South Park trollou milhares de usuários do Amazon Echo

djwovmexkaatrto

South Park voltou, ótimo como sempre. No episódio de estréia da 21ª temporada foi seguido o padrão de duas histórias interligadas. Na principal uma excelente crítica social aos eventos envolvendo as manifestações nos EUA, onde brilhantemente o ponto da discórdia não tinha a ver com raça ou imigrantes. Os caipiras da cidade estão revoltados com a tecnologia que está tomando seus empregos, representada pelo Amazon Echo e sua assistente de voz, Alexa.

Ao mesmo tempo os meninos descobriram que é divertidíssimo fazer a Alexa repetir palavrões cabeludos, e Cartman explora isso como contraponto a seu relacionamento. Alexa é a parceira perfeita pra ele, faz tudo que lhe pedem, sem questionar.

O que os espectadores não esperavam, mas que com certeza estava planejado desde o começo, é que seus dispositivos reagiriam aos comandos do episódio. A coisa foi tão planejada que nem comando realmente maligno é dado, ninguém manda Alexa comprar nada. Só falar bobagens do tipo…


jesse Hernandez — What South Park did to my Alexa

Google Home e Siri foram devidamente sacaneados também, Cortana ficou de fora.

O resultado foi um monte de gente com seus assistentes papagaiando as bobagens do Cartman, e alarmes marcados para as 7 da manhã. Ah, e listas de compras, que no final do episódio estava mais ou menos assim:

djxhofgwkam-pl7

Zoeiras à parte, esse tipo de problema é algo que sempre preocupou os roteiristas e produtores desde o começo dos anos 60, quando as companhias telefônicas ofereceram o prefixo 555 para evitar que números reais fossem usados, sobrecarregando o sistema.

Hoje, com mais tecnologia em nossas, vidas, mais prevenção precisa ser feita, pode reparar que quase ninguém usa toques default em seus celulares, sempre que o telefone toca, ou a câmera foca no aparelho ou já está na mão do personagem. Mensagens? Todo mundo usa um bipe discreto e diferente de tudo que é oferecido nos aparelhos comuns.

Com exceção de Archer, inclusive Mulatto Butts é o meu ringtone.

Redes sociais são outra preocupação, é preciso verificar se os perfis estão disponíveis, criar as contas e sites e só então liberar para produção. Parece um problema mas nas mãos de um bom contador de histórias, se torna uma oportunidade.

Em um dos episódios de Supernatural Sam e Dean viajam para um universo alternativo onde Supernatural é uma série de TV e eles são… atores. Encontram o elenco, produtores, família, o pacote todo. Misha Colins, que faz Castiel é tuiteiro fanático. No episódio ele aparece tuitando várias vezes. Durante a primeira exibição do episódio o ator ficou em casa com as mensagens anotadas e enviou ao mesmo tempo em que o personagem tuitava na TV.

Foi um lindo case de “transmedia storytelling”, como dizem aqueles caras que dão palestra descolada de internet sem nunca terem feito nada na vida além de dar palestra descolada de internet.

Fonte Entertainment.ie.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples