Projeto de Railgun da Marinha dos EUA continua avançando

railgun-transformers

Um dos inconvenientes dos canhões navais é que para ser eficiente e ter bastante munição, seu navio precisava ser um enorme depósito de pólvora ambulante. Os paióis costumavam ser blindados, mas nem sempre adiantava. Em 24 de maio de 1941 não adiantou. Durante a batalha do Estreito da Dinamarca a nau capitânia da marinha inglesa, o cruzador HMS Hood enfrentou uma esquadra alemã liderada pelo Bismark.

Disparando de 18 km de distância os alemães acertaram em cheio com seus canhões de 380 mm. O projétil de quase uma tonelada destroçou a torre de observação do Hood, e penetrou em cheio um dos depósitos de munição. A explosão foi imensa. Em 3 minutos o Hood havia afundado junto com 1.418 almas. Somente três marinheiros sobreviveram.

As railguns pretendem eliminar esse tipo de situação, pois não utilizam explosivos nem nos projéteis. Eles são acelerados por campos eletromagnéticos e a energia destrutiva no impacto é puramente energia cinética, um sub-produto de viajar 4× mais rápido que um projétil normal.

A Marinha dos EUA vem desenvolvendo railguns faz tempo, e a última novidade é o tiro em cadência. Os engenheiros finalmente conseguiram que os bancos de super-capacitores sejam recarregados rapidamente, e demonstraram isso neste vídeo:


usnavyresearch — Navy Railgun Successfully Fires Multi-Shot Salvos

O grande inconveniente das railguns, ocuparem muito espaço e exigirem quantidades obscenas de eletricidade, são coisas que navios tiram de letra. A única parte triste é que no futuro não teremos mais encouraçados cuspindo o fogo do inferno em cima do inimigo:

wnus_16-50_mk7_iowa_pic

USS Iowa (BB-61)

Bônus: vídeo-resumo da área de testes de armas da Marinha em China Lake, Califórnia. Note que a maioria dos testes é feito sem ogiva. Explosivos eles já sabem que funcionam, importante é determinar precisão. Destaque para o minuto 1:30 quando é testada uma bomba de penetração (epa!).


AsianDefence — US Navy – NAWCWD Land Range

Relacionados: , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis