ad

Fãs criam nova versão do Zombies Ate My Neighbors

zamn

O clássico Zombies Ate My Neighbors é um daqueles jogos que marcaram época, mas que infelizmente ficou no passado. Embora tenha recebido uma continuação chamada Ghoul Patrol e mais recentemente o sucessor espiritual Monster Madness, nenhum dos dois foi capaz de conquistar tantos admiradores quanto o original.

Desenvolvido pela LucasArts, ainda hoje muitas pessoas esperam por uma nova versão e como o fim do estúdio fez com que tal possibilidade se tornasse ainda menor, um grupo de fãs decidiu colocar a mão na massa e dar uma sobrevida a aquele jogo tão sensacional.

Usando os arquivos do primeiro título, a equipe formada por quatro pessoas desenvolveu o Zombies Ate My Neighbors: The Sequel, um jogo que traz versões melhoradas dos 50 estágios presentes no original, além de quatro adicionais. De acordo com os criadores, o layout de todas as fases foram refeitos, trazendo um ar de novidade mesmo para quem decorou cada canto do original.

Além disso, esta nova versão conta com cenários inéditos, inimigos criados pelo quarteto e até uma caveira que de tempos em tempos nos dará algumas dicas. Outra novidade implementada por eles no ZAMN – The Sequel é a possibilidade de circularmos pelas armas em qualquer direção, algo que pode tornar a jogabilidade bem mais dinâmica.

Na verdade, embora os criadores dessa homenagem a tratem como uma continuação, ela está mais para uma repaginada, uma revisão feita mais de duas décadas após o Zombies Ate My Neighbors ter chegado às lojas. Mesmo assim, se você gostaria de voltar a este jogo divertidíssimo — ainda mais se encarado no coop — e ainda aproveitar algumas melhorias, o ZAMN – The Sequel é altamente recomendável.

O único problema é que por se tratar de uma modificação, você precisará de um emulador, uma ROM do jogo e ainda aplicar o patch, que pode ser encontrado aqui.


Droter — Zombies Ate My Neighbors: The Sequel (Unofficial) – Release Trailer

Fonte: Nintendo Life.

Relacionados: , , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Jogo difícil pacas. Só detonei com cheat.

    • Marcelo Paz

      O hércules do playstation era do mesmo pessoal do Zombies Ate e era tão difícil quanto.

  • Cocainum

    É um pouco off, mas já que estamos falando de jogos antigos, acho que ainda tem a ver.

    Nesse final de semana fiquei pesquisando sobre emulação de computadores e consoles antigos via hardware e não via software, que é o que a maioria conhece.

    Através de um chip FPGA (Field Programmable Gate Array), tem gente que reproduz em hardware toda a lógica das mainboards de diversos computadores antigos, incluindo a CPU. Uma dessas placas, chamada MIST consegue reproduzir o processador 68000 e os chips customizados do Amiga, ou seja, você pode ter um Amiga 500 ou 2000 rodando na velocidade original, com todos os circuitos implementados fisicamente. E como o hardware é totalmente configurado via software, você pode passar de um Amiga para um MSX e daí para um ZX Spectrum, em segundos.

    Meu novo sonho de consumo é uma dessas máquinas FPGA. Infelizmente elas não são exatamente “baratas”.

    • Dou uma e se for bom dou mais

      Eu já vi essas para vender. Até agora só consegui entender o conceito delas auehauheaueahuea, é daquelas coisas que eu achei super bacana mas na mão dos outros.

    • Erivelton Muniz

      Então espera um pouco, que tem um Dev nacional que está preparando exatamente isso, Victor Trucco. Ele é um dos caras por traz do spectrum next, é vem trabalhando em um projeto chamado multi core, bem isso que você vem sonhando

      • Cocainum

        Interessante. Estive olhando nas características do produto e tem um bocado de máquinas disponíveis, incluindo o nacional MC1000 e o TRS Color.

        Alguns pontos negativos que notei:
        – Não tem suporte para USB, usa teclado e mouse PS2. Não dá pra ligar um gamepad USB, sendo necessário usar um joystick modelo antigo com conector DB9.
        – É necessário usar um USBBlaster para programar a placa para cada Core. No MIST você carrega os cores direto do cartão SD, podendo alternar rapidamente entre eles.
        – Ainda não tem Amiga, Sega Genesis e Super Nintendo na lista, embora talvez seja possível adicionar no futuro.

        Um ponto positivo é a saída HDMI, além da VGA.

        Se corrigir aqueles pontos que mencionei, vai ser um produto matador. Vou acompanhar esse projeto de perto. Agradeço pela informação.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis