Reconheço, Killzone 2 é um jogaço!

Se existe algo que eu não tenho medo de fazer é reconhecer meus erros e quem acompanhou o Meio Bit Games na época do lançamento do Killzone 2 deve se lembrar que eu não tinha a menor expectativa em relação ao jogo. Após terminar a campanha principal, venho aqui dizer: Como é bom morder a língua! Acredito que muito da minha indiferença se deu por causa do primeiro, que na minha opinião é no máximo mediano, mas aqui não, o trabalho realizado pela Guerrilla deve ser classificado como simplesmente espetacular e o produto final é muito bom.

KZ2 possui om enredo muito interessante, repleto de vingança e ódio, mostrando um governo fascista, mas é na parte gráfica que o jogo brilha. Pelo menos dos que eu tenha visto, não existe nenhum game para consoles com gráficos tão bonitos quanto os do jogo do PS3. Luz, sombra, textura, partículas… A parte visual de Killzone 2 é de cair o queixo, do início ao fim e mesmo que não esteja no patamar mostrado nos primeiros vídeos, ele faz muito bonito.

Quanto a jogabilidade, mesmo estando muito melhor que o do primeiro, ainda assim acho que ela perde para outros games do gênero, mas está longe de atrapalhar. As fases são muito interessantes, com bons combates e belíssima direção artística, mas fiquei com a sensação de no geral o jogo ficou devendo um pouco quando o assunto é inovação e mesmo não o colocando entre os melhores FPSs que já joguei, sem dúvida o recomendo a todos que gostam do estilo e possuem um PS3. Se os Xboxers temiam um Halo-Killer, sinto lhes informar, mas o pesadelo de vocês se tornou realidade.

A invasão ao palácio do Visari, por exemplo, é um daqueles momentos memoráveis dos videogames e em KZ2 os produtores mostraram que não temem matar alguns de seus principais personagens (na verdade vários deles), algo poucas vezes visto nos games e que pode acrescente muito ao universo da obra, além de ficar com a sensação de que ao fazer isso, eles possuem total controle sobre o universo do jogo e conseguirão contar outras boas histórias com outros bons personagens, parabéns Guerrilla!. E que venha o Killzone 3 🙂

dori_kz2_03.09.09

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • hellison

    Já que vc falou em governo facista, vc joga a favor dele igual Gears of Wars ou os Visari são os facistas no caso?

    • Vamos lá, Visari é o líder fascista dos Helghast, nís lutamos contra eles. Os Helghast são humanos que colonizaram outro planeta e sofreram mutações, praticamente deixando de ser humanos, sendo mais habilidosos e fortes. Agora eles querem acabar com nós e por isso começa a guerra.
      No primeiro jogo eles invadem a Terra, no segundo, nós damos o troco e vamos até o planeta deles.

      ____________________
      Vida de Gamer | A vida como ela é (ou deveria ser)!

  • Dori, invadi o Fortaleza do Visari, e estou numa batalha lá contra um Helghan que fica invisível, como dou fim nele hehe?

    __________________________________________________________
    Sony Collector | PsOne – Ps2 Slim Silver – Psp Ice Silver – Ps3 40Gb | psn: lecoast

    • Primeiro vc tem que eliminar os inimigos que virão, são 3 ou 4 rodadas (cuidado na parte dos lançadores de foguete). Depois você ficará frente a frente com o Radec (nome do babaca), aí fica um pouco mais fácil, mas sugiro começar a atacar ele com o lança-chamas que alguns inimigos deixarão cair.
      Detalhe: Se conseguir matar ele em menos de 20 minutos (se não me engano), ganhará um troféu 🙂

      ____________________
      Vida de Gamer | A vida como ela é (ou deveria ser)!

  • Rodz

    Mas Dori, rola um desenvolvimento da história legal como em Bioshock? Pergunto isso porque não gosto de FPS de um modo geral, mas quando tem uma história boa e uma ambientação legal (como Bioshock), eu até curto.

    Esse é um exclusivo de PS3 que fico devendo. Nunca nem joguei a Demo, por puro preconceito com FPS mesmo. 🙂

    ———————————
    GAMERTAG (LIVE): ROD SKYWALKER

    PSN ID: ROD_Z

    • Eu achei que a história é bem contada sim, não chega a ser um Bioshock, mas gostei muito do enredo e do desenrolar dos acontecimentos. O que o chefe dos Helghast faz na parte final do jogo é de cair o queixo, uma atitude totalmente impensável.

      ____________________
      Vida de Gamer | A vida como ela é (ou deveria ser)!

      • Rodz

        Beleza. Vou ver se pego então. Valeu!

        ———————————
        GAMERTAG (LIVE): ROD SKYWALKER

        PSN ID: ROD_Z

  • garoa

    Bom saber.

    —————–
    Metamorphoses
    e mais

  • Dorigon

    Eu joguei o Killzone 2 e tbm acnehi fantástico. O jogo é bem diferente do 1 e a ação é frenética, concerteza um ótimo FPS.

  • rogfarias

    Saudações tricolores! 😉

    Ao finalizar a camapanha no single player, eu tive a mesma opinião. A qualidade gráfica, e principalmente o som são incríveis. :jawdrop:

    Eu conheci a atual geração pelo xbox 360, e principalmente a experiência da live. Antes, como gamer old school, a experiência single player e a história era o que contava. Claro que a jogabilidade conta, porém a sensação de “zerar” e ver o final era que nos fazia dizer “consegui” aliviados e com um sorriso no rosto de “sou o cara”. O fator replay era bem menor do que hoje.

    A experiência da live me mostrou que hoje, jogar online é literalmente o “fator replay”. Halo 3 e Call of duty duraram MUITO mais no meu console por isso.

    E nisso, acho que o KZ2 tem um problema que eu vi em quase todos os jogos que joguei no PS3. A usabilidade da dash (ou outro nome que ela tenha) do PS3 não se compara ao do Xbox 360. Ao tentar jogar online, simplesmente após vários minutos tentando achar uma sala, e tentar e tentar novamente, fracasso. É frustrante! Completamente diferente da live. Um exemplo clássico é: qual a finalidade de baixar uma demo e não instalar????? 😕

    Acho que se este ponto fosse melhorado, teríamos sim um halo killer. Porém o multiplayer deste jogo nem se compara ao de halo. }:)

  • Mesmo sendo fã de Halo, reconheço que killzone 2 é fantástico, mas acho que fica devendo um pouco no multiplayer, para mim, o de Halo é melhor.

  • Pingback: O que esperar da nova franquia da Guerrilla? « Meio Bit()

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Walmart, Cupom de desconto Ricardo Eletro, Cupom de desconto Extra, Cupom de desconto Adidas, Cupom de desconto Submarino, Cupom de desconto Americanas, Cupom de desconto Casas Bahia