Segundo jornal, Amazon vai começar a vender eletrônicos no Brasil na próxima semana

amazon-10

Foram precisos cinco anos, mas ao que tudo indica a Amazon finalmente vai vender outras coisas que não livros, e-books e Kindles no Brasil. De acordo com uma informação apurada pelo jornal Valor Econômico a companhia está pronta para começar a oferecer eletrônicos a partir do dia 18, próxima quarta-feira.

A informação é complementar à dica que a Exame teve em maio: em vez de vender diretamente ao consumidor ela irá focar no Marketplace, oferecendo um meio para que redes varejistas mantenham um canal dentro de seu site. O Mercado Livre já faz isso há algum tempo e se pararmos para pensar, oferecer as mesmas condições para seus parceiros é o certo a se fazer para bater de frente com seu principal concorrente em potencial. Como a Amazon não vendia nada além de livros e hardware relacionado, no Brasil a lojinha de Jeff Bezos não era mais do que uma livraria online.

De acordo com as fontes apuradas, nos últimos 15 dias a Amazon forneceu documentos e orientação a diversos lojistas para que estes configurem seus marketplaces dentro do site brasileiro da Amazon. Num primeiro momento o foco se concentrará em eletrônicos como TVs, smartphones, tablets, câmeras digitais e computadores mas gradativamente o portfólio deverá ser ampliado, oferecendo “toda a variedade de produtos” que já oferece nos Estados Unidos.

É um passo importante até para conter ou ao menos, brigar de frente com o MercadoLivre. Em abril a Amazon permitiu que pessoas físicas, sebos e livrarias começassem a vender livros usados e dobrou a oferta de publicações em português; seu principal rival no Brasil é hoje uma força considerável, conta com depósitos próprios e uma logística extremamente sólida, o que atraiu facilmente a atenção de grandes lojas de departamentos. Hoje a empresa trabalha para ser muito mais do que um site que vende coisas usadas e ao menos por aqui, é muito mais Amazon que a própria Amazon.

Oficialmente a Amazon não se manifestou sobre as informações compartilhadas pelo Valor, logo teremos que aguardar até a próxima semana para descobrir a verdade.

Fonte: Valor Econômico.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • André Kittler

    Como eu gostaria de ser surpreendido e descobrir que uma empresa gigante e entrando aqui iria ser tão impactante quanto é lá fora…

    • Carlos Frederico

      Querendo ou não, essas mudanças são lentas… já temos um começo.

    • Netflix fellings

  • Cassio Eskelsen

    Duro vai ser competir com a péssima reputação que essas lojas penduradas em marketplaces (submarino, etc) tem no Brasil.

    O Mercado Livre se salva disso pq a política dele é a de tomar as dores do cliente. Se o cara reclamar de uma compra dificilmente o ML dá razão para o lojista. Além disso tem o parcelamento com juros baixos e o frete que costuma ser mais barato do que se fosse enviar sozinho pelo correio.

    • Paulo Teixeira

      mas no ultimos meses o mercado livre ferrou muita gente com o novo sistema de reputação, fim do mercado envios em varias categorias, apreensão do dinheiro na conta sem dar justificativas. tá uma merda vender coisas lá

      E agora tem que enviar o produto em 24hrs senão será negativado … imagina quem trabalha com artesanato sobre medida ? E quem precisa montar e testar o produto antes de enviar …

      • Cassio Eskelsen

        Sim, eu deveria ter sido mais claro. O ML é ótimo para o consumidor. Para os vendedores ele é péssimo, deveria chegar a um meio termo, afinal, tá cheio de picareta no lado cliente também.

        Para quem trabalha sob encomenda esse esquema de 24 horas inviabilizou as vendas no ML.

        • Hugo Vinícius

          Eu vendi um componente e o safado do cliente falou que tinha um defeito que não existia. Minha reputação foi lá pra baixo. Por mais que o OLX seja problemático, está parecendo ser melhor, pelo menos para vendas na sua própria cidade.

          • Cocainum

            Esse é justamente o foco da OLX. Até o mecanismo de busca incentiva isso. Se você quer comprar alguma coisa e tem disponibilidade para se deslocar até o vendedor (ou até um ponto de encontro), OLX é uma ótima opção. Já para vendas “remotas”, o ML é mais confiável para o comprador.

        • Vin Diesel

          24hs=empreendedor digital=camelô digital=dropshit

      • Cocainum

        Quanto melhor o atendimento aos compradores, melhor para o ML. Mas com certeza eles acompanham as estatísticas dos vendedores também. Se verificarem que foram longe demais e começam a perder dinheiro por desistências de vendedores, eles darão uma afrouxada. Esse envio em 24 horas, por exemplo, nem o eBay exige.

        • Vin Diesel

          24hs=empreendedor digital=camelô digital=dropshitt

      • 640k is enough

        Sorte que consegui vender tudo que precisava antes desse novo sistema de reputação.

        Por causa de dois envios de 2 anos atrás e uma reclamação indevida, fiquei com nível lá embaixo.

        Estava para vender uma Epiphone e um Rocksmith, mas quando percebi novo sistema, decidi ficar e não vender mais por lá.

        E isso que tenho a conta a 17 anos, da época do iBazar.

        E por retaliação, nem vou mais comprar por lá também, Alixpress e OLX também existem…

      • Alexandre Leites

        Esse envio em 24h e o frete grátis fez eu comprar 5x mais no ML que nos últimos tempos… entendo que pra certas coisas prejudica, mas eu tava cansado de vendedor preguiçoso que esperava 3 dias pra ir uma vez só até o correio. Foda é o frete do ML quando não é grátis… eles metem um valor em cima absurdo. Fiz um calculo e o frete pelo site dos correios saia uns 34, no ML dizia 48.

        • Vin Diesel

          24hs=empreendedor digital=camelôs digitais=dropshit

        • Vagner Da Silva

          eu já fui fisgado é pelo desconto de 48 horas em algum item dos favoritos

      • Theuer

        É incrível com tudo é binário no mundo.
        Custava ter um meio termo para quem precisa de prazo para entregar assim como algumas lojas de móveis?

    • DiGamer80

      Péssima reputação e com razão. Culpa total dos sites e da falta de critério ao anunciar produtos de terceiros.

      • Cassio Eskelsen

        Sim, pq enquanto o ML fornece um meio ágil para resolução os marketplaces fazem de tudo para desestimular as reclamações.

  • Se conseguir ser mais que uma certa rede popular aí que muita gente compra, já vai ser de grande valia.

  • Amazon cada vez mais nacional.

    Pegar o filão dos assistentes pessoais e trazer a ALEXA EM PORTUGUÊS e o Fire TV, passava na frente da Apple e do Google correndo….

    Chamar Uber pela Alexa, consultar futebol, esportes, programação de TV, fazer pedidos no iFood, é um nicho gigante que fomentaria.

    • Ursinhomalvado

      Pra isso teriam que montar os produtos no Brasil. Ao contrário dos e-books, tablets e assistentes pessoais não tem isenção de importação.
      O negócio da Amazon é volume, vender pouco não entra no esquema e não permite preços mais baixos.

      • Tu acha que o Amazon Dot venderia pouco ? É um produto na faixa de 300 reais, na pior da hipóteses custaria 500 reais, chutando muito pra cima, frente a toda funcionalidade que não existe no Brasil

        • worldchanger

          Sim, venderia pouco. Isso é coisa de nicho. Você está em um país onde nego mal sabe lavar a bunda, que dirá usar “assistente pessoal”.

          • Não dá pra saber, não temos dados de mercado, mas acho que entendendo português e com uma boa divulgação, venderia bastante, isso não existe no Brasil, está caindo de maduro… só controlar o Spotify já é um baita apelo de marketing. Olha quanta caixa de som JBL a prova dagua se vendo, mesmo custando 1000 reais…..

          • SignaPoenae

            Em todo meu círculo social, não tem ninguém que conhecia o Kindle, um dos produtos ( senão O produto) mais famosos da amazon. Duvido que qualquer pessoa que conheço pagaria 300~500 pilas por uma “caixinha de som falante” independente que quem a fabrique/vende.

    • O (ex)Datilógrafo da AEB

      Isso é um puta nicho, e venderia fácil.
      Diferente do Kindle, que exige um esforço do cliente (leitura), a Alexa/fire tv vende facilidade/comodismo. Vide o sucesso do Chromecast.

  • Alexandre Salau

    Ok, vai fazer o mesmo que o ML, Submarino, Americanas, Casas Bahia, Extra, Ponto Frio, Wallmart, Magazine Luíza e tantos outros que veiculam anúncios de lojinhas dentro do site … começou mal, mas muito mal mesmo.

    • Bruno Pinho

      tb não entendi esse alvoroço todo… ação do submarino caindo 10%.. magazine luiza 6%.

    • SignaPoenae

      Corrigindo, vai fazer a mesma coisa que os outros citados, menos o ML, pois este tem várias ferramentas para a proteção da compra do cliente que as outras simplesmente ignoram.

      Amazon pra mim é livros e e-books e ponto final! (apenas os vendidos pela própria, não compro nada no marketplace).

  • Rodolfo

    Mercado Livre está massacrando com o frete. Um chaveiro que se compre por R$1,99 paga R$20,90 de frete e a cada unidade aumenta R$4,00.

    • Cocainum

      É o valor do PAC. Mercado Envios usa os Correios. Há muitos anos, para itens pequenos, usava-se o frete via carta registrada, mas já faz algum tempo que os itens que podem ser enviados assim são bem restritos.

  • Vin Diesel

    Sem contar que agora a nova politica do Livre Mercado é acabar com os camelôs digitais, que se auto intitulam empreendedores digitais. Que compram em site de dropshipping e revendem lá com lucros muito baixos e ficam de cueca suja ou calcinha sem lavar a semana toda em casa criando milhares de anúncios na expectativa de vender uns 30 itens com 2 reais de lucro e acabando com a seriedade de quem quer vender. Por isso o Você Tubo ta cheio de revoltados com a nova politica. Milhares de pedidos entrando a “dropshit” não consegue gerenciar. Até pq convenhamos, o empresario monta um deposito faz um site e cadastra os camelôs e o que ele quer é vender sem pagar ninguém, óbvio que ele iria dizer, sussa eu mando daqui. Ótimo negocio para ele. Muitos desses nem impostos pagam, tudo feito debaixo do radar sem ninguém ver nada… O camelô ferra o sistema, o dono do camelódromo digital tá nem ai e quem compra quer é pagar barato, ta kagando… Tem vendedor serio que tá tiririca com esse lance de enviar em 24hs úteis (que seria 3 dias de 8hs) que por conta do empreendedor digital virou 24hs corridas mesmo. Já é difícil negociar assim, tem o outro lado que tem comprador pilantra e vendedor safado. Uma empresa (Amazon) que venha por ordem nisso é bem vinda. Já de cara, não vende no marktplace deles quem não tem CNPJ e não fornece nota fiscal. Também vai revolucionar o sistema de entregas criando hubs e colocando aviões pelo país. Se uma empresa que só tem um app motorista particular chegou aqui e deu as cartas, uma de comercio eletrônico que além de faturar muito, vai gerar negócios em cascata, você acha que alguém vai bater o pé e dizer: se não usar os CUrreios, nada feito. Gente bilionária já está aqui a tempos estudando tudo. Vai ter prime, vai ter sistemas de entregas próprios, se bobear até aquela J alguma coisa Log os caras compram… Aqui é BR, quem manda é o dinheiro. E se ele fala ingreis, vixi, ele fala até mais alto…

    • SignaPoenae

      Lembrando que esse sistema logistico funciona apenas para o estoque da amazon e das grandes parceiras. O pequeno e médio empresário vai ter dificuldades, ou será inviável para ele trabalhar com esses sistemas.

      Sou fã da amazon, mas marketplace por marketplace, fico com o ML.

  • Marcio Faria

    A única obrigação do comprador é pagar e isso é feito antes do envio então acho muito correta a lógica do ML … houve a compra (leia-se pagamento) tem que enviar de imediato mesmo.
    Agora poderia haver outra tipo de negociação que de comum acordo entre as partes o envio fosse feito em data pré agendada (seja lá qual for a justificativa para não haver o envio imediato) mas da mesma forma não se admitiria atraso de envio seja lá por qualquer razão que fosse) Vendedores que não possuem estoque e são meros intermediários tem que ser sacrificados mesmo.
    No mais é assim que o mercado funciona…quem não tem competência não se estabelece!

    • SignaPoenae

      O ML está cheio de picaretas que apenas terceirizam as vendas do Dealextreme e Aliexpress. Esse tipo de vendedores tem mais é que irem pro limbo mesmo.

    • Abner Oliveira

      (…)seja lá qual for a justificativa para não haver o envio imediato(…)
      Falo por mim, obviamente.
      Não sou vendedor profissional, portanto, vendo o que esta parado e sem uso.
      Se eu vender algo hoje, provavelmente só conseguirei enviar amanha ou depois, uma vez que estou no trabalho, e a “mercadoria” em casa.

    • Lorein

      Mano o empresário bananense reclamando que… tem que enviar o produto em 24h. Isso depois de já ter recebido a grana é de cair o cool da bunda.

  • Tiago S

    Já perceberam que uma grande parte dos problemas é resolvido apenas privatizando os Correios? uahdusahdsauhdas lixo de monopólio publico.

    • O (ex)Datilógrafo da AEB

      1. Não é monopólio.
      2. No ML os preços dos fretes não são culpa dos Correios, a culpa é de um POG /bug de merda que o ML fez e agora tá ruim de consertar.

      • Tiago S

        Não é monopolio? Você disse que nao é monopolio publico? É isso? Eu li isso?

        Se é bug ele tem uns 5 anos já, há varios locais onde o MercadoEnvios tem o valor mais alto do que se enviar por fora.

        • SignaPoenae

          Quando o vendedor coloca o preço do frete, é comum ele colocar um frete mais alto do que ele realmente paga para lucrar mais.

          Duvido que o mercado envios não seja uma forma diferente disso, relaxando o valor dos fretes mais caros e recuperando a perca nos fretes que deveriam ser mais baratos.

        • O (ex)Datilógrafo da AEB

          Em entregas não é monopólio, até o motoboy da esquina é concorrente dos correios. Tanto que até o ML tem a sua própria transportadoras, disponível para um grupo seleto de vendedores.
          Sobre o ME, não tem 5 anos, tem bem menos. E sim é bug do ML, por permitir um tipo de fraude recorrente dentro do sistema, o que favorece alguns vendedores, mas que aumenta o preço da categoria..

      • bruno torrente

        Para esclarecer alguns pontos.

        Sim correios é monopólio estatal, verdade que nem todas as atividades tidas como importantes hoje mas o monopólio existe, vide decreto-lei nº 509/69, ratificado pela lei nº 6.538/78, inúmeras vezes questionada no STF ( So procurar monopólio correios no próprio site do STF e vai obter inúmeras respostas ex em 2009 e 2013)
        Ex 2009
        http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=111540&caixaBusca=N

        Link para nº 6.538/78
        http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L6538.htm

        Segundo ponto, quando o monopólio não e definido em lei especifica usa-se a artimanha da isenção de impostos mais subsidios, sim impostos zerados, mesmo para atividades não fim ( banco postal por exemplo ) e assim o tal motoqueiro concorrente já começa uns 18% mais caro, fora subsídios que voltam como custo aos brasileiros.

        Entenda não cobrar impostos ótimo, mas não cobrar da estatal e cobrar valores dos demais para compeçar é absurdo, nem precisava privatizar, tirava o monopólio e isentava todos, Fedex, TNT e UPS ja mandam bem, isentas então .

        • O (ex)Datilógrafo da AEB

          Monopólio sobre cartas, não sobre encomendas.
          E sabe onde funciona praticamente com o mesmo modelo? EUA.
          Esse mimimi, hur durr privatizar correios cansa. Como vocês conseguem afirmar algo que não existe?

  • Se for pra praticar o preço das outras lojas e depender da entrega dos correios melhor nem começar.

  • Giovane

    Esse é o modelo de negócios da Amazon Canada, dá certo, só é meio estranho. Para informação, residentes do Canadá não podem comprar na Amazon US.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis