É um pássaro? É um avião? Não, é uma bomba atômica!

atomalucos

Houve uma época em que armas nucleares eram solução pra tudo. Deter uma esquadra soviética? Bomba atômica. Escavar um canal? Bomba atômica. Colocar uma tampa de bueiro em órbita? Bomba atômica. Abrir vidro de maionese? Bomba atômica. 

Um dos usos onde fazia sentido usar armas nucleares (fazia sentido em um cenário de fim do mundo, claro) era na situação de centenas de bombardeiros soviéticos voando em direção aos EUA. Ainda não existiam mísseis como os de hoje, seria impossível interceptar todos os aviões inimigos e dezenas passariam pelas defesas. A solução pensada foi partir pra grosseria.

Um foguete com uma ogiva nuclear seria lançado no meio da formação de bombardeiros comunistas, e eles cairiam como moscas. O foguete desenvolvido foi o MB-1, depois rebatizado de AIR-2 Genie:

mb_1_genie_hero

Ele carrega uma ogiva de 1,5 a 2,0 quilotons, voa a Mach 3,3 e tem alcance de uns 10 km, o que com sorte dá tempo pro caça que o disparou escapar da detonação.

Detonação essa que acabou preocupando muita gente: não se sabia com absoluta certeza se uma explosão nuclear no ar seria (muito) danosa pro pessoal em terra. A melhor forma de descobrir isso era, claro, testar.

Não foi difícil achar voluntários entre os entusiastas do programa nuclear, e cinco foram selecionados:

Coronel Sidney Bruce, Tenente-Coronel, Major Norman “Bodie” Bodinger, Major John Hughes e um tal de Don Lutrel. Um sexto participante, George Yoshitake, não foi voluntário. Ele era fotógrafo do Departamento de Defesa.

Eles foram para o deserto, em um local pré-determinado que seria o Ponto Zero da detonação. Um engraçadinho criou até uma placa: “Ponto Zero – População: 5”. Um caça voando bem alto passaria, dispararia o MB-1, que subiria até 18 mil pés e detonaria uma ogiva nuclear de 2 quilotons.

Claro, se o motor do míssil falhasse ele cairia e explodiria próximo ao chão, o que estragaria o dia dos sujeitos.

Não falhou, o teste realizado em 19/7/1956 foi perfeito, dramático e emocionante:


atomcentral — Five men at atomic ground zero

Agora você vai perguntar da radiação, se eles foram afetados. A resposta é: basicamente não. Um morreu com 86, outro com 83, um com 71, um com 63 e outros dois estavam vivos em 2010, última vez que alguém pesquisou. Quanto a George Yoshitake, filmou dezenas de outros testes nucleares, está com 90 anos e ainda vivo.

Provavelmente a Morte reluta em ir atrás de gente com cojones de enfrentar voluntariamente uma detonação nuclear.

Relacionados: , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar
  • Avelino De Almeida Bego

    Acredito que poucos entenderão a passagem “colocar uma tampa de bueiro em órbita”. O Neo não entenderia, mas a Trinity com certeza…

    • Spoiler:

      Referência a Pascal-B.

      E acho que já foi postado aqui.

      • Kang Otro ✓

        Isso mesmo. Operação Plumbbob

      • Salles Magalhaes

        Ja foi postado aqui no MB

      • E. Bicalho

        De fato, excelente artigo e ótimos comentários… Hahaha.

        http://meiobit.com/321998/operation-plumbbob-a-historia-do-bueiro-impulsionado-por-explosao-nuclear-experimental-do-pascal-b/

        • Zaaboo

          Obrigado. Havia perdido essa história.

  • Diego Matias

    Os fdp não usam nem óculos de sol

  • Luiz

    Bronzeado nuclear é para poucos.

    • O maU elementaU

      Kernkraft 400 na veia

  • Avelino De Almeida Bego

    Incrível como o brilho da detonação é intenso mesmo de dia. A onda de choque foi devastadora.

    • Essa gurizada não faz ideia da dificuldade que era abri uma tampa de maionese

      • AHSOliveira

        E tirar aquele finalzinho de ketchup do pote de vidro.

    • O que o Snake está fazendo no fundo?

  • Como é bonito o a regra do quadrado da distância!

  • What we say to the God of the Death?

    I faced nukes worst than you, bitch!

    • O maU elementaU

      éé

  • Cocainum

    O Cardoso está atômico hoje…

    • TaSerto Schmitt

      Nem precisa de isqueiro para acender um cigarro

  • Geraldo Dal Berto Jr.

    Caso ocorresse do bagulho explodir no meio dos bombardeiros russos, existia o risco de detonar as ogivas carregadas por eles? Imagina uma reação em cadeia…

    • Othermind

      Eles tb poderiam “cair como moscas” explosivas.. hehee

    • Não, ogivas nucleares não explodem assim, se você olhar feio já desequilibra tudo e ela não detona.

  • jairo

    Ensaio meio louco (para os dias atuais) ,mas fantástico

    • SignaPoenae

      OS testes antigos eram muito mais legais.

  • Antero Coelho

    O melhor é a risada meio que histérica do cinegrafista…que como foi dito não era voluntario…e tinha acabado de comprovar que só teria que trocar a cueca e brilhar no escuro durante décadas…de resto… tava de boa…

  • cloverfield

    Olharam por baixo da saia da dona morte e viveram pra contar.

  • Por que simplesmente não colocaram bonecos (manequins?) com textura próxima a pele humana e meia dúzia de sensores ao invés de usar cobaias humanas?

    • Ivan

      Pq era 1956

      • Além de que, com 5 voluntários você nem precisa fazer uma licitação pelos 5 bonecos.

      • Mas em 1956 já existia manequim de loja e material gelatinoso (nem que testassem com argila).

    • PugOfWar

      voluntários e estagiários saem mais em conta

    • Celio_Jr

      Pela emoção

    • Até o final dos anos 80, nem capacete se usava em obras, nem cabos para serviços em altura. O que é uma bombinha nuclear para 5 marmanjos, quando na mesma década de 50, plutônio era vendido para crianças? https://uploads.disquscdn.com/images/3880cda6884ba44b17f6a27dd5a3ae028291ab9a9febc985dd91836e564abcf0.jpg

      • O maU elementaU

        QUERO!

      • Manoel Jorge Ribeiro Neto

        Então aquela piada do De Volta para o Futuro, em que o Doc diz para Marty que plutônio não era algo “fácil” de se encontrar, estava errada! Se fosse para ficar mais “exato”, bastava eles comprarem alguns desses kits para ter o plutônio necessário para a viagem no tempo. Mas, pensando bem, fazer toda aquela instalação para o raio fornecer a energia necessária para o Capacitor de Fluxo funcionar é bem mais emocionante 😛 !

    • Goodtimes

      Usaram gente de verdade porque se algo desse errado, teriam 5 caras estranhos para poder estudar.

  • Manoel Jorge Ribeiro Neto

    Ok, eles sobreviveram, e parece que a “experiência” não afetou as expectativas de vida deles. Mas certamente eles tiveram filhos muito estranhos 😛 !

  • “Acender um cigarro?”
    Bomba atômica!
    [É sério! Já acenderam um cigarrinho (provavelmente do capeta) usando uma explosão nuclear. Andei lendo sobre isso recentemente num site de divulgação científica…]

  • Maximus_Gambiarra

    Na verdade, milhões de americanos foram cobaias nesse experimento. Não é?

  • André K

    “…armas nucleares eram solução pra tudo.” Essa frase poderia ter sido dita com toda a sinceridade por Curtis LeMay. Ele tentou com napalm mas acho que não deixaram ele tentar com nukes.

  • O Cardoso tá atômico hoje!

  • O maU elementaU

    Eu so vou acreditar nesse video o dia que explodirem uma bomba em cima da minha cabeça e eu viver 120 anos.

  • Smartfox

    Lendo a matéria, me despertou uma curiosidade aqui. Ontem eu terminei de ler o livro Metro 2033, mas a cada página que eu virava, ficava a dúvida de como era possível sobreviver no subsolo se a explosão de uma bomba dessas fosse próxima o suficiente para contaminar o ar, água e matar as pessoas na superfície.

    Claro que é um livro, marmeladas e leis cientificas tem todo o direito de não fazerem sentido algum em livros, mas despertou a curiosidade pra saber se aquela realidade do livro seria possível no nosso universo. Rsrs

    • Felipe Lino

      Não li, mas joguei. Curioso tb.

  • Carlos José Da Costa

    George Yoshitake, o único japonês…. acho que o plano era sair correndo e deixar ele sozinho. hehe

    • kleber peters

      KKKKK… sua reserva no Xeol foi efetuada com sucesso.

  • Cardoso, esse vídeo dos cinco me lembrou do seu blog no Tumblr (afinal, eu vi o vídeo nele).

    O que aconteceu com o dito cujo? Você deu um fim nele?

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis