5 motivos para escolher um PC em vez de um Mac para edição de fotos e vídeo

Sim, eu sei que isso é um vespeiro, mas me sinto confortável em falar sobre isso por já ter passado por essa situação. Quando você tem uma empresa voltada para o ramo de fotografia e vídeo o planejamento do investimento é muito importante. A relação custo benefício é a chave do negócio, ainda mais por estarmos falando de equipamentos muito caros. Câmeras e computadores possuem uma vida média de 18 meses na mão de profissionais, e cada vez que trocamos o equipamento é mais uma facada no rim.

Aqui não podemos ser fãs de uma marca. Temos que pensar racionalmente. Temos que investir no equipamento que vai oferecer rapidez, qualidade, possibilidade de maximizar sua vida útil e, acima de tudo, um preço razoável. Dentro destas perspectivas não vejo nenhuma possibilidade, hoje, de escolher um Mac em vez de um PC para trabalhar. Eu trabalhei com Mac um bom tempo de minha vida. Mas, o computador ficou velho e vi a necessidade de um novo investimento. Ao pesar o poder de processamento dos PCs e seus preços, acabei migrando para uma máquina Dell com o dobro de processamento e a metade do preço de um Mac. E ainda tenho a possibilidade de trocar a memória RAM da máquina e prolongar a sua usabilidade (já estou com 16 GB em uma máquina que veio com 8 GB).

O fotógrafo (e embaixador da Sony Imaging) Manny Ortiz passou pelo mesmo problema que eu. Ele viu a necessidade de investir em uma nova máquina que tivesse poder de processamento tanto para editar fotos quanto para vídeos em 4K. Porém, a especificidade de suas necessidades exigiam que fosse uma máquina compacta, já que a maior parte das edições seriam feitas fora de casa. Então um notebook era o mais indicado. A escolha ficou entre o MacBook Pro de 15 polegadas e o Dell XPS 15. O fotógrafo acabou escolhendo o equipamento da Dell e para justificar sua escolha ele fez um vídeo apontando os 5 pontos mais importantes que o levaram a essa decisão.


Manny Ortiz — 5 REASONS why I chose a PC over a Macbook in 2017 for Photo and Video editing

Razão 01 — preço foi um fator importante. Nos Estados Unidos o Dell XPS está custando em torno de US$ 1.800,00. O MacBook Pro com configurações quase idênticas está custando em torno de US$ 2.700,00. Ou seja, quase mil dólares mais barato. Uma diferença considerável quando estamos falando de uma máquina que vai estar desatualizada em 2 anos.

Razão 02 — além do valor mais elevado do equipamento da Apple ainda será necessário comprar adaptadores para as principais conexões que todo fotógrafo necessita (como a entrada de cartão SD). Sabemos que os adaptadores da Apple não são baratos e são uma coisa a mais para você carregar dentro de sua bolsa.

Razão 03 — capacidade de atualização — o computador da Apple possui memória RAM, SSD e processador soldados na placa mãe, o que inviabiliza qualquer tipo de atualização de hardware da máquina. A Dell sempre teve a política de facilitar esse tipo de operação para os usuários (o que no meu caso já foi feito há muito tempo em relação à memória RAM e HD).

Razão 04 — o Dell XPS possui uma tela multi-touch que, segundo o fotógrafo, é um conforto que ele se acostumou a utilizar e que facilita vários dos trabalhos de edição. Eu também fiquei bem impressionado com esse tipo de recurso quando tive a oportunidade de experimentar um notebook com tela sensível ao toque.

Razão 05 — o fotógrafo aponta a nVidia GTX 1050 como o quinto motivo que o fez escolher o equipamento da Dell e que o poder de processamento da máquina é uma coisa incrível. Segundo ele mesmo na renderização de vídeos em 4K a máquina nunca engasgou ou travou.

Em nenhum momento é apontado aqui que os equipamentos da Apple são ruins. Pelo contrário, eles são muito bons. Mas, se tornaram muito caros. Outras empresas estão produzindo máquinas igualmente poderosas e com recursos que a Apple abandonou ou ainda não implementou. Para quem precisa economizar dinheiro e tempo, a Apple não é a melhor alternativa no momento.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Motivos para ter PC ao invés de um mac:
    1-Dollar 3,30R$
    2-Você mora no Brasil
    3-Fator Lucro brasil da apple

    • Gradash

      As razões que o cara falou foram de um americano, ou seja mesmo lá a coisa é descomunal. Aqui é uma piada pois um MacBook custa na casa dos 10k.

      • Sim, lá o cara paga 40% a mais que um PC, algo que raramente se justifica, aqui pagamos 900% a mais, oque só serve se a pessoa gosta de fazer ostentação.

        • Gilson Lorenti Fotografia

          a diferença de valor nos Estados Unidos é bem menor. Em alguns casos é possível absorver a diferença. Por exemplo. em um iMac podemos levar em conta a boa qualidade do monitor como um ponto positivo, Aqui no Brasil a diferença é muito mais absurda.

      • Flavionylsoon

        10k os de entrada, os profissionais estão em torno de 17k

      • O maU elementaU

        A garotada tem programadores de eprom de 30 dolares. Eu uso um de 4 mil reais. É ferramenta, uso profissional. TEM diferença.

    • Firmo

      O ligerão, o cara é americano…

    • Angelo Vale

      Gilson, por que você não usa computador de mesa. Os processadores de da mesma linha são sempre mais rápidos nos desktop, sem falar que os HD tambem são mais rápidos, a não ser que você use SSD de grande capacidade em um notebook.

  • Anayran Pinheiro

    Adoro estes posts técnicos, que julgam na custo x benefício e não na preferência pessoal.
    Parabéns por mais um excelente post, Gilson!

  • Rafael Straus

    Pensei que iria encontrar aqui uma disputa sem futuro no nível PT X PSDB.

    Esse post resume o que sempre pensei.

    • Artepan Panfleteria

      Por que? Mac e PC são diferentes, usam SO diferentes e até softwares diferentes (ex. Final Cult no Mac)…
      Já pt X psdb são a mesma merda: facções criminosas que tem os mesmos bandidos…

      • Victor Sandi

        Aí ó Rafael, você que começou…

        • Artepan Panfleteria

          Hahaha. É isso mesmo… Ele que começou 😀

  • Alvaro Carneiro

    É isso aí, falou sem achismos e sem preconceito. Falou embasado.

    Parabens.

    Foda é aquela turma que fica no “apple é coisa de gay”, “apple é coisa otário rico”, “apple é para se mostrar”. Isso não são argumentos.

    • Inquisidor

      nã osei se apple é coisa de gay, mas todos meus amigos gays tem apple.

    • Tirando o primeiro item o resto faz MUITO sentido no BR. Você não precisa ser muito inteligente pra concluir que os preços dos produtos apple são inflacionados aqui. E nem muito inteligente pra ‘perceber’ que BR faz questão de ostentar (mesmo que passe aperto tá lá com o carro do ano).

  • McLovin

    Tirando a questão do S.O. concordo em tudo. O Windows é uma desgraça, ele come 20% da banda de internet, mesmo ativando a opção no GPEDIT que reduz a reserva para QOS. No Linux eu consigo usar toda a banda disponível sem problemas… Mas aí entra a questão dos aplicativos. :-/

    • Le HueBr

      🙈🙈🙈🙈🙈

    • Alberto Prado

      Da onde que vc tirou QoS do Windows come 20% da banda de internet?

      • McLovin

        Google

        • Alberto Prado

          Então o lugar onde vc leu isso está errado. QoS é um protocolo que existe em todos os OS. Ele serve para garantir que os serviços que solicitem ele através da marcação de pacotes IP, não sofram atraso de entrega. Como Voip por exemplo. Se você não estiver rodando software que solicite esse tipo de marcação ele não vai ser utilizado e o OS vai permitir que você use 100% da banda.

          • McLovin

            Na prática não é bem assim, se tiver outra sugestão sou todo ouvidos. Porém, nos meus testes eu nunca consigo atingir o máximo da minha conexão no Windows, já no Linux e Mac eu consigo.

            ¯_(ツ)_/¯

          • Alberto Prado

            Talvez você tenha que fazer mais testes para vê onde exatamente tá seu problema.
            Eu consigo atingir o máximo da minha conexão tanto no Mac, Linux ou Windows quando baixo tanto por http ou por torrent… Mas ainda assim os vídeos do Popcorn Time travam se não tiver pelo menos uns 8 ou 10 seeds em qualquer uma das plataformas.

          • McLovin

            Pois é, mesmo com muitos seeds… Mas enfim, obrigado pelas considerações, farei mais testes.

          • jacob

            Que conexão você tem? Um link de 40Gbps com um PTT local?

    • Harlley Sathler

      Isso é o motivo que ainda me mantém usando Mac. Windows é uma desgraça (e eu uso todo dia, além do Mac) e Linux não tem aplicativos que me atendam.

      • Gertrudes, a Lhama

        Eu tenho a sorte de que com exceção do Visual Studio, todos softwares que uso estão no Linux. A falta do Visual Studio na verdade me fez pesquisar mais sobre outras tecnologias, na verdade. Então foi até bom.

        Pulei bastante de distros até achar a que mais gostei, e estacionei no Deepin.

    • lordtux

      Rapaz, é que no notebook agora eu uso mais windows, mas quando eu usava desktop e usava o linux em dual book com windows, seja o vista ou o 7, eu percebia claramente que a internet no linux era mais rapida, eu achava bizarro mesmo com o QOs desativado, eu notava isso claramente porque tinha internet de 300k, então bastava rebootar e testar pra notar e nunca consegui resolver. Pelo que noto no windows 10, esse problema parece não mais existir.

      • McLovin

        No Win10 eu ainda tenho problemas, No PopcornTime o vídeo fica parando o tempo todo pra carregar, já no Linux tudo flui de boa, mesmo em 1080p… Até os downloads atingem o máximo da minha conexão (8Mb/s).

    • Fabio Kuwahara

      Isso é mito, pela lógica se você configurar para 100% a reserva para QoS você não conseguiria usar a internet

      • McLovin

        É memo? Chegou a essa conclusão sozinho?

        • Fabio Kuwahara

          Google

          • McLovin

            MCP (Mouse Click Professional)

          • Fabio Kuwahara

            Me certifiquei na Microcamp 😉

    • E a porcentagem de banda pra mandar os dados pra NSA analisar kkkkkk

      • McLovin

        😂😂😂

  • Basquens

    O cara falando isso no video com um imac lá atrás

    • Diego

      Normal, né?! O vídeo é sobre alguém que começou a migrar do ecossistema da Apple pra PCs. O notebook deve ter sido a primeira/única etapa até aqui.

      • Fabrício Roque

        Ele diz que tem um Surface Pro 3 tambem

      • Basquens

        É eu vi, mas fiquei com preguiça de deletar o comentário =P

    • Gilson Lorenti Fotografia

      É que a gente mora no buraco do mundo. O pessoal do mundo civilizado pode se dar o luxo de ter várias plataformas. Sem falar que ele é embaixador da Sony para divulgação do surface.

    • ochateador

      Nem leu direito o post….

      • Basquens

        Claramente não =P

  • Fabrício Roque

    Corajoso, parabéns.

    O triste é saber que a Apple, alguns anos atrás, tinha notebooks perfeitamente atualizáveis em HD e RAM. Essa mania de “dispositivização” dos computadores dela que ferrou com os modelos atuais. Uma pena.

    • B4klaudio

      O triste é que a Apple é de criar Hypes . Logo as principais fabricantes vão lançar os seus top unibody.

      • EmuManíaco

        ja lançaram. como o nome cromebook

        • Fabio Kuwahara

          Acho que não tem chromebook high end, tem? lembro que era pra ser um notebook compacto e “barato”, tanto que que o vem com ChromeOS, que praticamente só serve pra navegar na internet

          • EmuManíaco

            Pior que tem se chama chromebook pixel. Hoje com chromeOS vc pode fazer quase tudo

  • Alexandre

    Qualquer análise de custo x benefício é mortal pra Apple. Ela sobrevive devido ao hype que criou e administra muito bem. Na época do Power PC, havia uma diferença entre processadores que podia justificar vantagens para os Macs. Hoje em dia, em que Macs são apenas PCs rodando um SO diferente, não há muitas justificativas. Gostei da analise, porque focou na questão técnica e não ficou preso na curva de aprendizado necessária para o uso de outro sistema, o que, convenhamos, não é tão critica assim.

    • Inquisidor

      roubou meu coment da ponta dos meus dedos.

    • Theuer

      Não dá para generalizar também cara. Tem muitas coisas que não são apenas gosto ou “aprendizado”.
      Uma coisa é você passar horas apenas com o Photoshop aberto fazendo fotos quase não precisando sair de lá. Outra coisa é receber 200Gb de material de vídeo vindo de uma externa, todo em SSD gravadas nativamente em HFS+(escolhida pela correção e erro e Journaling).
      …Ou fazer uma edição onde a montagem é no Premiere, efeitos no After e Fusion, color no DaVinci e banco de imagens, vídeo e áudio na Internet. Aí você usa os atalhos do próprio mouse para pular de um soft para o outro, limpar a tela e pegar coisas do desktop, pular para outras “páginas” de desktop, etc… No windows nem preview pela barra de espaço nativo se tem.
      …ou um evento ao vivo que você recebe mídia vinda às pressas por USB de qualquer lugar com ou sem vírus e precisa rodar instantâneo. O técnico avisa que precisa(e vai) derrubar gerador e o “DESLIGAR” do OS precisa simplesmente acatar a sua ordem e não responder “ATUALIZANDO, NÃO DESLIGUE”.
      Enfim, tudo que eu citei é baseado só em coisas reais do meu dia a dia. Eu não tenho o menor carinho com a Apple, para mim ela virou uma grande bilionária desgovernada.
      Apenas não é verdade que todos podem simplesmente mudar para Windows.
      Boa noite, boa semana.

      • Artepan Panfleteria

        Perfeito!!! Não tem o que acrescentar….

      • Alexandre

        Metade do que voce falou e uma simples questao de aprendizado. Pular de uma tela pra outra no windows é bem simples, não precisa nem do mouse. A questão da atualização automática do windows sempre foi possivel desligar e atualmente dá pra escolher a hora da atualização. Qualquer antivirus verifica o pendrive ou hd externo plugado automaticamente, nao precisa verificar manualmente e esperar. A questao dos softwares dedicados e oitra historia, pode acontecer com qualquer sistema

        • Theuer

          Não citei nenhum software dedicado, não me confunda com um simples hater ou fanboy. (estou falando numa boa, sério)
          “não precisa nem do mouse” é o contrário, não preciso nem tirar a mão do Mouse, dois dedos deslizados para os lados e o Desktop todo desliza.
          Sobre os antivírus, a teoria sempre parece ter resolvido os problemas. Na prática, eu fiquei com cara de CÚ quando em um contrato de merda recheado de Lobby, um sistema Profissional e dedicado baseado em Windows foi empurrado para fazermos o palco do Planeta Atlântida e 2 minutos antes do Jota Quest entrar, 16 Metros de Desktop Windows acendeu o fundo do palco por ter desarmado o sistema com mensagem de arquivo malicioso e blá blá blá.
          Não estou jogando no lixo tudo que você escreveu, apenas dizendo que conceitualmente o Windows ainda segue uma direção que não o permite ser usado em ambiente profissional. (eu sei que existem milhões deles em ambiente profissional, mas não sei como é possível)
          Bom final de semana cara.

          • Alexandre

            Virus e mesmo uma chatice, mas alguem te entrega um arquivo com virus e você passa vergonha e culpa o OS? Se o arquivo estivesse corrompido, voce ia dizer que a culpa é do OS? Pra mim, a culpa e do dono do sistema. Quanto ao uso profissional, bom o windows e utilizado em cerca de 95% das maquinas pelo mundo. Se fosse tão ruim e impossivel de usar em sistemas coorporativos e ambientes profissionais, já teria sumido. Codecs… Devem existir aos milhares… Nenhum sistema possui todos, mas felizmente da pra instalar os mais usados. Quanto ao mouse… O mesmo possui 2 botões (ou 3… 4…) Da pra programar facilmente o uso deles, mas como tenho 2 mãos, sem tirar a mao do mouse, uso o teclado pra determinadas funções, coisa de preferência mesmo.
            Como eu venho dizendo, tudo é uma questão de aprendizado, não acho isso tão critico, pois os sistemas hoje são muito parecidos e facilitam o uso. Hoje, da pra afirmar que ate a sua vó consegue usar o Linux, o windows e o Mac Os sem (quase) nem perceber que mudou o sistema.

          • ochateador

            Programar botão de teclado e mouse.
            Muitas vezes é preciso usar algum programa (nativo do teclado/mouse ou genérico ou instalado a parte) e ainda perder um tempinho configurando.
            O que ele fala é que no mac isso vem nativo de fábrica e o sujeito só precisa pegar o equipamento e usar.

          • Alexandre

            Sei disso, mas o que quero deixar claro e que essas diferenças entre os Sistemas podem ser facilmente resolvidas, nao acho nada critico.

          • Discordo da última frase. Consigo trabalhar facilmente no Windows e Linux, mas é praticamente impossível escrever um texto (não uma frase) no Mac OS sem estar com um tutorial do teclado aberto. Pra quem não é acostumado, digitar os acentos é complicado… heheheh

          • Alexandre

            A falta de acentos e do ç no MAC é mesmo chato, mas dá pra acentuar mantendo a tecla pressionada por um tempo. Vão aparecer as opções com acento. Parecido com o que se faz no teclado do iOS e Android. Mas, pra digitar um texto longo, isso é inviável. Se usa muito texto em português, vale a pena mudar o layout do teclado nas configurações. Ai, basta apertar ‘ e c para ter o ç e as letras acentuadas vão funcionar exatamente como no windows, ou seja, basta apertar o acento e a letra. Tem tutorial na web explicando como fazer. Leva uns 2 minutos e voce so faz uma vez…

          • Alexandre

            Ia me esquecendo… Acho que da pra usar o windows com duas telas diferentes. No caso, a mensagem ia aparecer na tela principal do PC e não na projeção.

        • Theuer

          Hey você aí parado… hehehe
          Leia o final da minha resposta para o @alan_leit_o:disqus e me ajuda aí também vai.

      • Zalla

        como falaram na outra resposta, a produtividade sua é alta devido a sua longa experiencia com o MAC, me sinto o mesmo no pc, onde no mac não conseguia nem ejetar um dvd até aprender q vc tem que arrastar o icone pra lixeira..É só traumas, depois que vc aprende pega velocidade…

        • Paulo Roberto

          Puts! Eu não sabia essa parada de arrastar pra lixeira.

          • Calma que piora: quando você começa a arrastar o ícone do drive óptico, o ícone da lixeira se transforma num grande desenho de eject(?).
            Acaba sendo mais prático clicar com o botão direito e selecionar ejetar. Mas espera: no Mac, o mouse só tem um botão! Para fazer o botão direito tem que que segurar CTRL antes de clicar!
            Dá para configurar o botão direito em mouse com mais de um botão, mas é manual…

      • Cara, apesar de tudo o que você escreveu ser verdade, trata-se de uma verdade desatualizada. Uso o macOS e o Windows 10 Creators Update em Boot Camp no meu mac e só vejo evoluções no Windows. Melhorou muito mesmo. O único ponto fraco é ainda a necessidade de ter um software externo de segurança (antivirus + firewall) porque os nativos são fracos ainda. Todo o resto que você citou já foi resolvido / ajustado.
        Há algum tempo venho ponderando não comprar um mac no próximo upgrade e ter um notebook com Windows novamente, coisa que não acontecida desde 2002. Acredito que o único recurso do mac que me fará a maior falta é o Time Machine que, no Windows, ainda não tem substituto à altura.

        • Theuer

          Cara, como eu acabei de escrever aí em cima, uma coisa é a teoria ou é a prática. Quando eu saio em gravação, eu gero por volta de 200GB de ProRes422 ou 4444, ProRes é o padrão de vídeo profissional mais usado e uma das duas únicas opções em câmeras de cinema, a outra é RAW. Windows simplesmente não lê ProRes!
          Caso o problema não fosse esse, as SSDs vem formatadas das câmeras em HFS+, aí precisaríamos conviver com Paragon HFS comprado para as ilhas, e por aí vai.
          Quanto ao Time Machine…
          Justamente ele eu não uso tem uns 10 anos. hehehe É o que eu não sentiria falta. 🙂

          Ó, vocês me responderam justo num dia errado porque acabei de ter munição “contra” vocês!(é sério, tentem me ajudar…)
          Eu mando um doce pelo correio se você fizer o inferno de uma Tp-Link Archer T9e que comprei ontem abrir um Hotspot em 5Ghz no Windows 10!!!
          Eu comprei a placa para isso! Ela deveria apenas abrir uma rede para eu conectar o S7 com o Gear VR e receber Streaming do simulador. Já faço isso atualmente mas com as limitações do meu roteador 300mbs.
          Para não dizerem que é perseguição minha, olha isto:
          https://uploads.disquscdn.com/images/9696b6cde7daeab7795a06fda3ca552203553f5d59c7a542725ed715f5b44ca0.png
          Nativo, 5 cliques de mouse. Nem era para funcionar aqui.

          Abraço, bom final de semana.

          • O Windows não precisa suportar nativamente o codec para o software de edição abrir ele. NLEs instalam seus pacotes de codecs para abrir os arquivos. O único ProRes que não é reproduzido “as is” é o 4444XQ, mas só porque a Apple atualizou seu codec e não atualizou o QuickTime para Windows. Codec Apple rodar em um Mac é obrigação. Forçar o mercado a usar Mac adicionando suporte “nativo” (entre aspas, remove completamente o QuickTime do macOS e veja se continua funcionando) e você colocar a culpa no Windows por não rodar o arquivo é o mesmo que reclamar que comprou um Xbox e ele não roda jogo de PlayStation.
            Só para constar: o codec ProRes4444 para Windows reproduz a versão XQ. A Apple alterou o FourCC do 4444XQ para ap4h. Basta editar o arquivo e trocar para ap4x. Resolvido o problema. Aí você vai argumentar: “Ah, mas não é seamless!”. Claro. A Apple sendo Apple e tentando obrigar todo mundo a usar Mac “no tapetão” porque o mercado descobriu que PCs com Windows já fazem o mesmo que um Mac por uma fração do preço.
            Então a afirmação “Windows não lê ProRes” é uma verdade desatualizada. É um codec da Apple. Mas existem softwares externos que os reproduzem (através de codecs da Apple embutidos, estes licenciados pela Avid, Adobe, etc).
            Ah, VLC toca ProRes 4444XQ.

            Essa questão do sistema de arquivos, pelo que lembro, todas os gravadores profissionais aceitam mais de um sistema desses. Basta selecionar um compatível com o workflow desejado. E esse negócio de recuperação de erros e registro cronológico não é exclusivo no HFS+. O NTFS suporta esses recursos desde o NT4.

            No que tange à configuração da sua placa wifi, baixe o driver correto no endereço da TP-Link nos EUA ou Reino Unido que provavelmente funcionará. Os sites do fabricante para o Brasil e Portugal estão desatualizados e só disponibilizam o suporte até o Windows 8.1. “Ah, mas não é seamless!”. Nem vou comentar.

            A verdade atual é: o Windows 10 é um sistema muito eficiente sim, e pode substituir o macOS sem problemas. Adaptações serão necessárias, claro, mas o inverso é verdadeiro. Qualquer pessoa que nunca usou um Mac na vida fica completamente perdido quando precisa fazer uma coisa simples como alterar o layout do teclado ou fazer o clique do botão direito que, na configuração padrão, exige o pressionamento do CTRL(?). Porque não detectar que o mouse tem mais de um botão e já ligar a configuração para dois botões?

          • Alexandre

            Munição contra nós ou contra a Tp link?

        • Alexandre

          Qual seria a função do Time Machine que o Backup nativo do windows não tem?

          • O backup do windows não faz um snapshot inicializável. O Time Machine além de um backup de arquivos é uma imagem do sistema que pode ser restaurada e em casos mais emergenciais é inicializável, ou seja, pode ser usado para “bootar” o Mac e seguir trabalhando se preciso for.
            Depois que você é salvo por ele, nunca mais abre mão.

          • Alexandre

            Entendi. Parece bom mesmo. Eu achava que era apenas um sistema de backup e ai o backup do windows é muito parecido (ou igual). Mas o windows tem a restauração do sistema que deveria fazer isso ai… Deveria…

          • Bem esse o resumo: O Time Machine é como uma junção do backup do Windows com a restauração do sistema, com suporte a drives externos ou NAS, inicializável e que funciona.

    • Dou uma e se for bom dou mais

      Grande parte de programas usados para fins artísticos no MAC podem ser encontrados no PC. E mesmo que a pessoa use um exclusivo da Apple a linha de aprendizado para PC é mais curta uma vez que tem muito mais informação e tutorial espalhado na internet.

  • Harlley Sathler

    Bom texto e boa argumentação. Há alguns anos atrás os Macs eram pensados em profissionais e as máquinas costumavam ser mais robustas que os PCs na mesma categoria. Eram mais caros, mas tinham especificações, acabamento e durabilidade de primeira. Os de hoje querem ser bonitinhos acima da funcionalidade e custam um preço que não mais faz jus à qualidade do equipamento.

    Uso um Mac mini de 2009. Core 2 Duo, hoje com 8GB de RAM, SSD + HDD de 500GB cada e rodando o macOS 10.12 na base da gambiarra. Ainda dá conta do meu uso por causa dos upgrades. Dia desses peguei um PC do mesmo ano, com especificações parecidas ao do meu mini e ele se arrastava. Antes desse mini eu tive um iBook G3 de 2001 que me aguentou até 2009.

    Infelizmente os novos Macs não terão a longevidade desses meus dois (e de outros que tive ao longo da vida) e durarão tanto quanto (ou até menos) que os PCs contemporâneos a eles. Como usuário de longa data, dá desgosto em ver o que estão deixando a plataforma virar.

    • lordtux

      Verdade, a pra variar a Apple ta muito dependente da intel que esta tomando um rasteira esse ano devido aso Ryzen da AMD, que vai acabar fazendo a concorrência ter opções melhores ainda e por custo menor. O jeito, e isso não duvido que aconteça em um certo momento, vai ser a Apple usar arm nos macs também, e a julgar pelo ritmo atual, cedo ou tarde isso irá ocorrer e vai poder dar a ela certa vantagem sobre a concorrência.

  • Magnosama

    Não sei se a Apple já foi uma empresa pra quem precisa economizar dinheiro e tempo.

    • Harlley Sathler

      Cara, houve uma época em que era impensável se fazer com PC o que se fazia com Mac. Nessa época o investimento se pagava. Trabalhei com Desktop Publishing (DTP) entre o final dos anos 90 e início dos anos 2000. Na empresa eram 9 Macs (Power Macintosh G3 mini tower) e 2 PCs (na época um Pentium II e logo depois um Pentium III), da Compaq, bem configurados. Quando tentávamos trabalhar em arquivos de Corel Draw com mais de 30 fotos em alta resolução, ambos os PCs davam tela azul da morte. Era sempre a mesma coisa independente dos arquivos: até por volta da trigésima foto importada, tudo funcionando razoavelmente bem. Pouco depois da trigésima a máquina travava. Exportávamos o arquivo para ser trabalhado no Illustrator no Mac e tudo se saía bem.

      Lembro que nessa mesma época, trabalhamos uma foto no photoshop, um arquivo TIFF de mais de 1GB num desses G3 (só pra salientar, o processador rodava a 233MHz e a máquina tinha 128MB de RAM). As operações de abrir, salvar, alterar o arquivo demoravam para ser processadas em função do tamanho, mas a máquina continuava responsiva a outros comandos.

      Creio que de uns 10 anos pra cá essa diferença abismal praticamente não existe mais. Ainda assim, ao menos no quesito tempo, ainda consigo ver o workflow do macOS bem mais fluido que o do Windows. E basicamente nas minhas atividades diárias eu me utilizo dos dois sistemas.

      • Magnosama

        Obrigado pelo esclarecimento, Harlley

      • lordtux

        Hoje com x86 ficou complicado ver essa vantagem que se via antigamente porque se tu for olhar o que basicamente faz a magica do Mac ser rápido vai ser o hardware mesmo e bizarramente, até windowss é mais rápido no mac do que o proprio Mac OS, em termos de SO eu curto mais o MacOs que windows, mas dependendo da sua atividade, ir para um macbook não compensa.

        • Harlley Sathler

          Exato! E o hardware da concorrência tá ficando melhor que o da Apple. O que ainda me justifica é o sistema operacional, porque traz toda a robustez, estabilidade e flexibilidade de um unix e todos os bons aplicativos que o Windows tem (alguns até melhores).

          Basicamente investir em um Mac hoje não é uma opção interessante. Aqui no brasil diria que nem é uma opção viável. Vou usar o meu Mac mini de 8 anos de idade até quando der e quando não der mais, vou montar um hackintosh. A curto e médio prazo eu não vejo outra opção e mesmo essa ainda me é uma opção porque não tenho necessidade de um portátil.

          • Fabrício Roque

            “Vou usar o meu Mac mini de 8 anos de idade até quando der ”

            Você é um herói. Meu MacBook 2008 simplesmente não vai mais. Está com SSD e o máximo de RAM possível. Tudo é muito lento, principalmente agora que minha contraparte PC é um i7 de sétima geração.

            Mas o fim está próximo. Não haverá versões grandes de MacOS X para ele. Vou ter que ir para um hackintosh mesmo ou convencer o sócio a liberar verba e comprar um Mac no PY.

  • Nilton Pedrett Neto

    Saí de um MacBook Pro para um Dell Inspiron 15 7000 com 1050ti. Tomei um susto com a performance porca do equipamento novo, em comparação com o antigo… aí lembrei que tava no Windows. Instalei um Mint Linux e estou super satisfeito.

    Tá, a tela é infinitamente pior (pior num nível hard), mas agora posso jogar. 🙂

    • Firmo

      tudo isso pra dizer que instalou Linux…

      • Nilton Pedrett Neto

        Tudo isso pra dizer que não é só o hardware que interessa, mas o software. Mas… Vc saiu dos seus cuidados só pra fazer um comentário maldoso…. Sua vida deve ser muito amarga, cara.

        • Firmo

          Deixa eu ver aqui, 12.000,00 de salario tá blz. minha mulher é 11 anos mais nova que eu blz tb, comprei uma Toro novinha mês passado blz também… hummm não minha vida ta bem doce… Há trabalhando com windows e C# muito bom.
          Aguardando o piti em 3, 2, 1…

    • Danilo

      Qualquer Win10 em SSD vai ter performance comparável aos de Macbook Pro (que também são SSD, e ainda, NVMe).

      Meu PC com SSD Samsung abre as coisas mais rápido que o Macbook Pro com Touchbar e os escambau que o meu chefe tem. (abrir o Chrome, ligar o SO, etc)
      O Mac tem vantagem quando coloca pra dormir/desligar.. que o meu Windows dá uma pensada as vezes, e o Mac é na hora.

      PS: Óbvio que se colocar um Mint num SSD, ele vai ficar mais rápido que Win10/Mac em algumas coisas, como por ex, tempo de boot. Já que é um sistema mais enxuto.

      • Nilton Pedrett Neto

        Bem… Ambos tem SSD… Mas não comparou tempo de carregamento, mas estabilidade e etc. Trabalho com Unity e no Windows é um suplício…. No Mac e no Linux é 100%estavel

        • Danilo

          Caramba, meu win10 eh mto estável, mto mesmo! Deve ser o sdk do unity pra windows q eh uma merda, sera q nao?

          Ps: O chrome do mac eh bem mais instável que a versão windows, pelo menos eh oq vejo no mac do chefe. Sempre dando pau, demorando p abrir e etc.
          Já no windows e no linux (chromium) fica bem mais estável.

          Bugs are bugs! Hehe

          • Nilton Pedrett Neto

            Eu nem ouso abrir o Chrome no Mac, ehehehhe

        • Leonan

          Unity funciona bem no Linux? Eu vi que ia sair mas achei que ainda tava em beta.

          • Nilton Pedrett Neto

            Tem que procurar no site, mas já está par a par com as versões tradicionais.

  • Sid M.S.

    Sinceramente, eu NUNCA vi vantagem em usar produtos Apple ao invés de qualquer outro produto/marca quando analisado a funcionalidade e efetividade.

    Claro que Apple teve seus momentos à frente da concorrência. Mas, para mim, essa vantagem competitiva nunca foi absoluta como algumas pessoas (inclusive profissionais) gostam de carimbar.

  • lordtux

    Polemico mas certeiro, eu mesmo curto mac mas não ha motivo, razão nenhuma paraa você escolher um mac assim de forma profissional a não ser que vc esteja preso a algum aplicativo especifico. Tenta montar um macbook topo de linha e tenta pegar um notebook windows topo de linha que não fica atras em nada de um mac, não tem como comparar. Só é uma pena a Apple não olhar muito pra isso e se esquecer o que é ser pro.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      eu acho que os monitores da Apple ainda dão de 10 a 0 na concorrência. Mas, mesmo comprando um monitor externo profissional os pcs ainda ficam mais baratos 🙁 A Dell agora tem uns notebooks com tela IPS. Ainda não peguei para ver a qualidade.

      • lordtux

        Sim, verdade, eu mesmo tenho um Macbook porque comecei a estudar swift, objetive-c e so a plataforma Apple pra tudo isso mesmo mas do resto, tenho um Avell que deixa muito mac no chinelo e da uma tristeza quando você vai comparar confs e preços.

      • Cassio Eskelsen

        Não, faz muito tempo que isso não é verdade.

        A Dell tem monitores profissionais faz muitos anos, os da linha Ultrasharp. Antgamente eram monitores PVA agora são IPS. Essa linha é bem mais cara que a tradicional e aqui no Brasil acho que você só encontra na própria Dell.

        Além disso tem os BenQ que são muito bem referenciados e não vamos esquecer dos Enzo, mas esses são um patamar acima.

        • Gilson Lorenti Fotografia

          putz, me desculpe. Me expressei mal. Estava falando dos notebooks 🙁

        • Danilo

          Onde trabalho tem um iMac do lado de vários Dell Ultrasharp… ainda prefiro o monitor da Apple, principalmente nos “black levels”. Os Dell são excelentes, mas para meus olhos, ainda dá pra sentir diferença.

          Tem um Enzo e um Barco também, preciso falar que eles dão de 10 a 0 no iMac e no Dell? Haha

          PS: O Barco é tão claro que chega a doer os olhos.

          • O maU elementaU

            Monitor Barco? O_O
            Minhas definicoes de riqueza acabaram de ser atualizadas. Isso deve custar 3 Lucianas Vendraminis e uma Regininha Poltergeist

          • Danilo

            É caro MESMO!!!

            Eu uso aquele monitor com um carinho que só quem é pobre e teria que vender o rim para comprar outro, tem! Kkkk

      • ochateador

        De uma olhada na linha ultrasharp 😉

        Bem que podia solicitar um desses para a dell para você faze rum review 😀

    • Leandro Medeiros

      Atualmente não faz muita diferença mesmo, visto que o Windows se tornou uma plataforma estável. Mas na época do winXP, manter mais de 10 máquinas funcionando redondo era uma arte

  • Le Zuero

    Preço.;..

  • Diego Marco Trindade

    Razão 06 – Você poderá jogar todos os jogos no PC.

  • Othermind

    Nao tem vantagem nenhuma gastar mais no Mac.. a não ser parecer “cool” para o cliente…

  • concordo, porém 1 ponto terrível
    WINDOWS
    e este não tem como modificar, senta e chora com os updates e vírus.

    • Jhonas De Mattos Rodrigues

      Parceiro, essa questão dos Updates e Vírus é parte do Usuário, ao ponto que não uso antivírus à 7 anos, os UpDate somente os estritamente críticos e SPs, as máquinas(3 das 5) ficam sem desligar e nada de engasgar ou ter quais quer outros problemas.
      A grande maioria dos BSOD que ocorre em máquinas de outras pessoas que vejo é por conta de Software de terceiros ou drives de fabricantes.

      • Você é muito bom, mas eu não sou como vc assim tão técnico. Meu negócio é ligar a máquina e usar.

        • João Ribeiro

          ligo meu pc e uso tem 5 anos (mentira por que eu nunca desligo ele) e nunca usei um anti virus, n sou hard user, apenas tenho bom senso na hora de usar o navegador ou baixar algo.

    • Douglas

      Inclusão digital, cara. A maioria dos usuários leigos usam Windows porque os laptops de entrada têm ele. São pessoas que clicam em qualquer coisa que vêem na Internet, abrem sem pensar, mandam formatar a cada três meses porque o computador está lento e depois falam que os tablets vão substituir os computadores, etc. Se a plataforma Mac tivesse essa base de usuários, também seria um alvo. Dois pontos positivos da plataforma PC é poder fazer upgrades e ser consideravelmente mais barata que a plataforma Mac. Um ponto positivo da plataforma Mac é o monitor, que muitas vezes, é melhor do que vários monitores IPS por aí. A área de edição de vídeo e fotos ainda ter uma grande parcela de usuários, mas para jogos não é e nunca foi. Tive um amigo que possuía um MacBook, poucos jogos eram compativeis e o laptop sobreaquecia várias vezes é só você abrir a Steam que vai ver a quantidade de jogos que são compatíveis com Mac.

      • Então Douglas, uso o macOS para trabalhar hj. Fiquei no windows por muito tempo, desde o W95, então passei de um ponto onde usei para me divertir e começar a trabalhar, e nesse momento eu não queria ficar ajustando o sistema e consertando ele contra erros. Fui para o linux e 1 ano depois peguei um Mac. O sistema é simples, apesar de caro, ajuda a executar tarefas mais facilmente, mas estou falando de usablidade, e não da potência do equipamento em si, pois todos eles são bons.

  • Tiago Alves

    Concordo e discordo com algumas coisas.

    Mac é uma merda quando falamos de upgrades. O melhor investimento seria comprar a versão mais cara dele. Mas isso não é bom pro bolso.

    Até hoje eu uso os dois SO, na verdade, usei até Linux (mas achei uma merda, desculpe quem é fã).

    É fato que o seu Windows depois de ligado vai ficando cada dia mais pesado, até que chega um momento em que “format c :” deverá ser aplicado.
    E por experiência própria, meu mac de 2010 está na versão mais recente do OSX, e tirando o boot, ele roda tudo que é uma beleza. Vale a pena mencionar que eu estou rodando tudo isso num hd externo via usb, porque o meu já foi pro saco e não quis trocar.

    O monitor da Apple é muito bom. Trabalhando com ilustração, foi o monitor mais fiel que tive (quando eu olho meus trabalhos em outros pcs, eles nunca fogem muito do que eu havia planejado).

    Mas o maior motivo deu preferir o mac é o s.o mesmo, ele é ágil até na forma de você navegar. Prints, desktop, tem muitas ferramentas mais práticas que no Windows, que já vem nativas no mesmo (o preview dele visualiza arquivos do Photoshop, Illustrator, e até arquivos em FBX e OBJ, ambos de 3d).

    Mas não nego estar de olho no surface studio, aquilo tá lindo. Pena que a Apple não é mais a mesma a tempos, seria muito bom ter um surface rodando osx (não sei como anda o hackntoshi)

    • Felipe Braz

      Eu tenho um White “late 2009” com um SSD e upgrade pra 8 GB de RAM.
      Atende perfeitamente as minhas necessidades, que atualmente são docker, ide para programação (só essa vai mais de 1 GB de RAM), navegação e emails.
      OBS: eu jogo eventualmente, mas para isso tenho console.

      • Tiago Alves

        Po, falam que um ssd dá um boost fudido nos macs antigos, procede?

        • Felipe Braz

          Kra, foi da água pro vinho!

        • SSD é o melhor upgrade pra qualquer pc ou Mac.

          • Inquisidor

            melhores upgrades para qualquer computador
            1° placa de video offboard (low,mid,high, tanto faz, desengasga a maquina legal)
            2° SSD
            3° placa de audio legal + sistema de som legal (nunca mais consegue usar um pc sem placa de som)

          • Theuer

            Você acha que mesmo essas placas-mãe Gigabyte(é minha única referência) com áudio “dedicado” com divisão física na placa, pré-amplificadores melhores e saída para fones com até 600 de impedância deveriam usar uma placa de áudio dedicada?
            Pergunto isso porque nos últimos anos eu tenho abandonado as interfaces de áudio nos hackintosh, antes eu usava, ou pela falta de portas nos iMacs, ou pela falta de qualidade/isolamento nos Prés dos Mac Pro.
            Agora ando satisfeito com a qualidade.

          • Inquisidor

            gigabyte eu não sei, eu uso uma asus Z170 PRO GAMING , ela tem uma parte de som ali , vou da ctrl c : Áudio blindado, som superior
            Tecnologia exclusiva da ASUS que produz uma qualidade quase sem perdas com uma relação SNR fantástica de 115dB, para que possa desfrutar de cada detalhe de som, tem amplificador 300 owns seila como escreve, mesmo assim mina sound blaster 3D recon é muito superior na qualidade,definição e profundidade do audio, detalhe , PARA O AUDIO FICAR BOM EU TENHO QUE REMOVER O DRIVE REALTEK DO PC E PROIBIR O MALWARE 10 DIGO WINDOS DE BAIXAR E INSTALAR SOZINHO NOVAMENTE, com o driver realtek o som da placa fica extranho, sem ele fica top.
            eu uso a saida optica da placa e ligo no hometheater, essa placa tem uma entrada e uma saida optica, eu ligo o ps4 na entrada optica.

            em jogos vc sente muita diferença sonora, vc escuta coisas lá longe, vc consegue dizer se tem alguem andando atrás de vc (da vantagem em jogos tipo battle field), vc nota coisas que nunca tinha ouvido antes, tipo pássaros cantando la longe etc.
            comprei essa placa em 2013 pois naquela epoca a minha onboard dava lag sonoro no skyrim, paguei 200 nela no kabum, oo jogo ficou totalmente diferente. quando essa morrer eu vou comprar outra.

          • jacob

            Essa merda de áudio onboard da ASUS, Gigabyte & cia é puro marketing, chipzinho Realtek vagabundo. Só metem uns capacitores diferentes e botam umas luzinhas e dizem que melhora o som. Placebo puro. Nem se compara a uma interface de áudio dedicada.

          • Diego Diego

            Cara, quer um som de gente grande pra jogar vai atrás de qualquer interface intermediária (Focusrite, Presonus, Roland, até as melhorzinhas da Behringer servem).
            você gasta uns 1000 pilas e terá uma qualidade de som inacreditavelmente superior. A textura e a definição são outras, mesmo rodando o som mp3 podre compactadaço dos games.
            Largue essas caixinhas multimídia e compre monitorezinhos simples, tipo os Edirol ativos e um subzinho, e nunca mais irá querer outra coisa… é um investimento que vale cada centavo.
            Nem precisa pular pra algo muito profissional, pois os audios dos games não pedem.

          • Inquisidor

            vou dar uma olhada com todo carinho assim que chegar em casa,vlw

          • Inquisidor

            estou por fora de tudo isso, sou noob, dessas interfaces ai qual vc compraria agora se não tivesse nenhuma?

        • lordtux

          Se nao fosse SSD eu teria jogado meu white fora, uma coisa bem bizarra, antes de usar ssd era impossivel usar o Google Chrome no mac, eu passava raiva, não dava mesmo, só depois do ssd que eu consegui usar o Chrome normalmente com dezenas de abas abertas.

      • Vinicius Vasques

        Tenho a mesmíssima maquina com o mesmo upgrade. Passados quase 8 anos de quando comprei ainda consigo usa-lo para trabalhos de design (impressos e web) sem tantos engasgos. E o mais bacana é que o Dell Vostro que tinha antes desse Macbook ainda funciona perfeitamente com sobrevida dada pelo Ubuntu.

        • Felipe Braz

          isso me faz perceber que essas maquinas sempre tiveram mais performance do que o apresentado na época em que compramos, mas como hd mecânico era padrão na época nunca ninguém se tocou disso.
          Mas é como diz um colega meu: SSD é vida!

    • Danilo

      Hackintosh anda firme e forte, testei aqui no meu PC rodando Sierra e funcionou tudo, exceto alterar o brilho da tela e wifi (teria que trocar a placa do wifi do meu note).

      Sobre praticidade do OSX, eu discordo totalmente de você, acho uma merda (desculpe quem é fã), e digo os motivos:
      1. Nem sempre maximizar o aplicativo o torna tela cheia, e a opção “tela cheia” que existe no sistema é boa pra consumo de mídia, mas péssima para produtividade.
      2. Não tem jeito fácil de dividir a tela entre 2 ou 4 programas? No Windows eu aperto WIN+seta pra direita, WIN+seta pra esquerda e pronto, to com dois programas na tela, divididos (Dá pra fazer pelo mouse também)…. no MAC eu não achei como fazer algo assim, tendo que ficar puxando a janela pra um lado, outra janela pro outro, acertando tamanho da janela, simplesmente pra conseguir ver os arquivos de duas pastas diferentes e copiar de uma pra outra.
      3. Finder (Explorer do mac) abre tudo como “icones” como padrão e não coloca as pastas antes dos arquivos, aquela merda vira uma bagunça!!! Eu tenho que colocar SEMPRE em “modo lista” ou “modo detalhes” pra conseguir ter uma produtividade melhor (que está distante da produtividade que tenho no Windows).

      O que acho bom nos Macs é:
      1. Tela sempre de alta qualidade (tanto sRGB quanto contraste/black levels)
      2. Muitas interfaces USB de gravação de audio funcionam bem nos Macs e não em PCs (acredito ser pq ASIO não deu mto certo, e nos Macs tem CoreAudio, que é bem mais robusto)
      3. Não tem a bagunça do registro do Win pra ficar cada vez mais pesado.

      • Tiago Alves

        Po, isso que quebra, brilho pra mim é essencial. WiFi então, não preciso nem comentar.

        Sim, o maximizar do mac isola ele em uma nova tela, mas pra dar fullscreen num software não basta apenas dar duplo clique na barra de tarefas? (tipo, tem o maximizar, minimizar, o fechar, e uma barra de tarefas gigante. Acho que duplo clique nelas aumenta apenas o programa sem isolar ).

        2. Até tem, mas é desse jeito que você não gosta, você tem que abrir um programa em fullscreen, dai quando ele ir pra outra área de trabalho, você joga um segundo programa nela que ele já divide automaticamente.

        Mas eu sinceramente prefiro muito mais trabalhar em pop-ups do que em janelas full screen. A maioria dos softwares fullscreen tem muita área desperdiçada. Raramente uso fullscreen (apenas pra 3d e edição de vídeo)

        3. Finder fica idêntico ao Explorer, odeio o padrão dele, que abre tudo como uma nova janela e não tem barra de lateral, nem as pastas “pais”. Mas tudo isso se resolve com um clique em “view”, onde você escolhe a melhor forma de visualizar o finder, e nunca mais precisa se preocupar. De todos os problemas que você citou, esse é o mais fácil de resolver

        • Danilo

          O problema do brilho dá p corrigir facilmente.. mas como ta sempre no máximo e eu nunca abaixo, nrm corri atrás.

          O wifi, tem q comprar uma placa compatível com mac e instalar (nao tuve peito e nem vontade de fazer no meu note), mas mtos nos foruns fizeram e funciona bem!

          Sobre o finder, qqr nova pasta abre como ‘list view’ e tem q mudar! Não tem um controle pra TODAS abrirem em ‘modo detalhe’? Eu nunca achei!

          Sobre dividir a tela… Me irrita tanto isso qdo to trabalhando. Tenho q ver uma imagem e ir laudando e tenho q ficar sambando com a janela pra la e pra cá no mac. Nisso, o windows esta anos luz a frente.

          No windows os apps só maximizam na divisão, vc n perde a barra de tarefas (no full screen do mac ainda tem isso, a dock some, a barra superior tb)

          • Tiago Alves

            Po, verei isso depois. Mas quando eu tentei o hackntoshi, ele tava muito fraco ainda (foi a 3 anos atrás). Mas falam que tem software que não lida muito bem com ele, procede?

            Então, tem 3 coisas no finder diferente do Windows, as 3 tem como mudar, são elas:
            – OPÇÕES DE VISUALIZAÇÃO, se quer ver os arquivos em miniatura ou lista ou lista + preview.

            – OPÇÕES DE PASTA, Abrir em nova janela ou na mesma, minimizar em um único ícone ou individual por pasta

            -ORDENAR, Organizar e classificar um arquivo por nome, ano, tamanho, tipo.

            Tirando a opção de pasta, que basta você mudar no Painel de controle, as opções de organizar e de visualização funcionam em cascata, de pai pra filho. Então, se você altera essas configurações numa pasta tipo “meus documentos, meu hd, etc” eles vão alterar por default todas as pastas inferiores a ela (mas acho que tem de clicar em um checkbox que diz pra deixar isso como default). Se você aplicar isso numa pasta dentro dessas pastas, você só vai alterar as pastas configuradas e suas filhas, jamais irá alterar uma pasta acima (pai).

            Eu odeio trabalhar em fullscreen, mas quando eu preciso, eu quero que realmente tudo suma. Mas como disse, tem como não ser assim.
            Pense no Windows media player de Windows. Então, o finder do mac funciona assim. Clicando duas vezes na barra de tarefas, ele maximiza igual o maximizar do Windows. Mas ao clicar em maximizar no mac, ele funciona como o “tela cheia” do Windows media player.

            Mas fullscreen é questão de gosto mesmo

          • Danilo

            Não funcionou igual o windows clicando duas vezes na barra não 🙁

            Sobre hackintosh, tudo o que tentei funcionou (inclusive Garage band e Cubase). Hackintosh é 100% se você tiver hardware compatível, então é bem mais fácil fazer em desktop (eu fiz no meu antigo desktop desde a versão Snow Lion e funcionava perfeito, inclusive com wifi e tudo).
            Tenho um Asus G73 que é 100% compatível também, porém, atualmente é quase impossível achar um note 100% compatível com hackintosh, tendo que trocar o módulo de wifi. Se for fazer desktop, é só comprar as placas que são compatíveis e ir pro abraço! 😉

      • O maU elementaU

        Obrigado por ter me ensinado um atalho MUITO legal

        • Danilo

          Imagina! O Windows tem VÁRIOS atalhos legais por teclado, dá uma pesquisada que você vai achar outros tantos úteis pra vc!

          Abraço

      • Diego Diego

        Só um adendo: As únicas interfaces de áudio que não usam driver ASIO nativamente são as da própria Apple (via Apogee) e um ou outro modelo (ainda) da RME. Praticamente 100% das interfaces profissionais usam esse protocolo (Antelope,as nativas da Avid HD, Universal Audio, MoTU etc, etc…)
        O ASIO é extremamente robusto e estável para uso profissional (desde que se saiba o que fazer, evidentemente). O core áudio em sua estrutura e filosofia não é muito diferente dele…
        Mas o marketing da maçã sempre vai empurrar goela abaixo do usuário leigo essa ilusão de ser “melhor” vendida a alto preço…
        Larguei o uso dos Macs já faz mais de 10 anos após usar a marca por cerca de 6 ou 7 anos em meu estúdio de gravação, e foi a melhor decisão que tomei.

        Quanto ao uso contínuo ir “pesando” o sistema, nunca me aconteceu, e olha que sou usuário pesado… Mas vai saber, talvez o acúmulo de vídeos de pornografia com anões e mulas carameladas nos temporários do Windows dê algum problema quando passa de 1 tera armazenado 😉

        • Danilo

          Cara, eu uso Windows! Fiz um hackintosh só pra ver se a minha interface usb funcionaria melhor no Mac, como proposto por um amigo meu. O resultado falou por si só!

          O ASIO não deu certo em uniformizar os sistemas (CoreAudio e JACK do Linux são bem superiores nesse quesito), por isso que as interfaces USB não funcionam com qualidade, normalmente com uma baita latência ou deixando o sistema muito instável, o Windows tentou resolver isso criando o seu próprio CoreAudio, que realmente está bom, no Mixcraft, ele fica bem superior ao ASIO (com ASIO4ALL) na interface USB que tenho.

          O Driver nativo de ASIO da interface que tenho é uma grande merda! De robusto só as telas azuis. Nunca vi uma interface USB funcionando realmente bem no Windows, e tive contato com muitos produtos diferentes, todos ficavam ou com latência (sem usar ASIO), ou tinham que recorrer ao ASIO4ALL, pq os drivers nativos eram ruins. E não estou falando de produtos vagabundos não, estou falando de Scarlett, de FastTrack, etc.
          O CoreAudio aqui no Windows 10 está bem próximo/igual em latência ao CoreAudio dos Macs (Pq diabos a Microsoft colocou o mesmo nome na tecnologia deles? Kkkk). Cerca de 5-10ms de latência, dependendo da quantidade de trilhas/instrumentos virtuais. Porém, quase nenhum DAW funciona direito com o CoreAudio, o Mixcraft foi o que funcionou melhor pra mim.

          Sobre o uso estritamente profissional, usando placa PCI-X dedicada (Delta, Tascam, enfim, placa profissional mesmo), ligado numa mesa digital, com certeza o ASIO funciona bem, e MUITO BEM (rivaliza com a solução do ProTools em latência e banda).

          Mas pra soluções mais baratas (semi profissionais), ou seja, interfaces USB, muitas placas nem funcionam nativamente com ASIO ou com o CoreAudio do Windows, mas com o CoreAudio no Mac, todas funcionam, e com baixa latência (5-8ms).

          Sobre o Windows ir ficando mais lento, não tem nada a ver com as suas perversões do XVIDEOS, mas com o registro do Windows, apesar de não ser mais um problema tão grande quanto era no Windows95, ainda dá pra melhorar muito a performance de uma máquina ao limpar alguns dados do registro (principalmente os programas que foram desinstalados mas que permanecem no registro e aqueles que auto inicializam mas que a gente não vê, como por ex, ATK/OSD, Apple bonjour e etc), principalmente quando a máquina é mais lenta, como por ex, o notebook que minha mãe tem (um celeron de 2012).

          Se você souber alguma placa com interface USB mais baratinha, mas com qualidade, e que funcione 100% no Windows, posta ai pra eu me informar, beleza? Abraço.

          • Diego Diego

            Cara, qualquer interface mais profissional já tem drivers sólidos ASIO. Consigo em minha Focusrite 18i20 manter meu driver ASIO em 64 samples (menos de 3 ms de latência total) rodando cerca de 60-70 trilhas no protools HD12.5… Na UA então, é ainda mais sólido. Isso que só tenho 32 GB de Ram.
            MoTU, UA, Focusrite, Presonus (série mais profissional, não as pequenininhas), só pra citar as mais encontradas por aqui, todas tem desenvolvedores sérios que oferecem drivers sólidos para uso profissional. O Asio4All é um brinquedão, serve apenas para amadores brincarem com coisinhas tipo as interfaces da Behringer, M Audio, Tascam ou algo do gênero…Nada profissional.
            Não sei que interfaces você usou, mas algo deve estar errado em suas configurações.
            E putz… não sei o que é uma tela azul no windows faz uns 5 anos…hehehe. Mas uso minha máquina de forma dedicada, sem nada mais pendurado.
            Eu até usaria o Linux, se existisse algo minimamente profissional para ele em termos de gravação e mixagem de áudio, mas estou aguardando faz mais de 10 anos e nada….heheheheh…
            Interfaces baratinhas que trabalham bem com o protocolo ASIO tem as presonus de dois canais e as focusrite de 2/4/6 canais

          • Danilo

            Usei Behringer baratinho, usei Focusrite Scarlett, usei algumas da Tascam, sendo algumas profissionais e outras “semi pro baratinho”, os resultados foram inferiores, infelizmente.

            Eu já tinha citado que para interface PROFISSIONAL, os drivers ASIO são bem maduros, mas eu sou músico amador, não vou gastar um rim para gravar voz/violão (mesmo sabendo que a qualidade de um sistema profissional é absurda, e que nunca conseguirei os mesmos resultados em casa com meu Shure SM58).

            Como falei anteriormente também, as vantagens do Mac são pontuais, e querendo ou não, as interfaces baratinhas funcionam bem no Mac e fica uma merda no Windows (INFELIZMENTE! Pq eu sou adepto de VSTs e só tenho as versões Windows).

    • Flávio Pedroza

      “É fato que o seu Windows depois de ligado vai ficando cada dia mais pesado, até que chega um momento em que “format c :” deverá ser aplicado.”
      Vc tá mais errado que tradução automática do youtube. Isso é coisa do passado. Fiquei quase 7 anos com windows 7 instalado sem formatar, trocando componentes (placa mãe, placa de vídeo, memória, etc…).

      • Tiago Alves

        Po, eu fazia milagre com meu Windows Xp, num Atlom xp, 256 de ram/128 de vídeo e 40 gb de hd.
        Nunca instalei um antivírus nele (até espetar um pen drive de um primo meu que ele usava no colégio em que trabalhava. O vírus que era um ratinho, deletou todos os executáveis e transformou num ícone de queijo lol).

        Depois que migrei pro Seven, e posteriormente o 10 (voltei pro seven por ter um notebook obsoleto, pra mim não vale a pena ), eu tive de formatar quase que de 1 em 1 ano. Além de me limitar nos softwares. (navegador, Photoshop e olhe lá).

        Mas uma coisa que eu reparo no Windows x Mac é a forma que eles se comportam quando um software dá erro. No mac, ele fica travado, mas é vida que segue, tu faz o que quiser enquanto ele não volta. Já no Windows, não é difícil ver a máquina inteira parando depois que um software de terceiro travou (as vezes até o iniciar trava, daí quando destrava, o Windows abre milhares de tarefas ao mesmo tempo)

      • Zalla

        exato, formatei um pc em casa só pq trocou de dono, sai da funcionalidade gamer e virou desktop pra estudar….formatar foi mais fácil, mas que rodava bonitinho desde 2012

    • Theuer

      Anda virando a última alternativa!
      Não sei dizer quantos já montei para produtoras parceiras que sentem a engrenagem enferrujar com os 4K da vida e precisam de algo para manter o fluxo de trabalho mas não podem contar com a Apple mais.
      Sad but true.

  • Já testei um notebook da DELL e não gostei, posição do teclado, monitor contrastado demais. Escolhi um VAIO I5 com HD SSD para mexer com fotografia. Recomendo a vcs que deem uma olhada antes de comprar. VAIO

  • Sou fã de carteirinha da Dell, quando comprei meu atual PC que veio com 8gb de RAM perguntei no fórum deles se perderia a garantia se colocasse outro pente de memória de 8gb de outro fabricante e eles além de dizerem que não, me deram dicas de qual marca de memória comprar considerando o custo X benefício.

  • Inquisidor

    para mexer com som tmb o pc é mais indicado, minha sound blaster aqui urina em cima do som do mac.

    • Douglas

      Isso é verdade, inclusive, existe um driver chamado ASIO4ALL na internet que faz o aúdio não passar por nenhuma compressão, melhorando consideravelmente a qualidade do som em programas que permitem selecionar a saída de aúdio.

      • jacob

        ASIO4ALL é gambiarra pura, necessário apenas quando seu hardware de som não tem suporte ASIO nativo e você precisa de baixa latência de som. Pra desativar a compressão de som do Windows, é só ir nas propriedades do seu hardware e selecionar “Desativar todos os efeitos sonoros”.

    • jacob

      Pura mentira. Sua Soundblaster é um hardware separado, nenhum PC vem com isso por padrão. Da mesma forma, existem várias soluções de interface de áudio que têm suporte otimizado pra Mac, como Universal Audio, Apogee, etc… coisas que você nem sonha em ver nem de longe. Para quem TRABALHA com áudio, infelizmente não há opção melhor do que Mac, o Windows é uma piada nesse assunto até hoje, e o gerenciamento de áudio dele é horrível.

  • O maU elementaU

    O hardware da apple é muito bacana. Mas de 1 ou 2 anos pra ca, tornou-se um mimo descartavel. Nao rola. Esqueceram a formula do (maldito seja) Jobs. Na epoca do Jobs, mac era caro, mas era A maquina. Agora é apenas caro.

    • Fabrício Roque

      Pois é, foram longe demais nessa história de Pós-PC. “O PC já era”, daí transformaram os computadores deles em dispositivos descartáveis como iPhone e iPad. Isso simplesmente matou os computadores. E os profissionais que sempre defendiam a marca perceberam isso.

  • Foi se época que um Mac fazia diferença, desde o Windows 7 o SO tá bem sólido e rápido. Os PCs melhoraram muito e tudo que é novidade sai pra PC (Oi Optane!)

    Pra profissionais a Apple deu um tiro de escopeta nos pés com tudo ser soldado na placa-mãe.

  • Theuer

    “capacidade de atualização…”
    Ah Gilson, mas para isso é que existe a linha Pro! Não, pera…
    Xiii não estamos mais em 2008 né.

  • Zalla

    Essa mesma lógica se aplica a todo equipamento da Apple, mas o pessoal compra pq quem segue grife não escuta argumentos lógicos, é quase irracional.

  • Anderson Olliveira

    Vou continuar por mais 14 anos utilizando Mac, mesmo sendo mais caro.

  • Gilson Lorenti jamais deve ter usado um Mac na vida. O Meio Bit é o melhor site de tecnologia do Brasil, exceto quando você escreve.

    • Flávio Pedroza

      “Eu trabalhei com Mac um bom tempo de minha vida”.

    • Islan Oliveira

      Apresentar argumentos relevantes não é importante, né?

  • Sergisley Matias

    Os componentes soldados, poucas portas e os poucos modelos (comparados com fabricantes como a Dell) disponíveis permitem uma grande economia de custos para a Apple. Só lembrando…

  • Zoroastrologo

    O negócio é montar um Hackintosh. Se a Apple tivesse algo realmente contra já não haveria mais nenhum site ensinando a fazer isso, tarefa bastante simples e mais barata que comprar um mac original. Você pode argumentar que é difícil, etc. Não com o hardware certo, aqueles listados no tonymacx86. Uso um hackintosh atualizado para el capitan com placa gigabyte desde 2012 e nunca tive problemas. E você pode ter login na app store sem problemas também.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis