Google estuda meios de integrar anúncios à Realidade Virtual

vr-ads

O que, você realmente pensou que a Realidade Virtual ficaria livre de anúncios?

Pois bem: em 2015 o então CEO da Oculus Palmer Luckey afirmou que o Oculus Rift não seria utilizado para a exibição de propaganda, algo que foi não apenas desmentido pelo Facebook como a empresa leva isso muito a sério, ao ponto de sequer listar o rival HTC Vive como opção para inclusão de anúncios. Já Luckey, hoje fora da companhia passa seu tempo fazendo cosplay (NSFW, NSFL).

O Google segue a mesma cartilha: se há uma tela ou alto-falantes, anúncios serão inseridos sem exceções. Para a gigante das buscas isso é uma questão de sobrevivência, mais de 90% de sua receita vem dos ads e ela não pode se dar ao luxo de contar com produtos e serviços que não veiculem propaganda apenas por questões triviais como form factor ou novas tecnologias. Isso posto, é preciso colocar seus pequenos gênios desenvolvedores para contornar tal situação.

A tarefa de adequar anúncios do Google ao formato dos dispositivos de RV caiu nas mãos da Area 120, uma incubadora onde seus colaboradores podem criar seus próprios projetos, de modo a manter novos talentos dentro da companhia e apadrinhar suas criações, evitando que eles saiam e lancem seus produtos na posição de concorrentes. O Uptime, um app para iOS criado para permitir que usuários assistam vídeos do YouTube em grupo estando em qualquer lugar foi uma de suas primeiras criações.

Funciona assim: um colaborador se candidata a uma vaga no Area 120, e os selecionados formam uma “classe” de cerca de 15 times encarregados de apresentar um “projeto” dentro do prazo de seis meses, e se dedicam exclusivamente nele. Se um projeto for aprovado os Googlers são permitidos a continuar trabalhando nele; se não, eles voltam a trabalhar normalmente no Google em outras funções. É basicamente uma aceleradora de projetos, criada de modo a estimular a criatividade de seus desenvolvedores.


Ronaldo Gogoni | Google Area 120 — Advr Cube Demo

O Uptime foi o primeiro projeto e a segunda classe saiu com a ideia do Advr, visto que o Google precisa que seus talentos também criem soluções para problemas de maior importância como a inserção de ads em plataformas de RV, feitos de maneira orgânica e não-invasiva. O projeto exibe um cubo em ambientes virtuais que incluir propagandas diversas, similares às exibidas no YouTube com links para sites externos. Ele permaneceria quietinho num canto e só entraria em ação quando clicado, embora nada impeça que o Google insira propagandas auto-executáveis ou faça com que o cubo exiba notificações para “dicas quentes”, chamando a atenção do usuário para um conteúdo patrocinado que ele não pode deixar de ver.

A Area 120 está tomando cuidado para que a plataforma permita a inserção de anúncios de maneira simples pelos desenvolvedores, bem como o Advr deve ser nativo e flexível o bastante para permitir customização, ao mesmo tempo que é essencial que as propagandas não sejam intrusivas e permaneçam úteis ao consumidor. Isso porque platafortmas RV são por via de regra experiências estritamente pessoais, logo ninguém deseja ver ads de extrato de tomate enquanto joga um game ou assiste um filme em 3D.

Por enquanto o Google lista suas plataformas mais próximas como compatíveis com o Advr: o Cardboard (iOS e Android), sua plataforma própria Daydream (que inclui o Daydream VR, que em breve não dependerá de um Pixel para funcionar) e o Gear VR da Samsung. A Area 120 já trabalha com alguns parceiros comerciais da companhia de modo a desenvolver os primeiro anúncios e um SDK preliminar deve ser disponibilizado em breve. Logo, não estranhe quando um cubo de anúncios aparecer girando no canto de seu óculos de RV em breve.

Fonte: Google Developers Blog.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Germano

    Primeiro precisam popularizar o VR, depois pensam em anúncios já que não adianta anunciar em mídias que quase ninguém consome.

  • Ainda bem que o Polygon é bloqueado por aqui

  • Raposão do Ártico 🦊

    Não sou contra consumir, pelo contrário, mas uma sociedade baseada no consumismo é deplorável.

  • Fábio Oliveira

    Gostei mais da história da Teledildônica…

  • Marcogro®

    “Enlarge your penis” em realidade virtual seria algo de muito mau gosto, algo muito bizarro, algo que traumatizaria um incauto desavisado ou, ainda, todas as anteriores são verdadeiras?

    • o.O

      ADBlock VR!

  • Meganegão

    Vai ser como naquele filme, “Eles vivem” só que ao contrário.

  • Pingback: Google estuda meios de integrar anúncios à Realidade Virtual | Notícias Legais()

  • Julio Verner

    QUANDO algum cacareco desses prestar já terá uBlock Origin… Aí talvez seja aceitável perder tempo com baixas resoluções in the face.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis