Vem aí Starship Troopers: Traitor of Mars — ééééé… okkeeeeyy…

a376dc6a0955d7615f8394637e37e2f4

Starship Troopers é um dos filmes que mais gosto. Seja pela totosa Denise Richards (NSFW), seja pela deliciosa crítica ao fascismo em tom de farsa, seja pelo Michael Ironside, seja pelo devorador de cenários Clancy Brown, seja por ver Buenos Aires atomizada por um meteoro gigante.

É um filme onde todo mundo parece ter se divertido, e não deixa de ser irônico ver todo mundo que chilica hoje reclamando da falta de mulheres em filmes de ação ignorar Carmen Ibanez, a melhor piloto da galáxia, e Dizzy Flores, outra chutadora de bundas de primeira linha.

Infelizmente o ultraviolento filme de Paul Verhoeven terminou implorando por uma continuação que nunca aconteceu.

Em 2004 lançaram uma continuação do filme de 1998, mas direto para vídeo, feito com orçamento de conserto de geladeira e ninguém do elenco original. Em 2008 a continuação teve uma continuação, feita com a sobra do vale transporte do diretor e moedas achadas entre as almofadas do sofá da rodoviária onde ele morava.

Nesse meio tempo fizeram alguns filmes em CGI, e agora vem mais um: Starship Troopers: Traitor of Mars.


IGN — Starship Troopers: Traitor of Mars Trailer (2017)

O filme parece ser feito de cut scenes de um jogo ruim, renderizadas na base da má-vontade pelo pior estagiário da Blizzard, com uma versão do Engine Unit rodando em um Game Boy Color. Não é exagero dizer que o CGI do filme é pior que gameplay de jogos de 10 anos atrás.

Esse tipo de exploração predatória da franquia não é bom: percebe-se que os responsáveis não estão ligando para nada a longo prazo e, se essa porcaria der dinheiro, e vai dar pois convenhamos não custou nada, farão outros.

A esperança é que ao mesmo tempo a Sony está produzindo um reboot (não um remake) baseado no livro de Robert A. Heinlein, que diga-se de passagem é bem mais complexo que o filme. E sim, faz sentido que dessa vez mostrem as Power Suits, que os fãs reclamaram mas o Paul Verhoeven explicou que a grana não deu pra fazer direito em 97.

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis