Microsoft recusou comprar a Mojang antes de 2014

minecraft

Há três anos a Microsoft anunciou um dos negócios mais impressionantes da indústria de games. Por US$ 2,5 bilhões a Gigante Redmond fechava a aquisição da Mojang, desenvolvedora fundada por Markus “Notch” Persson e que havia conquistado milhões de fãs ao criar o popular Minecraft.

O que poucos sabiam é que aquela não havia sido a primeira tentativa da empresa neste sentido, já que quando o atual CEO da Microsoft ainda não havia assumido o cargo, Phil Spencer já mostrava interesse em fechar o negócio. A informação foi revelada recentemente no livro Hit Refresh, onde Satya Nadella conta detalhes dos bastidores.

No início do relacionamento da Microsoft com a Mojang, antes de me tornar o CEO, Spencer apresentou uma oportunidade de comprar o Minecraft, mas o seu chefe na época optou por não seguir adiante. Para alguns, uma rejeição tão visível e de alto nível poderia intimidar, mas o Spencer não desistiu.

 

Bill Gates e Steve Ballmer, que ainda estavam no conselho quando o negócio foi apresentado, mais tarde riram e disseram que inicialmente coçaram suas cabeças, não conseguindo entender a sabedoria do movimento. Agora eles entendem.

Quanto a pessoa que Nadella cita como chefe de Phil Spencer e que teria sido o responsável por vetar o acordo, provavelmente ele se refere a Don Mattrick, então chefe da divisão Xbox e que deixou a Microsoft e meados de 2013. Outros detalhes que não ficam claro na declaração é se chegou a haver uma proposta oficial à Mojang ou se tudo não passou de conversas internas.

O que podemos especular é que caso tivesse investido anteriormente, é provável que a Microsoft tivesse gastado bem menos para fechar o negócio. No entanto, será que Markus Persson teria aceitado vender sua empresa por um valor consideravelmente inferior aos impressionantes US$ 2,5 bilhões?

O fato é que ainda hoje muitas pessoas não entendem como a Microsoft poderia recuperar um valor tão alto, mas com a força do Minecraft continuando no alto e a marca ficando cada vez mais popular, tendo a crer que eles não se arrependeram de abrir os cofres.

Fonte: Yahoo Finance.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Julio da Gaita ✔

    talvez eu não seja o público alvo pra algo assim, mas cara que jogo bobo!

    • Fernando Silva

      É nada, mas talvez você não seja mesmo o público alvo.

    • Luiz

      É um open world onde as pessoas podem usar a imaginação. É sim um jogo bobo, é o jogo menos bobo que existe.
      Bobo é COD.

      • Julio da Gaita ✔

        COD é bem bobo mesmo, eu gosto de Battefield .) mas jogo COD até pra ver qualé, tentei jogar o minecraft no meu raspberry pi pq já veio com a distro instalada e joguei 1 minuto e meio e não me diverti, mas acho que é pq sou velho mesmo.

    • Diogo

      Eu diria que é tão bobo quanto LEGO ou Playmobil.

      • Julio da Gaita ✔

        Acho que até a Lego tem um concorrente ao Minecrat que não faz tanto sucesso quanto o original.

        Mas o Lego “analógico” era bem legal cara… Aliás conheço gente velha q coleciona aqueles kits prontos bem complexos…

    • Meganegão

      Com certeza. Eu não acho bobo, acho um saco. Mas a 15 ou 20 anos atrás (epa, revelando a velhice) eu acharia o máximo, isso porque outros jogos que hoje considero um saco eu me amarrava nessa época.

      • Julio da Gaita ✔

        mas acho que naquela época a industria não era o que é hoje, então mesmo jogos merdas eram super-estimados porque não tinha opção, lembro que comprava os jogos pra PC em uma revista que vendi nas bancas com um CD-Rom escrito em word art “500 Joguinhos pra PC” e uma demo de Diablo ou algo assim.

        Era o auge, da jogatina cara, mas era bem bosta…rs

        • Meganegão

          Kkkk, lembro disso, minha preferida era PC expert e gostava também da senha, que foi a que me apresentou lords of the realm.

      • EmuManíaco

        olhando pro meu eu de 22 anos atras provavelmente minecraft não me impressionaria. Não é o tipo de jogo que tive interesse em algum momento na vida.

        • Meganegão

          A mim acho que interessaria sim. Tinha tanto jogo que eu me amarrava que hoje olho e me pergunto como gostava daquilo.

          • EmuManíaco

            todos os jogos que gostava no passado ainda gosto hoje e estou sempre procurando alternativas. hehehe

          • Metalmacumba

            Eu fui tentar montar um carrinho com meu lego que eu brincava a uns 16 que tava guardado lá na casa do meu sogro e eu não consegui. eu montava até espaçonave com aquele diabo. acho que Minecraft funciona da mesma forma. O problema não é o jogo, é a paciência e a mente que atrofia a criatividade pra criar objetos.

    • Russo

      Se você pegar os videos de gameplay desses marmanjos bobalhões nos youtubes da vida realmente dá a impressão que o jogo é bem bobo, os caras são tão mongóis que estragam o jogo.

      Agora eu enjoei de jogar, mas jogar sozinho no survival é bem bacana, por incrível que pareça eu ficava extremamente tenso.

      • Julio da Gaita ✔

        faz sentido mesmo, mas lembro de ler até sobre nego que fazia modelos em escala de construções reais, e até algumas programações lógicas usando o jogo como base.

        Como nasci no final dos anos 80 e desenvolvi um gosto maior pra FPS’s no geral, claro que rola outros jogos também como futebol e plataforma e os clássicos que são atemporais sejam jogos modernos ou antigos. Mas a molecada mais nova gosta de um jogos mais casuais e “suaves”.

        Mas percebo que a noção e o gosto pra jogos muda drasticamente da minha geração pra essa mais nova aí.

        • Yskar

          O jogo mudou razoavelmente da versão 1.0 para cá, o jogo antigamente era mais tenso, sou da mesma geração que você e também sou viciado em FPSs de arena como Quake, mas fui um dos que foram fisgados pelo Minecraft.

          No começo não existia NEM Crafting, nem monstros e nem life, não se podia morrer, só colocar blocos numa área bem limitada pois também não existia geração de cenário “infinito”, quando ele era assim não vi graça, mas quando implementaram o modo SURVIVAL e inseriram a OST do jogo, ele me fisgou.

          Provavelmente perto de alguns jogos de NES e MEGA, QUAKE, UT99 e DOOM 2, Minecraft é o jogo que tenho mais horas jogadas.

      • Yskar

        Era mais tenso quando não se podia correr e não se podia deixar o jogo mais claro!

    • doorspaulo

      Bobo não é. Eu joguei um pouco e fiquei impressionado pela liberdade que ele te dá. Você não tem um roteiro a seguir, um script ou algo do tipo, é apenas você e o mundo, onde você faz o seu jogo.

      Porém, não sou o público alvo do jogo, então não levei a jogatina adiante simplesmente por não me interessar.

    • gfg2

      Você já jogou algumas horas por acaso?
      Porque 99% dos que falam isso assistem um vídeo e chegam nessas conclusões.
      O que é até normal, eu fiz o mesmo e meus amigos fizeram o mesmo… até todo mundo ficar viciado.
      O jogo entrega uma capacidade criativa sem precedentes. Tanto em arquitetura quanto em lógica. Já fiz até um trabalho de circuitos utilizando o jogo.
      Agora se você tem a criatividade de uma ameba e não entende lada de portas lógicas é talvez seja “bobo”.

      • Julio da Gaita ✔

        Amigo, caso não tenha lido o comentário abaixo, eu joguei sim, joguei pouco mas deu pra compreender o conceito do jogo e fazer uma ou outra coisa, mas sim, ainda assim achei meio bobo.

        Pode parecer incrível mas as pessoas tem percepções e gostos diferentes. Agora sair por aí supondo coisas que não são reais e xingando os outros não rola né, “calm your tits” bro.

        Mas se você quer discutir algo desse jeito, dá uma olhada lá no www.gamevicio.com certeza que vai achar outros caras parecidos com você e que sabem conversar assim.

        O que tá acontecendo com o Meiobit?!

        • Cássio Amaral

          Na verdade, não precisa nem jogar pra saber que esse jogo é uma b…..

          • Julio Verner

            Jogadô de call of duty e fifa alegando sabedoria de games… Essa porra tá mais que na hora de levar um meteoro mesmo.

          • Cássio Amaral

            Aí é que tá, nem jogo mais CoD e nem FIFA, e isso não torna o Minecraft interessante na minha opinião. Eu gosto de jogos inovadores e diferentes do mainstream, mas esse Minecraft não tem como.

          • Julio Verner

            Não foi inovador e por isso agora é mainstream e foi vendido por bilhões… Tu tá certo cara! 🙂

          • Cássio Amaral

            Pode ser inovador, mas continua sem graça pra mim rsrs. Mas que virou mainstream, aí concordo.

      • Cássio Amaral

        Beleza, então se a pessoa não gostar desse jogo estúpido, ela automaticamente é boba? Perdoe-me então, por que sou um mero mortal e minha criatividade é ínfima perante a vossa.

        • gfg2

          Com a sua interpretação de texto provavelmente bobo seja o menor dos seus problemas.

          • Cássio Amaral

            Acho que o bobo aqui não sou, hein… E eu jogo um jogo é pela diversão, não faz diferença se eu vou poder aplicar minha criatividade ou não nele. Não adianta nada um jogo permitir mil e uma maneiras de jogá-lo, ser educativo, se ele não é divertido, como é o caso desse jogo para mim.

            Eu continuo achando uma mierda esse jogo, e não vou nem perder meu tempo experimentando, mas respeito quem curte, ao contrário de você.

      • mr_rune

        Eu joguei, e minha filha praticamente me obrigou a jogar. O jogo é chato, trilha sonora maçante, gráficos ridículos, sem fim, sem história. Se for no quesito criatividade eu tô jogando Cities Skylines, que atropela esse em tudo os sentidos. Minecraft dá sono.

        • Yskar

          Curioso que eu conhecia ele antes de sequer ter uma trilha sonora (e de até poder morrer ou ter mundo infinito), mas foi justamente a trilha sonora e a facilidade em acabar morrendo que fez ele ficar divertido.

          Quem sabe se você tentasse jogar com morte permanente você se divertisse como quem pegou o jogo no começo se divertiu.

        • Julio Verner

          E Cities é jogo que deixa acordado? Pulta madre divina de deus zumbi! hauauahuhuaa Gosto é cu mesmo, só sai merda.

    • Não tem nada de bobo, um monte de desafio e coisas pra fazer num mundo aberto. Tão bom quanto Zelda Breath of the Wild, pra fazer uma comparação com um jogo obra de arte unanimidade 🙂

      • Julio da Gaita ✔

        mas sua paixão me convenceu zanac, é um puta jogo bobo vai…rs do jeito q defenderam ele eu vou jogar de novo…

        • Yskar

          Conselho vei, tente jogar por algumas horas seguidas, tente realizar as conquistas do jogo (ainda mais depois do ultimo update ficou excelente).

          O que me fisgou no Minecraft desde a versão BETA foi a OST excelente do compositor C418, é muito agradável, me senti de volta a infância nos anos 80 brincando com meu balde de lego.

          • Julio da Gaita ✔

            Opa, ja ta na minha wishlist parça, tenho que me informar melhor sobre a parte multiplayer / coop, como funciona?!

          • Yskar

            Agora não a versão de console, ela é bem restrita no que você pode fazer no jogo em comparação com a versão original de PC (a do w10 é tão restrita quanto a dos consoles, você tem de comprar pelo site do minecraft mesmo a versão java, que é a mais capaz).

            Basicamente a parte multiplayer do Minecraft original depende muito do servidor, já que por plugin dá para modificar totalmente o comportamento do jogo, inclusive um server desativou totalmente a parte de construção do jogo e transformou Minecraft num MMORPG como o WoW, outros adicionam classes.

            Basicamente os jogadores antigos do Minecraft não costumam jogar muito o jogo “puro”, e acabam preferindo um servidor de algum modpack que adiciona bem mais coisas ao jogo que a própria Mojang em seus updates oficiais, porém você tem de ter o Minecraft original para não ter muito trabalho e fazer gambiarras para ter mods no jogo pirata.

            Com mods e servidores cheios de plugins a rejogabilidade do Minecraft é basicamente infinita.

    • Você não é o publico alvo. E claro..você pode não gostar do jogo… Mas falar de forma genérica que ele é bobo não dá. É um jogo de survival em um mundo 3D lowpixel ou simplesmente um sandbox imenso. Eu não gosto do jogo, prefiro Terraria. Mas reconheço os méritos que ele tem.

      • Julio da Gaita ✔

        você fala de um jeito bonito, mas é realmente um um jogo de survival em um mundo 3D bem bobo. rs

        Mas consigo entender q a liberdade criativa é bem legal, não disse q era ruim, só q é bobo cara, tem um estilo próprio coisa q é muito difícil na indústria e com certeza é uma boa pra gurizada eu só tava sendo meio cuzaozinho msm…rs

  • Eu achava esse jogo bem bobo, sem graça. Ai um dia minha prima de 6 anos me mostrou o “mundo” dela. Ela havia planejado um cidade bem interessante, as casas (feitas uma a uma) tinham banheiros funcionais, lâmpadas que funcionavam, nas ruas, semáforos… muitas outras coisas que aguçaram a criatividade dela. E também aprendeu nomes de rochas (fiquei surpreso quando uma criança veio me perguntar das propriedade de obsidiana!!).
    Enfim, acho que o jogo tem sim seus méritos e pode estimular o aprendizado. Ou apenas ser um passatempo, qual o problema nisso? Todos nós já não jogamos tetris?

    • gfg2

      Um conhecido meu tem O, ou um dos mais famosos servers de minecraft do pais. Quando ele me mostrou o banco dados meu queixo caiu. Mais de 800 mil linhas.
      Ele gere como se fosse uma cidade real, tem sistemas de aluguel, compra e venda de terreno, empréstimos, contas, e quase tudo no real money.

    • Well Dias

      Minecraft é o lego dos dias atuais. Fico impressionado o quanto as crianças gostam desse jogo. Tenho um palpite que o Minecraft, como plataforma, veio para ficar.

      • Julio Verner

        Lego é coisa do século passado, exigia muito menos do que Minecraft… Minecraft é o que eu chamo de “alfabetização” do século 21.

    • Yskar

      E olha que tem ainda outras coisas mais complexas, como circuitos lógicos e basicamente uma linguagem de programação interna e própria que permite alterar a forma como o jogo se comporta, tudo isso DENTRO DO JOGO.

      E ainda tem os mods, que fez muita gente se interessar por java.

  • JORGE_TC

    Puta jogo infeliz. Pior é meu filho de 5 anos ficar procurando vídeo do povo jogando porque ele viu o jogo no PS4 do primo.
    E olha que sou do “tempo do Odissey”…

    Sei que não muda a opinião alheia, mas só tenho “nostalgia gráfica” do mega-drive pra cima (16 bits). E olhe lá.

    • Julio Verner

      Nostalgia matemática, tens? Pois é… Querem gráfico, não JOGO/jogar… Fica ai assistindo cut scene e apertando A na hora certa… Enquanto o pirralho atrofia o já mau incentivado cérebro. País de tolos.

      • JORGE_TC

        Eu tenho.

  • Felipe Braz

    Eu costumo a comparar o Minecraft como sendo o Lego do século 21.

    A empresa Lego até que se reinventou bem, jogos, robótica mas nada com a simplicidade e infinitas possibilidades que aquelas pecinhas de plastico te davam. Minecraft Conseguiu.

    • Julio Verner

      Digo o mesmo! Quem não sabe usar/jogar Minecraft é analfabeto.

      • Felipe Braz

        Aí que ta o ponto, por falta de tempo nunca joguei, portanto de maneira indireta estou no grupo dos que “não sabem jogar”.
        Só que o fato de eu não jogar não quer dizer que eu tenha que negar a genialidade dele!

  • Rômulo Catão

    Melhor jogo já feito.

  • Artepan Panfleteria

    Eu acho um jogo legal…. Mundo aberto e livre para você criar o que quiser…
    Mas agora troquei ele pelo Criativerse, no steam… Bem interessante e com uma fauna diversa…

  • Julio Verner

    De uma coisa é certa… MS tá rindo a toa mesmo pagando 1000x mais que pagaria se tivesse comprado antes… Só de hater mencionando o adword já paga mais que meu salário…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis