Sony entra em modo “Buscar e Destruir” para evitar que o PS4 seja hackeado

ps4-pro-4

Fato: a Sony ODEIA piratas. A divisão PlayStation sofreu muito nas duas primeiras gerações do console e com muito custo protegeu a integridade do PS3 até onde foi possível, mesmo com ela própria fazendo presepada graças a um estagiário que não entendia nada dos processos da empresa.

Com o PS4 foi a mesma coisa, tão logo aquele estranho método de desbloqueamento surgiu a empresa entrou em modo de emergência 120%, perseguiu todos os sites que compartilhavam o método e bateu firme em todo mundo que oferecia a gambiarra, tanto que ela desapareceu por completo.

Agora a Sony enfrenta mais uma ameaça ao seu atual console: algumas semanas atrás um hacker chamado KromeMods vazou a versão 4.5 do kit de desenvolvimento de software (SDK) do PS4, sendo que esse tipo de sistema é fornecido a desenvolvedores credenciados através de canais extremamente seguros, visto que ele contém chaves e documentos para habilitar o trabalho em cima da plataforma, seja para publicar games ou softwares homologados pela gigante japonesa.

Resumindo a história, compartilhar o SDK na internet é o mesmo que entregar as chaves do reino aos piratas, pois a partir deles desenvolvedores poderão explorar o sistema para criar homebrews que habilitam uma série de recursos que o PS4 não possui nativamente, incluindo a possibilidade de rodar jogos piratas da plataforma e outros sistemas através de emulação.

Desnecessário dizer que a Sony ficou fula nas calças e começou a atirar em todo mundo, invocando o…

processinho

Vários sites receberam notificações via DMCA para derrubar os links para o SDK, desde aqueles que armazenam os pacotes a portais, fóruns e outras fontes de discussão. Qualquer um que sequer mencione como utilizar o software para o mal levou bordoada, salvo algumas raríssimas exceções. As postagens no Reddit estão de pé, mas os links estão mortos; já discussões no GBATemp e PSXhax, entre outros foram completamente pulverizadas. O próprio tweet original de KromeMods também foi derrubado.

A Sony também está indo atrás de qualquer tipo de exploit novo ou antigo que deixe qualquer tipo de brecha aberta no PS4. O site Wololo.net, velho conhecido dos homebrewers recebeu uma notificação via DMCA para retirar uma versão alternativa do SDK, de código aberto que só roda em consoles desbloqueados que utilizam a versão 1.76 e anteriores do sistema operacional. A companhia absolutamente não quer nenhuma porta aberta e está agora perseguindo mesmo os macetes que ignorou por anos a fio. Tudo para blindar seu console.

A reclamação em torno da Sony ressoa principalmente na perseguição a qualquer um que sequer mencione que o SDK vazou. É compreensível a empresa fazer de tudo para evitar que o SDK chegue às mãos dos hackers e estes acabem por quebrar de vez a segurança do PS4, mas outra coisa completamente diferente é suprimir quem não está sequer compartilhando os links e apenas relatando a presepada. Até o momento a companhia não deu nenhuma nota oficial e certamente não o fará, já que a ordem é fingir que nada aconteceu e forçar todo mundo a ficar calado.

A dica para a Sony é: se não querem que algo assim aconteça, então trabalhem direito e protejam melhor suas propriedades; impedir a divulgação de um fato ocorrido não é a melhor alternativa.

Fonte: Ars Technica.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis