China se prepara para banir completamente o uso de VPNs em 2018

A China continua firme e forte em sua missão de controlar a internet em seu território de maneira definitiva. Recentemente novas regras foram aprovadas de modo a aumentar as restrições sobre o que pode e não pode ser publicado, afetando redações, redes sociais, sites, blogs, fóruns, motores de busca ou qualquer coisa que divulgue informação. Todos agora são controlados pelo Estado e observados de perto pelos censores treinados do Partido Comunista da China.

Só que isso diz respeito a sites e serviços internos, não externos. Na teoria a maioria das redes sociais do mundo livre não atuam na China mas podem ser acessadas através de VPN, embora companhias como Google, Facebook e Microsoft joguem conforme as regras do jogo de modo a não perder dinheiro. Afinal a China é um dos maiores países capitalistas do mundo, conta com um mercado consumidor de 700 milhões de usuários conectados e aliena-los completamente não é interessante para os negócios.

Só que há um problema dos grandes, e ele atende por Xi Jinping. O premiê chinês é absoluta, total e completamente anti-ocidente e vem fazendo de tudo para priorizar as companhias locais em detrimento das poucas estrangeiras estabelecidas por lá, mesmo aquelas que abaixam a cabeça e aceitam o joguinho socialista em prol de não perder um verdadeiro Negócio da China (eu sei, essa foi horrível). Ao mesmo tempo o Escudo Dourado, o grande firewall nacional não consegue conter o uso de VPNs por parte dos usuários finais que desejam utilizar Twitter, Facebook e etc. principalmente porque essas companhias precisam delas para manter-se em contato com suas matrizes. A internet da China é tão fechada quanto à da Melhor Coreia, só que ela é mais abrangente e não apenas um brinquedo caríssimo para os políticos do partidão e os pouquíssimos ricaços do país.

Só que isso não mais será tolerado. Seguindo o endurecimento das leis locais que criminalizaram o uso de VPNs, as autoridades chinesas começaram a emitir ordens a todas as operadoras do país para bloquearem de vez toda e qualquer rede privada que permita o acesso à internet do mundo livre, sem exceções. A paulada vai afetar tanto o usuário comum que só quer tuitar sossegado como todas as grandes companhias instaladas na China, que segundo fontes serão obrigadas a se virarem quando o bloqueio entrar em vigor, no dia 1º de fevereiro de 2018.

Desde o início do ano qualquer VPN “legal” deve ser autorizada pelo governo para funcionar, obviamente de modo a permitir que companhias possam se comunicar com contatos externos. Como esse método não é o ideal e de forma a não perder dinheiro o governo sempre deixou as VPNs em uma área cinza, mas com a mudança nas regras Pequim corta esse benefício de uma vez. Da data limite em diante, a empresa que realmente precisa se manter conectada com a internet exterior será obrigada a pedir acesso ao governo chinês, que poderá liberar ou não.

Especialistas prevêem uma grande diáspora de empresas estrangeiras instaladas na China, e embora pareça algo ruim é algo que agrada o premiê Jinping, ávido por fortalecer as companhias nacionais. É mais um daqueles casos de “proteger a soberania nacional” que como sabemos, nunca dá certo e faz mais mal do que bem.

Embora tais informações não tenham sido confirmadas pelo governo, fontes afirmam que é quase certo que o banimento das VPNs seja de fato implementado e é uma política alinhada com as mudanças recentes, voltadas a blindar a internet da China de uma vez por todas. Resta saber se as empresas que estão por lá vão mais uma vez abaixar a cabeça ou puxar o carro, já que o cidadão comum não tem qualquer escolha a não ser engolir a seco.

Fonte: South China Morning Post.

Relacionados: , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples