Piratas estão armazenando arquivos no Google Drive e Dropbox como alternativas ao torrent

pirate-cassette

DISCLAIMER: em primeiro lugar, utilizar serviços de armazenamento na nuvem para hospedar arquivos piratas não é novidade. Se eu tivesse um dia inteiro ainda não conseguiria listar todos os sites que foram e são utilizados pelos piratas para hospedar todo tipo de conteúdo protegido.

A questão aqui é que o torrent facilita e muito as coisas. Ao invés de depender de um site obscuro e baixar um filme em 40 pedaços e levar até dias para isso, o software preferido dos clientes da Locadora do Paulo Coelho entrega tudo de maneira fácil e rápida.

O problema é que grandes portais de torrents, como o Pirate Bay são alvos fáceis para os donos dos copyrights, e nos últimos tempos vêm sendo caçados impiedosamente. Sites como o Torrentz e o KickAss Torrents são derrubados dia sim, dia não (esse último ainda voltou) e o próprio mais usado sofre com ataques e instabilidades, passando muito tempo fora do ar. A solução é apelar para serviços de armazenamento, e os piratas têm abusado muito nos últimos tempos do Dropbox, Mega, OneDrive e principalmente do Google Drive.

google-drive-pirate-movies

Os motivos são simples: Google, Microsoft, Dropbox e cia. não questionam o que você armazena em sua pasta na nuvem, o que permite que os usuários salvem grandes quantidades de material protegido e os compartilhem através de links diretos em sites e fóruns. Toda vez que uma solicitação via DMCA é impetrada para a proteção de um determinado conteúdo, cada torrent é acompanhado de vários links de serviços na nuvem. Nos últimos 30 dias, de 5 mil solicitações 4.700 eram referentes ao Google Drive contra 100 do MEGA e o restante dividido entre Dropbox e OneDrive.

A facilidade de uso do Google Drive não é o único fator para que ele seja o preferido: como já ocorreu anteriormente com o YouTube hospedando conteúdo pr0n, falhas no serviço permitem que os piratas façam o compartilhamento de maneiras criativas. O My Maps, por exemplo é um serviço aberto em 2007 que permite a criação de mapas customizados: você pode apontar para um lugar, criar um título e uma descrição e pronto, mas alguém descobriu que o Google não revisa o que você marca nos mapas.

Logo, começaram a compartilhar os links para vídeos privados do YouTube e para download do Google Drive através da ferramenta, e ninguém percebe já que os sites suspeitos compartilham links para o My Maps, não para o download direto.

my-maps

Hoje Google e Microsoft trabalham junto com os detentores dos direitos autorais para diminuir o alcance de sites piratas em seus motores de busca, mas derrubar links de conteúdo ilegal em seus serviços de armazenamento é basicamente um jogo de gato e rato: como não dá para monitorar tudo constantemente ou identificar o material no momento do upload resta apenas deletar quando as solicitações chegam. O Google apenas afirmou que “leva as denúncias muito a sério”, sem dar maiores detalhes.

Em suma, essa corrida não termina tão cedo.

Fonte: Gadgets360.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Whirlpool

    Em suma, essa corrida não termina tão cedo.

  • Ivan

    Eu assisto a serie “O socio” pelo google drive, recomendo muito essa serie/ realty show, sei la como chama esse tipo de programa.

    • Rodrigo Medeiros

      onde? como? eu tb quero

      • Ivan

        http://www.thecarvalho.com/empreendedorismo/o-socio/

    • Essa série passa na TV a cabo. É muito boa. Gosto também do Shark Tank.

      • Ivan

        Shark tank br tô vendo a segunda temporada, bem inferior a americana

        • Concordo. O que eu não gosto da versão brasileira é que os investidores procuram somente negócios já estabilizados. Difícil investirem em algo embrionário, porém com grande potencial.

          • Ivan

            E nem discutem, é tipo não gostei do seu modelo, vc pediu muito por isso é não.

  • SacoCheio

    É a história da Hidra: você corta uma cabeça e nascem duas. Avante, Hércules!!! rsrs

  • EmuManíaco

    Pirataria destrói seu aparelho em pouco tempo dizem eles… Claro que a obsolescência programada nada tem a ver com isso. rs

    • Inquisidor

      kkkkkkkkkkkk

    • ricms

      Até concordo q um cartucho de origem duvidosa ou um CD mal gravado detone o leitor depois de algum tempo. Mas arquivo digital?

      • EmuManíaco

        hoje é o contrario. vide denuvo.

        • ricms

          Sim, 6 da manhã indo trabalhar no feriado. Meus neurônios fizeram feriadão. mindisgulpi.

  • netbus.exe

    É fato que quando você baixa algo pelo torrent seu ip utilizado e data ficam lá escancarados para qualquer um, inclusive essas agências que fiscalizam copyrights coletam esses dados para um dia… você receber um processinho na sua casa, claro, isso deve funcionar na civilização.

    Só não entendi por que ainda não adotaram uma forma de simular ips dentro do torrent, assim cada user teria uma espécie de ip virtual dinâmico lá dentro e não o real, dessa forma os pacotes dos downloads e uploads poderiam “sair” de um ip e ir para o outro fazendo a transferência. Enquanto isso não ocorrer, o torrent continua sendo uma boa arapuca para as gravadoras e afins que sabem muito bem quem baixa os arquivos protegidos por direitos.

    É… melhor não dar ideia se não kkkk

    • PugOfWar

      pelo que pesquisei na copel seu ip é compartilhado por varias pessoas, descobri isso quando tentei utilizar o port forwarding daqueles roteadores huehue(huawei) que eles te fornecem, a parte ruim é que descobri que não dá pra usar port forwarding.

      • Julio da Gaita ✔

        opa… procure por free dynamid dns, tem serviços grátis que resolvem isso.

        • Yskar

          protonvpn é melhor, tem modalidade grátis e paga.

      • Frnks

        É compartilhado por varias pessoas, mas teu provedor sabe que de tal hora a tal hora era você que tinha aquele IP.

    • Yskar

      “você receber um processinho na sua casa”, não não pode.
      Aqui no HUEBR tem de ter intenção ou ser usado como meio para ganho financeiro para configurar pirataria, o mero uso particular não é delito penal e não é exequível judicialmente.

      “seu ip utilizado e data ficam lá escancarados para qualquer um” para isso existe VPN, caso aqui fosse como os EUA.

      “Só não entendi por que ainda não adotaram uma forma de simular ips dentro do torrent” Velocidade lenta, você pode fazer isso usando a rede TOR, mas a perda de velocidade é monstruosa.

      • Cássio Amaral

        VPN não é garantia de nada, basta o FBI apertar o provedor, e eles entregam os logs com os IPs dos clientes.

        • Yskar

          VPNs de respeito não são sediados nos EUA, e ainda tem uns como o ProtonVPN que não entregam logs nem fudenu, pois o renome deles reside exatamente nisso.

          • Cássio Amaral

            Mas basta o governo dos EUA e as detentoras da PI fazerem uma pressãozinha, que as autoridades do país onde o VPN está sediado irão abrir a perna. Veja o caso do Piratebay, Megaupload etc.

          • Yskar

            Dá uma lida sobre o protonmail, o produto original deles, e você vai ver que não é tão simples assim no caso desses.
            Kim dotcom se deu mal por não fazer o que os caras do protonmail/protonvpn fazem, fora que o FBI não é tão “all mighty” assim, nem todos os países abrem as pernas pros EUA assim.

    • José Carvalho

      Cara, aqui na Europa não tem dado muita treta não… caçar as formigas não vai dar jeito, de vez em quando vem um pra Cristo e eles sacrificam o cara. Os investidores de grandes holdings são os verdadeiros “donos” do Copyright e estão muito focados no que se ganha em cinemas e distribuição de conteudo exclusivo por canais exclusivos, por isso a caça ao consumidor do material diminuiu e aumentou para cima do distribuidor e principalmente da fonte do material para distribuição.
      Algumas donas de direitos também não ligam muito para a pirataria de forma extra oficial, não se dando ao trabalho e custo de ir atrás de consumidores para “dar exemplo”.
      Portugal, por exemplo, que tem sido bem combativo à pirataria proibiu os ISPs de resolver os nomes de dominios atribuídos a pirataria, mas não se distribui processos a torto e a direito.
      Faz sentido grandes empresas combaterem a prática, faz sentido eles não fuçarem o conteúdo em clouds, e faz sentido só derrubar o que for denunciado. Sendo pego a violar os termos de serviço para a prática de pirataria tem dado mais problemas que baixar coisas via torrent

      • Heisenbeck

        Na França é normal receber uma advertência e na reincidência, multa de 1500 euros. Conheço várias pessoas que passaram por isso.

        • José Carvalho

          Foi aprovada em 2009 uma legislação que ficou conhecida por Lei Hadopi, uma das muitas criticas a ela era a de que seria cara, ineficiente e difícil de manter. Ela previa que ignorada a segunda notificação, o usuário terá a internet cortada e, terá que continuar pagando as mensalidades mesmo sem serviço. Já em 2010 estava a ser criticada por não ter entrado em vigor na prática, apesar de consumir milhões de euros por ano em manutenção da agência (Hadopi) e da pirataria na França só ter aumentado (quase todos os seeders que eu vejo são franceses ou espanhois)… Em 2012 já começaram a querer revogar a lei dos três strikes. Já que ela encontra entraves em sua execução por violar alguns princípios básicos das liberdades individuais e por ela estar a criar um problema que não deveria. Em sua criação, queriam tirar da esfera criminal e portanto desafogar a justiça, a questão da violação de direitos do autor. Hoje, usuários mais sagazes vão à justiça cobrar reparações e revisões à execução da lei sendo baseados em diversos outros artigos.
          Não sei como anda HOJE a questão desta lei. Sei que quando a lei aperta, os piratas mudam, e hoje as pessoas que compartilham conteúdo pirata são mais expertas que antes, utilizam-se de VPN, tunelamento, encriptação de ficheiros, publicação de conteudo em locais diversos, consumo de streaming ilegal dentro de plataformas de propaganda… A galera é criativa.
          Em Portugal foram mais efetivos, quem não sabe o que é um DNS não consegue acessar esses sites, ponto. Como a população é mais velha, em termos relativos isso foi estupendo, não viola nenhuma liberdade individual, protege a propriedade intelectual, evita transbordo judicial, mantém os propagadores de conteudo na linha e garantem que a lei seja adequadamente aplicada. Quando alguma organização ou pessoa denuncia um canal que propaga determinado conteudo, nenhum DNS do país aponta praquele material. Como TODAS as regras, há margem para violar a regra (configura um DNS da casa do “#$%”#$ e pronto), mas garante a integridade de todas as partes.

          • Heisenbeck

            Exatamente a HADOPI. Não sei sobre o histórico da mesma (obrigado pelos detalhes!) mas como disse, sei que ela está na ativa. Pessoas do meu círculo social já receberam o alerta e em grupos em redes sociais já vi vários relatos e evidências dos alertas e multas. Abraços

    • “Só não entendi por que ainda não adotaram uma forma de simular ips
      dentro do torrent, assim cada user teria uma espécie de ip virtual
      dinâmico lá dentro e não o real”

      Isso só é possível via VPN (e mesmo assim, a provedora do VPN vai ter acesso ao seu IP real). Sem ela, seu IP obrigatoriamente é exposto. Isso é by-design, faz parte da implementação do protocolo TCP-IP/UDP.

  • FTP WAREZ revival !!! Saudade de 1995 baixando DOOM pirata e mobilizando a universidade inteira para aquela façanha.

    • Yskar

      o FTP do terra era muito usado na época do discadão, vc assinava o provedor e ganhava um espacinho pra fazer um site, aí uma galera doava pros sites de warez.

      • FTP do ZAZ ou da NUTECNET tu quer dizer 🙂

        • Yskar

          Estes também, mas me lembro que o terra também fez isso no inicio.

          • Acho que tu não lembra, o TERRA antes era ZAZ (1998), o ZAZ antes era NUTECNET (1995). É tudo a mesma empresa, por isso falei 🙂

          • Yskar

            Ah, por isso então, quando chegaram aqui no nordeste já era Terra.

          • Vin Diesel

            vivi isso em porto alegre…

          • Eu trabalhei lá desde a NUTECNET, desbravei o início da Internet nesse Rio Grande !

          • Vin Diesel

            bah….

          • Theuer

            Seu velho!
            Você é tão velho que eu nem nunca ouvi falar nessa empresa aí!

            Mentira, nunca ouvi falar porque nesta época eu estava em SP e SP era BBS MANDIC! hehehe
            Abraço cara.

          • A Nutecnet em Sampa ficava no Brooklin, começou em Porto e logo foi para SP tb, mas com certeza MANDIC já tinha a tradição de década com BBS.

            hehehe foi ontem

          • O maU elementaU

            Tu e capixaba tb? Texugo ta sempre aqui em casa

      • netbus.exe

        Hahaha, lembro bem, o primeiro site que eu criei, lá perto dos 1998, por ai, foi um site em tributo ao Nirvana (???) hospedado no ftp do ZAZ (antigo terra). Uma vez, mesmo após cancelado a assinatura a conta de ftp continuou aberta, ai foi festa por uns anos enviando todo tipo de arquivos pra lá…

    • E ainda tinha o binary mode da Usenet e as gambiarras em Base64 nos BBS

      • USENET era pura porn !
        Usava muito BBS, mas nunca vi pirataria. Putz, a GURU MEDITATION de Curitiba para conteúdo de Commodore Amiga tinha muito arquivo, mas nada pirata.

        • Eu lembro que tinha um BBS em Campinas com alguns .WAD do Doom II full.

      • Yskar

        Saudades de assinar um provedor de usenet, mas esse dólar mais de 3 por 1 tá impossível.

  • Clavatown

    Como o Minhateca, site brasileiro de armazenamento, ainda não virou alvo de alguma ação? Nele podemos encontrar desde filmes, músicas e álbuns completos.

    • Carlos Taylor

      exatamente! e tudo isso podemos encontra até pelo próprio google.
      mas eu particularmente gosto rsrs

    • José Carvalho

      Quando a ação ou o processinho demoram para aparecer, é que vem cadeia por ai.

    • Julio da Gaita ✔

      xiu ô…

    • Oberaldo Gilmentoo

      Não tem nada disso, não sei do que você está falando. O Minhateca é apenas um site de compartilhamento de arquivos e todos os seus usuários são titulares legítimos dos direitos autorais sobre o conteúdo dos arquivos que eles postam.

    • Raul Joaquim de Santana

      Nãooooooooooooo!

    • Leon
    • Cássio Amaral

      Fala baixo, pô 😀

  • Yskar

    Hoje em dia o Telegram também é muito usado para essas coisas, o limite de tamanho de arquivo permitido é grande (1.5GB) e a velocidade de download é boa.
    Excelente para baixar revistas em quadrinhos e Tokusatsu por ele.

    • José Carvalho

      Depois me manda uns desses grupos ai…

      • Daniel Belini

        Procure por Filmes de Terror Alternativo já vai achar um dos canais.

      • Yskar

        t. me/Portalinfo/26
        @PortalSeriesMenu

        t. me/tokusatsus
        @Moviegram
        t. me/joinchat/AAAAAECVUnQjw7Jvl11ixA
        t. me/gibishqs
        t. me/LivrosEmPdf
        @LivroManiacos
        @AudioLivros
        @BalaioLiterario
        @NormaCulta
        @LivrosDigitaisBot

        • O maU elementaU

          Meu cachorro agradece

    • Daniel Belini

      Boa não, em casa tenho internet de 100Mb e demora bem mais que por Torrent.
      E esse de Tokusatsu eu não conhecia, só quadrinhos.

      • Yskar

        Depende da quantidade de seeds, mas para quem tem internet monstra torrents populares são mais rápidos mesmo.

  • Chuchu Psicótico

    procuro evitar piratear jogos e animes, mas musica e filmes nunca vou parar de piratear, eles q ganhem dinheiro no cinema e com shows, n sendo gananciosos

    • Julio da Gaita ✔

      cara isso que disse não faz muito sentido, ainda mais que qualquer serviço por streaming vale muito a pena por 15 temers por mês ou menos.

      Filmes, tudo bem até que tem algum sentido aqui na banãnia…

    • Inquisidor

      eu só pirateio o que não tem na steam,spotify e netflix.

      • SignaPoenae

        Cara, com relação a jogos, se eu não posso/não quero pagar o valor do jogo, simplesmente não jogo ou espero uma promoção. Músicas eu estou começando a comprar na play store, tem cds com 40 músicas que paguei 7 reais, sendo que já cheguei a pagar U$ 1,50 em uma faixa e achei justo.

        Já no caso de e-books eu acho uma puta falta de sacanagem. Nada justifica um e-book estar mais caro que o livro de capa dura, ou até mesmo que edição especial. Só continuo comprando eles porque tenho um kindle e quem sabe a comodidade que ele traz, não troca. Se bem que já comprei várias vezes o livro impresso e li o e-book pirata.Alguns livros , cheguei a comprar os livros impressos e o e-book, quando o preço está dentro do que eu acho aceitável.

    • SignaPoenae

      Já eu, estou começando a comprar mais músicas pela play store, e vou cancelar minha assinatura do crunchroll.
      Serviço merda, os cara ainda tem coragem de exigirem flashplayer pra poder funcionar, e roda mais lento que se eu baixar os episódios no tracker privado.

  • Antonio Wagner

    Isso é uma péssima notícia. Poderá fazer com que Google, Dropbox e Microsoft passem a questionar o conteúdo do que armazenamos…

  • José Carvalho

    Esse é o grande problema da forma como foram elaborados os conceitos de propriedade intelectual e suas formas de distribuição, que levam muito em conta o “proprietário” da propriedade intelectual e pouco ou nada em conta o consumidor final e o produtor original do conteudo. O consumidor final sempre vai se sentir dono daquilo que comprou, no direito de compartilhar, e aquele que quer consumir o conteudo, sempre irá procurar a forma mais fácil e barata de consumo.

    Os autores, produtores, atores, diretores, etc sempre se preocuparão menos que os executivos e com isso alguém reclama sempre do gelo molhado, alguém sempre vai enxugá-lo e ele vai continuar molhando… até acabar o gelo.

    Para alguns conteudos, acho a pirataria uma forma justa de pressão ao mercado. para outros acho uma faca perigosamente próxima ao pescoço do produtor.
    Grandes estúdios, que se lasquem, sinceramente, são estupidamente gananciosos, fazem dinheiro suficiente pra todos os envolvidos na produção viverem bem e ricos, correspondem ao investimento do investidor, mas eles querem mais, MAIS, MAIS, aí, parcero, vai pro TPB

    Quase 100% do meu consumo é de produtos originais, mas eu testo jogos antes de comprar (desde DayZ Standalone, 80 dilmas e nunca saiu, pelo menos os servers estão no ar) e eu faço QUESTÃO de consumir conteúdo com trava de localidade via torrent. No mais, sempre cumpro a lei.

    • Yskar

      Eu só pago por conteúdo quando não me sinto sacaneado, por exemplo evito comprar jogos com Denuvo por mais de 30 reais (para mim não valem mais que isso), a única vez que rompi esse juramento autoproclamado me decepcionei com a forma que trataram a comunidade (até hoje o Nier:Automata não teve atualizações com correções de bugs, só pra tacar um DRM caro e merda que poderia ser muito bem dado de graça).

      • José Carvalho

        é hábito da indústria que sejamos bovinos estúpidos… E de bovino não tenho nada!!!

        • Yskar

          E a ultima palhaçada: Ubisoft colocou Denuvo no MONOPOLY PLUS… numa porra de banco imobiliário… puta que pariu. LOL

  • Rin Tezuka

    Essas medidas só pegam os sites grandes e as pessoas mais desavisadas, só deixa mais feliz quem vende VPN e tal

  • Julio Verner

    Por isso amo a Internet! E pensar que minha primeira pirataria exigiu dois VHS, duas fitas e muito tempo… Internet sua linda! 😀
    E quero ver eles “fecharem” os trackers privados, o IRC e ainda os forums com links diretos…

    • Cássio Amaral

      Quero ver fechar o Rutracker, ali você acha tudo.

  • Raul Joaquim de Santana

    Recentemente baixei todas as edições de Conan o bárbaro no drive😈

  • Macaquinho feio do bananal

    ▒█░░░ █░░█ █░░ █▀▀█
    ▒█░░░ █░░█ █░░ █▄▄█
    ▒█▄▄█ ░▀▀▀ ▀▀▀ ▀░░▀

    █▀▀ █▀▀  
    ▀▀█ █▀▀  
    ▀▀▀ ▀▀▀  

    █▀▀ █░░█ █▀▀▄ █▀▀ █░░█   █ █ █ █
    █▀▀ █░░█ █░░█ █▀▀ █░░█   ▀ ▀ ▀ ▀
    ▀░░ ░▀▀▀ ▀▀▀░ ▀▀▀ ░▀▀▀   ▄ ▄ ▄ ▄ S2

    • ricms

      Não guizmodeie o meio bit!

    • O maU elementaU

      Apoio. Mas como aqui e sparta, voteban 1!

  • alvaro lordelo

    Quer acabar com a pirataria, bem simples, lançar nas plataformas diversas simultaneamente e com um preço justo… Simples assim!
    Por sua vez o cara entra no Netflix e assiste os filmes em cartaz nos cinemas, oferecendo assim uma maneira para aqueles que não querem ir ao cinema assistir ao filme sem sair de casa e sem ter que esperar a versão ht-ts gravada do cinema.

  • elliot

    meu deus, que novidade!

  • Cássio Amaral

    Só encriptar o arquivo e o conteúdo, assim não dá nem para xeretar o conteúdo se não digitar a senha. Não sei como é atualmente, mas não faz muito tempo, o Mediafire deletava arquivos compactados com senha, porque eles não podiam fuçar o conteúdo. Parei de upar lá os backups de músicas ripadas dos meus CDs ORIGINAIS, porque eles ficavam deletando em poucos dias.

    Além disso, é bom também não botar um nome tão na cara, eu ponho só o acrônimo do título do vídeo, música ou jogo, e se for revista, ponho só o número da edição. Aí o pessoal põe o nome do arquivo como “Civil War.2016.Blu-ray.1080p.CHD.mkv”, e não sabe porque o arquivo foi deletado.

  • Theuer

    Procurando o botão “Salvar TODOS os comentários incluindo links”.

    • André K

      CTRL+P > Print to PDF ou, se for no Chrome – Salvar como PDF

  • Cara, torrent não morre tão cedo… Ou pelo menos até inventarem algo melhor rs…
    Tem muito fórum fechado ou tracker privado lotado de conteúdo em torrent e muita gente compartilhando.
    Esses arquivos em google drive e coisas do tipo é só pra facilitar pra galera mais leiga e são temporários mesmo.
    Sobem, apagam, sobem de novo até ngm mais querer e segue a vida… Quem for procurar depois ainda vai achar no torrent.
    Isso sempre existiu desde a internet discada e usando serviços diferentes, acho difícil alguém acabar com isso um dia.

  • […] como não dá para monitorar tudo constantemente ou identificar o material no momento do upload […]

    Na verdade dá sim para analisar o conteúdo logo após o upload. Computação visional tá aí pra isso. O próprio Google tem uma API fantástica pra isso (a Amazon tem o Rekognition, que é excelente também). O que essas gigantes não querem é ter que bancar o custo de desenvolver um sistema de pós-checagem e arcar com os custos de execução dessa pós-checagem, pois imagine quanto de processamento (e por consequência máquina, energia etc) custaria ao Google/Microsoft/Dropbox?! É um conta que nenhuma delas quer pagar, a não ser que sejam obrigadas…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis