Guns N’ Roses — Appetite for Destruction — 30 anos

appetite-for-destruction_3

Em 1991 eu tinha 14 anos de idade. Estava adentrando ao mundo do rock e morava em uma cidade do interior. As rádios só tocavam sertanejo, não existia internet e a única maneira de conhecer música nova era nas lojas de discos, ouvindo os lançamentos e trocando indicações com a galera que estava apor lá vendo os discos. Sinto falta dessa interação, dessa conversa entre fãs trocando figurinhas. Nesse ano, depois de trabalhar alguns meses vendendo verduras em uma feira (a gente trabalhava desde cedo e ganhava uma merreca), consegui dinheiro para comprar meus primeiros discos. E o que eu levei para casa? Arise do Sepultura e Appetite for Destruction do Guns N´ Roses.

E é justamente o Appetite for Destruction que está completando 30 anos de lançamento neste dia 21 de julho. Esse é o primeiro álbum do Guns N’ Roses e foi colocado no mercado pela gravadora Geffen. Segundo relatos o disco não fez muito sucesso ao ser lançado. Mas, no decorrer de sua divulgação, a banda abriu shows para nomes consagrados como  The Cult, Alice Cooper e Aerosmith, além de fazer suas próprias apresentações em casas de shows e alguns festivais. No Brasil a banda teve um grande impulso em sua popularidade ao ter a música Sweet Child o’ Mine escolhida para fazer parte da trilha sonora da novela O Sexo dos Anjos (1989) da Rede Globo.


GunsNRosesVEVO — Guns N’ Roses – Sweet Child O’ Mine

Eu lembro que ao colocar a bolacha para rodar na vitrola foi uma sensação absolutamente incrível. Hoje são músicas clássicas e, algumas, até datadas. Mas, era a primeira vez que estava ouvindo aquelas composições. Guitarras rasgadas, bateria e baixo bem encaixados e o vocal estridente foram uma combinação perfeita. É um disco totalmente hard rock com influências gritantes da década de 80. Nada de teclados ou sintetizadores. Apenas guitarra, baixo e bateria. Muitos vão lembrar de Welcome To The JungleParadise CitySweet Child O’ Mine, mas tenho que admitir que minhas preferidas no disco são It’s So Easy, My Michelle e Rocket Queen. O bacana é que, ao contrário de outros discos lançados na década de 80, a molecada de hoje ainda pode ouvir esse sem problema algum.


GunsNRosesVEVO — Guns N’ Roses – Welcome To The Jungle

O disco vendeu mais de 40 milhões de cópias em todo o mundo. Está na lista de 10 melhores álbuns de rock de todos os tempos da revista Kerrang e está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame. Uma curiosidade bacana é que a capa original do disco (mostrando uma cena de estupro perpetuada por um robô), desenhada por Robert Williams, foi censurada nos Estados Unidos (e outros países) por ser considerada obscena e depreciativa contra as mulheres. Nesses locais ela foi substituída por uma cruz com o caricaturas dos membros da banda.

appetite-for-destruction

Nada melhor do que passar essa sexta feira curtindo um bom e verdadeiro disco de rock and roll. Pena que depois deste disco a banda se perdeu em um mar de egos gigantescos e nós perdemos a possibilidade de outros discos memoráveis.

 

Relacionados: , , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Monstro Medieval

    Eu tenho esse LP com a capa original. No meu caso gostava de “Paradise City” que tocava direto no rádio por causa da presença da banda no Rock in Rio II. Ouvia o LP todos os dias até 1993 quando emprestei pra um colega no colégio. Acabou o ano e seguíamos pro segundo grau, ele com meu LP. Em 1997 reencontrei o cara na faculdade e ele me devolveu o bicho! Que nunca mais foi ouvido porque não tenho mais “vitrola”.

    Hoje também é aniversário do álbum mais pesado de todos os tempos, “Master of Reality” do Black Sabbath, vai falar sobre?

  • kleber peters

    Appe é, na minha opinião, o melhor disco de debut de uma banda mortal (Black Sabbath está no panteão dos imortais). Mesmo as mais fracas são boas, e as melhores são ótimas. Acrescentaria à lista das citadas Nightrain e Mr. Brownstone. Também gosto de Anything goes (meus primeiros drives de carro foram ao som dela).

  • Gesonel o Mestre dos Disfarces

    Discão da porra.

  • Apocalyptica

    Rocket Queen e seus gemidos… Faltou citar Nightrain

  • Jacqueed

    Po esse disco é pra mim o que foi o Led IV pra galera dos 70. Eu já tinha 14 anos quando lançou em 1987, esse disco não tem nenhuma musica ruim. E para relembrar o melhor é ver o show deles no RITZ

  • jacob

    Guns n’ Roses tá milhas longe de ser minha banda favorita, mas esse álbum é animal, simplesmente não tem uma única música ruim, é só musicão do começo ao fim. Entra fácil no meu top 10 de álbuns favoritos.

  • gfg

    Quando criança, os os locutores da festa do peão na minha cidade colocavam a intro de Sweet Child o’ Mine pra tocar alguns segundos, eu ficava hipnotizado. Levou uns 4 anos até eu descobrir a banda e musica, depois disso me aventurei na longa estrada do rock e nunca mais sai.
    Posso afirmar que se não fosse essa musica do GNR, hoje eu estaria usando calça socada no rabo e ouvindo todos esses sertanojos da moda.

  • Humberto Jorge

    O disco definitivo dos anos 80 junto com Flash do Queen e Kill ‘em All do Metallica

  • Uso esse disco pra testar qualidade de áudio de sistemas…. tem muitas passagens onde você “força” freqüências nas caixas (ou fones) pra ver se há distorção em alguma faixa…

    O chimbau no começo da Paradise City é ótimo pra verificar se os twiters são suaves o bastante ao reproduzir esse trecho, são absurdamente suaves…. os médios são um show à parte, a guitarra e os vocais servem pra ver se o midrange (ou mesmo os full range) não “estouram” e enchem de “clip” (ruídos agudos). Os graves são bem standard… aliás, Rock em geral não possui muito grave exagerado…. salvo os antigos do Led (principalmente o II) que são distorcidos… pra isso uso o Piece of Mind do Maiden….

    Ainda sim tenho um prazer incomensurável em escutar o álbum…. desde sempre…

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis