YouTube restringe links externos em vídeos ao programa de parceiros

O YouTube está introduzindo novas regras para quem quer fazer dinheiro na plataforma: a partir de agora apenas membros do Programa de Parcerias é permitido a inserir links externos no final de seus vídeos, na forma de cartões que podem ser clicados, o que significa mais uma porta fechada na cara de canais pequenos.

Diversos usuários do YouTube começaram a reclamar nos últimos dias que eram incapazes de inserir cartões com endereços externos em novos vídeos, uma prática que muitos utilizam para não só para divulgar o site oficial ou vender produtos e serviços, mas também para direcionar os espectadores a campanhas de financiamento em sites como Patreon, PagSeguro e Padrim, entre outros. Isso permitia que aqueles com canais de pequena expressão pudessem fazer alguns tostões mesmo no início de seus projetos, de modo a viabilizar os canais.

Bem, não mais. A exigência do YouTube (confirmada posteriormente através de um porta-voz) diz respeito apenas a vídeos novos num primeiro momento, não afetando aqueles que já foram publicados com cartões de links externos (mas em se tratando do Google, tudo pode acontecer). Para utilizar a ferramenta o canal agora deverá ser membro do Programa de Parcerias, que exige um mínimo de 10 mil visualizações totais em seus vídeos como meta de elegibilidade. Da mesma forma as opções de monetização devem ser ativadas e uma vez feita a inscrição, o YouTube avaliará individualmente cada canal e decidirá se ele pode ou não usar os cartões; o usuário será obrigado a seguir as regras da comunidade ou as políticas de anunciantes, ou do contrário não poderá usar o recurso.

A meta do YouTube é obviamente combater abusos: como os canais passarão a ser restritos apenas a parceiros que jogam conforme as regras da plataforma, só quem decidir se comportar e não compartilhar conteúdos controversos será permitido a divulgar seu trabalho fora da rede ou fazer dinheiro. Embora ainda haja a possibilidade de colocar links na descrição do vídeo, é consenso que quase ninguém clica neles: não só ela não é disponibilizada em plataformas como consoles de videogame e set-top boxes, como o YouTube oculta a descrição atrás de um botão e poucos se dão ao trabalho de procurar ler o que está escondido.

No fim das contas o YouTube trabalha para permitir que apenas os canais parceiros sejam minimamente auto-sustentáveis e não pretende gerar pageviews para sites que não rezam de acordo com seu catecismo. Aos demais, mesmo a opção de fazer dinheiro com Patreon e cia. ficará bastante prejudicada simplesmente porque ninguém lê as descrições. A partir de agora, quem realmente quiser lucrar com o YouTube terá que provar que merece fazê-lo e não o contrário: arrecadar antes como desculpa para melhorar sua atração.

Fonte: The Next Web.

Relacionados: , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Quando li o título pensei que seria banido de colocar links na descrição do vídeo.

    Mas se bem que conhecendo o YouTube como conhecemos, é bem capaz que daqui a pouco isso também ocorra.

  • joao_lima

    Don’t be evil …

    • Gustavo Bandoni

      Mas alguém precisa pagar as contas . Vídeos de decapitações ou usando drogas ao vivo tem dificuldade de atrair anunciantes

  • “o usuário será obrigado a seguir as regras da comunidade ou as políticas de anunciantes”

    Que mudam a cada semana.

    “meta do YouTube é obviamente ”

    Ferrar com os canais. Clicar em link externo faz a pessoa se desviar do Tubo. Você só pode receber a mixaria depois de 10 mil views e mesmo que não habilite monetização, o vídeo tem propagandas. E depois YouTube diz que náo tem lucro com isso e os manés acreditam.

    “parceiros que jogam conforme as regras da plataforma, só quem decidir se comportar e não compartilhar conteúdos controversos”

    Também falaram que ia restringir quem falasse palavrões e os que normalmente falam, não deu em nada. Isso e aquele velho problema de canais com filmes completos que não são tocados

    “No fim das contas o YouTube trabalha para permitir que apenas”

    Quem ele quer que possa fazer dinheiro faça dinheiro

    “quem realmente quiser lucrar com o YouTube”

    deverá comprar ações do Google. Como eu previ, a bolhinha está prestes a estourar

    “arrecadar antes como desculpa para melhorar sua atração.”

    Continuamos com canais de nutella, amoeba e pegadinhas. Não, péra. as pegadinhas não tinham sido proibidas? Aham, foram sim

    • Jorge Dondeo

      Depois me apedrejaram aqui, quando critiquei essa nova linha do youtube. Mas…

  • Rodrigo Cavalcante da Silva

    Sem ironia, sem sarcasmo, eu queria entender por que o YouTube tem que paparicar os canais. Ele não obriga ninguém a virar youtuber, não impede ninguém de colocar seu vídeo lá, ocupando armazenamento e consumindo banda… Ele apenas coloca regras em um modelo de negócios que as pessoas erradamente consomem como produto.

    • joao_lima

      troque pessoas por produtores de conteúdo aí faz sentido o que disse, mas é bem ai mesmo, muito mimimi.

      • Rodrigo Cavalcante da Silva

        Cara, o problema é que essas pessoas não são produtoras de conteúdo realmente, estão querendo se aproveitar de um modelo de ganhar dinheiro que pra empresa patrocinadora da plataforma não faz sentido. Se fossem produtores de conteúdo e não de canal de YouTube buscariam outras plataformas… Se você confia no produto que você tem você arranja uma forma de vender, se você quer uma teta você reclama do coice da vaca…

        • DumbSloth87

          O problema é que não existem outras plataformas. Não me venha falar de TV, tem muito mais restrições do que o YouTube. Nada tem o alcance e a diversidade de conteúdo do YouTube.

          • Rodrigo Cavalcante da Silva

            Sim mas a questão é conteúdo ou fama, rentabilidade, sucesso? Se o conteúdo é bom o suficiente abre teu site, sobe aquilo que te der na telha e rala na divulgação… Agora, quer usar o YouTube como fonte de renda as regras estão aí, se modificam de acordo com a conveniência de quem mantém a estrutura e arca com seus custos…

          • DumbSloth87

            O Linus (LinusTechTips) tá criando seu próprio Tube (Floatplane Club), quando lançar vamos ver se vai dar certo ou flopar igual ao Vessel.

        • Jorge Dondeo

          Faz o seguinte, tira esses produtores ou pessoas (como você queira chamar) do youtube, e vamos ver o que sobre do youtube? Eu acho que você está revertendo a relação de causa e efeito.

    • Lui Spin

      Exatamente.

      E nada impede das pessoas também tentarem criar algo novo, fora do Youtube. Eu sei que o YT é mais popular, e os custos seriam enormes, mas se focarmos só nas dificuldades nada novo nunca seria criado.

  • Isso será um problema, inclusive, para canais pequenos de ciência, já que essa é a principal forma que eles usam pra não ter que ficar socando links gigantescos (ou encurtados ilegíveis) de suas fontes na cara do espectador.

  • Gente, arrumem essa propaganda da Asus™ que está espremendo a tela.

    Eu sei que o SAITE é de vocês, mas é que tá difícil pra mim (imagina pra quem problemas na visão) ler a matéria num espaço tão pequeno com tanto espaço “sobrando” pelos lados <<<>>>>

    • Cagada no leiaute do MB?

      Conta uma novidade. (Inclusive o atual leaiute veio depois de uma tentativa fracassada de arrumar o link pra pagina 2)

      • Tem horas que eu penso que os tempos do Drupal era melhor, mesmo com o Zé Gotinha

        • Pow.. drupal é de lascar heim..
          Tudo bem que wordpress não é lá grandes coisas também, mas é bem melhor que drupal, pelo menos para os moldes do MB (formato de blog)

          • Meio Bit era originariamente no Drupal. Era óóóóóóótemo. Vivia travando, aparecia o Zé Gotinha (o símbolo do Drupal) e acabava que os comentários saíam duplicados,

          • Pra te falar a verdade, não gosto de nenhum dos dois (uso o wordpress no meu blog por falta de tempo/saco para desenvolver do 0, sabe como é, casa de ferreiro…), mas sempre que um cliente me procura querendo site, este é desenvolvido na unha, com as necessidades do cliente única e exclusivamente…
            Fora o peso que fica, instala plugin daqui, instala plugin dali, template com uma caralhada de firula, ai no final ainda tem que configurar algum cache pro diabo do site funcionar decentemente.

          • Acho que pior que isso tudo só Joomla

          • Puts… tinha esquecido desse trambolho também… kkk
            Bom saber que não estou só no movimento contra essas coisas prontas…. kkk
            Isso que nem entramos no assunto do wix heim… kkk

        • jacob

          Grande época dos tibs e insígnias

    • DumbSloth87

      é só até lançarem essas bosta de zenfone novo, espero que amanhã o saite volte ao normal.

  • Julio Verner

    Com YTC a descrição abre automaticamente, que obviamente é a seção que vou antes do vídeo. Normalmente videos sem descrição são videos pra millenials, pegadinhas combinadas com gente retardada, resumo de novela, lixo auditivo que chamam de música sabe-se lá porque e etc… YouTube BR é o chorume que o povo adora.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis