Google teria oferecido US$ 30 bilhões para comprar a Snap Inc. em 2016

Em 2013 a Snap Inc., empresa dona do Snapchat mandou Mark Zuckerberg catar coquinho e rejeitou uma proposta de compra pelo Facebook, que teria oferecido US$ 3 bilhões. Este por sua vez ficou possesso, e de lá para cá tem feito de tudo para copiar todas as funcionalidades do app rival e implementa-las em suas próprias soluções mobile, da própria rede social ao Instagram, Messenger e WhatsApp.

Os resultados foram bem danosos para a Snap: em 2016 ela foi a IPO e conseguiu captar US$ 30 bilhões em um dia, mas a fuga de usuários principalmente para o Instagram fez com que seu valor se deteriorasse de lá para cá. Hoje a companhia está avaliada em torno de US$ 14 bilhões e embora os parceiros estejam injetando muita grana, o cenário não é bom.

Nisso entra aquela velha compradora de empresas menores, a Alphabet Inc., holding do Google. A gigante, que estaria de olho em uma plataforma de redes sociais funcional e atraente a um bom tempo (ela teria demonstrado interesse no Twitter, mas desistiu como todos os outros) teria feito uma proposta e tanto pela companhia: segundo rumores Mountain View ofereceu comprar a Snap por US$ 30 bilhões, oferta feita desde que a dona do Snapchat abriu seu capital. Embora nenhuma das partes tenha confirmado a informação as fontes, que seriam executivos próximos à cadeia de comando de ambas afirmam que a negociação seria “um segredo aberto” entre ambos conselhos e um seleto grupo de empresas do setor, dadas as dimensões do negócio.

O rumor em si não é muito novo, como a oferta teria sido feita no início de 2016 ela circula há um bom tempo mas ao contrário do que aconteceu com o Facebook, as negociações não teriam se encerrado e permanecem em aberto. Basicamente a Snap estaria fazendo doce mas considerando sua situação atual, com as redes do Zuck sugando tudo o que ela desenvolve e atraindo mais público a possibilidade de aceitarem a compra não é tão remota. Além disso o Snapchat é um dos maiores clientes do Google Cloud, confirmando a proximidade entre as duas empresas.

Não teria sido inclusive esta a primeira oferta do Google: em 2013, pouco depois de rechaçar o Facebook o Snapchat recusou uma oferta de US$ 4 bilhões da gigante, mas diferente da primeira a Alphabet não decidiu se vingar. De fato, suas tentativas para criar uma rede social relevante e atraente nunca deram muito certo, e talvez comprar uma pronta seja a melhor opção.

A compra seria benéfica para ambos os lados: a Snap poderia contar com a plataforma sólida de anúncios do Google e monetizar o Snapchat, tornando a rede social finalmente lucrativa; por outro lado o Google teria não só uma rede social pronta e de sucesso nas mãos como um base instalada de 166 milhões de usuários diários, que compartilham lugares, costumes, preferências e etc. Logo, mais dados para Mountain View absorver e transformar em anúncios e logo, em dinheiro.

Resta saber se o CEO da Snap Inc. Evan Spiegel está disposto a tanto. Pessoas próximas a ele dizem que o executivo de 27 anos preza pela independência acima de tudo e mesmo com sua empresa em maus lençóis, ele seria o principal empecilho ao fechamento da negociação; as chances de que ele e os mais de 2,5 mil funcionários fossem dispensados é grande, e ele não estaria disposto a abrir mão de nada.

Em todo caso, há quem diga que tal qual o Twitter a única chance da Snap continuar viva é sendo comprada, portanto é provável que ainda vejamos mais capítulos dessa novela num futuro próximo.

Fonte: Business Insider.

Relacionados: , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis