Radiohead esconde programa pra ZX Spectrum em seu álbum comemorativo

1200px-zxspectrum48k-1

Nos primórdios da computação, quando a eletricidade ainda era uma curiosidade de laboratório, surgiu o ZX Spectrum. Primeiro computador colorido de Sir Clive Sinclair, um excêntrico (claro) inventor e empresário britânico. O Speccy era uma maravilha. Imensos 48 kB de RAM, resolução gráfica de 256×192 pixels, tudo rodando com um Z80 de incríveis 3,5 MHz.

Eu fiz mágica com esse bicho, cheguei até a criar fractais. Meu primeiro programa rodou por 24 h, com a tampa aberta e um ventilador resfriando a CPU. Ao final um lindo conjunto de Mandelbrot. Aì me lembrei que não tinha escrito nenhuma rotina para… salvar a imagem.

Isso significaria enviar dados (adoro esse cacófato) pela porta do gravador K7, o único periférico que nós pobres brasileiros tínhamos acesso. Claro, o sonho de consumo era o Microdrive, um cartucho minúsculo, e que você poderia encadear até oito unidades leitoras:

zxmd_9

Perdi as contas das madrugadas passadas em claro mexendo, fuçando, aprendendo. Era uma época onde a gente não tinha medo de fuçar. Ninguém daquele tempo viraria uma analista de suporte de uma grande empresa de petróleo, que uma vez viu um PC aberto e perguntou “o que são esses quadrados pretinhos?”

Meu primeiro hack foi um botão de reset, para quando o Spectrum travava. Imagine um garoto hoje soldando um fio direto em um pino da CPU de seu computador… depois disso fiquei mais ambicioso, consegui um gabinete de Commodore 64, fiz engenharia reversa da matriz de teclado do Spectrum e reconfigurei a matriz do teclado do Commodore, foi lindo, funcionou mas deu um trabalho do cão.

c64-left

O ZX Spectrum tem um culto de seguidores até hoje, principalmente no Reino Unido. E principalmente entre o Radiohead.

A banda lançou o OKNOTOK, um kit comemorando os 20 anos do álbum OK COMPUTER. São várias artes impressas, um vinil de alta qualidade remasterizado das fitas analógicas originais, downloads em formato losseless e uma fita K7 C90 com várias músicas, um caderno de 100 páginas com anotações de Thom Yorke, e mais outras coisinhas.

Fãs imediatamente perceberam que no final da fita havia um som familiar. Qualquer um que teve um ZX Spectrum na infância reconheceria imediatamente o som de 1.500 bits por segundo sendo transmitidos. Vários correram para seus Spectrums e carregaram o programa.

E sim, é divertido ver os millennials do Engadget chamando programa de “app”. Ah essas crianças…

Aqui o PROGRAMA sendo carregado e rodando. E antes que alguém reclame “ah mas é só isso”, lembro que o que conta é a jornada, não o destino.


OooSLAJEREKooO — Radiohead ZX Spectrum program from OK Computer OKNOTOK 1997-2017

Relacionados: , , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz e Calcinhas no Espaço.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis