Helghasts x Chimeras

Quando comprei o meu Playstation 3, um dos primeiro demos que baixei foi o do Resistance, já que havia lido boas críticas sobre o título. A impressão que o jogo deixou não foi das melhores e estranhei bastante os gráficos e principalmente a jogabilidade. Tirei o game da minha lista de compras, até que no ano passado vi um impressionante trailer mostrando um pouco do segundo jogo e por acabei comprando-o recentemente. Após terminar a campanha principal, achei praticamente impossível não o comparar com outro FPS exclusivo do PS3, o Killzone 2 e gostaria de dizer porque gostei mais do jogo do R2.

dori_re2_29.09.9

Para começar, preciso dizer que em se tratando da parte técnica, o jogo da Guerrilla dá um show no Resistance 2. Já disse que na minha opinião ele possui os melhores gráficos que já vi nos consoles e que a produção do jogo é algo de cair o queixo, porém, como o que a maioria procura é diversão, alguns fatores ajudassem para que a experiência fosse mais satisfatória ao matar alguns Chimeras.

Acredito que a simples ambientação do R2 seja um dos principais pontos. Se no K2 nós vamos até o planeta dos Helghasts para lutar, aqui a briga acontece “no nosso” próprio quintal. Com fases espalhadas em diversos países da terra como México, Islândia e Estados Unidos, é fácil tomarmos as dores dos personagens e nos sentirmos mais imersos no game. Ver as naves alienígenas sobrevoando os pântanos da Louisiana ou a ponte Golde Gate é algo assustador e serve como combustível para seguirmos adiante e salvar a humanidade, sem falar no parte onde damos de cara com o Leviathan entre os arranha-céus de Chicago.

dori_re2_29.09.9-2 Também chama a atenção o fato dos produtores terem situado o enredo na década de 50, com a União Soviética e grande parte da Europa tendo sido dizimada após um ataque alienígena, mas engana-se quem acha que usaremos armas vistas na Segunda Guerra, para dizer a verdade, no universo paralelo do jogo este conflito nunca aconteceu e a humanidade parece estar mais evoluída tecnologicamente do que realmente vimos na época.

Outro detalhe que me fez adorar o jogo são as armas presentes. Todas fictícias, os designers aproveitaram para proporcionar ao jogador momentos legais ao usarmos o armamento, como um rifle de precisão capaz de desacelerar o tempo, uma fuzil Chimeriano capaz de atirar através das paredes ou uma metralhadora superpotente que pode gerar um campo de força em volta do jogador. Não espere encontrar um simulador aqui, mas a diversão estará garantida.

Mesmo contando com um enredo um pouco simples, embora bem desenvolvido e com gráficos inferiores aos de seu concorrente direto, Resistance 2 brilha por proporcionar momentos memoráveis e por contar com desenhos de fases muito bem bolados. Na minha opinião se trata de um jogo imperdível e se fosse para escolher entre um dos dois, sem dúvida eu deixaria o Killzone 2 para outra oportunidade.

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • mapafeco

    Valeu a dica Dori. Eu estava em dúvida em qual adquirir primeiro, já que a grana anda meio curta.

    Eu comprei o primeiro Resistance e ainda to jogando. Realmente as impressões não são das melhores, mas pelo preço que eu paguei, nem tenho o que reclamar… rs

    Enfim, boa comparação!

  • Terminei a campanha do R2 e ainda hj jogo o modo cooperativo. Neste modo se joga online, mas contra a máquina. São muitas fases com diferentes dificuldades, podendo evoluir o seu personagem com armas e outros equipamentos. É possível jogar com um soldado linha de frente, atirador, com um médico ou com um cara de operações especiais, que dá munição pros demais.

    Imperdível. Não sou muito fã de jogos online, mas esse modo cooperativo já vale o jogo.

    Bom dia a todos.

  • só mais um troféu e eu pego Platinum nesse jogo… muito bom.
    (o troféu que falta é de matar 10 mil pessoas no modo Competitive… demora >_<) o modo cooperativo é o melhor que vi até hoje em um jogo online (FPS, o melhor no geral é o co-op de Monster Hunter) até 8 pessoas detonando uma massa gigante de ETs correndo em sua direção? diversão garantida :B quem quiser me add na PSN: vitorshigutso 🙂

    • leonidasdahas

      Realmente, esse co-op é muito bom.
      Até pq o competitive do R2 só tem ignorante e não consigo matar ninguem.
      vou te add.

      • Também tô gostando do coop, podíamos marcar para jogar juntos, o que acham?

        ____________________
        Vida de Gamer | A vida como ela é (ou deveria ser)! | @dori_prata

  • To precisando atualizar minha lista, ainda preciso testar, Bioshock, Prototype, SF4 e agora Resistance. Aonde vou arrumar todo esse tempo. Dammit.
    __________________________________________________________

    In Twitter
    “Geek um Estilo de Vida”

  • Amigos, não sei se o problema é comigo. O primeiro jogo que comprei pro PS3 foi o tal Resistance 2. Já comentei aqui em outros posts sobre o mesmo assunto…

    Não sei se foi porque dias antes eu havia jogado o Gears of War 2, mas achei o R2 horrível! Gráficos, história, jogabilidade… nada me cativou. Voltei na loja e o troquei por outro jogo.

    Tempos depois, comprei o Killzone 2 e o acho mil vezes melhor em todos os aspectos.

    []’s

    PF

  • Pingback: Resistance 3 é anunciado oficialmente « Meio Bit()

  • Pingback: Resistance 3 é anunciado oficialmente « Meio Bit()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Martins Fontes Paulista, Cupom de desconto Empório da Cerveja