Uganda usará detector de Pr0n para combater “lesbianismo e impurezas”

pr0ntest

Uganda tem diversos problemas. Sim, eles são o 104º PIB do mundo, perdendo para potências como o Paraguay e o Uruguay. Sim, são o 173º em renda per-capita (US$ 638). Eles têm o mesmo “presidente” desde 1986, e a lista de massacres, tráfico de crianças escravas, genocídios e guerrinhas sujas é imensa, mas o problema mesmo deles são os gays e pornografia.

Não que não sejam um perigo. É fato científico que gays provocam desastres naturais (já pensou o estrago que faria um celacanto gay?) e os terremotos são causados por gays durante seus “encontros sexuais”, o que só me faz sentir inadequado e com uma ponta de inveja.

Para conter esse perigo, Uganda tem leis rígidas. Lá o simples fato do sujeito SER gay já é ilegal. A população GLS não tem NENHUM direito: homens e mulheres flagrados praticando sexo homossexual são presos e julgados. Em muitos casos a punição é prisão perpétua. Até ONGs de grupos de apoio LGBT são banidos no país.

Essas medidas não estão bastando, apesar dos esforços por algum motivo misterioso continuam a surgir gays na população de Uganda, na mesma média que em todos os outros lugares do mundo. Deve ser a água.

O governo pesquisou e achou o culpado: pr0n. A boa e velha pornografia está transformando as pobres e inocentes meninas ugandeses em lésbicas, e isso é um problema. Uganda tem 129.469 km de estradas, mas somente 5.224 km são pavimentados, não há como absorver o influxo de caminhoneiras.

wooldoor_has_a_gay_test

A pornografia em Uganda é responsável (segundo o governo) por muito mais que a popularização do Velcro e DVDs de Xena. Também contribui para o aumento do uso de drogas entre os jovens, incesto, gravidez na adolescência, aborto (eu sei), homossexualidade e depravação.

Que essa correlação não apareça em nenhum estudo sério feito em outros países, é apenas um detalhe. O importante é evitar que os jovens ugandenses acessem o XVideos e corram para transar sem proteção na sala de uma clínica de aborto enquanto cheiram maconha.

A solução? O PCC — Comitê de Controle da Pornografia, um órgão do governo de Uganda — comprou uma máquina, um “Detector de Pr0n” de uma empresa coreana. Custou US$ 88 mil e, nas palavras do Ministro Simon Lokodo,

“vai detectar gays e pornógrafos, principalmente aqueles que usam aplicativos como WhatsApp para propósitos ruins”.

Não se sabe exatamente os detalhes dessa tal máquina, nem se ela vai filtrar categorias específicas, ou tratará de forma igual todos os casos. Conhecendo a forma com que qualquer coisa relacionada a homossexuais é vista em Uganda, provavelmente focarão em Gay Pr0n, incluindo filmes lésbicos, o que é uma injustiça, já que a maior parte dos consumidores desse tipo é hétero.


NTVUganda — Members of pornography control committee sworn in

Também não há detalhes de como o sistema coreano classifica material intermediário, como pegging (não google) e traps. A grande pergunta continua. Traps são gay?

A única certeza é que Uganda continuará a ser um buraco, na vanguarda do atraso, e não está sozinha. Homossexualidade é ilegal em 37 países africanos, em alguns punida com pena de morte. Esses países decidiram que 10% de sua população (15% no Carnaval) não tem direito de existir. É uma vergonha.

Quanto ao pr0n, não se preocupe. Nenhuma geringonça coreana vai acabar com pr0n na internet. Mentes retrógradas sempre existirão, mas a habilidade técnica dos engenheiros e o impulso sexual de centenas de milhares de jovens e adultos é muito maior do que qualquer ministro recalcado.

Fonte: Russia Today.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples