YouTube Plus: plataforma pode apresentar mais um serviço de assinatura

youtube

O YouTube ainda não decidiu como pretende fazer dinheiro. O YouTube Red, serviço de assinatura que oferece uma experiência sem anúncios, reprodução offline e conteúdo exclusivo não deu muito certo e acabou fundido ao Google Play Music, de modo a eliminar redundâncias de ambos os planos.

Só que ao que tudo indica isso ainda não é o bastante. Usuários andaram fuçando no código-fonte da última atualização do YouTube para Android, o arquivo .apk da versão 12.37 e encontraram referências no mínimo curiosas: uma alusão a um novo plano oferecido pela plataforma de vídeos que viria a se chamar “YouTube Plus”, disposto em uma linha junto à referência do YouTube Red que descreve opções de serviços por assinatura.

A referência é descrita no código exatamente desta forma:

<string name=”unlimited_brand_name_plus”>YouTube Plus</string>
<string name=”unlimited_brand_name_red”>YouTube Red</string>

Há motivos para acreditar que o Google pretende de fato lançar um novo serviço (qualquer que seja) com esse nome: em abril último uma extensão para o Chrome chamada YouTube+ saiu do ar, para voltar tempos depois como “Particle for YouTube”; ela inclusive gerou controvérsia quando o desenvolvedor original a vendeu a um terceiro que imediatamente transformou uma extensão que mudava a interface do YouTube em um adware, sem avisar os usuários.

Voltando ao YouTube Plus, não há referências suficientes no código que joguem uma luz sobre do que esse novo plano se trata. Alguns acreditam se tratar de uma opção complementar aos planos já existentes, que viria a cobrar uma taxa adicional para oferecer algo que muitos usuários cobram do YouTube há tempos: a possibilidade de executar vídeos em segundo plano e fazer da plataforma, ao menos nos dispositivos móveis um forte concorrente de serviços de streaming de música como Spotify, Deezer e cia. limitada. Dessa forma ele não seria uma opção separada, mas que exigiria a assinatura do YouTuve Red e/ou do Google Play Music (vale lembrar que o primeiro só está disponível nos Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e México, mesmo tendo dois anos de estrada).

Claro, tudo o que foi mencionado aqui deve ser recebido com os dois pés atrás, ainda não há informes se o YouTube pretende mesmo oferecer execução em segundo plano ou tem alguma outra coisa em mente; nos resta aguardar para ver o que o Google irá ou não anunciar no futuro.

Fonte: Android Police.

Relacionados: , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • “O YouTube ainda não decidiu como pretende fazer dinheiro.”

    Pagando riuos de dinheiro a youtubeiros e ele NÃO SABE como fazer dinheiro? Sério que AINDA acreditam nisso?

    • Well Dias

      Acho que o mais certo é “O YouTube ainda não decidiu qual passo dar para aumentar sua abrangência e se tornar para a mídia aquilo que o google é para a internet.”

      • Ele já é. Veja os concorrentes dele, como o Daily Motion e Vimeo, por exemplo.

        Este último é mais usado por hipsters. O grossão da fatia tá com o Tubo. E pessoal vendo onde está a audiência corre para produzir pro Tubo. As pessoas buscando conteúdo encontram onde? A maior parte no Tubo.

    • Majin-boo

      Não sei se sabe mas, o Youtube praticamente não dá lucro pro Google. Eles mantêm porque tem um público gigantesco, e um possível ganho futuro, o negócio é descobrir qual.

  • Uriel Dos Santos Souza

    Se eles fizessem tipo o site “apoia-se”. Onde cada canal diria quanto quer, suas metas e mostraria conteúdo de acordo com o que cada um contribuir. O Youtube pega a parte dele. Deve ser melhor do que isso.

    E claro, poderia vender planos para empresas de cursos, vídeos como o Vimeo faz.
    Eu mesmo compraria um plano assim, para uns cursos meus.

    • SignaPoenae

      Amigo, a mendigagem já está grande sem isso, imagina se tivesse um “apóia-se” dentro do youtube.

      Dos quase 40 canais que tenho assinado, três, no máximo quatro valem a pena pagar pra ver.

      • Ivan

        eu tbm, são poucos os que pagaria pra ver, tem alguns até que quero apoiar mas falta grana hauehau

        • Uriel Dos Santos Souza

          Sim, mas da pra começar com 1 real 😉

      • Uriel Dos Santos Souza

        É uma maneira a mais de fazer o youtube ganhar mais dinheiro.
        Pegando a porcentagem que vai pra outros sites para ele.

      • Uriel Dos Santos Souza

        Conteúdo de graça, e eles não podem nem pedir dinheiro para quem os assiste.

        Alguém tem que pagar as contas neh.

        É um pouco de egoísmo apenas ver, rir, aprender e ainda reclamar quando pedem algo em troca.

        Porque o youtube só da grana pra quem tem muitas visualizações.

    • Ivan

      Não sei quanto esses youtubers ganham com esse tipo de patrocinio dos fans, pelo que vejo da pra manter o canal pelo menos, ainda ganham do youtube….

      • Uriel Dos Santos Souza

        O youtube só da dinheiro para canais grandes.

        Digo acima de 2 milhões de assinantes. Da uns 300, 400 dólares por mês.

        Se depender apenas da renda do youtube para canais menores, que são 99% dos canais, ninguém faria canal.

  • Dou uma e se for bom dou mais

    Enquanto isso ST:D (sério isso trekkers????), melhor, o novo Star Trek está valendo a pena ser assistido, pelo menos nesse começo o visual e o enredo (apesar da ÓBVIA falta de química entre os atores, natural em qualquer série) segue uma linha retinha com umas alfinetadas SJW mas nada que encha o saco.

  • SomeReader

    Eu acho esquisito o google não conseguir ganhar muito dinheiro com o youtube, se é que é verdade isto. Absolutamente todo mundo na internet conhece e usa o youtube. Muitos youtubers ganham dinheiro dos vídeos… vai me falar que o youtube não ganha dinheiro? Tem algo errado nesta história ae…

    Acho que se não ganhasse, era só diminuir a fatia dos youtubers, pronto.

    Ou tem algo de errado no meu raciocínio?

    • Uriel Dos Santos Souza

      Ele da dinheiro.

      O problema que o dinheiro que dá não paga os custos de manter tanto vídeo online, em N tamanhos.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis