Fotógrafo diz ter quebrado após disputa de direito autoral com macaco

Parece coisa de filme (uma sitcom talvez), mas é o exemplo do rolo que é ser processado nos Estados Unidos e como os custos com advogados e procedimentos jurídicos pode levar uma pessoa a perder quase tudo o que possuí.

Primeiro, uma pequena recapitulação: o premiado fotógrafo de natureza David Slater estava em 2011 na Indonésia fotografando Macacos Pretos com Crista (um animal endêmico daquele país e que se encontra em perigo de extinção) quando um dos animais pegou sua câmera e fez várias fotos dele mesmo. A selfie do macaco correu o mundo e fez a fama do fotógrafo. Ano passado a foto foi colocada no Wikipedia Commons com uso livre de pagamento de direitos. O fotógrafo não gostou e pediu a retirada da foto, alegando que tinha gasto muito dinheiro na expedição para deixar de lucrar com a imagem. A Wikipedia não atendeu ao pedido e se defendeu dizendo que o autor da foto foi o macaco e, conforme dita a Lei de Direitos Autorais dos Estados Unidos, qualquer coisa produzida por processos não humanos não possui direitos autorais reconhecidos.

A treta com a Wikipedia não foi resolvida ainda, e outro capítulo espinhoso teve início. O PETA entrou com uma ação na justiça no dia 22 de setembro de 2015 em favor do macaco. Eles afirmam que Naruto, o macaco que fez a foto e que agora conta com 6 anos de idade, é o verdadeiro autor da imagem e que todo o rendimento gerado por ela deve ser utilizado para o seu bem estar. A ação foi registrada em uma corte federal de São Francisco. O PETA argumenta que a decisão do escritório de Direitos Autorais não é uma regra escrita e sim meramente uma opinião. Eles esperam que a ação leve a uma discussão dos direitos dos animais ao nível judiciário. O argumento dos advogados do PETA é claro: o autor é quem fez a foto e não o dono da câmera.

Em 2014 o escritório de Direitos Autorais dos Estados Unidos disse que não poderia atribuir direitos autorais aos animais. Da mesma forma, um Juiz em 2016 julgou o caso dizendo que não poderia conferir direitos autorais para o macaco. Nesse momento o caso chegou a um tribunal de apelação federal dos EUA, que ouviu argumentos nesta semana, mas o fotógrafo não conseguiu comparecer ao tribunal por não ter mais fundos para bancar o comparecimento nas audiências. Slater assistiu tudo via vídeo conferência de sua casa no Reino Unido.

O fotógrafo disse ao The Guardian que está perplexo com o sistema judiciário nos Estados Unidos. O que ele ganhou com a foto foi suficiente para pagar a viagem que fez para fazer as fotos, mas as custas dos processos foi suficiente para acabar com suas economias. Ele não consegue fazer a manutenção de suas câmeras, não tem mais carro próprio e nem possibilidade de pagar o próprio imposto de renda. Atualmente o fotógrafo tenta se tornar treinador de Tênis para conseguir uma renda fixa.

Slater se mantém firme em sua determinação de que é o autor da foto, pois existe muito mais em uma fotografia do que apertar o botão disparador da câmera. E também afirma que o PETA está enganado quanto ao macaco que está na foto, pois esse seria uma fêmea que não tem a mesma idade do macaco Naruto. Porém, segundo o fotógrafo, uma coisa boa é que toda essa confusão é que chamou a atenção para a situação dos Macacos Pretos com Crista e os mesmos passaram a ter maior proteção.

Relacionados: , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • Monstro Medieval

    Bom, se me acontecer algo assim eu apago a foto ainda na câmera.

  • ffcalan

    Qua mau-caratismo por parte da PETA. Totalmente sem noção esse processo!

    • Acho que a filadaputági começou com o Wikipedia não querendo apagar a foto e “atribuindo” a autoria ao macaco.

      • Germano

        Não sei se usar a foto foi ou não foi sacanagem. Mas atribuir a autoria ao macaco, isso sim é ridículo.

      • A wikipedia é o maior antro de feladaputisse que eu conheço. As próprias regras delas a transformam num punhado de txt sem imagens. Um autor aqui no meiobit já falou disso uma vez da estúpida política de imagens dele, gera uma enciclopédia… quase sem imagens.

        Não custava nada pagar uns trocados pro dono da foto e resolvia o “pobrema”.

        • Celio Jose

          Hola, o wiki vive de doazoes, para nao depender de corpçoracoes como a rede globo.

    • Andre Kittler

      Diz uma que a PETA não foi sem noção.

    • major505

      PETA sendo mal carater? Não diga…..

  • PPKX XD ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Levou uma banana daquelas….

  • O nome “macaco preto com crista” não existe. Este animal é um macacA nigra, ou simplesmente Yaki.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Tem que corrigir a wikipedia então

      https://en.wikipedia.org/wiki/Celebes_crested_macaque

      • Na verdade tem que consultar a página em português. Pode ser inclusive a que está no menu desta que puseste o link aqui.

        • Gilson Lorenti Fotografia

          posso citar o nome científico, claro, mas existe problema mesmo em falar um dos nomes populares dele?

          • Alvaro Carneiro

            Nenhum problema. O rapaz só quer aparecer, criar caso e se mostrar. Clássico caso de super-inteligência não comrpeendida.

          • Davi Leichsenring

            Rapaz não, homo sapiens sapiens. Agora tudo te que ser no nome cientificum.

  • Germano

    “pois existe muito mais em uma fotografia do que apertar o botão disparador da câmera”… concordo nisto totalmente. Assim como não deixo de pensar que poderia ser justo que parte dos recursos obtidos com a foto fossem destinados a preservação do ecossistema que a permitiu – supondo aqui que o PETA gerencie seus recursos de maneira honesta. Sem querer posar de juiz, arrisco opinar que o melhor seria dividir os direitos meio a meio. Metade para o fotografo, metade para a entidade que cuida da proteção daquele ambiente e dos macaquinhos.

    • Dividir meio a meio não vai matar ninguém, a não ser que esse alguém seja dividido meio a meio

    • A PETA sabe que não vai ganhar, ela quer o circo. O problema na verdade está nela estar processando também a editora que imprimiu o álbum do Slater e distribuiu o e-book, o que se ela ganhasse (não vai também) poderia abrir um precedente perigoso: qualquer um poderia processar qualquer site, serviço ou rede social na internet por conta de seu conteúdo e receber indenização.

      No mais, o que a justiça provavelmente vai decidir é o mesmo já acertado nas instâncias inferiores: o macaco não tem direito porque não é gente mas Slater também não, porque ele não bateu a foto. Logo ela será certamente categorizada como material livre de direitos autorais.

      Ou seja, quem está mais certo nessa história é a Wikipedia.

      • Gilson Lorenti Fotografia

        sem falar que tem algo específico aqui. Todo fotógrafo de natureza trabalha tirando dinheiro do próprio bolso. Depois tenta comercializar as imagens. Alguns possuem laços com ONGs e outras entidades que protegem o meio ambiente, mas o trampo é feito todo com dinheiro próprio. E alguém tem que pagar as contas. Se fotografar natureza pode render processo pelo uso comercial das fotos então é um tipo de fotografia que tende a morrer,

        • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

          Todo fotógrafo de natureza trabalha tirando dinheiro do próprio bolso. Depois tenta comercializar as imagens.

          Mas essa é a vida de qualquer um que vende qualquer produto. Acho sacanagem no último nível a PETA estar destruindo a vida do cara por 15 minutos de mídia, mas o cara que está nessa profissão sabe bem os riscos que corre.

          No mais, acho que os direitos são do fotógrafo, afinal, ele foi o meio pelo qual a foto existiu em primeiro lugar, se ele não estivesse ali não haveria foto pra causar briga.

          • Gilson Lorenti Fotografia

            concordo, foi apenas uma comparação com outros tipos de fotografia. Geralmente temos clientes que nos contratam para fazer um determinado trabalho fotográfico. Com natureza isso não é tão fácil. Geralmente as ONGs que querem fazer registro fotográfico de fauna e flora não possuem grana para contratar ninguém. Quem se especializa em natureza não possuí um público pagante antes do serviço. O fotógrafo monta uma expedição ou viagem, faz as fotos e depois tenta comercializar. No Brasil existe possibilidade de financiamento estatal para confecção de livros, o que é uma boa também. Mas, geralmente as imagens de natureza por aqui rendem na venda em bancos de imagens.

      • Superpato

        Pelo que entendi, o macaco não pegou uma câmera sem vergonha de algum turista e bateu uma foto aleatória.
        A foto foi tirada dentro da floresta, com uma câmera profissional, devidamente ajustada, com lentes e filtros específicos para o ambiente e situação (selfie).
        Como leigo, eu imagino que o fotógrafo escolheu o local e a posição, preparou a câmera, pode ter ajustado a iluminação do local e possivelmente treinou o macaco, para que a foto saísse o mais natural possível.
        O fotógrafo preparou todo o cenário com o objetivo de parecer que o macaco tirou uma selfie, apenas não deu o click na foto. Se dependesse só do macaco, ele teria conseguido ligar a câmera e tira a própria selfie?

        • Não importa, para registro de patentes o Slater não clicou e não importa que ele tenha ajustado a câmera. Logo, ele não tirou a foto e não é dono dela.

          O que interessa para o registro é o clique, nada mais.

  • Gerson Dias

    Não bastaria ele dizer que disparou o obturador remotamente, ou que deixou um timer na câmera e como uma experiencia artística deixou a camera na mão do macaco? O macaco não fez a foto só por estar segurando um objeto que ele nem sabe o que é!

    • Gilson Lorenti Fotografia

      uma das defesas do fotógrafo é que ele treinou os macacos a apertarem o disparador da câmera. Essa é a foto em questão sem cortes https://uploads.disquscdn.com/images/bf24f935551d8e71b3aac3ce365847e5714206798efc77b2b00de1a6ff0d5424.jpg

      • советский медведь

        Pelo bom senso isso já lhe renderia os direitos, não? É quase o mesmo processo de colocar um disparador automático pra acionar quando o animal passar. Ele irá ativar o que já foi pensado e configurado pra ser feito, só que o trabalho é muito maior, pq ele teve que treinar o macaco.

      • Danilo

        Caramba, então a sacanagem com o fotógrafo foi ALÉM.

        Até então, eu achava que tinha sido uma coincidência feliz o macaco conseguir bater a foto. Coitado desse cara… putz

        • Maximus_Gambiarra

          Mas nesse caso o fotógrafo mentiu para o público, não?

          • Não. Foi o macaco que bateu a foto. Pode ter omitido algumas coisas, mas o suposto fato é esse.

  • Vagner Da Silva

    Acabei de me tocar que posso comprar leite com capim já que a vaca é a real produtora dele, mas o importante é que ainda terei apoio da peta.

    • Nilton Pedrett Neto

      Não… na verdade o leite é dela e consumir seu leite , mesmo pagando, seria considerado errado (pela PETA e pelos Veganos). O leite é do bezerro e ponto final.

      • Vagner Da Silva

        acho que a gente tem que viajar no tempo e não deixar que nossos antepassados domestiquem os animais… então a espécie humana não teria o avanço evolutivo, intelectual e cultural que permitiu a existência da PETA e dos Veganos…

        • RôShrek

          Então o pessoal do PETA e os veganos são um avanço evolutivo? Nossa, que fofo você!

          • Vagner Da Silva

            Não, o avanço é o domínio da cadeia alimentar ao ponto de podermos escolher o que comemos ou não (no meu caso cebola) sem nos preocupar em morrer de fome e o tempo livre pra ligarmos em como nossa comida é tratada (não estou dizendo que é errado).

        • Aleph

          Boa, a gente evoluiu, não precisa mais roubar o leitinho (na verdade pus), das vaquinhas, não é mesmo?

          • Vagner Da Silva

            infelizmente não chegamos nesse ponto, mas eu apoio totalmente quem consegue viver sem precisar de proteína animal. Mas não considero roubo pelo simples motivo que a vaca produz muito mais que que o necessário para seu filhote e que ela foi selecionada na natureza para esse fim. Sobre o pus, bem vamos ser sinceros que todo alimento de origem animal tem alguma contaminação (e mesmo de origem vegetal) ou são nojentos de alguma forma, por exemplo e o queijo nada mais é que cocô de bactéria (cerveja idem) ou o ovo que sai pela croaca…

    • Aleph

      Bem, na verdade você está comprando mais pus do que leite ou capim 🙂 Você sabe disso, né?

      • Thiago

        Quem bebe é ele e, se ele gosta, cada qual com o seus problemas. Eu vou continuar tomando o meu café com leite/pus/whatever tranquilamente

      • leitinho é bom, vem tomar com a gente pode por nescau pra adoçar a vida tb :3

  • Germano

    Pergunta do ignorante aqui: o fotografo não tinha mecanismos de proteger seus direitos autorais, tanto quanto esses existem para qualquer trabalho intelectual, *antes* de liberar a foto na internet para que ate a wikipedia pudesse hospeda-la? E pelamor, não precisam me enterrar em pedras dizendo que estou culpando o fotografo, juro que é só uma pergunta.

    • Maximus_Gambiarra

      O fotógrafo divulgou que a foto foi tirada pelo macaco e isso tornou a imagem famosa. Por mais que tenha protegido a imagem, se o fotógrafo declaradamente não foi o autor da foto, pode ser processado pelo autor real. O problema aqui é saber se um macaco pode ser o autor da ação…

    • Gilson Lorenti Fotografia

      Em lugar nenhum do mundo isso teria ido longe, A foto é do fotógrafo e pronto. Mas, nos Estados Unidos você pode contestar qualquer coisa nos tribunais.

  • Luiz

    ” o escritório de Direitos Autorais dos Estados Unidos disse que não poderia atribuir direitos autorais aos animais. ”

    Pessoal, achamos uma brecha. Se animais não podem ter direitos autorais, eles não precisam respeita-los tambem. Bora criar um PirateBay operado por macacos.

    • Mas essa brecha não funcionaria, já que parte do problema do conteúdo pirata é eu baixar o arquivo disponibilizado pelo macaco..

      Só se eu falar que foram minhas cachorras que tentaram baixar! rs

    • Gaius Baltar

      Apenas se os macacos fossem os criadores dos conteúdos é que seu raciocínio teria lógica. Independentemente de quem opera o site, se ele oferece conteúdo não autorizado protegido por direitos autorais ela é considerado pirata.

  • 640k is enough

    Vamos ver se entendi…

    O macaco usa a câmera do cara e o dono não tem direito a nada?

    Se por consequência o macaco quebrar a câmera, salci fufú pro fotógrafo?

    Põe o macaco pra relatar o ocorrido então… E um integrante do PETA pra traduzir.

    Cada coisa…

    • Caipiroto, o Capeta Caipira 😈

      Não ia dar certo. Integrante da PETA só é capaz de traduzir da língua dos jumentos e das antas.

  • Corvo

    Pô achei uma puta sacanagem com o fotógrafo, também acho que tirar a foto é mais do que simplesmente apertar o botão.

  • Cocainum

    De acordo com aquele filme, quem entrar em guerra com macacos, perde.

    • E. Bicalho

      Um excelente documentário com o Woody Harrelson. ( ͡° ͜ʖ ͡°)

  • tuneman

    como ousa desdenhar do incrível sistema jurídico desse incrível pais é que é os Estados Unidos da América??!

  • Lunaltico.

    Naruto kkkkkkkkkkkkkk

  • Alvaro Carneiro

    PETA é WIKIPEDIA, que lixo hein? PQP, parasitas que querem se aproveitar de tudo.

  • Naruto o macaco.

  • Rafael Ramos

    Muito simples,agora ele processa o macaco pela utilização sem consentimento de seu equipamento. Ai o macaco que tem direito a ser autor da foto tem que ser responsável pelos seus atos também!

  • Germano

    Só digo mais uma coisa, o fotografo teve “coragem” de deixar a câmera na mão do macaco, que podia muito bem te-la arremessado no chao depois de morder e ver que não é comestível, entre outras coisas.

  • Othermind

    Bom, se um dia acontecer comigo ja sei o que falar, que eu que estava segurando a camera quando o macaco se aproximou e fiz a bela foto..

  • Andre

    Sabendo como funciona a indústria legal nos EUA não é de se impressionar. Esse tipo de processo só existe pois os advogados fazem muito dinheiro com isso, estão defecando e andando pro macaco.

    • FrankTesl

      Better call Saul

  • Antonioni de Araújo Rocha

    Falamos das leis escrotas bananis, mas a justiça dos EUA (e alguns outros lugares ditos desenvolvidos) podem ser tragicômicas.

  • Cássio Amaral

    Esse pessoal do PETA é tão escroto quanto o dos Direitos Humanos.

  • Eu não sei o que é mais surreal nessa história: a Wikipedia atribuir a autoria das fotos pro macaco, o PETA processar o fotógrafo em nome do macaco, ou o macaco se chamar Naruto.

  • Douglas

    A foto só foi tirada por causa que o fotógrafo viajou para lá. Se ele não tivesse ído lá, o macaco não teria tirado a foto. Isso é ridículo. Se levassem isso ao pé da letra, todo mel tirado no mundo seria usado para proteger as abelhas.

  • Kang Otro ✓

    “Eles afirmam que Naruto, o macaco que fez a foto e que agora conta com 6 anos de idade, é o verdadeiro autor da imagem e que todo o rendimento gerado por ela deve ser utilizado para o seu bem estar.” Essa é a piada.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis