Brasil Odeia Ciência, Prova #8.874.431^googolplexo: professores correm risco de ficar de fora da Escola do CERN

ndtdepressed

Que o Brasil odeia ciência não é novidade. É uma atitude que transcende governos, transcende partidos, transcende ideologias. Ciência é malvada e digna de desconfiança, exceto quando inventa a fosfoetanolamina ou cede ao lobby da homeopatia. As editorias de ciências dos portais em geral são ridículas, quando existem, e os poucos blogs com patrocínio sobrevivem aos trancos e barrancos.

A bola da vez é a Escola de Fìsica do CERN, o laboratório europeu do qual faz parte o LHC, que quase destruiu o mundo em Anjos e Demônios, mas era mentirinha e o pessoal do filme foi muito bem recebido por lá. Desde 2007 o Brasil manda professores de física de nível médio para um curso no CERN, é uma oportunidade incrível, invejável, o professor sai de lá tendo visto ao vivo ciência de ponta.

Isso é, obviamente repassado para os alunos, reacendendo a chama da curiosidade científica.

Óbvio que no país onde você paga uma fortuna pra tirar um passaporte e o governo tem a cara de pau de dizer que não tem verba pra imprimir passaporte, sobrou pra escolinha. Ou melhor, não sobrou: as verbas, que vem minguando desde 2015, minguaram mais ainda. Ano passado os coordenadores do projeto tiveram que viajar bancando passagem e estadia. Este ano ficou pior ainda.

O jeito foi passar a sacolinha, abriram um projeto de financiamento coletivo para pagar 50% dos custos o resto eles se viram, e em último caso sempre dá pra vender plutônio pros líbios.

Por enquanto o projeto só arrecadou 4% da meta de R$ 15 mil, e a arrecadação vai até 16 de agosto.

Colabore, mostre que o Brasil pode odiar ciência mas nem todo brasileiro vive na terra plana. Se você puder doar, excelente. Se puder divulgar, melhor ainda (ok, melhor mesmo seria doar e divulgar).

Aqui o site do projeto de crowdfunding.

Relacionados: , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Maxnoob

    E a chama da esperança vai se apagando…
    Eu que não coloco filho nesse país.

    • Deni Carson de Souza

      Quem sabe se eles forem tatuados na testa algo sou vacilão a vaquinha alcança a meta?!

    • ditom

      Não há chama mais.
      Esse país é uma montanha russa. E acho que no final não tem trilho…
      Enquanto tiver larápio no governo (qualquer esfera que seja) querendo ferrar o povo e o futuro para se manter “incólume” não haverá salvação.

      • mr_rune

        Montanha russa tem altos.

  • Eu acho que a ciência que restar no Brasil, será analisar a composição da carne e o tempero que vai pro churrasco viu.

    • Deni Carson de Souza

      Ou pra pizza.

  • Christian Oliveira

    Era ruim antes, mas depois da turma do pato amarelo a coisa ficou preta.

    • Rafael Carvalho

      Errado: era ruim antes (PSDB) por isso votei na turma do “no meu palanque, corrupto não sobe” em 2002. E só. 2006, 2010 e 2014 votaram nos ladrões, de antes e de agora porque quiseram. Ou vai dizer que o PMDB só prestava quando foi amiguinho do PT por 3 mandatos e meio?

      Eu sei que o fanatismo leva a crer que Lula era um midas e tudo que tocava virava ouro (fruto das propagandas Goelbianas regadas a bilhões de verbas de propaganda e publicidade de marketeiros que agora estão presos, incluindo o ex de Maluf criador do mote “Rouba mas Faz”), mas querer dizer que conseguiu também o milagre de tornar honesto o PMDB por 13 anos é fanatismo demais… e pior: querer colocar a situação atual no país no ladrão do Temer, tirando a culpa de Dilma.

      O engraçado é parar pra lembrar que passamos 13 anos ouvindo que absolutamente tudo de ruim do país era “legado maldito” de FHC, e tudo de bom era obra de são Lula (até o plano real Lula queria roubar a autoria…), mas agora não: a crise que ABSOLUTAMENTE O PLANETA TERRA INTEIRO falou que estávamos, e que Dilma negou até o fim da eleição, é culpa dos outros. Dói ler essas coisas

      • Christian Oliveira

        Não, só não sou tão sonhador em achar que um único partido consegue se eleger e governar sozinho, como não é em nenhum lugar do mundo onde existam partidos. Não no nosso atual sistema, não na nossa atual formação do congresso.
        Se você se deu o mínimo de trabalho de consultar os indicadores, quaisquer, pode notar que houve uma melhora sensível entre um e outro, e um retrocesso agora.

        Ps: o PMDB é eminencia parda ja desde a era militar.
        ps2: Eleição é uma coisa, governar é outra.
        ps3: o isento é o primeiro a concordar com maioria.

        • Marcelo Eiras

          Petista típico. Adora defender mamatas com dinheiro dos pagadores de impostos e aquela organização criminosa travestida de partido.

          • Christian Oliveira

            votou nulo ou fez pior? votou no Aécio?

          • Inquisidor

            e indiferente pois muitas urnas já vieram com votos de fabrica, pessoas iam votar e já tinham votado.
            se zero pessoas votassem o resultado seria o mesmo, apuração secreta dos votos é crime.

          • Rafael Carvalho

            Essa parte ainda não é a pior. Eu considero pior Dilma ter colocado Dias Toffoli (ex-advogado do PT) como presidente do TSE meses antes da eleição e ele cancelar os testes públicos das urnas.

            Na contagem de votos, ele e seus ajudantes contaram isolados os últimos 10% (mandaram os delegados dos partidos saírem da sala). Todos confirmavam a derrota do PT. Toffoli deu a vitória apertada pra Dilma que, segundo ele, foi “uma virada sensacional”.

            Não é preciso hackear as urnas, você pode trocar isso por um ex-advogado do partido contando os votos.

            “Górpi”

          • Inquisidor

            sorte que eu não mando em nada, se não eu executava todos os involvidos

          • Christian Oliveira

            Já foi mesário?

            Não né! Senão saberia que temos que tirar a zeresima da urna, 3 vias, uma para o presidente da zona, um para representantes dos partidos e outro para o TSE. Se já haviam votado por vc, foi alguém com acesso a urna, provavelmente algum mesário.
            Na apuração. Mesma coisa, mais 3 vias com a totalização, destinadas para os mesmos.

          • Evandro Oliveira

            Christian, gostaria que você lesse muitas vezes a frase a seguir. Principalmente já que, depois de ler todos os comentários, vi que você trabalha com tecnologia. E após ter certeza absoluta que entendeu a frase, me responda à pergunta final:

            “A urna tira a zerésima exatamente da maneira que foi programada pra fazer. Ao encerrar a sessão ela cospe uma contagem dos votos, exatamente da forma que foi programada para fazer.”

            Você concorda que a urna só faz o que foi programada para fazer?

          • Christian Oliveira

            Exato, faz exatamente O que programarmos nela.
            Assim como o banco de dados, assim como o BI, assim como o front-end que apresenta os resultados.

            Se eu estivesse intencionado em adulterar o resultado de uma eleição ou de qualquer outro resultado que depende de tecnologia, faria isso onde fosse mais barato e menos trabalhoso.

            Me diz qual ponto vc escolheria?

            Pense que todos esses sistemas passam por auditorias diversas, muito deles envolvem mais de uma empresa.

            Dica: eu não escolheria a urna.

          • Mirai Densetsu

            Legal! Teria como mostrar de onde tirou essa informação?

      • Oberaldo Gilmentoo

        “Rouba mas faz” não foi para o Maluf, foi para Adhemar de Barros, bem antes do Maluf.
        Confundir isso não é muito problema, porque no fim das contas o Maluf e outros tantos merecem o mote.
        O problema é, se v. não sabia que essa frase não era para o Maluf, vem a dúvida, será que as outras coisas que v. falou não estão erradas, também?

  • Gustavo B.

    Não sei Cardoso.

    É necessário revisar exatamente qual o custo-benefício dessa viagem. O brasileiro não lida bem com “viagens de trabalho”.

    Digo isso porque o programa ciência sem fronteiras custava caro e parecia um intercâmbio de universitário festeiro.

    Me desculpe. Precisamos, primeiro,
    assegurar que se faça o básico direito, e ir progredindo dai.

    Difícil ter uma opinião sobre o tema sem dados objetivos de beneficio e de custo.

    • Christian Oliveira

      Baseado no que essa conclusão? Viajei a vida inteira a trabalho, eu e mais uma equipe inteira, pelas empresas que passei, muito trabalho e muito suor.
      Nem por isso nosso espírito festeiro atrapalhou qualquer projeto.

      • Gustavo B.

        Leia novamente o que eu escrevi e tenha a maturidade de não se sentir pessoalmente ofendido.

        Veja que citei o programa “ciência sem fronteiras”, cujos resultados foram lamentáveis. E não qualquer viagem de trabalho.

        Menos knee jerk reacion um pouco de reflexão, por favor.

        Programa de viagem para centros de excelência sem nenhuma vinculação de produção académica custeado pelo estado não me parece uma boa ideia.

        • Christian Oliveira

          Leia novamente o seu comentário e reflita se a sua conclusão realmente cabe para todos os estudantes e todos os brasileiros, seja maduro o suficiente para não generalizar.

          Da forma que escreveu, pareceu o Alexandre Frota desmerecendo estudantes, faculdades e tudo que esteja relacionado a isso.

          • Gustavo B.

            Não mesmo colega.

            Estou citando um programa específico estatal de envio de professores e cito como exemplo outro programa estatal de envio de alunos.

            Ambos sem nenhuma contrapartida acadêmica.

            Não entendo como querer discutir custo benefício pode ser algo tão vil. Chegou a me comparar com Alexandre Frota… é lamentável.

          • Christian Oliveira

            Continue “frotando”.

            Tem muita faculdade privada, empresa privada e muito estrangeiro que usa verba estatal e programas estatais para progredirem.

            Então seja mais objetivo no que diz e menos “Frota”.

          • Gustavo B.

            Acho que você deve ser um prodígio da academia, só pode.

            Meu querido, e daí que “existe muita empresa que usa verba estatal”, pra seja lá o que for. Precisamos de uma mentalidade de eficiência em investimento de educação.

            Os recursos são finitos e BEM ESCASSOS. Custo efetividade é a alma da boa administração pública.

            Como disse no meu primeiro post, não vi nenhuma contrapartida académica desses professores. Coloquei também que é difícil julgar o valor desse projeto sem acesso ao custo. Também me parece pouco tangível o benefício, visto que são professores de ensino médio.

            Você capitou agora a mensagem? Não se traduz as suas viagens de trabalho. QUE ATÉ AGORA VOCÊ NÃO NOTOU QUE ESTÃO SOBRE ASPAS.

            Se é que você as fez… porque acho difícil que um publicador indexado seja tão tacanho como você.

            Mas as vezes a gente se surpreende mesmo.

          • Rafael Rodrigues

            Um país que se dá ao luxo de ter quase um trilhão sonegado, sendo que 300bi são dívidas de menos de 1.000 empresas, não parece ser escasso de recursos.

            Como também não parece escasso um país que paga 10% ao ano de serviço da dívida.

            Bem como não parece escasso de recursos o único país do planeta que isenta lucros de dividendos, enquanto o celetista paga 27,5 de IR.

            Bom, como bom “intelectual” de direita, o distinto amigo deve ter um entendimento muito melhor que o meu.

            Deixe de ser bobo, rapaz! Um único prédio em Brasília gasta mais de mordomo e café por ano!

          • Gustavo B.

            Acho até engraçado me chamares de arauto da direita. Fica claro que não conhece meus posicionamentos, mas penso que absolutamente ninguém entrou aqui para saber o que EU penso.

            Eu defender custo-efetividade não é sinônimo de ser aquartelado nessa falsa dicotomia direita-esquerda. Tô mais pra perto do Bernie Sanders, se bem quer saber.

            Mas você representa o que eu acho de errado em nossa “esquerda” (vou usar esse termo que você parece se dar bem com ele).

            Eu nem me manifestei sobre a legislação tributária e você parece ter feito inúmeras insinuações sobre meu posicionamento.

            Quer você acredite ou não, o Brasil é um país pobre. Tem renda mal distribuída. Tem uma legislação tributária perversa que proporcionalmente os mais pobres paguem mais que os mais ricos, tem uma N elevada em Googleplexo, problemas.

            Mas não justifico um erro pelo outro. Qualquer real investido, deve ser bem investido. Acredito na educação pública, mas nunca fui rico pra esbanjar dinheiro. Me parece mais racional racionalizar o problema e buscar custo-efetividade EM TODOS OS INVESTIMENTOS PÚBLICOS.

            Lido com saúde e sei que um devaneio mal investido causa catástrofe e morte evitável por falta de recursos.

            Então, por favor, me poupe.

            Já vi que não tenho nada a ganhar em um troca contigo.

            Passar bem.

          • Ivan

            O problema é má aplicação dos recursos e não que que falte recursos.

          • Jean

            Sem contar a maldita corrupção….

          • Eduardo Serra

            Boa notícia: analfabetismo econômico tem cura. Confusão no 1: Estoque x Fluxo – So um imbecil pode achar que 300 bilhões de estoque de dívidas não pagas a cobrar resolvem o deficit público ou da previdência que rodam em 170 e 180 bilhões, respectivamente, em base anual. Confusão no 2: “um país que paga 10% ao ano de serviço da dividam – Tá até difícil de entender. A estupidez econômica do PT criou um desequilíbrio fiscal que levou a inflação em 12 meses a 10,67%, inflação cujo controle só pela política monetária exigiu uma taxa de juro cavalar. Aí vem um analfabeto econômico dizer que gasta-se muito com juros. Verdade, tudo graças a uns imbecis, que pegaram um país nos trilhos entregaram 12 milhões de desempregados. Confusão no 3 – Lucros, no Brasil, são taxados em 34% (25 % de IR e 9% de CSLL), uma das mais altas tributacoes do mundo entre países emergentes. Dividendos são isentos porque resultam de distribuição do resultado (lucro) que pagou impostos. Outros países tributar está renda mas, normalmente, tributar menos o lucro o que pode terminar dando no mesmo. Ou seja, a priori seu argumento eh falacioso ou irrelevante. Vamos conversando porque, como dizia o aliado do PT, Delfim Neto, com o tempo até o PT aprende. Abc,

          • Christian Oliveira

            Parece que você nunca ouviu falar no CPQD, na EMBRAPA, SENAI, nem nunca ouviu falar do Nicolelis.

            Então boa sorte no seu achismo froteriano da vala comum do senso mediano nacional, já que gosta de generalizações.

          • Gustavo B.

            Nossa cara, você está perdido.

            Mais senso comum que você está difícil.

            Você tem dificuldade tão grande de criar um argumento que está citando órgãos de ciência.

            Já tá patético Christian.

            Tu é fã da fosfoetanolamina imagino. Se for aí está tudo explicado.

          • Christian Oliveira

            não confunda CNPQ com CPQD, já descobriu quem é o Nicolelis?

          • Gustavo B.

            Me diz aí Christian. A fosfoetanolamina é o que?

          • Christian Oliveira

            Pois é, tem mais alguma frase de efeito própria, ou só essa mesmo?

          • Gustavo B.

            Frase de efeito?

            É só simples pergunta objetiva que você parece ter extrema dificuldade de responder.

          • Christian Oliveira

            Pergunta cretina resposta imbecil, já ouviu essa?

          • Gustavo B.

            “Sempre é mais prova de conceito e aprimoramento de processos, daí a se chegar num produto para o marqueteiro é um longo caminho.”

            Já se entregou mais que precisava. Tu lida com Tecnologia.

            Vai pegar um livreto de ciência para idiotas, porque meu filho é mas rigoroso em experimentação que você.

            Agora já está tudo explicado.

            Vem aqui dar um show de gostoso, sabe porra nenhuma da coisa.

          • Christian Oliveira

            sério que você descobriu sozinho que vivo de tecnologia, você não? pensei que era um blog de receitas aqui.

          • Gustavo B.

            Por isso que está falando tanta merda.

            Você está no maternal da ciência.

          • Christian Oliveira

            não rapaz, só precisa medir grau de qualquer coisa quem se comporta como criança.

          • Marcelo Eiras

            Se quiser saber quem é Nicolelis é só perguntar no TCU.

          • Christian Oliveira

            não acredita em politico, mas coloca todas as fichas no TCU, aquilo é governo também amigão, isenção passa longe.

          • Marcelo Eiras

            Nicolelis? O Eike Batista da ciência brasileira ? Aquele que mamou muito nas tetas do governo do PT e sumiu com os milhões doados pelo MEC para seu instituto que não saiu do papel e foi pego pelo TCU.

            Aquele que prometeu que um cadeirante ia dar o chute na copa com equipamento revolucionário e apareceu com um trambolho desengonçado com zero inovação mal copiado de outros e fez aquele papelão.

            Você votou no PT né? pode falar…

          • Christian Oliveira

            Em que parte da pesquisa científica que o produto dela é a armadura do homem de ferro.

            Dica: nunca é.

            Sempre é mais prova de conceito e aprimoramento de processos, daí a se chegar num produto para o marqueteiro é um longo caminho.

            Votei, assumidamente, posso provocar que você também:

            Você votou nulo?

            Se não votou nulo votou no Aécio, certo?

            Se votou nulo, obrigado a Dilmae agradece por ter engordado por tabela os votos válidos dela, se votou no Aécio, então foi enganado mesmo.

          • Marcelo Eiras

            Não existiu nada naquela palhaçada que fosse inédita. Nada que foi apresentado já não era conhecido de outros cientistas e de outros projetos de pesquisa.

            Não havia nada de inovador, foi apenas uma patética auto promoção pessoal para enganar quem não conhece o assunto. Talvez para tentar justificar as violentas mamadas que ele deu no dinheiro público na época do PT sem nenhum retorno. Desnecessário dizer que o Nicolelis é petista.

            Como cientista o Nicolelis é um ótimo marketeiro kibador, sua fama é notória no meio científico.

          • Christian Oliveira

            já ouviu falar de replicar experimentos? já ouvir falar em comprovar resultados experimentais? já ouviu falar em desenvolver melhores técnicas para experimentos já conhecidos? já descobriu pq a cada 18 meses a lei de Moore continua tendo peso?

          • Gustavo B.

            Eu disse que esse era teu metiê.

          • Lucas Ambrosio

            Li toda a discussão e concluo aqui:

            Christian não sabe argumentar, não tem argumentos, não tem capacidade cognitiva de entender argumentos apresentados por terceiros, se alguém falou “A” ele vai entender “B” e argumentar falando de “C”.

            Fim.

          • FTZ

            Obrigado.

          • Marcelo Eiras

            Replicar experimentos afirmando ser inovadores, revolucionários e inéditos na minha terra tem outro nome.

          • Christian Oliveira

            não, na tua terra, o que temos para hoje, pela falta de pioneirismo, é começar replicando, é ter como ponto de partida um papel secundário, é ir la fora e aprender com alguém que sabe um pouco mais.

            e sim conseguir replicar um experimento aqui, é motivo de orgulho sim, para nós é uma inovação.

            não sai na poli quem faz o pior tempo, certo?

            fazer o quê se a pessoa fica mais ligada no lanche que na visita ao museu.

  • cesar m

    Sinceramente! não sei no que agrega uma viagem dessas além de selfs e histórias de viagem, tenho muita vontade de concordar e até doar, mas, não me convenceu, “acho”, “eu acho” muito mais útil ao incentivo à ciência levar uma classe inteira ao zoológico ou planetário.

    • Rodrigo Cavalcante da Silva

      Como você se inspira? Como você inspira crianças?

      • Marcelo Eiras

        Se for assim eu também vou querer turismo 0800 para me “inspirar”. Fala sério.

        Não sei se nego é muito ingênuo ou professor de segundo grau.

      • cesar m

        (Eu não tive uma experiência muito boa na escola pública, só fui alfabetizado de verdade aos 14 anos no SENAI, e depois voltei no colegial a escola pública. Acho que a escola pública tem problemas insuperáveis enquanto for pública, “acho” que seria mais eficiente e barato se o Estado desse bolsa para todos os estudantes matricula-se em particulares e cobrasse resultados. É apenas minha opinião, sou cético quanto a consertar o Estado, aquilo que pode ser privado eu acho melhor que seja, a quem interessa que a escola seja pública, aos estudantes? a sociedade? Viajem para professor inspirar alunos de ciências, com as estatísticas de alfabetização que temos? Será ?
        Antes que alguém fale bobagens: O SENAI é privado, ele é gerido e mantido pela indústria mediante aliquota descontada no IPI)

        • ochateador

          Até os anos 80 ou 90 as escolas públicas do ensino fundamental e médio podiam ser consideradas as melhores do país. Depois disso a coisa desandou de vez.

          Sempre lembro dos meus pais e avós contando para mim.
          Se o professor mandava todo mundo calar a boca e escrever no caderno a tabuado do 1 ao 100, todo munda fazia isso antes de acabar a aula do dia e nem reclamava.
          Hoje se o professor manda fazer a tabuada do 1, no dia seguinte tem um monte de pais xingando o professor na secretaria porque ele está exigindo demais dos alunos…

          A minha sorte foi ter pego (talvez a última leva dos) professores do primeiro tipo. Mandam aluno calar a boca e fazer a lição senão reprovam de ano sem choro e nem vela. E se o pai vier reclamar o aluno toma expulsão.
          Já meu irmão está tendo professores do 2º tipo… então eu mesmo dou porrada nele para que o moleque aprenda as coisas e não fique reclamando de mixaria (e graças a deus meu irmão está aprendendo as coisas (ao contrário de muitos colegas dele)).

    • Porque formação continuada é ouvir longas e tediosas palestras sobre como temos que compreender o educando num viés sociológico com profundas reflexões paulofreireanas sobre como o professor deixou de ser o autor da ação e não pode ser o detentor do conhecimento em sala, já que ao corpo discente cabe os verdadeiros saberes de sua realidade.

      É isso? Quer ir ao zoológico e planetário? LEVE VOCÊ.

      • cesar m

        Bom, sobre isso tudo eu creio que a tecnologia assim como acabou com os orelhões telefônicos e com as cartas, irá um dia reduzir muito o número de professores. Quem já fez curso a distância no Damasio ou LFG sabe do que estou falando, aulas por vídeo conferência “na minha opinião” são o futuro, um professor (gênio) como Pedro Taques ou o Renato Brasileiro dão aula para 20.000 alunos em 40 minutos e você aprende coisas que em 5 anos estudando você nunca tinha sonhado. Não vejo porque a partir de uma certa idade das crianças (uns 10 anos) o Estado não poderia fazer o mesmo, disponibilizar as aulas de professores fodasticos para que os alunos em sala de aula e até em casa pudessem aprender, serve para quem tiver maturidade e quiser, agora quem não quer aprender não aprende mesmo, mesmo indo a uma escola. Até os anos 50 (+ ou – eu não sei a data) existia a profissão de cantor de rádio, pois, não existia a gravação, com o advento da gravação de discos o cantor canta uma vez e a gravação é reproduzida indefinidamente nas rádios, e isso trouxe uma massificação em que TODA sociedade ganhou, agora eu pergunto: com a possibilidade hoje de se gravar ótimas, otimizadas e fodasticas aulas com os melhores dos melhores professores e disponibilizar isso na internet e nas escolas, será que precisamos de professores dando a mesma aula dia após dia, falando a mesma coisa para uma, duas, três classes, repetindo o que fazia as cantoras do rádio dos anos 50?
        Claro que isso não acontecerá de uma só vez, será progressivo e adaptável, por isso não precisa me agredir, é só uma opinião que eu tenho, e outra, a apeoespe é um dos sindicatos mais fortes que existe e não será fácil.

        • “eu creio que a tecnologia assim como acabou com os orelhões telefônicos e com as cartas, irá um dia reduzir muito o número de professores”

          Sim, claro. E quem vai produzir e ensinar o conteúdo nas internétes da vida será Nosso Senhor Jesus, certo?.

          “Quem já fez curso a distância no Damasio ou LFG sabe do que estou falando”

          E quem ensina à distância deve ser marceneiro. Curso à distância é ótimo. Até a hora que vc tiver dúvidas.

          “aulas por vídeo conferência “na minha opinião” são o futuro”

          HASHSUAHUSAHUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

          “um professor (gênio) como Pedro Taques ou o Renato Brasileiro dão aula para 20.000 alunos em 40 minutos e você aprende coisas que em 5 anos estudando você nunca tinha sonhado”

          Faz uma prova que eu quero ver.

          “Não vejo porque a partir de uma certa idade das crianças (uns 10 anos) o Estado não poderia fazer o mesmo”

          Porque crianças não s~]ao adultos. Elas não vão ficar 2h oras sentadas olhando para uma tela de computador, gênio.

          “disponibilizar as aulas de professores fodasticos para que os alunos em sala de aula e até em casa pudessem aprender”

          Veja o Manual do Mundo. Todos adoram. Claro! Não tem prova, não tem teste, não tem exercício e não tem aprendizado;. Tem? Deixa eu aplicar uma prova. Se aprendeu, vai saber resolver, certo?

          “serve para quem tiver maturidade e quiser”

          HUAHUSAHSAHAHAHAHAHAHAHHAHA

          Filho, isso se chama autodidata. E não funciona com todo mundo, mesmo querendo.

          “agora quem não quer aprender não aprende mesmo, mesmo indo a uma escola.”

          Parabéns, Flipper. Tome uma sardinha!

          “Até os anos 50 (+ ou – eu não sei a data) existia a profissão de cantor de rádio, pois, não existia a gravação”

          Sim, claro. Sabe o qu existia? Professores. Sabe o que existia em 5000 AEC? Professores. Sabe o que existirá em 5000 EC? Professores.

          É incrível como pessoalzinho realmente odeia professor.

          “com o advento da gravação de discos o cantor canta uma vez e a gravação é reproduzida indefinidamente nas rádios”

          Mas a profissão de cantor ainda existe e fazendo turnê. Quantas turnês a Emilinha Borba fez pela EUropana década de 1950?

          “com a possibilidade hoje de se gravar ótimas, otimizadas e fodasticas aulas com os melhores dos melhores professores e disponibilizar isso na internet e nas escolas, será que precisamos de professores dando a mesma aula dia após dia, falando a mesma coisa para uma, duas, três classes, repetindo o que fazia as cantoras do rádio dos anos 50?”

          Ei, professor! Não entendi. Aí vc repete o vídeo. Vc está chamando o aluno de surdo. A ralezinha não entende que quando vc explica e o aluno não entende, vc explica de outro modo, faz atividade, exercício de fixação.

          mas não! O sonho molhado de vocês é ficar longe disso;. Aí chega no ENEM e se fode. Mas HEY viu o vídeo no tubo. Seus “professores fodásticos” são tão fodásticos assim que faz aprender por osmose? Acho que não, hein?

          “Claro que isso não acontecerá de uma só vez, será progressivo e adaptável”

          Estou ouvindo esse papo jhá séculos. Falaram que Khan Academy (aquelas aulinhas bosta) são o máximo. Não são.

          “por isso não precisa me agredir, é só uma opinião que eu tenho”

          Não vou lhe agredir só porque sua opinião é burra, estúpida e totalmente fora de sentido, digna de aluno preguiçoso que odeia professor e sonha ficar em casa na frente de um computador, disputando a atenção entre um video sem parar com o Facebook.

          Ah,sim. Tb disseram que distribuição em massa de livros ia tornar professores obsoletos. Boa sorte!

          “e outra, a apeoespe é um dos sindicatos mais fortes que existe e não será fácil.”

          Caguei pros sindicatos. Nenhum sindicato me ajudou em nada e no Rio, sindicato de professores é presidido por dono de colégio.

          Apeoesp de cobre é lantaneto de ródio.

          • cesar m

            Amigo! excelente, sua explanação é muito boa, mas, não me convenceu, ok! tenha um bom dia!

          • Reinaldo Matos

            Educação a distância é o futuro…

            Acho que vou estudar Medicina EAD, assistindo umas aulinhas online e pronto…
            Pra que praticar? Por que eu vou pra faculdade aprender a segurar um bisturi, fazer uma incisão em um cadáver, saber onde ficam os orgão, as texturas dos tecidos para saber como todo o aparelhato médico deve ser manuseado, e pra que servem?

            Acho que vou comprar um porco e praticar em casa mesmo, afinal, é o futuro…

            É cada uma que aparece…

        • ochateador

          Crianças sempre vão precisar de ensino presencial.
          Pois é somente ao vivo que aprendemos certos detalhes ou conseguimos tirar dúvidas. Nenhum professor consegue identificar o bom e o mau aluno a distância e o mesmo professor não consegue avaliar a aptidão dos alunos da sala a distância (e se ele não consegue avaliar a aptidão da sala ele não consegue montar a aula corretamente para fazer com que todos aprendam).

          • cesar m

            Concordo com você, a sala de aula, especialmente para as crianças é imprescindível, mas, imagino que videos bem feitos com experiências sendo executadas e exemplos sendo mostrados, tudo em uma grande tela, com o auxílio e a intervenção de um professor na sala de aula, seria muito mais facilmente recordado e a partir de uma certa idade e com o tempo, as aulas gravadas ou não presenciais iriam se ampliando dentro do currículo. Como eu disse lá em cima, eu creio que com o avanço da tecnologia o número de professores irá “reduzir” pois boa parte do currículo deverá ser preenchido por aulas não presenciais, e o papel do professor irá desde “ser auxiliado” por vídeos, passando por “auxiliar” os vídeos até que para o colegial por exemplo só existir aulas não presenciais e disponibilizar professor apenas para tirar dúvidas.
            Milhares de pessoas aprendem hoje por videoconferência, quem não conhece deveria conhecer, agora em que medida isso irá chegar!? Se serve para todo mundo!? Eu sinceramente não sei, mas, sei que é bom, sei que tem grande potencial de ajudar no ensino, e sei que pode reduzir custos.

        • Oberaldo Gilmentoo

          epa, um jurídico!

  • Guilherme

    Legal a iniciativa Cardoso. Doação feita.

  • Calvin Coisa Ruim

    Eu doei. Meus cem caraminguás vão ser mais bem aplicados nesse projeto do que no que eu pago de impostos, mesmo que os professores tomem tudo em cachaça.
    E eu ainda ganho uma caneta e duas canecas.

  • Marcelo Eiras

    Ok. Mas quem me garante que está viagem dos professores de nível médio ao CERN não é um variante do turismo sem fronteiras ?

    Existe uma grade curricular, colocar professores de ensino médio a ter contato com ciências de ponta não faz muito sentido.

    Afinal ele vai continuar ensinando o mesmo rame rame indo ou não ao CERN. Para os alunos não faz diferença o professor ter ido ao CERN ou um simples vídeo quase institucional da instalacao.

    • Christian Oliveira

      Qual o sentido em levar crianças para um observatório, para demonstrar assuntos que eles talvez sonhem em entender algum dia?

      • Marcelo Eiras

        Acho que basicamente o mesmo que levar professores de ensino médio… Turismo e diversão 0800 com dinheiro dos pagadores de impostos.

        • Christian Oliveira

          Claro, Cardoso coloca mais uma prova na conta, brasileiros não gostam de ciência, a começar pelas visitas a museus, observatórios, etc, etc.
          Não sei se sou privilegiado ou se estava acordado no dia certo, mas são exatamente esses eventos que se cultiva o interesse na ciência, onde começou o meu e onde começou o de muita gente que gosta do assunto.

          • Gustavo B.

            Seja consistente cara.

            Para de distorcer as coisas. Se tu fosse um cientista de verdade não estaria fazendo esse escândalo quando alguém questiona a eficácia da intervenção. Ou o custo da intervenção.

            Eu estou morrendo de curiosidade pra ler o que você escreve academicamente.

            Na ciência a hipótese nula não é de que tanto faz ir ou não do observatório, ou no turismo sem fronteiras, ou no “passeio estatal” a pinda monhengaba?

            Muito me admira um cientista não ficar curioso com a eficácia. Não aceita nem essa hipótese como verossimil.

            É sério. É sui generis esse “pensamento cientifico”.

          • Christian Oliveira

            kkkk como fala difícil, vou no popular, você não conhece nem de política de incentivos e quer ler um artigo académico? Volta duas casas porfa.

          • Gustavo B.

            Sério agora.

            Responde alguma coisa. Você acha que alguma métrica de retorno deve existir, ou isso deve ser feito ser essa perspectiva?

          • Christian Oliveira

            Rapaz o mundo é cinza, ciência é subjetiva, não é tangível como fazer um móvel.

          • Gustavo B.

            Como eu disse antes.

            Vai pegar um livreto de ciência básica.

            Desenvolvimento tecnológico tem outra lógica de funcionamento.

            Ciência não é subjetiva. Lida com observação, medida, questionamento, reprodução, criação de modelo com capacidade preditiva.

            Isso é ciencia.

            Fazer produtos é outra coisa.

          • Christian Oliveira

            nossa foi dar uma googlada, não amiguinho uma descoberta pode não ter significado algum, pode ficar inerte por anos, até que um dia alguém faz uma segunda descoberta: dar uma utilidade para ela.

          • Oberaldo Gilmentoo

            v. estava indo bem, mas dizer que “ciência é subjetiva” foi suicídio.

          • Marcelo Eiras

            O professor de segundo precisa de dinheiro dos pagadores de impostos para fazer turismo travestido de estímulo científico para despertar o interesse nas ciências ?!

            Tá de gozação, né?

            Quer incentivar o gosto pela ciência, invista em laboratórios nas escolas públicas e excursões de alunos em universidades e centros de pesquisa.

            Se os professores querem passear que o façam com seu próprio dinheiro e não venham de caô para cima de mim.

          • Christian Oliveira

            Sim, para se focar, hoje ele é professor de segundo ano, amanhã ele pode estar fazendo um mestrado ou um doutorado, numa troca de informações desta ele pode focar sua pesquisa com uma boa fonte de informações ou troca de resultados.

          • Marcelo Eiras

            Claro eles podem se tornar até o novo Einstein. Mas como professor de segundo grau visitando o CERN ele não está fazendo muito mais que turismo com dinheiro dos pagadores de impostos.

          • Christian Oliveira

            obrigado por concordar comigo.

            se uma passagem de avião e meia dúzia de birita foi o suficiente para despertar que o Einstein é o Einstein, então ficou bem barato.

          • Oberaldo Gilmentoo

            difícil… em áreas como física, o cara que saiu da universidade para dar aula não volta para mestrado

          • Ivan

            só se quiser ter uma vida sossegada dai tem que fazer doutorado pra entrar em uma universidade publica

      • Xultz

        Verdade. Pensando bem, qual é o sentido de ensinar ciências para as crianças, se no final das contas elas só querem mesmo é ver vídeos de funk no Youtube. Melhor seria fechar de uma vez todas as escolas e dar uma conta no Youtube prá cada uma.

    • Gustavo B.

      Também tracei o paralelo com esse outro frustro programa do governo federal.

    • Bruno Santos

      Concordo ctg, professor de EM não vai motivar seus alunos so pq foi ao CERN, alunos raramente vão ligar para isso. Acho que deviam revisar isso, ter como alvo pesquisadores.

    • QED.

      • alvaro lordelo

        Translation please!

        • Salles Magalhaes

          Qed = “comos queríamos demonstrar”

          • alvaro lordelo

            Obrigado!

        • Oberaldo Gilmentoo

          ctrl-N g qed

    • RSPeres

      “…turismo sem fronteiras ?…”. Sério mesmo?

      • Não, ele não está errado. mas o “Ciências sem fronteiras” virou “turismo sem fronteiras” porque o governo jogava os cientistas lá fora sem nenhum apoio., Aliás, tia Dilma cortou o programa no meio. Automaticamente, todos os cientistas que estavam lá fora viraram ilegais, com as universidades implorando pro governo brasileiro resolver isso.

        • Marcelo Eiras

          Fora os alunos que iam para os o exterior sem saber o mínimo aceitável da língua local e ficavam postando fotos fazendo de tudo menos estudando.
          Turismo puro e simples com dinheiro dos pagadores de impostos.

          • Ivan

            Teve um grupo de alunos do turismo sem fronteiras que montou grupo de pagode e foi fazer turne pela europa kkk

          • Marcelo Eiras

            Sim, o grupo se chama Samba Rousseff, em homenagem aquela vagabunda da Dilma.


            https://oglobo.globo.com/sociedade/educacao/grupo-samba-rousseff-formado-por-bolsistas-do-ciencia-sem-fronteiras-fez-turne-na-europa-13988423

            Se o grupo de professores conseguirem grana para o turismo no CERN podem fazer o mesmo, inclusive podem cantar “Malandro É Malandro E Mané É Mané” do Bezerra da Silva =D

          • Rodrigo

            O que o comportamento sexual da Dilma tem a ver com sua capacidade de gestão?

          • Marcelo Eiras

            Capacidade de gestão ?!?! Hahaha uahuah kkkkkk

            Puta merda cara como você fazia para passar vergonha antes da internet ?

            Passadena, Africa, estocar vento, desoneração fiscal, dilmês, pedaladas fiscais(crime), falsificação de dados econômicos (crime), falsificar currículo (crime) petr4 a 4 reais, falência da lojinha de 1,99, etc…


            https://www.linkedin.com/pulse/10-erros-fatais-que-fariam-dilma-ser-demitida-de-qualquer-marc-tawil

          • Rodrigo

            E ainda falam mal do MOBRAL, veja só, você até conseguiu fazer faculdade de técnico de pecê. Pena que ainda não sabe interpretar um texto adequadamente. Mas você chega lá.

            Quer dizer então que uma vagabunda/vadia tem baixa capacidade de gestão, já uma mulher que não é vagabunda/vadia tem uma alta capacidade de gestão, é isso que você quer dizer?

            Mas creio que você só curta xingamentos misóginos porque é um lixo de pessoa mesmo.

          • Marcelo Eiras

            Você é retardo ou só quer aparecer apoiador de facção criminosa travestido de partido ?

            Vagabunda de nunca ter trabalhado por mérito próprio, apenas por apadrinhamento ou como poste do Lula.

            Além disso não passava de um terrorista assaltante de banco.

            Agora vá protestar em troca de R$ 30 contos é um sanduíche de mortadela.

          • Rodrigo

            Opa! Agora tão pagando 30 reais também? Agora que volto a protestar mesmo!

  • black kamen rider

    A ideia é lançar uma fundação, desvinculada do governo que apoie ciência e projetos científicos, e deixar isso bem claro aí talvez as arrecadações aumentem.

  • Victor

    Isso tá parecendo uns conhecidos q vão em infindáveis congressos ao redor do mundo, pagos com dinheiro público, para fazer network e q no fundo em nada agregam a própria produção acadêmica. É basicamente um passeio bancado pelo estado sem contrapartida.

  • Gradash

    Na real um dos maiores problemas da ciência brasuca são os próprios ciêntistas que não aceitam financiamento fora do governo, EUA nem investe tanto assim (em relação ao PiB) em ciência,, porém os ricaços de lá vendo que o governo investe pouco doam fortunas.

    É a máxima da desculpa “é obrigação do governo fazer, não minha.”

    A única obrigação do governo é explodir e levar todos os seus políticos juntos para o inferno (sem exceções, se o vagabundo foi para a politica é bandido). Vide que no EUA tem muito mais caridade que na Europa e o motivo apontado para isto nas pesquisas era como o governo não coloca um centavo em wealth state, a população se sente obrigada a ajudar os pobres, fazendo que miseráveis no EUA tenha uma qualidade de vida melhor que na Europa onde ninguém ajuda e pois tem a desculpa que é dever do governo fazer isto, e desde quando governo faz algo eficiente além de roubar os outros?

    • ricms

      Essa caridade só tem um nome. Dedução de impostos.

      • Essa dedução de impostos tem outra finalidade: propriedade intelectual sobre a pesquisa financiada.

    • Ivan

      Pelo menos em universidades é muito complicado vc fazer doações, não é que cientistas não querem acho que querem e muito dinheiro para as pesquias, mas a burocracia e leis impedem isso.

    • No caso do financiamento, ninguém é santo. Ricos que financiam pesquisas visam duas coisas: 1- dedução de impostos e 2- propriedade intelectual sobre a pesquisa.
      Por isso que muitos cientistas não aceitam financiamento privado.
      PS.: Não sou contra o financiamento privado.

      • Gradash

        A parte mais interessante:

        1 – Dedução de Impostos: Culpa do governo que cobra impostos, que em qualquer outro situação fora de um governo fazendo setia considerado, máfia, crime, extorsão, roubo, etc.
        2 – Propriedade Intelectual: Um sistema criado por governos monarquistas absolutistas com o objetivo de impedir que pessoas comum criassem coisas que poderia trazer problemas para o rei, ou seja uma forma de vigilância governamental.

        Interessante que tudo que é merda que existe, tem o dedo podre de governos metido no meio.

        • Desculpa, mas eu queria entender o seu ponto.
          1- Se existe um governo ele precisa arrecadar. Como arrecadaria se não for por impostos? (observe, não estou entrando no mérito do valor do imposto / quantidade / justiça dos mesmos).
          2- Como eu deter uma propriedade intelectual sobre uma invenção / pesquisa / evolução / produto que sejam meus podem prejudicar alguém?
          Como eu disse antes, não sou contra o financiamento privado, mas há de se convir que, se há incentivo, tudo fica melhor.

          • Gradash

            1 – Empresas precisam arrecadar, e elas forçam você a comprar o produto delas a força e com coerção? Não elas apenas prestam um ótimo serviço e você compra por que quer.

            2 – Assim como a estrada do inferno é feita com degraus escritos “boas intensões” os direitos autorais são “boas intensões”, que no final foi usados para coisas horríveis. Como resolver este problema? Não sei, não sou um Deus onisciente que sabe tudo, assim como até onde eu sei você também não deve ser e assim como qualquer FDP que tem no governo, a melhor forma é deixar o mercado via seleção natural resolver este problema. Muitos vão tentar e a gigante maioria falhar, mas só precisa que um crie o sistema que funciona. O mercado é tão eficiente exatamente por que ele usa a seleção natural o tempo todo, o que o governo faz é acabar com isto. Acha que grandes empresas pagam políticos por que? Eles querem impedir a seleção natural do mercado via regulamentações e decretos, criando assim um oligopólio e uma plutocracia. Todo o problema pode ser resolvido pelo mercado, você só precisa de liberdade de pensamento, liberdade para agir e tempo.

  • -_-

    Doei cem reais. Felizmente não li os comentários antes, senão era capaz do pessimismo ter me contaminado antes de doar.

    • e é por isso que estas iniciativas nunca vai para frente, por causa deste bando de retardonautas que só faz tirar a vontade das pessoas ajudarem projetos sérios.

    • vc é burro?

      • -_-

        Bom, estudei em escola pública a vida inteira, até o mestrado. Graças a isso, consegui ótimos empregos, viajei bastante, tenho muito conforto até hoje.

        Infelizmente, nunca consegui agradecer pessoalmente todos os professores que tive (quase todos aposentados ou falecidos hoje). Mas acho que faria melhor ainda se pudesse tentar, nem que fosse um pouco, ajudar os professores de hoje, que com certeza tem um trabalho muito mais ingrato que os professores da minha época.

  • Eu cunhei a frase “O Brasileiro Médio Odeia Ciência”

    Certos comentários aqui provam que eu estou certo.

    Aliás, eu estar certo não é novidade, o que não quer dizer muito já que eu aponto o óbvio que vocês se recusam a aceitar.

    Por que levar professores para o CERN? Formação continuada é ouvir palestra de pedagogos falando merda. Para que os alunos vão a um planetário? Para que ensinar a ler e a escrever?

    Enquanto isso, um monte de babacas como eu que não só lecionam como mantenho um blog de ciência somos considerados inúteis. Bom mesmo é o babaca que toma banho de nutella que vocês, comentaristas retardados, tanto criticam, mas só fazem dar audiência a eles, não compartilhando um mísero link de divulgação científica (mas eu divulgo, me falarão. MENTIRA!)

    Vcs adoram zueira e arrumar alguma desculpinha para voltar na briguinha Meu Político Ladrão é melhor que o Seu Político Ladrão. Falam de divulgação científica e importância do colégio, mas na hora que filhão tira nota baixa, correm pra ameaçar os coordenadores.

    Hipócritas, é isso que as áreas de comentários estão cheias, e Meio Bit não é diferente.

    • alvaro lordelo

      Bolsonaro2018

      • Desculpe, não curto nazistas

        • alvaro lordelo

          Eu pensei ter escrito bolsonaro e não Adolf Hitler 😉

          • Você pensa?

          • alvaro lordelo

            Penso, logo existo! Mas assim como eu desconheço esses fatos por favor queira elucidar, quais são os fatos que o levaram a acreditar que bolsonaro é um nazista.

          • Jefferson Viana

            Com certeza ele não é, mas a única proposta que eu pesquisei dele sobre educação é militarizar as escolas,

          • SiouxBR

            Bom, vários filhos de amigos meus estudam em escolas militares e a qualidade do ensino lá é ótima. E quem se forma lá passa em qualquer vestibular.

            Claro, alguns vão reclamar que lá a disciplina é rígida, ensinam ética e patriotismo, alunos não podem fumar um cigarrinho, professores não podem fazer lavagem cerebral nos alunos ensinando que o PSOL é a solução pra tudo, etc.

            Mas ainda acho que é de lugares assim e não de escolas “liberais” que sairão as pessoas que ainda podem ajudar esse país a sair do fundo do poço em que se meteu…

          • Jefferson Viana

            Cara como alunos de famílias desestruturadas com problemas de comportamento por causa disso vão continuar sendo expulsos , fácil quando é locais propícios, no coroadinho em são luis ou morro do alemão que é complicado, e sobre “passar” em qualquer vestibular, não existe o vestibular, mas colocar escola militar em presa de porco ou palestina no brasil que eu quero ver.

          • SiouxBR

            Pois o Brasil está essa [email protected] justamente por conta desse pensamento: vamos dar um lixo de ensino pro coitadinho do morro com família desestruturada não descobrir que a vida dele é um lixo.

            Ao invés de obrigá-lo a se esforçar, vamos baixar a qualidade. Ao invés de português e matemática vamos ensinar Carl Marx e a idolatrar Che Guevara.

            Na década de 70, quando estudei, o ensino era rígido e esses lixos eram exceção. Por conta dessa “inclusão social” essa exceção virou regra.

            Hoje temos um ensino com “padrão PT de qualidade” e alunos chegando a faculdade semi-analfabetos. Os mesmos que só passam devido a cotas.

            Mas tudo bem, graças a nossa querida esquerda e seus simpatizantes, vamos em breve nos tornar uma Venezuela, o paraíso do sonho bolivariano…

          • Jefferson Viana

            O padrão do ensino do brasil não é “PT de qualidade”, é padrão brasil de qualidade, o brasil nunca,nunca teve uma educação de qualidade em escolas publicas, salvo algumas exceções , agora eu te garanto, o ensino pode até melhorar de qualidade sim, mas a evasão escolar aumentaria imensamente,educação é um dos problemas doo brasil, o principal na minha opinião, mas não único, Einstein era uma aluno que não se dava bem com autoridades, foi considerado aluno rebelde, mas apenas por que não aceitava a autoridade do ensino dos professores apenas por que estes eram professores, ele sempre arguia professores pelo motivo das coisas. Eu estudei meu segundo grau em uma ótima escola particular, o diferença era gritante em relação a publica. Agora vejamos os exemplos pelo mundo, qual lugar do mundo temos todas as escolas militarizadas? de cabeça que eu saiba coreia do norte. Noruega, Suécia, japão, coreia do sul( esse exemplo é por demais interessante , entre anos 50 e 60 brasil e coreia do sul tinham o mesmo péssimo nível educacional, agora o que aconteceu lá diferente daqui foi justamente a valorização da educação das futuras gerações tanto pela sociedade como pelos politicos)., etc…, qualquer país com ótimas escolas escolas, sem necessidades de repostas fáceis e erradas pra problemas difíceis e complexos. Mas seria interessante ver ele como ele conseguiria convencer politicos pra federalizar e militarizar escolas municipais, estaduais etc, e fazer essa mudança administrativa em escala nacional.

          • Jefferson Viana

            “Ao invés de obrigá-lo a se esforçar, vamos baixar a qualidade. Ao invés de português e matemática vamos ensinar Carl Marx e a idolatrar Che Guevara.”
            Ou vc não conhece as realidades da sociedade e das escolas brasileiras ou apenas não sabe do que fala. Muito dos meus colegas hoje dão aula em escolas publicas de bairros ferrados, é impossível “obrigar ” uma menina de 12 anos a se esforça se o pai é um bêbado que bate nela no meio da rua toda vez que bebe pra “disciplinar ” por causa das roupas que usa e sua mãe não liga nenhum um pouco pra ela , esculacha e xinga, fala com a propria filha que ela não presta , que vai ser uma p…, vadia, etc.., sendo a única pessoa que tenta ter empatia e colocar alguma coisa de bom na cabeça da menina é o professor. E ISSO é apenas um caso de varios desses que acontecem todos os dias em todas as escolas pobres desses país. Por mim poderia prender país relapsos, que não se importam com a educação dos filhos são tão criminosos como os que espancam pra “educar”.

          • Pergunta pra algum aluno médio o que é mais valia e luta de classes, duvido responderem, nem Carl Marx ensinam direito, batem no Paulo Freire mas nem aos pés dele chegamos ainda, e tem essa questão social e familiar que só puxa pra baixo a malfadada situação dos alunos

          • Danilo

            Lembrei agora da reforma da língua portuguesa…. que foi feita pq “os brasileiros não conseguem dominar o Português”. Com esse ensino, o brasileiro não consegue dominar É NADA!

            Lembro até que estavam cogitando mudar tudo mesmo, e simplificar ao máximo o português (ou seria… criar o Brasileiro?!), ainda bem que alguém barrou essa idéia imbecil.

            Seria o mesmo que ensinar matemática básica pq eles não aprendem nada além disso, ou melhor, é isso que acontece aqui! Vi uma prova de colegial de Matemática na China e parecia matemática de curso de engenharia… PQ SERÁ?
            Será q é pq o garoto brasileiro pode ir fumado/cheirado/bêbado/com faca/com arma pra sala de aula.. e MESMO ASSIM ele passa de ano?

            Revoltante :/

          • Reinaldo Matos

            “Lembrei agora da reforma da língua portuguesa…. que foi feita pq “os
            brasileiros não conseguem dominar o Português”. Com esse ensino, o
            brasileiro não consegue dominar É NADA!”

            Cara, vai parecer piada o que vou escrever agora…
            Trabalhei em um projeto para uma companhia concessionária de energia elétrica aqui no Rio Grande do Sul.

            Descrição Resumida do Projeto:
            – Em caso de falta de luz no bairro, o cliente poderia enviar um SMS para a concessionaria, com a palavra “Luz” e o NUC (numero da unidade consumidora), ex: “Luz 435764”. Recebendo essa mensagem, automaticamente o sistema abria uma Ordem de Serviço de acordo com alguns outros parametros, que não vem ao caso agora, mas na maioria dos caso, um carro ia para o local ver o que aconteceu.

            Depois que entregamos o projeto, foi aberto uma solicitação de “melhoria” neste projeto para que, além de aceitar sms no modelo “Luz + Nuc”, também aceite “LUS + Nuc”… Isso mesmo, tivemos que fazer o sistema aceitar também LUS, porque os clientes não sabiam escrever uma palavra de UMA SILABA, e depois ligavam para a central reclamando que o serviço não funcionava.

          • Putz…

          • Guilherme Rezende

            Na década de 70 quase ninguém estava na escola. Era um sistema excludente, em muitos lugares do Brasil não haviam escolas e as escolas eliminavam os alunos que tinham dificuldades. Ou seja, a escola não era boa, ela simplesmente excluía os que tinham dificuldade. Uma boa escola é aquela que permite que mesmo os com dificuldades avancem.

            Tem muita gente que prefere voltar a esse modelo antigo por achar que era melhor, mas isso não é verdade. Todos os países desenvolvidos evoluíram pela democratização da educação. Quanto mais gente estudando você provavelmente vai ter uma média pior que você tinha antes, mas você vai ter um número muito maior de pessoas qualificadas, mesmo acima dos níveis anteriores.

            A gente fica com a impressão que a educação piorou porque olha pra essa média, mas o problema é que antes a média não estava sendo bem feita, não estavam contando as pessoas analfabetas e fora da escola.

            O maior problema da educação no Brasil é que a sociedade realmente ainda não se interessou por ela. As pessoas dizem achar a educação importante, mas quando o assunto é gastar tempo ou dinheiro com educação, poucos estão dispostos a fazê-lo.

            Outro problema é pedagógico. Os professores no Brasil são em geral os que eram os piores alunos e os cursos de pedagogia e licenciatura em geral são muito atrasados em comparação ao resto do mundo. Mesmo as escolas particulares mais caras no Brasil são muito ruins. O critério que elas se avaliam é passar no Enem ou vestibular. Mas do ponto de vista internacional as escolas privadas brasileiras estão piores que as escolas públicas medianas de países desenvolvidas. A escola privada brasileira não pode ser vista como de qualidade.

            É possível melhorar a educação no Brasil, temos bons exemplos como o caso do Ceará que em 10 anos com um programa de metas e um currículo bem definido está com várias escolas entre as melhores do Brasil. Mas é preciso que tenha vontade política, é preciso que tenha algum candidato que ganhe eleição com uma proposta clara de um projeto de educação cujos resultados só vem depois de uns 10 ou 20 anos. Até hoje só teve um candidato com um programa assim que foi o Cristóvam Buarque, acho que em 2006 ou 2010. Não ganhou a eleição… Aparentemente educação não dá votos.

          • SiouxBR

            Guilherme,
            Estudei na década de 70 e minha mãe e meus tios/tias eram professores em diversas cidades do RS. Por conta disso, acompanhava bem de perto a realidade da educação do estado (não posso falar sobre o resto do país).

            A qualidade era muito superior a atual (em termos de conteúdo programático, não na forma de ensino) e só não ia para a escola quem não queria (ainda mais com o programa de merenda escolar que fornecia café da manhã e almoço para os alunos).

            E sobre a escola excluir os com dificuldades, discordo de você: só era expulso quem era realmente problemático (você precisa aprontar muito para isso acontecer).

            E concordo com você sobre a qualidade dos professores ser baixa. Mas isso só acontece nas escolas públicas municipais/estaduais, criadas justamente para aqueles alunos que não tinham condições de ir para escolas federais/militares.

            Nas escolas federais/militares os professores são de primeira e a exigência para os alunos é muito alta. Um “problema” sério é que precisaríamos ter mais escolas desse nível.

            E sobre o Cristóvam Buarque, ele foi RE-eleito governador por que fez o pior governo que o DF conheceu (ele quase quebrou o estado durante o seu primeiro mandato como gevernador). Foi eleito posteriormente para senador onde está até hoje com seus discursos demagógicos sem nenhum resultado prático.

          • Jean

            Eu servi um tempo em um colégio militar ( recruta da ccsv, não aluno ) e o que eu notei é que se a aula tem 50 minutos, são 50 minutos ensinando, etc. Minha esposa calculou esses dias a aula dela na estadual, de 50 minutos conseguiu usar apenas 20, o resto foi tentando “dominar a sala”.
            O pai militar, por perfil, é muito mais preocupado com a educação e cobra diciplina do filho. Na pública geralmente não.
            Claro, eu não sou especialista em porra nenhuma, só falando o que eu notei.
            Na primeira reunião de escola pública da minha filha eu presenciei um pai cobrando o diretor para acelerar porque ia começar a novela…no outro dia eu coloquei minha filha na particular, mesmo sendo ano inicial. A diferença da qualidade dos pais é gritante.

          • Reinaldo Matos

            Concordo contigo, porém, muito cuidado com afirmações como esta abaixo:

            “no outro dia eu coloquei minha filha na particular, mesmo sendo ano inicial. A diferença da qualidade dos pais é gritante.”

            Claro que a qualidade de um colégio particular tende a ser melhor do que no ensino publico, porém, enquanto temos pais que estão mais preocupados “chegar em casa a tempo de assistir a novela”, em colégios particulares, não são poucos os casos de pais que acham que por estarem PAGANDO, acham que são donos e ditam as regras.
            Minha irmã já deu aula nas duas situações, colégios públicos e colégios particulares, e não foram poucas as vezes que ela comentava das reuniões com pais, onde escutava coisas como “Isso é dever de vocês, pra isso que a gente paga mensalidade”.
            E pior do que isso, é quando essa mentalidade é passada para os filhos… Não menos raro foram as vezes que ela escutou esse mesmo argumento de “meu pai tá pagando” vindo diretamente dos alunos.

            Então, não há santos nem na particular nem na pública…

            Não vou falar sobre colégios militares, pois esse não conheço nada mesmo.

          • Jean

            Com certeza não dá para generalizar, o que eu disse é restrito ao “meu mundo”. Ali a diferença é grande, pela conversa que temos nas reuniões. Em uma delas nós questionamos porque só havia tarefa para casa em dois dias da semana e não todos os dias. No outro bimestre atenderam os pais e começaram a mandar todos os dias.
            Claro que fui exagerado também em relação ao pai noveleiro, nao foi o único motivo, mas a gota d’Água. No período estava havendo greves seguidas dos professores, conteúdo muito franco( por exemplo, na época ru já ensinava as letras bastão para ela, a professora falou que não era bom ensinar antes… ). Enfim, foi uma série de razões, mas aquele cabra reclamando do tempo da reunião para ver novela, para mim foi absurdo.
            Isso tudo que relatei foi ano passado. Eu coloquei ela na pública por ser ano inicial mas já pensava em colocar na particular no 1 ano.

          • Reinaldo Matos

            Eu entendi o que quis dizer, e como disse anteriormente, também concordo.
            Apenas quis salientar que inclusive em colégios particulares também existe muitas situações de descaso com educação.
            Longe de mim ter questionado tua opção de matricular sua filha em colégio particular, afinal, mesmo não tendo filhos, essa será também minha opção no futuro caso eu tenha filhos e a situação não mude…

          • Guilherme Rezende

            Isso já é sabido no Brasil há muito tempo. Todos estudos mostram que as escolas públicas e privadas são igualmente ruins e que o que faz a diferença é o engajamento e nível sócio-econômico da família. Infelizmente a escola brasileira só reproduz o que já existe. Quem tem conhecimento investe pra mantê-lo, quem não tem não sabe como adquirí-lo. E tudo continua do mesmo jeito.

          • Danilo

            Eu estudei numa escola bem rígida, que era conhecida na cidade como “a escola militar” (apesar de não ter realmente um fundo militar, apesar um diretor/fundador que fez carreira militar)… Eu tinha que cantar hino nacional/da bandeira/hino da cidade TODA SEMANA (3 vezes por semana, sempre 3 hasteando bandeira e tudo mais), quem usava brinco tomava advertência e na segunda advertência era convidado a mudar de escola, homem não podia ter cabelo grande, mulher não podia pintar a franja de azul e coisas do gênero, tinha que ser uniforme e “bem folgado” (a gente nunca sabia qual das garotas era realmente gostosinha kkk), tive aula de ética, estudos sociais, filosofia… e passei no vestibular com bastante facilidade, eu e muitos outros que estudaram lá.

            Ainda bem que estudei nessa escola, só tenho a agradecer aos meus pais…. a maioria dos meus conhecidos/amigos que estudaram em escolas mais “liberais” tiveram que fazer mais de um ano de cursinho.. e tem gente que até hoje não entende o que é ser patriota, o que é ter ética, o que é chegar SEMPRE NO HORÁRIO (se eu atrasasse 5 minutos, não podia entrar na escola, tinha q voltar pra casa… e se atrasasse 3 vezes, levava advertência pra casa, e o diretor ligava pra minha mãe também, para ver o que tava acontecendo…. e sim! Ele brigava comigo E com ela)

          • Luis Sabença

            Rigidez não é solução.

            Estudo num colégio técnico(público) com nota +700 em matemática no Enem(top 300 nacional), onde o que mais tem é diversidade e liberdade. Se o cara quiser pintar o cabelo de rosa e usar uma saia ele vai poder. Sem ser reprimido.
            Liberdade então,a vontade.
            Paralisações ? Grande parte do corpo docente e discente aprova e participa.
            Aliás, a taxa de uso de substâncias entorpecentes é relativamente alta.

            E, olha só que legal : escola pública, liberal, e uma das melhores do Brasil ! Vestibular é brincadeira para os alunos.

            O povo tem que entender que precisamos de qualidade de ensino, não rigidez. Tornar as escolas rígidas só vai aumentar a evasão e diminuir(ainda mais) o interesse dos alunos.

          • Guilherme Rezende

            Essas escolas não são boas porque são liberais ou militares mas porque escolhem seus alunos. Eu também estudei em uma escola técnica onde havia seleção e com certeza era um ambiente diferenciado. Se você pega esse mesmo modelo e coloca numa escola de bairro que não seleciona alunos provavelmente você não vai ter um bom resultado.

          • André Luiz

            Talvez o único mérito das escolas militares seja esse mesmo, a qualidade de ensino e a dedicação aos estudos

            Já todo o resto é babaquice, o militarismo, ordem unida, uniformezinhos, cantar pra uma bandeirinha…

            Só forma bitolados reacionários, é tão doutrinação quanto o que a esquerda faz.

            Ser militar é perfil, vocação, conheço gente que estudou nas academias famosas ( AMAN, AFA, Escola Naval) só para ganhar cancha para a vida civil pois não gostavam te toda a papagaiada de milico

          • Ivan

            Falacias, falacias

        • gfg

          Engraçado, tu fez um texto enorme falando de politico favorito e HIPOCRISIA, sempre tá no twitter apontando dedo nos SJW que trivializam racismo, estupro e… nazismo.
          E cá esta, fazendo EXATAMENTE o mesmo.

        • Ivan

          Sò curte comunista né?

          • Rodrigo

            E assim funciona a mente de um alienado bolsominion… Se não curte o Bolsonazi é comunista…

          • Ivan

            Serto fera.

            Se ver 3 posts desse cara já fica claro que ele é de esquerda.

          • Rodrigo

            Quais?

          • Ivan

            Os antigos dele.

          • Rodrigo

            E o que é ser de esquerda pra você então?

          • Ivan

            Agora me tira uma duvida, vc chama todo mundo de bolsominion que não defende cuba?

          • Rodrigo

            Não, só quem defende o bostonaro mesmo.

          • Ivan

            E vc tem poderes paranormais pra saber quem defende bolsonaro com apenas uma frase que nem cita ele?

          • Rodrigo

            Sim.

          • Ivan

            Parabéns.

          • Rodrigo

            Não é bem uma habilidade que mereça congratulações, mas obrigado mesmo assim.

          • gfg

            E assim funciona a mente de um alienado lulaminion… Se não curte o Mula é facista…

          • Rodrigo

            E assim funciona a mente de um alienado bostaminion, dá um jeito de inserir o molusco em qualquer assunto.

          • Nessa porra de país, se você é contra uma coisa, automaticamente te colocam como apoiador da outra.

    • Jean

      André, se me permite perguntar, mas na sua opinião a educação do Brasil tem jeito? Pergunto porque você é professor, está na frente.
      Minha esposa é professora, é cada coisa que ela me conta que é dificil até definir aonde está o problema, quanto mais apontar uma solução, e uma solução correta, sem blablabla pedagógico.

      • Não. Ninguém quer educação. Pai coloca filho no colégio porque
        1) Pai não quer filho em casa
        2) É obrigado por lei

        • Rodolfo Oliveira

          O descaso com educação é grande em todas as esferas. E as pessoas apenas estudam quando estão estudando pra ENEM/vestibular ou pra concurso publico, que são as maneiras mais grotescas de se tratar o conhecimento.

      • Felipe Lino

        Eu estudei em escola publica pq meus pais eram pobres. Mesmo sendo ridiculamente fácil, tinha gente burra o suficiente pra não aprender 1% das matérias, mas passavam de ano. Existia um tal “Conselho” que aprovava os alunos passando por cima do desempenho, na intenção de melhorar os números das estatísticas. Foi assim todo o meu ensino médio. Pra mim o problema ta ai, o governo se preocupando em manter as aparências, enquanto torra nosso dinheiro.
        Nava novo sobre o sol.

    • Meu tio é professor de história, entendo sua revolta e compartilho dela

  • Don Ramón

    Não dá pra ostentar ciência. Não dá pra mostrar o quão bem sucedido se é fazendo ciência. Ciência não dá posts com likes nos perfis do face e do insta. Não gera milhões de visualizações no Youtube. Não tem coreografia. Não é fácil de aprender e exige dedicação! E, pior, é um troço que custa caro e não dá pra desfilar por aí fazendo inveja à pobreza dominante da sociedade! Ciência não livra da cadeia, não dá passaporte pra “Ilha de Caras”, nem garante participação nos programas do Luciano Huck e da Fátima Bernardes. E no “Estrelas” da Angélica, então?! Pfffff! Pegar piriguetes com essa tal de ciência, ou conseguir uns nudez… missão quase impossível! Então, pra que gastar com isso? Melhor seguir nossa vidinha de sociedade medíocre, vocacionada para o atraso, a barbárie e em eterna decadência (que nosso hino glorifica em “deitado eternamente em berço esplêndido”)…

    • Rodolfo Oliveira

      Essa adoração a mediocridade é um problema enorme no Brasil. As vezes quem tem outros tipos de gosto inclusive tem que esconder pra não ser taxado de arrogante.

  • CAPIMLIGANTE

    Obrigado Cardoso, quando souber de outros manda…

  • alvaro lordelo

    Lembrei dos 15k pra um certo jovem que teve o rosto tatuado, será que essas pessoas não poderiam também contribuir? Ou só pra jovens vítimas da sociedade. Reflitam! 😉

    • Ivan

      Não sei se é verdade mas aquela vaquinha pro cara era mentira, um cara criou e embolsou a grana.

      • O (ex)Datilógrafo da AEB

        Isso é fake news e você caiu igual um pato.

        • Ivan

          Uau realmente é uma materia muito relevante para eu perder meu tempo pesquisando fonte.

          Nossa que pato que fui….

          • O (ex)Datilógrafo da AEB

            Esse que é o problema, acha irrelevante, que é perda de tempo, mas continua a propagar.
            Mesmo não sendo do seu interesse, procure saber a verdade, procure fontes. Evite passar vergonha na internet propagando mentiras.
            Não seja uma maria vai com as outras. Não seja gado.

          • Ivan

            É uma coisa totalmente irrelevante, é só curiosidade cara, não vou perder tempo com isso. passar bem.

  • Cristiano Viana Alves

    Se depender dos meus R$ 10 eles já podem fazer as malas.

  • Jefferson Viana

    Ora, estado tem mesmo que parar de se meter em todas as coisas, na verdade passou da hora de privatizar o ensino,desregulamentar o setor, se uma escola quer ensinar apenas história e geografia, e os pais quiserem que seus filhos aprendam apenas isso estado não tinha que se meter.

    • ricms

      Auahhauahaauahahuhauaha. Tá. Parei.

      • Ivan

        qual a graça?

        • ricms

          Vcs utópicos do estado mínimo são tão engraçados quanto os comunas.

          • Jefferson Viana

            to vendo quantos positivos pega e quantas pessoas acham que é isso é serio …

          • ricms

            não vivo de laiques ou de mitar na interwebs. Também não vivo em conto de fadas aonde o empresário é bonzinho e vai querer se preocupar com a formação dos alunos (estudei em faculdade particular e sei o q interessa é que paguem a mensalidade) OU que o estado deve ser o senhor soberano de tudo. Maturidade significa achar um meio termo no meio desses extremos idiotas.

          • Jefferson Viana

            Não estou tentando like nem “mitar”, eu acho impressionante que tenha quem concorde com isso, e pior ainda , tenha quem leve a serio isso e perde tempo rebatendo.

          • Ivan

            serto

    • O (ex)Datilógrafo da AEB

      É retardado ou ancap? Apesar que não tem muita diferença de um pra outro.

    • Mirai Densetsu

      Quando pesquisa for a regra nas faculdades particulares, talvez você tenha alguma razão.

      Mas enquanto elas não forem mais do que cursos técnicos glamourizados, a privatização do ensino será o tiro de morte para a ciência no Brasil.

  • Mario Neis

    @ccardoso:disqus a partir dos comentários à la G1 que apareceram aqui no 1/2 b, já dá pra cunhar uma nova frase..

    “Geek/Nerd” brasileiro ‘adora’ ciência, o que ele odeia é professor.

    tá osso pensar que o que temos de comentaristas aqui, é o que temos de propagadores de ciência no mercado…

    se bem que isso explica muita coisa…

  • Gui

    “A bola da vez é a Escola de Fìsica do CERN, o laboratório europeu do qual faz parte o LHC, que quase destruiu o mundo em Anjos e Demônios, mas era mentirinha e o pessoal do filme foi muito bem recebido por lá.”

    Há coisa pior: já criaram teoria conspiratória de que o acelerador de partículas na verdade seria utilizado para abrir um portal dimensional para o Inferno.

  • Ednei P. de Melo

    “É fácil reclamar, quando se tem dinheiro para bancar…” &:-D

  • Pingback: Brasil Odeia Ciência, Prova #8.874.431^googolplexo: professores correm risco de ficar de fora da Escola do CERN | Notícias Legais()

  • Pior que só começa a melhorar em 2019. No momento, temos um Governo morto, com um presidente que não renuncia para não ir parar na cadeia e com o candidato melhor colocado nas pesquisas tentando assumir a presidência para escapar de ser preso. Temos um Legislativo com mais da metade só pensando em escapar da cadeia. fecha o pacote uma Suprema Corte comprometida, nos espantando com decisões sob medida para livrar corruptos da cadeia.

    Só resta a esperança de fazermos a faxina pelas urnas e torcer para que entre alguém que não odeie tanto Ciência e Educação quanto odeiam aqueles que lucram com a ignorância do povo. Ainda bem que dá para confiar nessas urnas eletrônicas que serão nossa salvação, não é mesmo?

  • Jorge Dondeo

    Essa parada da terra plana é uma das coisas mais divertidas que ja vi. Os argumentos são sensacionais. Só não é mais massa que os discursos da Dilma, mas aqueles golpistas resolveram acabar com a minha alegria.

  • Reinaldo Matos

    Tem dias que os comentários complementam muito bem o post, porém, tem dias que os comentários são de desanimar… E hoje é um dia desse.

  • Salles Magalhaes

    Acho que o meiobit cometeu algum erro e colocou um fórum de comentários do G1 nesta materia

  • José Raphael Daher

    Bom, apesar de concordar que temos um problema no Brasil onde o MEC quer ensinar cosmologia indígena como uma teoria plausível para o início do universo, gostaria de afirmar que, como interessado no estado de intervenção mínima, acho que o governo não tem MESMO que gastar o dinheiro do contribuinte com seja lá o que for que não seja do interesse primário da nação, isto é, segurança e justiça. Mesmo que seja para divulgar a Física. O que eu acho é que as pessoas e instituições particulares tem que viver em uma economia com menos impostos, onde sobra dinheiro para, quem quiser, ir estudar no lhc ou com tribos indígenas, e passar este conhecimento para quem o financiou ou tem interesse. Ass. um prof. De Física.

  • Daniel

    O que fizeram com os comentários do meiobit nesse post?
    Nem o G1 conseguiu ser tão ridículo… doação realizada, e mais dicas como essa sempre que puder, caro Cardoso

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis