Fotógrafa oferece mil dólares de recompensa por cartão de memória roubado

Você, querido amigo fotógrafo profissional, já pensou na segurança de seus arquivos e equipamentos? Uma coisa que encontramos com muita frequência nos fóruns de fotografia pela internet são os colegas que perderam tudo em roubos e assaltos. Você sai para fotografar um casal e bandidos aparecem levando equipamento, relógios, carteiras e carros. Ou então você acaba de sair de um casamento com todas as câmeras penduradas no corpo e é surpreendido por um assalto. Ou mesmo pessoas que arrombam sua casa, ou estúdio, e levam tudo o que levou uma vida para construir.

Para equipamentos existem soluções. Temos várias empresas de seguros no Brasil que fazem planos para equipamentos fotográficos. Tanto para roubos quanto para manutenção. Se você trabalha profissionalmente é sua obrigação ter os equipamentos com seguro para qualquer eventualidade. Mas, e quanto às imagens? Ser assaltado depois de um evento e perder as fotos junto com a câmera não tem dinheiro que pague. Além do fato de ficar sem equipamento você ainda passa pela real possibilidade de ser processado. Pura ilusão acreditar que seus clientes vão entender sua situação. Eles vão exigir que você tivesse tomado precauções.

Sim, elas existem. Muitos fotógrafos tiram os cartões de memória das câmeras e escondem nos bolsos da roupa. Já fiquei sabendo de um que coloca tudo na meia. Outra possibilidade é levar um notebook (ou unidade portátil de armazenamento) para a festa e fazer backup de tudo logo após o evento e mandar outra pessoa ir embora com o notebook e você com os cartões. Em carros e caminhos diferentes. Pode parecer um grande excesso de zelo, mas é justificado.

Vejam só o que aconteceu com a fotógrafa Amanda Tung de San Francisco. Ela tinha acabado de fotografar um casamento no dia 17 de julho, onde a sessão de fotos foi finalizada na prefeitura da cidade. Ao terminar, ela e o assistente estacionaram o carro ao lado de um playground infantil para utilizar o banheiro. Ao voltarem para o carro, 10 minutos depois (por volta das 18:30, segundo ela) a janela do veiculo estava quebrada e a mala com os equipamentos havia sumido.

Amanda perdeu US$ 15 mil em equipamentos, mas esta não é sua principal preocupação. Ela também perdeu os arquivos com todas as fotos do casamento que havia fotografado alguns momentos antes. Imagens que não podem ser refeitas, pois representam um momento único. Amanda e o assistente passaram algumas horas procurando nos arbustos, latas de lixo e até em lojas de penhores para certificar que os ladrões não jogaram fora os cartões. Mas, como não tiveram resultado, a fotógrafa decidiu pagar uma recompensa pela devolução.

Amanda vai pagar US$ 1.000,00 para quem devolver os cartões e promete não fazer perguntas. Como parte do controle de danos ela está oferecendo uma nova sessão ao casal com um quarto de hotel incluso, vestido de noiva e maquiagem. Mas, ela espera que a recompensa tenha algum efeito e as fotos retornem. Infelizmente não vejo um final feliz para essa história.

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Rômulo Catão

    Se o noivo não topar eu topo, desde que tenha lua de mel.

    • Germano

      Nao seria melhor ver uma foto da noiva antes?…. ah é, não tem! 🙂

      • Cocainum

        Hahahaha!!!

  • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Fica a dica básica né… nunca deixar malas, mochilas, bolsas e até mesmo blusas em local visível do carro, colocar tudo no porta-malas, até nos EUA….
    Vai pra Orlando fazer compras nos outlets… os caras abrem até o porta-malas, lá o povo que tá esperto leva mala pra fazer as compras e fica rodando com elas com tudo dentro…

    • Germano

      Ali e em quase qualquer lugar do mundo! Pararam num lugar qualquer para fazer pipi e deixaram o carro sozinho com tudo dentro? Af!

    • Aí acontece o que ocorreu esses dias com um conhecido mútuo… a TAM na volta de Orlando PERDE a mala… ofereceram 1500 pilas….

      • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Ainda bem que nunca tive problema com isso, e o seguro viagem paga um pouco a mais além do valor da companhia… mas vc pode sempre meter um processo caso tenha algo de valor lá

      • Zalla

        Coisas de valor sempre trago na bagagem de mão

    • LV

      Conhecido tava voltando dos EUA com mala cheia de compra. Deixou as malas no porta Malas do carro alugado no estacionamento do shopping e foi dar uma volta.
      Levaram TUDO, até passaporte.
      Gastaram R$15mil e uma semana só pra conseguir voltar pro Brasil e perderam tudo com compraram (perfumes, Iphones, Notebooks, roupas….)

      • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Pois é, shoppings e outlets nem no porta-malas dá pra deixar… ainda mais naqueles carros típicos de turista (mustang, camaro) que eu adoro alugar

      • Depois tem gente que acha que os USA são o modelo de segurança pública que todo mundo devia seguir. São melhores que a banania, mas isso é o mínimo que se espera de um país de primeiro mundo.

    • major505

      Eu vou no mercado ou qualquer lugar depois do trabalho, nem quero saber. Meto a mochila nas costas. Já arrombaram meu carro 2 vezes. Por sorte era um gol g3 com um desses aparelhos de som que era só o radio, e não tinha nada mais de valor dentro. Então acabou ficando só o preju de trocar miolo da fechadura que foi zoado.

      • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Gol G3 é mto fácil de abrir, ainda mais se tiver o alarme embutido na chave, eu tive um e troquei as maçanetas por lisas, abria só no alarme ou com a chave mesmo pelo porta-malas, mas aí tem um “esqueminha” escondido pra desligar o alarme, pq dispara se vc abrir só no porta-malas

        • major505

          Nem alarme tinha rsrs. Era o Gol G3 mais é de boi possível. Eu mesmo arrombei ele 2 vezes quando esqueci chaves dentro. A segunda vez não precisei estragar a fechadura. Fiz aquele esquema da bola de tênis.

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            Bola de tênis? Esse eu não conheço kkkk

          • major505

            Pega uma bolinha de tênis, eu pegue a do cachohrro do meu amigo, faz um furo nela, coloca o furo na fechadura, e dá um tapão na bola. O ar entra e abre a fechadura. funciona muito bem para carros mais antigos tipo brasilia e fusca. Mas funcionou com um certo custo no GOL

          • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

            KKKKKKK

    • Sander Manzoli

      Em Miami, o povo mais roubado é o Brasileiro. Conheço vários que tiveram o vidro do carro estourado em estacionamentos de outlets… eu inclusive.

      Se vc sair de um Best Buy abarrotado e estacionar em algum local antes de ir pro Hotel, vc SERÁ roubado. Em especial naqueles em Sawgrass Mills. Há uns 3 anos o policial me disse que TODO DIA carros são roubados nos estacionamentos abertos… carros de quem acabou de chegar de um Best Buy. Quase todo Best Buy tem olheiros… se vc comprou muito, alguém te seguirá. Compre e vá para o Hotel. Se for para outro Mall, boa chance de se dar mal.
      Conheço um que já foi roubado duas vezes… Miami e San Jose.

      • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        São cidades que tem muitos turistas e os caras ficam de olho mesmo, tanto os “manos” americanos qto os ilegais

      • Lucas Timm

        Numa cidade onde os camelôs e vendedores sabem pechinchar em português, o assalto é inevitável.

  • Rômulo Catão

    Alguem ta perdendo dinheiro ao não inventar uma camera que sincronize com a web através da internet do seu celular.

    • Daniel Belini

      Cara, pensa o tempo e o volume de dados que vai consumir.
      Minha D300 se usar RAW é cerca de 10MB por foto, as câmeras de hoje com mais megapixels, com certeza devem gerar imagens 2 ou 3x maiores e num casamento facim facim, se tira umas 500 ou 1000 fotos.

      • Gilson Lorenti Fotografia

        a D7100 ta fazendo RAW com 22MB. Existem sistemas de transferência via Wi-Fi para câmeras, mas eles são lentos e acabam sendo inviáveis em eventos. Em estúdio funcionam muito bem.

        • Paulo Teixeira

          mas podia pelo menos sincronizar versões jpeg menores

          • Zalla

            foi como eu falei, serve como ultimo recurso..

        • Rômulo Catão

          Considerando que voce citou alguns que transferem cópias para os notebooks, ainda assim seria mais prático e num tempo tecnicamente menor, pois não precisaria terminar o ensaio pra upar, ia upando a medida que as fotos fossem tiradas.

          Tecnologia pra isso já existe, não entendo o porque de não implementarem.

        • Charles Bambineti

          Poderia fazer upload só das foto em jpeg muito menor e uma conexão 4g aguentaria, em caso de um desastre desse, se vira no jpeg.

      • leoncral

        Na civilização tem 4G que funciona. Taxa de upload de 100mb/s uma foto de 10MB não é nada. E mesmo que n tenha net deveria ter conexão com o computador em uma rede local.

        • Rômulo Catão

          exatamente, e o custo de upload de um projeto qualquer seria absolvido pelo valor cobrado, que seja, 50 conto por projeto, vale a pena pra evitar esse tipo de transtorno.

        • Gilson Lorenti Fotografia

          todo fabricante de câmera tem um sistema de envio Wi-fi das imagens. Seja nativo na câmera ou por acessório. Ele funciona lindamente em estúdio, mas em eventos tem problemas. O principal é a distância. Você não pode colocar o notebook com o roteador no meio da igreja ou salão. Tem que ficar no canto. Quanto mais gente ou obstáculos tiver no local a transmissão dos arquivos vai para o ralo também. Duas ou três câmeras trabalhando no mesmo local e o sistema pede água. O melhor é cada fotógrafo trabalhar com cartões pequenos (16GB) e ter um membro da equipe para ir descarregando e já fazendo backup dos arquivos. Você sai do evento com 3 cópias de tudo.

          • Rômulo Catão

            se esse sistema funcionasse direito economizaria um membro da equipe, sairia um tanto mais barato.

          • Cocainum

            E que tal um pequeno gadget que o fotógrafo possa levar com ele, que copie o conteúdo do cartão para um HD de 1.8″ automaticamente, assim que o cartão for inserido? Deixa o bichinho no bolso e quando o cartão da câmera ficar cheio, insere no dispositivo de backup. Talvez até pudesse ter vários slots, onde ficariam os cartões vazios e que seriam trocados pelos cheios a medida que o casamento segue. Ao final, você terá as fotos no HD e nos cartões. Daí, se ainda quiser mais um backup, transfere todo o conteúdo do dispositivo para o notebook de uma só vez, via USB 3.0.

          • Cocainum

            Quem quiser montar uma startup, é só me dar os royalties.

          • Felipe Rigotti

            Tipo esses? https://www.bhphotovideo.com/c/search?Ntt=nexto+DI&N=0&InitialSearch=yes&sts=ma&Top+Nav-Search=

          • Cocainum

            Eu pensei em algo portátil, que já pudesse ficar com o fotógrafo.

          • Felipe Rigotti

            Mas pelo que vi alguns modelos são, só espetar o cartão e mandar copiar, tem bateria interna e tudo. Pelas fotos é um pouco maior que um hd portátil. https://uploads.disquscdn.com/images/73947b9f2f4918fa3b13df38371deb27169d4edf2ad4dafd3497970796d38007.jpg

          • Cocainum

            Esse chegou mais perto, mas ainda queria algo menor, sem tela. De qualquer forma, era óbvio que alguém já tinha pensado nisso, hehehe. 🙁

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Fabrica um desses usando um Rpi, coloca numa saboneteira e vende para os fotógrafos auheuaeheauheaue.

          • Dou uma e se for bom dou mais

            Ai meu caro entra a engenhosidade Brasuca. Adaptador wifi com antena destacável e uma antena cabeada. Eu tenho uma omni 12dbi da aquario, 2m de cabo e adaptei uma base de monitor assim coloco ela em pé em qualquer lugar. Quero ver um enjambre equipamento como esse sofrer problemas.

          • leoncral

            Entendi. Como não trabalho na área viajar em idéias e o normal, só sabe a realidade quem sente no dia a dia.

      • Zalla

        assim, configura a camera para criar a jpg e envia somente o jpg atráves de um SD com wi-fi, não é a mesma coisa, mas serve como um ultimo recurso, pois a noiva em questão ao invés de ficar sem nada teria pelo menos os jpgs para trabalhar, não é a mesma coisa que o RAW mas é melhor que nada

    • Zalla

      já tem…
      existem cartões sd com wi-fi embutido que transmitem tudo que fotografam para um notebook ou celular

    • O problema nem é isso, tem camera com android que faz a sincronização, o problema se chama franquia de dados. Mesmo os melhores planos, com as melhores franquias de dados estouram facilmente na metade de um casamento, dado o volume de dados de fotos em alta qualidade e sem compactação.

  • Ah mas só podia ser no brasil mesmo!! -não, peraí

  • Claudio Roberto Cussuol

    Mesmo para coisas pessoais. Ninguém vai me processar se eu perder as fotos das férias, mas EU ficaria muito chateado. Afinal são lugares onde talvez eu nunca mais volte, e momentos únicos na vida da gente.

    Para minimizar isso eu coloquei no meu kit de fotos vários cartões e pendrives, a cada dia de passeio quando eu chego no hotel a noite eu faço backup de tudo, no minimo duplicado e armazenado de formas diferentes.
    Em viagem de férias eu não levo o PC, mas a porta OTG do celular funciona de boa. E dependendo do volume, o próprio armazenamento do celular já é mais uma cópia.

    Bom, tudo mundo que lida com qualquer coisa digital deveria saber que PRECISA fazer backup.
    Eu simplesmente morro de rir quando alguém chega pra mim perguntando: Você sabe consertar xyz? (insira aqui o seu dispositivo preferido) o meu quebrou e eu perdi tudo….
    O último foi um MacBook (nada contra) o diálogo foi mais ou menos assim
    – A máquina pode jogar fora que eu compro outra, mas minha mulher vai me matar de eu ter perdido as fotos de (insira aqui o evento inesquecível da família do cara).
    – Tá, mas e o backup?
    – Eu não tenho backup….

    • Me lembrou quando eu dava manutenção nas repartições do INSS no interior de minas. A funcionária chegou pra mim é disse, não posso perder nada, minha vida está nesse computador. Liguei a máquina e só ouvi o barulho característico de cabeçote batendo. Só perguntei se ela fazia backup com frequência. Ela me perguntou, oque é backup?

      • Claudio Roberto Cussuol

        Eu respeito ela não saber o significado da palavra.
        Mas não aceito ela dizer “minha vida está nessa máquina” e não parar pra pensar que “maquinas quebram”. São dois conceitos contraditórios na cabeça de qualquer um com mais de 2 neurônios.

        • Eu concordo com você, é normal a pessoa nem saber o nome do procedimento no caso de um leigo. Mas ela realmente nem se preocupou em ter um plano de segurança para caso desse um problema no computador. A sorte é que repartição publica imprime tudo, então ela ainda tinha como resolver o problema, mas com meses de retrabalho. E na época dava pra fazer backup do sistema dela em uns 5 disquetes.

  • Theuer

    O “Brasil Heavy Metal” tem cenas feitas na base da Magia da edição®, em uma das gravações rolou arma na cabeça de todo mundo e entrega das coisa. Salvei uma das câmeras e uma bag de lentes empurrando para um buraco do carro.
    Perdemos uma diária de uma das câmeras e ainda o som direto que ia justo para ela. Logo depois um dos atores morreu aí já viram né…

  • Mateus Vieira Machado

    Tai uma coisa que nunca entendi: anuncios da terra do tio Sam…
    Eles sao estranhos se comparados com os nossos e o resto do mundo… Sei la…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis