Paris quer games nos Jogos Olímpicos de 2024

esports

Sabe aquela discussão sobre os jogos eletrônicos poderem ou não ser considerados esportes? Pois o comitê responsável pela realização dos Jogos Olímpicos de 2024 acaba de colocar mais um pouco de lenha nesta fogueira. Isso aconteceu através da divulgação de que eles gostariam de incorporar torneios de eSports ao evento que acontecerá em Paris.

Nós precisamos estudar isso, porque não podemos dizer, ‘isso não é para nós, não se trata das Olimpíadas’,” defendeu Tony Estanguet, co-presidente do comitê. “A juventude está interessada nos eSports e esse tipo de coisas. Vamos observar isso, nos encontrarmos com eles. Vamos tentar construir algumas pontes. Não quero dizer ‘não’ desde o início. Acho interessante interagir com o COI, com eles, a família dos esportes, para melhor entendermos como é o processo e o porque de tamanho sucesso.

Sendo assim, o próximo passo será tentar convencer o COI (Comitê Olímpico Internacional), tarefa que desconfio não será nada fácil. A entidade costuma enrolar bastante as confederações de “esportes tradicionais” que gostariam de ver suas modalidades presentes nas Olimpíadas, o que tem feito por exemplo com que o Futsal, o Skate e o Caratê continuem sem participarem do evento.

No entanto, algo que ajuda a dar esperança a aqueles que gostariam de ver competições de videogames nas Olimpíadas é o evidente crescimento da popularidade desses torneios, além do fato de que nos Jogos Asiáticos de 2022 já teremos a presença dos eSports. Também vale lembrar que durante a Rio 2016 tivemos a realização da eGames, iniciativa que tentou chamar a atenção do mundo para o assunto.

Tal debate ainda deverá se arrastar por um tempo, já que um parecer por parte do COI só deverá ser emitido depois das Olimpíadas de 2020, cuja sede será em Tóquio. Mas se fosse para apostar hoje, eu diria que os games não serão aceitos em Paris. Contudo, como a tendência é de que nos próximos anos os eSports se tornem um fenômeno ainda maior, não duvido que os engravatados da entidade optem por aproveitá-los o quanto antes, tudo por causa de patrocínios mais gordos do espírito olímpico.

Fonte: NBC Sports.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Cocainum

    Riam agora daquele gordinho nerd que só tira 10 mas é sempre o último a ser escolhido para um time na aula de educação física: “Eu tenho uma medalha olímpica”.

    • Ivan

      Se bem que no tiro ao alvo não é um esporte muito Atlético.

      • Dou uma e se for bom dou mais

        E exige uma bela coordenação mão-olho.

        • Anderson

          Igual a maioria dos eSports…

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Sim.

  • Andre Kittler

    Baralho devia ser sim uma modalidade olímpica: usa atenção, estrategia, e coordenação motora, e tem vários campeonatos em diferentes modalidades, com disputas transmitodas ao vivo. Ta na hora do COI reconhecer.

    • Precisar de coordenação motora para jogar baralho é o cúmulo.

      • Ivan

        Já viu como é difícil organizar as cartas na mão quando joga pife? Kkkk

      • Andre Kittler

        Sim exagero de minha parte. Mas por favor… video game == esporte?! Sou sedentário e esportista agora, os 2, e isso é correto?!
        Conceito de esporte: Esporte é uma forma atividade física praticada com finalidade recreativa, educativa, sociocultural, profissional ou como meio de melhorar a saúde.
        Baralho encaixa tão bem video game (se um deles realmente se encaixar…).

        • Como alguém disse noutro comentário, por essa linha o tiro ao alvo então não seria um esporte. E dá pra colocar outros na lista também.

      • Cocainum

        No caso do truco, entra até dramaturgia.

        • Ivan

          Tem que ter trucoface

      • OverlordBR

        Fala isto para uma pessoa com Parkinson!

    • Diego Marco Trindade

      Imagina os caras com copo de cerveja na mesa, jogando truco, e subindo na mesa gritando 6! SEIS!!! SEIS [email protected]!!!!!

      • MxlBR

        O melhor esporte, permite a cervejinha! kkkk

  • OverlordBR

    Façam uma eOlimpíadas e pronto!

    • Diego Marco Trindade

      Ahhh, no Japão com certeza terá! Quero ver a abertura. Se no fechamento da Rio2016 o primeiro ministro Shinzo Abe apareceu vestido de Mário, imagina o esforço que eles farão lá!

  • Wall_Kinho

    É pra o que, igreja?

  • Jorge Dondeo

    Daqui a pouco vai ter biriba na olimpíada.

  • Diego Marco Trindade

    Eu ainda acho que a melhor opção para as Olimpíadas seria ter 5 sedes no mundos, uma em cada continente (vc não Antártida), e as confederações que fossem participar (e ONU) mantivessem os custos desses centros (com patrocínio, claro).

    Claro que França e Japão tem mais cacife que Brasil, Africa do Sul e Grécia (todas tomaram um tombo depois da realização dos jogos), por isso acho que assim seria melhor que manter esses elefantes brancos. Veja a situação no Rio 1 ano depois…

    • Ivan

      Se bem que já teve pais que se recusou a sediar pq os custos não compensam

      • Diego Marco Trindade

        Países que se importam com a população, não com ego.

  • André Luiz

    O problema vai ser escolher os jogos que vão participar, pois hj o esport vai do marketing em cima dos jogos, alem disso não sabemos quanto tempo um jogo vai durar.

    Imagina ganhar uma medalha de ouro no cs e depois de alguns anos o cs morrer pois o povo migrou pra outro jogo.

  • Adalio Siqueira

    Nem toda competição é esporte e ponto.

    Que idiotia.. esporte é uma coisa, isso ai é outra.
    Até entre os que já estão acho que deviam tirar um pouco.

  • Miguel Akira

    Espero muito que não.

  • Vagner Da Silva

    Depois do bridge e do xadrez teremos mais esportes onde a maioria dos atletas é sedentário nas olimpíadas… depois partiremos pra RPG, corrida de drones, luta livre de robôs e no fim competição de quem come mais.

  • Lunaltico.

    O Famoso ” Tudo Pela Audiência”

  • Mestrechronos Daiô

    Só porque enfiaram o nome “Sport” no meio não o torna um, mas nem a pau !!!

    Chega a ser ofensivo para quem pratica um esporte, principalmente atletas que se dedicam a tal. Pensam que é fácil o cara chegar numa olimpíada ? Então pegue qualquer um dos esportes que há na competição a seu gosto e comece a treinar, de boa sem pretensão. Ou faça uma aulinha experimental pra não gastar grana…

    Seu respeito pelos caras cresce ainda mais !!

    • Só que por ao pensar assim você acaba desmerecendo toda a dedicação de quem joga videogame profissionalmente. Faz assim, pegue qualquer jogo competitivo e tente jogar online, nem precisa ser contra profissionais e veja a dificuldade que será vencer os caras que estão mais próximos do topo do ranking.
      Acho que existem alguns pontos que podem ser usados para argumentar contra games serem esporte, mas este não é um deles.

      • Mestrechronos Daiô

        Ainda não considero esporte e não desrespeito o esforço dos caras. Mas para mim a palavra “esporte” envolve o treinamento físico que vai muito além do que ficar em uma cadeira. Mesmo a atividade pedindo dedicação como qualquer ramo que está se profissionalizando pede, e isso é algo a se louvar aos que dedicam em serem os melhores, é ridículo considerar a atividade um esporte sendo que não há esforço físico!

        Para eu fazer o que você sugeriu basta eu entrar na steam agora e jogar o CS. Nem a pau terei o mesmo desempenho dos caras mas já estarei iniciando. Agora só pra iniciar no que eu disse, tente correr dez minutos com intensidade sem pausa! Nem pegue um maratonista como base, um jogador de futebol de grupo Z que corre 90 minutos ja basta. Ai você verá com outros olhos como o nível de um atleta olímpico é assustador.

        Por isso um game milenar como o xadrez nunca foi considerado esporte olímpico mesmo com anos de briga, é o intelectual vs o físico.

        A mesma situação se aplica aos “eSports”, não é esporte assim como o xadrez nunca foi.

        • Isso só reforça a minha opinião, de que existem vários motivos para desqualificar os games como esporte, mas não quanto a dedicação.

          Quanto a parte física, existem esportes nas olimpíadas que não são tão exigentes assim, como por exemplo o tiro ao alvo, que alguém citou noutro comentário. Além disso, passar 10, 12 horas sentado numa cadeira é algo que ao contrário do que muitos pensam, é bastante exigente e se a pessoa não fizer uma atividade física em paralelo, não demorará muito para mostrar problemas de saúde.
          Enfim, eu mesmo não tenho uma opinião formada sobre o assunto, mas tendo a crer que jogadores profissionais de videogame muitas vezes são menosprezados.

          • Mestrechronos Daiô

            Só acho que o nome é totalmente errado e inadequado, mas reconheço que ele foi bem sacado pois olha a discussão que sempre gera.

            Na minha opinião nunca será um esporte, de maneira alguma. Falo isso como gamer das antigas com 33 anos nas costas e taekwondista, vivo os dois lados sendo que estou a muitos mais anos no do gamer.

            Acho que sempre deverá ser uma competição a parte como já acontece e se manter assim – isso também pela a gama de games que o pessoal já disputa. Até mesmo os que acabaram de sair já tem competição oficial (Injustice 2) ! Não menosprezo os caras, tal que eu não perco as competições que acontecem na Evo, acho elas fantásticas. Me empolgam muito mais que a de outros competições de FPS ou estilo Lol, ao assistir tenho o sentimento dos pegas pra capar que rolavam nos fliperamas mas em um nível muito mais tesão de acompanhar !

            Mas para fechar o porque da minha opinião, dou como exemplo um game, Killer instint: Online já derrotei vários jogadores muito bem rankeados, acho que é o game onde em um pega online eu mais me dou bem, isso sem usar auxiliador do combos. Realmente me divirto e como disse acima, no Evo fica mais divertido ainda de ver.

            Agora no Taekwondo que sou praticante confederado: Mesmo com anos de treino nas costas eu não sou louco de me ver lutando, agora, competitivamente com um atleta de porte olímpico. É suicídio, a pegada é em outro patamar. Você que curte futebol, pense no seu time com os amigos encarando a seleção brasileira a sério !

            Esse é o comparativo que faço, quando não levado como hobby ambos exigem muita dedicação, mas o esporte físico exige sim muito mais da pessoa para se chegar a um mínimo possível para pensar em começar a competir.

  • Uma vez que jogo de videogame/PC não é esporte, não há porque participar de olímpiadas. Simples assim.

  • Se bem me lembro, para o esporte ser incluso, tem que ter um órgão responsável em regulamentar o esporte. No caso, precisaria ter um Comitê de E-Sports em todos países participantes.

    Outro ponto é que os esportes atuais tem regras definidas. No caso de jogos…. como seria? Nesse ano seria LOL, Dota…e depois que os jogos acabarem? Como e quem decidirá quais jogos entrarão? Ainda há tempo para resolver, mas não vai ser fácil.

    Resumo: acho que não vai rolar.

  • Eduardo

    Seria uma completa desmoralização do Esporte…

    Fora que eu já tô até vendo os “atletas” em “plena forma” infartando no meio da pressão das competições.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis