não estou dando risada).

            Temos pessoas assim por aqui? Você me diz.

          • Ivan

            Vc ataca um conceito atacando pessoas, parabéns assumiu que usa espantalho, pelo menos não é tão desonesto quanto imaginava.

            De novo com espantalho, vc não aprende mesmo né?

          • Cocainum

            E você tem mesmo essa dificuldade de interpretação ou é fingimento?

          • Ivan

            Mas antes me responde vc sabe o que é falácia do espantalho?

            Vamos lá o grupo defende livre mercado e estado mínimo e não quer estado dando dinheiro pra pobre? É meio contraditório, estado mínimo o estado só cuidaria da educação saúde e segurança, não sei como entraria programas sociais nisso

          • Cocainum

            Aquele grupo que mencionei é DIAMETRALMENTE OPOSTO a saúde pública, por exemplo. Ou você já viu alguém do Tea Party elogiando o Obamacare?

            Você é muito hipócrita se está dizendo que os defensores do estado mínimo fazem questão de educação e saúde gratuitas, públicas e universais.

          • Ivan

            “O Estado mínimo ou Estado minarquista é um tipo de estado que procura intervir o mínimo possível na economia do país, na expectativa de que tal procedimento maximize o progresso e a prosperidade do país. Defensores do Estado mínimo pregam que a função do Estado é assegurar os direitos básicos da população.”

            https://pt.wikipedia.org/wiki/Estado_mínimo

            O Estado fica apenas com segurança saude e educação no maximo.

            E de novo o que tem a ver o Tea Party com liberalismo economico?

          • Cocainum

            Ainda bem que colocou link (achou que eu não ai abrir, né?)

            Defensores do Estado mínimo pregam que a função do Estado é assegurar os direitos básicos da população. Ou seja, que as únicas funções do Estado seriam a promoção da segurança pública, da justiça e do poder de polícia, além da criação de legislação necessária para assegurar o cumprimento destas funções.

            Os defensores do Estado mínimo são contrários a Estados com grande peso na economia e defendem o livre-mercado.

            Onde está Wally, digo, saúde e educação no texto?

          • Ivan

            E sabe o que vc podia fazer? Parar de criticar liberalismo atacando grupos, mesma coisa falar que futebol é ruim oq torcida organizada é violenta

          • Cocainum

            O que eu posso fazer se essas “teorias” atraem majoritariamente um certo tipo de pessoa?

          • Ivan

            E o que tem a ver atrair certo tipo de pessoas? De novo espantalho.

          • Cocainum

            Se você se sente “em casa” ao lado deles, nada.

            Essa estratégia de fazer de conta que não entendeu, funciona?

          • Ivan

            Olha a falacia de novo….. vc não cansa?

            Falo de liberalismo, dai joga grupos que defendem liberalismo e outras coisas e agora me joga no meio, daqui a pouco vai falar de um grupo neonazi, me chamar de nazista também

          • Cocainum

            Todo mundo defende várias coisas. Como eu disse, quem defende o liberalismo, defende, por definição, o estado mínimo, que como você mesmo postou, não quer educação ou saúde públicas. Essas são políticas defendidas pelo Tea Party e por virtualmente toda a direita brasileira. São os mesmos que em um evento em São Paulo criticaram a reforma trabalhista do Temer, por ter sido “muito branda”. São os que criticam programas sociais, que é preciso “ensinar a pescar” (basicamente, a bandeira da meritocracia) e por aí vai. Sei que muitas dessas bandeiras você também defende, então não sei qual o motivo de “se ofender”. Se, dentre esses, também tem muitos neonazistas, faz parte da afinidade de algumas ideias, mesmo que parcialmente distorcidas por esses grupos. Em nenhum momento em disse que você é um neonazista, mas que é muito mais fácil achar esse pessoal entre os que defendem as ideias que eu mencionei, isso é fato.

          • Ivan

            Agora eu pergunto e daí, de novo uma coisa não tem a ver com a outra, seu argumento não passa de espantalho.

            Uma pessoa pode defender livre mercado e defender bolsa família, uma coisa não influencia na outra, uma é econômica e outra social

          • Cocainum

            Até pode ter alguém assim. Mas é como o João, que saiu da favela e virou um grande empresário. É 1 em 1.000.000. E sai na TV justamente porque é raro, mas é usado como argumento a favor da meritocracia. E os outros 999.999 são tudo vagabundo sem vergonha.

          • Ivan

            Ué achei que estávamos falando de liberalismo econômico….

          • Cocainum

            Só fiz uma comparação para ilustrar o percentual de pessoas que devem se enquadrar na sua hipótese: Alguém que é a favor da bolsa família e ao mesmo tempo a favor do livre mercado.

          • Ivan

            Ok Espatainum

          • Ivan

            Eu não sei como você se mantém tentando refutar o óbvio. Liberais de direita são tão adeptos do livre mercado quando da meritocracia.

            Cara, vc sabe o que é falacia do espantalho?

            Se o mercado for aberto e mais liberal não sairá magicamente concorrencia do nada, mas é extremamente mais facil de ter, afinal não temos o Estado tentando atrapalhar de todas as maneiras possiveis de vc abrir uma empresa.

            “Ou seja, se o mercado for aberto/livre/não regulado, automaticamente a concorrência aumenta, os preços caem e os serviços melhoram.”

            É o que vemos na pratica.

            Mas foi VOCÊ MESMO quem postou logo acima que livre mercado não garante concorrência, pois não garante que as empresas possam competir em condições de igualdade.

            Sim não garante igualdade, não quer dizer que não terá concorrencia, vc não precisa ser do tamanho da coca-cola pra vender refrigerante, temos diversas empresas locais que fazem refrigerante, as famosas “tubainas”

            Na verdade, a tendência do livre mercado é exatamente o contrário. Com a vantagem abissal proporcionada pelo poder econômico, a tendência é sempre a CONCENTRAÇÃO de players, não a DIVERSIFICAÇÃO.

            Ai que vc se engana, se é dificil entrar no mercado, é caro, com muita burocracia pequenas empresas não conseguirão entrar, são 100 dias para abrir uma empresa, 2600 horas gastas anualmente para pagar impostos, vc acha que uma pequena emrpesa tem recurso pra bancar, advogado, contador pra tanta burocracia?

            Se você não nasceu ontem, com certeza conhece várias histórias de empresas pequenas que foram compradas pelos concorrentes maiores, para incorporarem o produto ou simplesmente para matarem a concorrência.

            E o que o cu tem a ver com a calça? Coca cola compra diversas empresas, ninguem é obrigado a vender se não quiser.

            Se você não esteve em uma caverna nos últimos anos, percebeu que temos cada vez menos marcas de TVs, de celulares. A MS, mesmo sendo uma gigante, não conseguiu competir com as outras duas gigantes já consolidadas no mercado e jogou a toalha, mesmo com um ótimo produto (considero melhor que o Android).

            Não cara, cada dia tem mais marcas, cada dia sai uma marca chinesa de qualidade, ou de outro pais, pena que somos um pais FECHADO e nunca veremos essas marcas por aqui, pq somos um pais HORRIVEL para EMPREENDER, logo vc esta criticando um mercado fechado achando que esta criticando o livre mercado.

            Temos cada vez menos bancos (deve ser “ótimo” para o consumidor), e isso não é tendência local, mas global. Cada vez menos marcas de alimentos (quando a marca permanece, você olha no rótulo e constata que tudo pertence à Nestlé).

            Cara decide se vc esta criticando livre mercado ou regulação, pq de novo esta criticando regulação ao falar que temos poucos bancos, pois sistema bancario no Brasil é extremamente regulado, é a mesma coisa de vc reclamar de oligopolio das telefonicas com a ANATEL criando dificuldades para novas empresas se instalarem aqui.

            Posso dar outro exemplo é das empresas aereas que se a empresa não for nacional ela não pode operar dentro do pais com voos locais, isso é bom ou ruim?

            A única entidade que pode tentar garantir uma concorrência mais igualitária, reduzindo a influência do poder econômico é justamente o estado. E aí entra uma similaridade com a meritocracia.

            Não, o Estado garante que pequenas empresas não irão competir com as maiores, já te falei inumeras vezes do caso onde as montadoras preocupada com a importação de carro chines comparam politicos para passar uma MP para aumentar impostos dos importados e prejudicar a instalação da fabrica da montadora chinesa aqui, vc acha que isso é bom?

          • Cocainum

            Se o mercado for aberto e mais liberal não sairá magicamente
            concorrencia do nada, mas é extremamente mais facil de ter, afinal não
            temos o Estado tentando atrapalhar de todas as maneiras possiveis de vc
            abrir uma empresa.

            Você percebeu que estou falando de um fenômeno mundial, certo? Não tem nada a ver com facilidades ou dificuldades brasileiras. Você mesmo admitiu que livre mercado não garante concorrência. Isso independe de burocracia brasileira ou não.

            Sim não garante igualdade, não quer dizer que não terá concorrencia, vc
            não precisa ser do tamanho da coca-cola pra vender refrigerante, temos
            diversas empresas locais que fazem refrigerante, as famosas “tubainas”

            Empresas locais ou de nicho. No minuto em que começarem a “incomodar” a Coca ela compra e absorve ou acaba com a marca. Interessante que você não deu a Ambev como exemplo…

            E o que o cu tem a ver com a calça? Coca cola compra diversas empresas, ninguem é obrigado a vender se não quiser.

            Sério que você não conseguiu fazer a ligação entre a compra de concorrentes menores com a redução da concorrência? Realmente, ninguém é obrigado a vender. Claro que a empresa grande pode pegar para si todos os fornecedores, pode gastar milhões em publicidade para sufocar a outra marca ou pode ate mesmo comprar a empresa via mercado de ações, se for uma S/A. Ou, pode aparecer com um caminhão de dinheiro e levar a empresa na boa. Hummm. Tantas opções…

            Não cara, cada dia tem mais marcas, cada dia sai uma marca chinesa de
            qualidade, ou de outro pais, pena que somos um pais FECHADO e nunca
            veremos essas marcas por aqui, pq somos um pais HORRIVEL para
            EMPREENDER, logo vc esta criticando um mercado fechado achando que esta
            criticando o livre mercado.

            Sério que você está usando a China como exemplo de livre mercado? E quantas dessas marcas estarão por aí daqui a alguns anos?

            Cara decide se vc esta criticando livre mercado ou regulação, pq de
            novo esta criticando regulação ao falar que temos poucos bancos, pois
            sistema bancario no Brasil é extremamente regulado, é a mesma coisa de
            vc reclamar de oligopolio das telefonicas com a ANATEL criando
            dificuldades para novas empresas se instalarem aqui.

            Posso dar
            outro exemplo é das empresas aereas que se a empresa não for nacional
            ela não pode operar dentro do pais com voos locais, isso é bom ou ruim?

            Fica difícil debater se você não lê o parágrafo inteiro. A concentração bancária é um fenômeno mundial, assim como a de companhias aéreas.

            Não, o Estado garante que pequenas empresas não irão competir com as
            maiores, já te falei inumeras vezes do caso onde as montadoras
            preocupada com a importação de carro chines comparam politicos para
            passar uma MP para aumentar impostos dos importados e prejudicar a
            instalação da fabrica da montadora chinesa aqui, vc acha que isso é bom?

            Empresas fazem lobby político em todo lugar. Vai vender nos EUA pra você ver se consegue entrar no mercado numa boa. Isso independe inclusive da existência de agências reguladoras. Ou você quer extinguir o congresso nacional? Ou colocar na constituição que não podem existir leis que prejudiquem empresas, porque hey, todas as empresas só querem o melhor para a população?

          • Ivan

            Você percebeu que estou falando de um fenômeno mundial, certo? Não tem nada a ver com facilidades ou dificuldades brasileiras. Você mesmo admitiu que livre mercado não garante concorrência. Isso independe de burocracia brasileira ou não.

            Olha os preços de combustiveis no EUA e Canadá, muda diariamente, conforme a cotação do petroleo muda, além da concorrencia entre os postos, quando vc tem varios vendendo o mesmo produto tem competição e vc pode optar pelo mais barato, ou vc nunca vai em 2 mercados a procura de melhores preços? vi vc mesmo falando que compra em tal loja pq o preço é melhor, pq as lojas não fazem cartel? ou com preços pouco diferentes pro governo não encher o saco?

            Empresas locais ou de nicho. No minuto em que começarem a “incomodar” a Coca ela compra e absorve ou acaba com a marca. Interessante que você não deu a Ambev como exemplo…

            De novo ninguem é forçado a vender, agora com a moda das cervejarias artesanais tem cada dia mais variedade.

            Sério que você está usando a China como exemplo de livre mercado? E quantas dessas marcas estarão por aí daqui a alguns anos?

            China é mais livre que aqui, quantas dessas marcas estão aqui? NENHUMA justamente pq é uma desgraça de dificil e burocratico de ter empresa aqui, pra que elas irão gastar tempo e dinheiro bancando burocracia?

            Fica difícil debater se você não lê o parágrafo inteiro. A concentração bancária é um fenômeno mundial, assim como a de companhias aéreas.

            Diferenças

            A falência de quase quatro centenas de bancos nos Estados Unidos no curto espaço de tempo de três anos pode causar espanto aos brasileiros, mas não chega a ser motivo de insônia para os norte-americanos. Isso porque os sistemas bancários dos Estados Unidos e do Brasil têm profundas diferenças.

            O Lehman Brothers era o quinto maior banco de investimentos dos Estados Unidos. Ele tinha uma interligação de operações monstruosa e global”

            Luis Otávio Leal, economista-chefe do Banco ABC Brasil

            Atualmente, existem cerca de 6.500 bancos comerciais nos Estados Unidos. No Brasil, eles não chegam a 160. “O sistema bancário brasileiro é muito mais concentrado que o americano”, destaca Leal.
            http://g1.globo.com/economia/noticia/2011/09/em-tres-anos-mais-de-380-bancos-quebraram-nos-eua-segundo-fdic.html

            Não cara concentração bancaria não é fenomeno mundial, nem de compania aerea, não pegue o brasil como exemplo, não seja mente fechada, no brasil é proibido voo domestico por compania estrangeiras, vc entende o que isso quer dizer? QUE NÃO SE PODE TER CONCORRENCIA DE FORA AQUI, pela sua visão distorcida isso é bom.

            Empresas fazem lobby político em todo lugar. Vai vender nos EUA pra você ver se consegue entrar no mercado numa boa. Isso independe inclusive da existência de agências reguladoras. Ou você quer extinguir o congresso nacional? Ou colocar na constituição que não podem existir leis que prejudiquem empresas, porque hey, todas as empresas só querem o melhor para a população?

            De novo falacias, salada de frutas, mistura tudo e joga como se fosse a mesma coisa.

            No EUA se vende mais carro japones que carros americanos, Trump queria barrar isso mas duvido que consiga, o que tem a ver leis que prejudiquem empresas? cara por favor.

            Não empresas não querem o melhor pra população, empresas querem dinheiro, cabe a concorrencia melhorar isso, com monopolio ou oligopolio sera ruim pra população por isso falo que mercados fechados e muito regulado inibe concorrencia.

          • Cocainum

            Sério que vc deu como exemplo postos de combustíveis? Um mercado que quase não tem formação de cartéis?

            China é mais livre que aqui, quantas dessas marcas estão aqui? NENHUMA
            justamente pq é uma desgraça de dificil e burocratico de ter empresa
            aqui, pra que elas irão gastar tempo e dinheiro bancando burocracia?

            Eu não perguntei quantas marcas estão no Brasil, mas quantas vão durar um par de anos. Depois sou que que misturo as coisas.

            Não cara concentração bancaria não é fenomeno mundial, nem de compania aerea

            Cara, cite ai 20 bancos e 20 companhias aéreas de alcance mundial. Muitos bancos locais (que é um fenômeno muito mais comum nos EUA) e companhias aéreas locais entram no mesmo esquema das cervejarias. ELAS NÃO CONCORREM com as grandes. Não é concorrência. Elas fornecem um produto de nicho, que não vale a pena para as grandes empresas.

            No EUA se vende mais carro japones que carros americanos,

            Vai vender produtos agrícolas nos EUA. Depois nós conversamos.

            Não empresas não querem o melhor pra população, empresas querem
            dinheiro, cabe a concorrencia melhorar isso, com monopolio ou oligopolio
            sera ruim pra população por isso falo que mercados fechados e muito
            regulado inibe concorrencia.

            O cara acabou de postar que livre mercado não garante concorrência. Admite que a meta das empresas é ganhar dinheiro, portanto, obviamente, se você precisa dividir o mercado com mais gente, ganha menos dinheiro. Empresas ODEIAM concorrência. Elas vão usar todo o poder econômico que tiverem para garantirem que tenham o máximo de mercado possível.

            Vamos imaginar que no Brasil temos zero regulação e você abre uma empresa em um dia. Uma pequena empresa vai conseguir competir com uma grande no mesmo mercado, sem explorar um nicho? Uma pequena cervejaria vai competir com a Ambev? Claro que não. Estamos falando em menores preços. Uma cervejaria artesanal tem menores preços? Ou tem produtos diferentes, onde você paga pelo diferencial? Mas se quer comprar uma caixa para o churrasco, você tem que recorrer à Ambev.

          • Ivan

            Depende de como o. Mercado nacional aceitar as marcas e quanto elas estão dispostas a enfrentar a burocracia nacional.

            Não muda o fato que EUA tem milhares de bancos enquanto aqui não passa de dezenas , quantas companhias aéreas internacionais fazem voos domésticos aqui? Zero, vai me dizer que isso é bom?

            EUA é protecionista, e não é vc que defende isso não eu.

            Onde é mais fácil abrir uma empresa em um lugar que demora 100 dias pra ter tudo legalizado, onde vc tem que passar por vários órgãos que vão de municipal, estadual e federal, cada um desses com impostos e papelada diferente, ou um lugar onde vc vai em um só lugar paga apenas uma taxa e já sai de lá com a empresa legalizada. Onde nesses dois locais tem mais empresas?

            Sim empresas odeiam concorrência por isso farão o máximo pra impedir concorrente, seja comprando políticos para cobrar impostos de importação, como foi o caso das montadoras, seja jantando com o presidente da agência reguladora, onde tem maior variedade de produto em um mercado fechado ou aberto?

            Agora me explica como um mercado regulado, não tem grandes empresas como Ambev, como dificultar empreender é bom pra economia? O governo vai regular quanto se pode gastar em propaganda? Quanto pode gastar em fábricas?

          • Cocainum

            EUA é protecionista, e não é vc que defende isso não eu.

            Humm. Entendi. Então o “livre mercado” é algo que os países desenvolvidos não praticam, mas eles impõe que os países pobres devam implementar. “Livre Mercado” nos dos outros é refresco, hehehe.

            Sim empresas odeiam concorrência por isso farão o máximo pra impedir
            concorrente, seja comprando políticos para cobrar impostos de
            importação, como foi o caso das montadoras, seja jantando com o
            presidente da agência reguladora, onde tem maior variedade de produto em
            um mercado fechado ou aberto?

            Empresas fazem exatamente isso no “paraíso da liberdade”, e lá nem sequer é ilegal.

            O governo vai regular quanto se pode gastar em propaganda? Quanto pode gastar em fábricas?

            Que eu saiba, não se regula nada disso. Mas se uma empresa vai comprar a outra, o CADE precisa aprovar, justamente para evitar monopólio ou oligopólio. Zero regulação, significa que as empresas podem fazer o que quiserem. Não sei como isso pode ser bom para o consumidor.

          • Ivan

            Vc tem plantação de espantalho?

            Não cara EUA não é o paraíso da liberdade, longe disso só ver o ranking de liberdade econômica.

            Não me respondeu onde é mais fácil empreender e por consequência ter concorrência, em um lugar difícil de abrir uma empresa ou em um lugar fácil?

          • Cocainum

            Então, se os EUA não servem, me diga qual país que deve servir de modelo para esse “Livre Mercado” a ser implantado no Brasil.

            Quanto ao terceiro parágrafo, o que tem a ver burocracia com regulação de mercado? E depois sou eu quem mistura alhos com bugalhos.

          • Ivan

            Meu deus, sério que vc tá me perguntando isso? Regulação se faz através de como? Regras, preencher formularios e afins tudo isso se chama BUROCRACIA.

          • Cocainum

            Que bobagem. Daqui a pouco vai dizer que eu apoio a burocracia. O fato de uma agência reguladora não permitir que empresas de telefonia comecem a cobrar franquias em ADSL não tem nada a ver com levar 3 meses para abrir uma empresa. Eu sou totalmente favorável a desburocratizar a administração pública, tornando-a mais ágil. Mas isso não tem nada a ver com liberar as empresas a fazerem o que bem entendem.

          • Ivan

            Só pegar os primeiros do ranking de liberdade econômica, não precisa copiar 100% da economia de um único país, cada um tem seus prós e contra….

          • Cocainum

            E quais os países que adotam esse índice na condução das políticas governamentais?

          • Ivan

            De que tipo?

          • Ivan

            E o que tem a ver, só por curiosidade.

          • Cocainum

            Se eu vou mandar alguém comer ração feita de restos de comida, seria de bom tom que eu pelo menos tivesse experimentado o tal “alimento”. O famoso ditado: “No dos outros é refresco”.

            De qualquer forma, lamento informar que essa sua lista está bastante equivocada e muitos dos “campeões” são grandes interventores da economia. Tenho um link para você, mas já aviso que é bem extenso.

            https://jornalapatria.wordpress.com/2017/02/12/o-mito-de-que-hong-kong-nova-zelandia-etc-so-se-desenvolveu-devido-o-liberalismo/

          • Ivan

            KKKKKKKKKKKKKK Espero que seja só ignorancia e não desonestidade misturado bom burrice.

            Não é ração feita com resto de comida, chama comida liofilizada e é muito comum fora do pais, caso queria da uma pesquisada pra não falar merda novamente.

          • Cocainum

            Sério que você aprova essa excrescência? Que tal dar uma pesquisada nos custos do processo de liofilização para ver se eles são compatíveis com “comida para pobres”. Ou então, dê uma pesquisada no endereço da tal empresa que vai fornecer o produto. Você vai dar de cara com um condomínio de luxo. Não tem nem fábrica, nem equipamentos para fazer em escala.

            Mas divertido mesmo é assistir o secretário do Dória “degustando” a iguaria, hahaha!

          • Ivan

            Ok, vamos deixar alimentos estragando e pessoas passando fome, bem melhor que dar alimento processado

          • Cocainum

            Demagogia correu solta agora, hein?

            Já que você não entendeu, vou ajudar: É FAKE! Como quase tudo que vem desse prefeito. O processo não é viável economicamente e não existe nenhuma fábrica para fazer em escala algo além daquelas amostras que são apresentadas à imprensa.

          • Ivan

            Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_de_mercado

      • O Brasil tem o fantástico princípio da “lei que não pega”

  • Luis

    Não sei vcs mas eu odeio Marketplace, se quiser comprar do Zé das
    Couves vou ML não no Submarino. No começo do ano foi um saga para
    comprar um ventilador nas grandes lojas, apesar de todas terem o modelo
    da Arno que queria “nenhum tinha”, tudo Marketplace, onde o frete era
    30% do preço do produto e 20 dias uteis para entrega. Acabei comprando
    na, pasmem, loja física da Fnac. Melhor preço e levei pra casa na hora.

    O Brasil não é para amadores como a Amazon onde vai ter que concorrer com a BW2… e sua Operação Game Over.

    • Well Dias

      Este é um dos principais motivos de eu parar de comprar tudo online.

    • Diego Marco Trindade

      Eu tb odeio. Fui no submarino pesquisar um fone de ouvido e não sei mais o que, e o Submarino não vendia! Era outro vendedor utilizando o Marketplace. Aí coloquei no carrinho para ver os dois itens, e o frete dava quase 50% de tudo.

      Larguei e hoje só compro no Kabum (fica aí o jabá).

      • Kabum é vida! kkkEu tenho comprado muito por lá também, apesar que pra info tenho usado muito terabyteshop e pichau também

        • Diego Marco Trindade

          Pichau é mais cara, acho terabyte pratica melhores preços. Só não posso comprovar pq apenas pesquisei, não posso comprar PC sem o aval da cônjuge…

          • Cocainum

            Tenho achado muitos produtos mais baratos na Pichau. E ainda tenho a vantagem de morar a 50m da loja física, hehehe.

          • Rodrigo de Melo

            Aí deve compensar. Pq quando fui tentar comprar na Pichau, o frete pra Pernambuco é uma facada nas costas.

          • Aqui idem… mas como eu uso computador pra trabalhar, e também para editar os vídeos do nosso canal no youtubiu, então de vez em quando tenho que fazer uns upgrades na máquina… o último que fiz só sobrou HD, o resto foi tudo comprado novo, 80% das peças o preço tava melhor na kabum, o resto foi da terabyte, outro upgrade desses só daqui uns 6 anos, que foi o que rendeu o último, próxima etapa substituir um ou outro HD, e tentar colocar um ssd, pra ver se esse lazarento desse Windows roda melhor.
            Agora que consegui dar um jeito na comilança de uso de HD desse fdp, ficava o dia todo com o HD do sistema rodando em 100%

          • Diego Marco Trindade

            SSD é outra vida. Use como partição do Windows, e use um pouco para auxiliar a RAM. Não sei como faz, na sei que tem. Comprei pra trocar o do meu note, melhor coisa.

          • Na realidade dá até pra usar como cache de um hdd normal, o driver da intel faz isso, e te falar que fica rápido viu… só falta o tempo ($$) pra compra-lo… kkk

      • Sergio Quintela

        podia ter opcao de buscar apenas os itens vendidos pelo proprio site.

      • Boa sorte quando precisar de garantia.

  • JORGE_TC

    Esta porcaria de marketplace nunca me agradou. Frete caro, às vezes nem entrega no seu endereço e você não tem a garantia do produto.

    Quando compro na Amazon USA, são produtos vendidos por ela mesma, nunca me submeto a comprar produtos de terceiros.

    Mesma coisa nas lojas de e-commerce no Brasil, senão pior, pois é mais difícil garimpar o que vem da loja mesmo ou das “empresas parceiras”.

    Se fosse pra comprar de qualquer um, não iria acessar o site da loja específico.

    • Ivan

      O que mais tem na Amazon US são produtos de outros, se é ela que entrega aí não sei

      • JORGE_TC

        Ainda assim, ela é tão grande que a maioria dos produtos que precisei ela fornece e entrega.

  • 640k is enough

    Amazon Brasil como Marketplace?

    Não, obrigado…

  • Rogerio

    Peraí… todo esse alarde e expectativa, esse papo de concorrência tremendo de medo, e os caras vem com marketplace??? E com estes preços??? Lamentável… Só eu que estou com essa cara de bobo por ingenuamente ter acreditado que a Amazon me trataria como um americano, e não como um bananense?

    • Lorein

      Cara, a única preocupação da Amazon é com o lucro dela. Sadly

      • Ivan

        Como qualquer empresa cara.

      • explique os preços da Amazon US infinitamente mais competitivos.

        Agora, quando ela chega aqui para vender livros e Dona Saraiva impõe que eles só podem vender títulos um mês depois de lançados e sem poder dar descontos, pressionando editoras a não facilitarem em nada a vida da Amazon, fica difícil

        • Ivan

          Um querido deputado ou senador sei lá o que aquele merda é com ideia de tabelar preço de livros….

          • Tabelamento já existe por parte das editoras, ainda que não-oficialmente. Quer desconto? Vai sair do bolso vendedor. Vozes, por exemplo, dá 30% de desconto. SÓ. Quer mais? O vendedor dela que vai arcar. Aí o cara chega na Saraiva e esta diz “só compro com no mínimo 50%. O vendedor vende, mas fica sem comissão. O problema é que se ele não se ferrar e vender pra Saraiva, a Vozes fica bolada e o demite

            Trabalhei um bom tempo em livraria, e é um festival de absurdos

          • Ivan

            Vc consegue comprar o mesmo livro por valores diferentes? Segundo a lei que o imbecil quer passe será impossível disso acontecer

          • preço de livro é tabelado pela editora. Quem quiser vender por menos, vai ter que amargar lucros diminutos, se tiver algum. por que vc acha que livraria de bairro é algo praticamente extinto?

          • Ivan

            A editora fala que tal livro tem que ser vendido por X reias e todas as lojas tem que vender por esse valor?

          • Exatamente. Quem trabalha em banca de jornal ou é dono de livraria recebe sempre um catálogo atualizado com os preços tabelados de cada livro/revista que a editora tem. E a margem de lucro de quem vende é fixa, também: eles pagam X para a editora, ela diz para vender por um Y>X, a diferença é a margem da revenda

  • leoncral

    Tinha uma euforia louca em torno disso. Pessoas realmente acreditando que iriam pagar menos, tipo pagar o quem algo custa la fora. Amazon será apenas mais uma, no máximo pode substituir o mercado livre e nada mais.

    • Ivan

      Nem da pra chamar de inocência achar que seria o mesmo preço que no EUA….

    • As pessoas não tem noção de nada, se fosse assim o Wallmart também teria que vender as coisas mais baratas kkk

  • Marketplace não vira porque no final você acaba tendo que pagar pelo intermediario, no final a amazon só vai ficar no meio entre você e o vendedor final e vai tirar a parte dela

    Talvez vire em outros países aonde não tem imposto em cascata…

    • Vin Diesel

      marketplace é o camelodrono digital. não compro nem do camelo físico nem do digital. sem contar q agora tem o tal do empreendedor digital. o camelo digital q vende pelo sistema de dropshipping. esse lixo de comércio tá aí para o povo BR. se isso se alastrar o pouco que eu compro vai diminuir mais ainda o consumo.

  • Cássio Amaral

    Tava animado quando vi a chamada no Tecnoblog, mas broxei na hora quando vi que vai ser só mais um marketplace. Basicamente, vai ser apenas concorrente do Mercado Livre. Marketplace passo longe.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Bem que os novos Nokia poderiam ao Brasil por meio da Amazon.

  • Vin Diesel

    acho q nunca comentei tanto como hoje. resumo: quem é trouxa é quem tem família cheia da grana e tá gastando na maior loucura e quem é inteligente tá dizendo ao mercado. a crise pegou de vez o atravessador q agora tá sentindo na pele. povo parou mesmo de consumir e ta mais esperto. afinal a inflação informal foi as altura e o salário só diminuiu nos 3 últimos anos. um arroxo para quem vive apenas do salário. vide casais que não são bancados por ninguém e pessoas q moram sozinhas ou dividem. esse é o cerne da crise. vc recebe menos as coisas custam mais e mais vc vai cortando enquanto vai sendo arroxado… sem consumir a palavra crise é que aparece nas manchetes dos jornalecos…

    • Abner Oliveira

      Cara, fala a verdade você usa o gerador de lero lero ne ?!

      • Vin Diesel

        eu sou o próprio gerador de lero lero.

  • Theuer

    “Amazon Marketplace” no Brasil…
    Uma bela forma de se queimar e descobrir porque “O Brasil não é para amadores”.

    Vamos ver quem vence.

    Ps: Claro que nós consumidores não temos a menor chance. Nem estamos participando deste campeonato.

  • Michel l

    O primeiro politico que falar que vai diminuir oa impostos e se meter menos na vida do país eu voto.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis