Google entra com recurso contra multa de R$ 9 bilhões da Comissão Europeia

Até que não demorou tanto assim: a Alphabet Inc., joint proprietária do Google anunciou nesta segunda-feira (11) que entrou com um recurso formal contra a decisão da Comissão Europeia para a Competição de aplicar à gigante das buscas uma suntuosa multa de € 2,4 bilhões, ou R$ 9 bilhões em valores de hoje (13/09/2017) por favorecer suas próprias soluções nos resultados de seu motor de busca, prejudicando concorrentes de forma deliberada.

A acusação da Comissão Europeia, que levou à aplicação da multa envolve o Google Shopping, recurso ligado ao Search que faz comparações de preços entre lojas. De acordo com denúncia feitas por serviços concorrentes como Yelp, TripAdvisor e FairSearch o motor de busca privilegia os resultados de sua própria ferramenta em detrimento de outras, prática que nunca foi bem vista pelos reguladores europeus; o algoritmo do Google Search puniria os concorrentes ao destaca-los menos o que leva a uma menor visibilidade, menos cliques e consequentemente um desfavorecimento competitivo ao realizar menos negócios.

Desnecessário dizer que tais práticas do Google está fazendo com que essas companhias percam muito dinheiro: o inquérito da Comissão revelou que o número de acessos aos serviços do Google aumentou 45 vezes no Reino Unido e 35 vezes na Alemanha para tais resultados, enquanto os dos concorrentes perderam 85% e 92% do tráfego respectivamente nesses países.

Na ocasião da aplicação da multa, a implacável comissária para a competição Margrethe Vestager, que é de conhecimento público ODEIA o Google foi taxativa ao afirmar que embora a gigante tenha criado diversos bons produtos bons que trazem uma série de facilidades para os cidadãos europeus, a estratégia da companhia relativa à comparação de preços no Search visa não só atrair os consumidores para uma solução própria supostamente melhor, mas deliberadamente minimizar o alcance de seus competidores ao preteri-los nos resultados. Sob entendimento da UE nenhuma empresa deve ser favorecida em nenhuma hipótese, e o Google é obrigado a dar condições iguais a todas as companhias rivais em seu motor de busca.

Só que sem nenhuma surpresa o Google não pretende nem pagar a multa, nem se adequar às regras impostas. Em junho Kent Walker, SVP e conselheiro-geral da companhia escreveu que “dadas as evidências, nós (o Google) respeitosamente discordamos das conclusões (…) e avaliaremos detalhadamente a decisão da Comissão enquanto consideramos uma apelação, e pretendemos continuar a defender nossa posição”. Em suma, no entendimento de Mountain View a companhia não é nociva à competição (hahahahahaha) e continuará a defender seus negócios da maneira que sempre os administrou.

Agora o Google irá mais uma vez À corte defender seu modelo de negócios mas sendo sincero, os reguladores farão de tudo para derrotar a empresa em todas as instâncias possíveis: além do Google Search há discussões envolvendo o “Direito ao Esquecimento“, o Android, o Google Imagens, o Adsense, o YouTube e as maracutaias para elisão fiscal, sem falar que é desejo do bloco partir o Google ao meio, separando o Search do resto e força-lo a compartilhar seu Graal, o algoritmo de buscas com a concorrência.

Resumindo, a briga é gigante e não tem data para acabar. E sendo pragmático dificilmente o Google vai se safar.

Fonte: Reuters.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Ivan

    Vc faz um produto as pessoas compram ele e de repente vc é o vilão da historia….

    • Dou uma e se for bom dou mais

      Você compra um produto, compra todos os outros produtos, domina o mercado, deixa uma concorrente de meia tigela apenas de fora das suas compras pra dizer que existe concorrência e você é o mocinho da história…
      Já te disse, para de seguir youtuber e vai estudar o funcionamento das bases do liberalismo e a aplicação dele pós modernização, monopolização e remoção de seres humanos do controle.

      • Ivan

        certo

      • bruno torrente

        Esta parte devo ter entendido errado, realmente acredita que o google deixou uma concorrente meia titela fora das compras ? Apple $ 800 bilhões USD, Microsoft $ 500 Bilhões USD em valores de mercado ? a essas empresas meia tigelas que valem bilhões.

        Assim como vc sugiro, aprender sobre as falacias e invenções logicas absurdas como ex tentar punir empresas como o google apenas por ela seguir uma logica básica de mercado, vc da preferencia para o SEU PRODUTO, vc não faz comercial da Coca sugerindo usar Pepsi.

        No final das contas isso esta mais para um movimento da burrocracia europeia para tentar dominar um mercado a força como foi a China com baidu, a Russia com o yandex, esses movimentos nada tem a ver com competitividade.

        • Dou uma e se for bom dou mais

          Como se apple fizesse concorrência em busca e propaganda e o Bing da MS fizesse coceguinhas na nádega esquerda da google.
          Ter dinheiro não significa nada meu caro, concorrência é quando duas empresas concorrem pelo mesmo mercado.

          • bruno torrente

            Desculpe acho que não deve conhecer o Bing Ads , qua ja detem 33% do mercado ( mesmo com seu search detendo pouco market share ), “Spotlight” da Apple, so para falar dos atuais, fora Overture( depois Yahoo ), Microsoft adCenter ( 2006 apos adquirira DeepMetrix ) Microsoft essa que depois comprou a aQuantive por míseros 6 Bilhões de dólares.

            E sim destaquei os Ads pois são da onde vem a parte gorda da grana, e quanto as search engines te respondi em outro comentario, onde demonstrei de A a Z que boa parte do que falam do google é pura falacia, quando não desonestidade.

            Dinheiro foram bilhões de diversas empresas, se a maioria usa o google não foi por simples forca da empresa, so é o que é por ter respaudo dos seus clientes, e no final das contas é isso que importa o cliente feliz, qualquer coisa diferente disso é puro autoritarismo meia boca chulo sem causa.

    • bruno torrente

      Ivan vc esta certíssimo neste ponto.

  • Alvaro Carneiro

    É o mesmo que dizer para a Rede Globo: olha você não pode proibir os anúncios dos programas televisivos dos concorrentes, se a Record quiser anunciar a novela biblica na Globo, voces tem que deixar, e dar destaque igual aos anúncios internos.

    O Google cria um produto/serviço e se vê obrigado a ajudar concorrentes. Vira vítima do próprio sucesso.

    • Dou uma e se for bom dou mais

      Apesar de estar correto na idéia estamos tratando de uma situação de monopolização aqui. Rede Globo no Brasil não detêm 95% do Ibope. É a maioral, mas as outras tem grande parcela de mercado. Diferente do Google que domina 95% do mercado e COMPROU basicamente o mercado (antes do textão do facebook e lacradores de tweeter existia internet e muitos sites de buscas). Acontece que Globo não pode simplesmente sair comprando as outras emissoras e deixar apenas a Gazeta de lado pra dizer que existe concorrência.
      E é isso que acontece.
      Então concordo contigo, forçar uma empresa a beneficiar a concorrência não é legal, mas forçar um monopólio a abrir espaço para a concorrência é bom.

      • bruno torrente

        Quanto ao ultimo ponto discordo veemente, não é forcar uma empresa a abrir espaço, e sim obrigar uma empresa dar prioridade a concorrentes em detrimento do seu próprio, observe o google não esconde os resultados alheios, apenas da prioridade aos seus, por sinal isso reforça que existe concorrência e de tabela ainda ajuda eles gratuitamente.

        Infelizmente vc ou esta mentindo ou agindo de ma fé nas informações quanto a compras do google, não ele não comprou as empresas, elas caíram pois eram muito ruins comparado ao google, mas se duvida segue lista de empresas adquiridas pelo google até 2011.

        https://www.campanhadigital.net.br/2011/01/conheca-todas-as-empresas-compradas-pelo-google-nos-ultimos-10-anos/

        Archie existe até hoje ( sem modificações desde 1999 com pequenas correções de código e pagina web em 2003 )

        Altavista – Hoje Yahoo
        Yahoo existe até hoje
        Cade comprado pelo Yahoo
        Lycos ate hoje existe
        Excite a mesma coisa

        BOL usava o miner que éra um tipo de engine híbrido ( na época chamado de miner ), depois adquirido pelo google e só recentemente foi internamente modificado para ser uma versão personalizada do engine do google.

        No máximo o engenheiro que criou o Wandex ( primeiro robô da web ) ter trabalhando no google, mesmo assim o wandex não era um sistema de busca e sim mais uma prova de conceito.

        Qualquer um que queira aprender ou viveu os últimos 15 a 20 anos com acesso a web sabe disso.

        • Dou uma e se for bom dou mais

          E você provou exatamente o que eu disse e quer discordar do quê? Releia bem o que você mesmo escreveu e responda a si mesmo… qual dessas empresas citadas em algum momento trabalhava com propaganda e fez concorrência séria, e na questão de busca apenas yahoo em algum momento incomodou o google.

          • bruno torrente

            Atá então porque a empresa não quiz concorrer la atraz a culpa claro do google, assim é fácil espera o mercado ficar perfeito, apela para o deus estado e roube anos e tecnologias de uma empresa, espero realmente que eu esteja entendendo errado suas palavras, pois no mínimo isso é absurdo para não dizer criminoso.

            A e lembrando que o google tem concorrência sim e de peso, exemplo o próprio bing que ao contrario do que as pessoas acreditam concorre também no ADS, Bing ads ja existe a alguns anos e já detém uma boa fatia do mercado, nos Estados Unidos ja chega a 33% quanto ao Brasil realmente detém apenas 3% do market Share mas tende a mudar pois o Brasil ainda não é um mercado em foco para o Bing/Microsoft.

          • bruno torrente

            Link do Market Share pelo proprio Bing

            https://pt.slideshare.net/bingads/bing-ads-market-share-map

    • José Carvalho

      Ninguém obriga o Google a ajudar os concorrentes. Se você dividir alguns pontos, entende melhor a situação:
      a) Não existe, virtualmente, outro motor de busca. O Google domina quase 100% das buscas na EU.
      b) Várias empresas surgiram DENTRO do ambiente online e dependem dele (e consequentemente das buscas) para manterem seus negócios.
      c) Quando os reclamantes começaram no seu negócio, o Google Search foi um fator determinante para o estabelecimento de seus negócios por técnicas de SEO e aumento de relevância.
      d) Quando elas começaram, o Google Shopping não existia OU não estava integrado às buscas.

      Uma analogia bem simples é:
      Se a Microsoft dificulta as buscas do Bing chegarem ao Chrome, não dá nada, o Bing é irrelevante, todo mundo abre o IE ou o Edge e digita o endereço do Google, mas se a Microsoft dificulta que seja possível buscar pelo Google Search no IE e Edge, o Google vai COM CERTEZA xilicar, muito e com razão. Apesar de parecer que o Edge só está ali para te levar ao instalador do Chrome.
      Foge ao propósito de a Microsoft dominar o mercado de sistemas operativos, embutir um navegador de internet e dificultar que se chegue a um endereço que obedece todas as regras competitivas que a própria Microsoft define para que seu SO seja interessante para os developers.

      A função do Google Search é fazer buscas, e ele define uma série de regras para que seu endereço seja classificado e só o seu serviço é usado para isso, se ele não for justo, o serviço vai prejudicar uma porção de gente e em uma escala maior, até a economia de um país pequeno. O Google não é vítima de sua qualidade ou do seu sucesso, ele é um psicopata, que ganha a confiança de negócios por todo o mundo, convence todo mundo que estar em suas buscas é fundamental, fornece um serviço de qualidade para que as pessoas dependam do seu serviço, e depois utiliza essa qualidade e dominância para matar os outros.

  • Ivan

    Sabe o que pior que o Estado?
    R-A união de varios Estados,

    • Ricardo Wagner

      Sabe o que é pior que a união de todos os estados?

      92%.

  • Felipe Braz

    Só tem um ponto que discordo veemente, que é obrigar a disponibilização do algorítimo de buscas. Das demais, acredito que ela deu uma bela abusada mesmo da posição privilegiada.

  • Rin Tezuka

    UE ta querendo seguir o caminho da China com o baidu e Rússia com o yandex. E ainda tem trouxa que defende achando que é por causa de competitividade, concorrência desleal…kkk

    • bruno torrente

      Acho que um dos comentários mais lúcidos por aqui, a pouco comentava com outro nesses mesmos comentários.

  • Davos, o lula europeu!

    Quem vai ganhar essa? Um bloco econômico/politico ou uma empresa? HahaHa.
    O Google é uma plataforma, quem está nela deve aceitar os termos ou dar seu jeito de emplacar de outra maneira, em outras plataformas e com novas estratégias. É muita inocência ou muita malandragem, uma vez que muito provavelmente essa galera insatisfeita tem amigos muito influentes na UE, pra que eles aceitem esse tipo de argumentação! Sem receber nada por isso, ter que promover a concorrência ou até mesmo divulgar o algoritmo para que plataformas semelhantes tenham alguma chance, sério, quem escreveu isso vive de utopia.

    • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

      Quem vai ganhar essa? Um bloco econômico/politico ou uma empresa? HahaHa.

      Rapaz… Pior que essa pergunta já foi meio que respondida lá naquela treta entre o Google e os jornais espanhóis. Se o Google resolve deixar a UE sem seu motor de busca por 48 horas, já é suficiente pra criar um rage gigante na população e deixar os legisladores do velho mundo bem assustados.

      • Não só sem a busca, mas sem o Google Apps (vai simplesmente parar as empresas de lá), sem YouTube, sem AdSense e AdWords…

        O Google deveria qualquer hora dessas dar um susto nessa galera só pra deixarem de palhaçada.

        • André K

          Seria bem interessante: “Entendemos que a UE não nos quer [Google] aqui [na Europa] como empresa então não vamos mais oferecer nossos serviços, podem ficar bem servidos pela concorrência. Se mudarem de ideia, basta nos procurar, e podemos rediscutir a questão, segundo a nossa visão.” Ou seja: Não gostou?! Fica com a concorrência e vamos ver quem tem mais a perder.

          • Nesse caso quem mais perderia é o Google, por que empresas do mundo inteiro começariam a procurar um plano B vendo que o parceiro habitual não é confidencial punindo empresas e usuários que não são responsáveis pela ação. De forma que fortaleceria os concorrentes. Se nem na China com regulamentação absurda o Google saiu do país, por que sairia da Europa?

          • André K

            Não tenho tanta certeza disso. O que tenho certeza é que praticamente nenhuma empresa abre mão de receita, seja de que tipo for, então arriscar isso está fora de cogitação.

      • Inquisidor

        se duvidar fui eu que falei isso, o google tem mais poder que muito pais por aí, ele pode arriar as calças de um pais se ele quiser, só bloquear todos os serviços dele num pais por 48h e deixar uma mensagem em qualquer app/serviço dele falando que a culpa é dos políticos/ juízes /tantofaz.
        ou assim do nada um hacker vaza sem querer todos os emails e mensagens de sacanagem dos envolvidos no processo, aquele historico que vc pesquisou na aba anonima, ajehauea

  • Cortana ✔

    “sem falar que é desejo do bloco partir o Google ao meio, separando o Search do resto e força-lo a compartilhar seu Graal, o algoritmo de buscas com a concorrência.”

    E viva o Open Soure!!!

    • bruno torrente

      OpenSouce não poder ser por obrigação, tem que ser proativo.

      Por sinal já existe o DuckDuckgo ( Crowdsourcing )

  • Cássio Amaral

    Meu serviço, minhas regras. Não gostou? Pois use o serviço dos concorrentes, então. Ah, mas o serviço dos concorrentes não é tão bom quanto o que minha empresa oferece? Que pena…

  • José Carvalho

    Dificilmente se safa e (longe de mim dar a entender que sei mais de regulamentação da EU que os adevogados do Google), possívelmente aumentam a multa… Recursos perdidos já tiveram pequenos acrecimos na multa.

  • Grecco Morais

    Vamos imaginar que o Google vai tomar o caminho mais drastico, “-Não ta bom o meu serviço na UE? Ok bjos nem me liga, se virem ai com o bing”. Vai acontecer a mesma coisa que houve acho que na Espanha se não me engano, orderam que o google news parace de linkar com as noticias dos portais de jornais, pq os jornais não estavam mais vendendo. Resultado, o acesso ao portais de jornais despencou, tiveram de voltar pedindo amen para linkar de novo. Google já saiu/foi-saida da china, UE é fichinha em questões de valores compradado (fonte: Arial Bold)

    • Gaius Baltar

      São situações bem diferentes. O Google News trazia muito tráfego aos veículos de comunicação e esses viram que era um tiro no pé. Aqui temos um mercado com o dobro da população americana e um poder de compra similar. O Google vai (e bem) lutar pela sua posição, mas não pode abrir mão da sua posição. A empresa de Mountain View (ainda?) não é uma Tyrrel Corporation ou uma Weyland-Yutani.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis