Team Dignitas monta equipe de PlayerUnknown’s Battlegrounds

pubg

Com quase dois milhões de pessoas tendo jogado simultaneamente no final de semana e mais de 13 milhões de cópias tendo sido vendidas, o sucesso e a própria estrutura do PlayerUnknown’s Battlegrounds parecem ser perfeitos para os eSports. E é de olho nesta oportunidade que uma das equipes mais famosas do mundo tratou de montar um time para competir no título da Bluehole.

Para esta tarefa o grupo contará com o inglês Peter “suntouch” Logan, o tcheco Martin “spajKK” Beneš, o francês Florian “Liquidz” Bruyere e o dinamarquês Asger “ZiphoN” Storgaard Høffner, com previsão deles participarem dos principais torneios que forem realizados daqui em diante, como a Auzom Premier League e a IEM Oakland Invitational.

Fundado em 2003, ao longo dos anos o Team Dignitas contou com equipes dedicadas a diversos títulos, desde Counter-Strike: Global Offensive até Overwatch, passando por jogos de luta, League of Legends e Heroes Of The Storm. O interessante é que os donos do time são os mesmo que controlam o Philadelphia 76ers, o New Jersey Devils e que ainda possuem 18% do Crystal Palace, tradicional clube de futebol que disputa a primeira divisão da Inglaterra.

Ou seja, o simples fato de pertencer a um conglomerado multimilionário já serve para mostrar o tamanho do Team Dignitas, que certamente não entrará para o PlayerUnknown’s Battlegrounds apenas para fazer figuração. Quanto a investida, é fácil explicar. Há alguns meses a ESL realizou um campeonato para o jogo onde US$ 350 mil foram distribuídos, a tendência é que as premiações se tornem cada vez maiores.

O mais impressionante neste interesse que o PUBG tem despertado é que estamos falando de um jogo que ainda nem possui uma data específica para sair do status de Early Access e como ele ainda aparecerá nos consoles, tudo leva a crer que o ápice da sua popularidade ainda está longe de ser alcançado. Eu até nem acho que o jogo conseguirá chegar a meta sonhada pelo seu criador, que seria de 100 milhões de jogadores por mês, mas que o jogo ainda crescerá bastante, não tenho dúvida.

Enquanto isso, continuo por aqui resistindo à vontade de comprar uma cópia do PlayerUnknown’s Battlegrounds e já decidi que só farei isso quando ele aparecer nos consoles.

Fonte: eSports News UK.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • leoncral

    Espero que o modo espectador seja bom. Esses dias fui ver um camp de BF 1 e que coisa horrível é o esquema de câmera.

    • Anayran Pinheiro

      Aparentemente é bem semelhante ao CS:GO, o que é um bom ponto.

  • “[…] e a própria estrutura do PlayerUnknown’s Battleground parecem ser perfeitos para os eSports”.

    Discordo bastante dessa afirmação. A estrutura do jogo é bem complicada para eSports, especialmente no early game onde se tem quase 100 pessoas disputando. Se em jogos como CS, com meros 10 jogadores, os observers deixam escapar muita jogada, fico imaginando com 10x mais gente no mapa. Vai ser difícil escolher o que mostrar na tela nos primeiros 15min de jogo (considerando ainda que experiências anteriores com PiP e multiscreen foram desastrosas e não promovem uma boa experiência para o espectador).

    O jogo é divertidíssimo de jogar, mas complicado de colocar num formato decente para o espectador comum. Expandindo ainda para eventos offline, é complicado também para ESL, Dreamhack e semelhantes encaixar uma LAN com 100 pcs num palco ou estádio (tecnologicamente tranquilo, haja vista as demoparties e os BYOC da Quakecon, porém complicado no quesito de espaço físico com isolamento dos times, sem permitir a galera colar tela, etc…). A Gamescom foi um evento mais fechado, sem apelo de interação dos jogadores com platéia.

    • doorspaulo

      Apesar de jogar PUBG praticamente todo dia, também fico me perguntando como seriam os campeonatos.

      O esquema de câmera, teria que ter praticamente um narrador/transmissão para cada equipe, onde você assistiria a equipe que te interessasse, pois é impossível narrar 100 players em um mapa gigante, sem um foco que concentre todos eles (pelo menos na maior parte da partida).

  • Dou uma e se for bom dou mais

    Porra, quanto mais eu olho essas premiações de campeonatos online mais me emputeço sabendo que eu nasci na época errada… A gente quando muito ganhava um “valeu pela vitória” nos campeonatos e um troféu de plastico imitando ouro.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis