Pentágono vai desenvolver o feijão com arroz da ficção científica: drones alas

cylon_raider_16

A parte mais cara, frágil e complicada de substituir de um avião de combate é o piloto. Você leva anos em tempos de paz para treinar um piloto, e custa uma fortuna. A RAF gasta US$ 5 milhões para produzir um piloto competente, e não há garantia que seja um Maverick da vida. Por isso na ficção científica a capacidade desses pilotos é aumentada com o uso de drones.

Você já viu esse filme / desenho / anime: o herói se aproxima do quartel general / nave do inimigo, aperta um botão e uma esquadrilha de drones se desprende do caça, diminuindo a desproporcional vantagem do vilão, até o último drone ser destruído e nosso herói mostrar sua capacidade superior explodindo os inimigos.

Na prática isso é complicado, é preciso muito processamento e muita programação para que os drones não sejam alvos fáceis OU ameaças. Se isso for feito direito, e o hardware acompanhar, drones podem se tornar inimigos formidáveis, pois não sofrem das limitações das unidades de carbono molhado, podem manobrar de forma muito mais radical.

Quem está trabalhando nisso, e ganhou uma verba de US$ 12,6 milhões do Pentágono para continuar com o projeto é uma empresa com o excelente nome de Kratos Defense and Security Solutions.

Eles vão determinar qual grau de autonomia conseguem atingir, com drones comandados por um tablet Android acionado pelo piloto. Claro, é apenas uma interface de teste, esse tipo de sistema demandará comando de voz e IA avançada.

O mais legal é que não é apenas vapor e/ou puro desejo, a Kratos já produz drones de alta performance, como o UTAP 22. Ele funciona controlado por terra ou por um caça, pode voar em conjunto com outros drones e pode ser comandado para acompanhar o caça-líder, imitando suas manobras:


Avidyne SDK — UTAP 22 Demo Flights Distro A New Logo

Fonte: Space War.

Relacionados: , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis