ad

Cannes diz não à Netflix, mas serviços de streaming não precisam do festival

tilda-swinton-okja

O mais novo assunto do momento é a decisão (um tanto compreensível, na verdade) do Festival de Cannes em banir do festival a partir de 2018 filmes que não estreiem no circuito tradicional (principalmente) na França e no resto do mundo. A medida foi tomada porque a Netflix, que participará do evento neste ano com duas produções enrolou e acabou por não lançá-las nos cinemas, como a organização de Cannes exigiu.

Mas sendo bem sincero serviços de streaming não precisam de premiações tradicionais para provar que suas produções originais são boas, basta ver o que a indústria pr0n e a MTV fizeram.

A Netflix conseguiu vagas para competir no festival deste ano, que começa na próxima quarta-feira com duas produções exclusivas: o novo filme do diretor independente Noah Baumbach The Meyerowitz Stories, estrelado por Dustin Hoffman e Ben Stiller e Okja, do diretor de Expresso do Amanhã Bong Joon-ho e que conta com Tilda Swinton e Jake Gyllenhaal no elenco. Ambos são aguardados com muita pompa e circunstância por se tratarem de produções de primeira linha, com astros do primeiro escalão de Hollywood e devido a isso, são a prova de que a Netflix não está poupando esforços para competir de igual para igual com os grandes estúdios de cinema.


OKJA | Teaser [HD] | Netflix

Só que por se tratarem de filmes e não séries ou documentários a resistência para com obras produzidas por serviços de streaming como Netflix, Hulu, Amazon Prime Video e outros é grande por um simples motivo: eles geralmente não são distribuídos em grande circuito, apenas via internet. Essa foi uma das condições impostas pelos organizadores do Festival de Cannes para aceitar a inscrição dos filmes pelo serviço de Reed Hastings, mas a Netflix, que tem culpa no cartório enrolou e não o fez. A França possui regras rígidas quanto à distribuição de filmes, aqueles que não são exibidos nos cinemas ficam proibidos de serem incluídos em serviços de streaming e VOD no país por três anos, regra imposta após a recusa da Netflix (que surpresa…) de lançar Beasts of No Nation, de 2015 nas salas de projeção.

Isso posto, de modo a “dar apoio ao modo de exibição tradicional na França e no mundo” a organização de Cannes mudou as regras para 2018, já que não pode chutas os filmes já inscritos: a partir de agora qualquer produtora que deseje se inscrever no festival será obrigado a lançar os filmes no circuito francês, pelo menos.

A questão aqui não é o fato de que Cannes está restringindo a Netflix ou os demais serviços de streaming ao considerar suas produções “inferiores” por não passarem nas salas de cinema, e sim o fato que estes não precisam dos festivais tradicionais para alcançarem seu público. A comunicação com os assinantes é direta, não há intermediários, críticos, bilheteiros, emissoras, nada. É o serviço e o espectador fechando uma negociação direta, simples assim.

Assim, em vez de Netflix e cia. correrem atrás de Cannes, do Globo de Ouro ou do Oscar atrás de uma validação desnecessária, seria muito mais vantajoso para eles se organizarem e lançarem uma premiação própria, dentro de seus próprios termos. Foi o que a indústria do entretenimento adulto fez, através da revista especializada Adult Video News ao criar em 1984 o AVN Award, o “Oscar do Pr0n” e particularmente falando, uma premiação muito mais divertida que a da Academia.

A MTV fez igual nos anos 1980, quando criou o Video Music Awards para premiar uma categoria de produção de mídia na época recém-nascida, o videoclipe. Tempos depois, de modo a privilegiar aqueles filmes que os jovens, seu público principal gostavam mas nunca tinham vez no Oscar criaram sua própria versão de premiação do cinema, o MTV Movie Awards que hoje é um evento de primeira linha.

Nada impede que Netflix, Hulu, Amazon (através do Prime Video e do Twitch, que está prestes a receber conteúdo original), HBO, Sony (com PlayStation Vue e Crackle), Crunchyroll (que também já conta com conteúdo próprio) e outras se juntem e acabem lançando um “Streaming Awards” ou coisa que o valha, evento que nasceria com um extremo potencial simplesmente pelo fato de estar logo de cara disponível para seus assinantes, diretamente e sem intermediários. A audiência estaria garantida, a viabilidade com anunciantes também e evidentemente, o dinheiro entraria fácil.

Logo, quem precisa de Cannes?

Fonte: The Verge.

Relacionados: , , , , , , , , , , , , ,

Autor: Ronaldo Gogoni

Um cara normal até segunda ordem. Além do MeioBit dou meus pitacos eventuais como podcaster do #Scicast, no Portal Deviante.

Compartilhar
  • Festivais são pura punhetaria de ego pra cineastas. Na prática têm efeito ZERO na bilheteria. Veja Moonlight, que ganhou uns 178 Oscars e continua não sendo assistido por ninguém.

    • cloverfield

      É tipo a enologia do cinema.

    • Murilo Teixeira (OK)

      Acho que o exemplo extremo e oposto (Titanic) ainda fica na cabeça de muita gente.

      • Zalla

        Mas o filme foi foda, independente de premiação

    • Block Black

      A Netflix e demais serviços de streaming poderiam aperfeiçoar serviço de qualificação dos catálogos, assim eles nem precisariam fazer esse tipo de festival com juízes que gostam de filme merda. Melhor que um peoples choice awards que tem muito voto farmado em redes sociais, com dados consistentes e mais confiáveis de qualificação já teriam uma base sólida para dizer quem foram os melhores do ano.

      • Zalla

        sim..e com campanha do facebook pra levantar a produção horrível, mas com algum youtuber famoso…votações pelo publico não funcionam

      • ricms

        Filme merda para vc né, o que seria do cinema se fosse um amontoado de filmes genéricos de heróis de HQ? A, mas foi isso que a linha blockbuster se tornou, com a marvel dizendo que vai fazer o filme do herói X e a massa tendo orgasmo.

    • ricms

      Para o grande público sim. Mas para quem aprecia um cinema alternativo e/ou independente, o fato de ter os louros das premiações na capa ou cartaz faz muita diferença. Raramente me decepciono com um.

      • Sim, juntando todos dá quase pra lotar uma Kombi.

        • ricms

          isso é verdade. Tanto que tenho a consciência de não convidar ninguém para ver estes filmes comigo, porque eu sei que é a mesma coisa que convidar para tirar um cochilo.

          • Gilvani

            Sempre assisto sozinho também!

          • Maximus_Gambiarra

            Ahahahah! Eu já caí na besteira de convidar um monte de gente para assistir um filme excelente (no meu ponto de vista) e todo mundo dormir. E nem era coisa alternativa. Os clássicos têm outro ritmo e gente mais nova (aka menos de 70 anos) não aguenta assistir.

          • Netflix and chill?

        • Zalla

          CC, lembrando sua máxima, não vejo filme de país que não tem saneamento básico

    • Maom

      Na pratica a bilheteria tem efeito zero na audiência. Veja o Os 10 Mandamentos, do Edir Macedo, que bateu o recorde de bilheteria e não foi assistido por quase ninguém.

      • Mas claro… afinal de contas não importa se você, fiel, irá assistir sozinho, compre 10… ai atrás vem o pastor, e compra mais 50 pra igreja, que já comprou…

        • Maom

          E vem o Edir e coloca 50 milhões na bilheteria em notas de 10 alegando que foram pessoas físicas e bate o recorde de lavagem de dinheiro tb.

          • Acho que o Recorde de lavagem de dízimo já foi alcançado… digo… =X

          • Guilherme

            Pra quê colocar ele mesmo o dinheiro se pode convencer milhões de fiéis a fazer isso? Duvido.

          • Maom

            Pq os fies colocam na conta da Igreja… O Edir pega esse dinheiro e lava na bilheteria ecoloca na conta pessoal já que ele é o dono dos direitos do filme. Ele pode ter mais versatilidade na conta pessoa física ao invés de comprar tudo em nome da igreja tipo a Ferrari dele. Pq? Não sei. Talvez ele queira assinar a Globoplay e pegaria mal a Universal fazendo isso.

      • AUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUAUAU

      • O fiel foi ver, mas em espírito… =P

      • SacoCheio

        És tu, Moisés? Não viu no cinema mas viu em 1ª mão ao vivo né safadinho?

      • Nao queria rir

      • Kimzark

        Pô me fez cuspir na tela, hahahaha.

    • Julio da Gaita ✔

      Acho q existem festivais e premiações sérias, mas o Oscar nada mais é que um Miss Universo dos Filmes, as razões que distinguem o vencedor dos concorrentes pode ser política, financiada ou só “punhetaria” mesmo…

      • Ivan

        É meio que financiado, as produtoras gastam uma boa grana pra “divulgar” o filme pros votantes.

        • Julio da Gaita ✔

          mas estava falando de outro “financiamento” amigo…rs

          • Ivan

            Sei, mas são pagos mesmo, não tão diretamente mas são….

      • Zalla

        Não existem festivais e premiações sérias, é tudo poltiicagem e masturbação de ego

        • Julio da Gaita ✔

          aí pegou pesado heim amigo, como não conheço todas as premiações nem acompanho elas direito, não tenho como dar uma opinião, mas ainda rola um benefício da dúvida, e tudo tem sua exceção.

          Já vi corinthiano honesto (meu pai), já vi flamenguista não roubar (mentira), são paulino hétero ( dúvidas), vendedor do mercado livre cumprindo anúncio ( verdade).

          • Zalla

            Claro que toda generalização é burra, exagerei é claro, existem muitos premios pequenos, feitos para estimular a competição e a qualidade das produções estudantis, etc…esses são premios legais (tem um pouquinho de masturbação de ego de professores de artes também…mas eles tem boas intenções), agora quando premiações começam a afetar carreiras, e sim …ajudam na bilheteria em alguns casos, porque dá mais visibilidade, que começam a rolar os interesses escusos…estampando no maior exemplo de todos é o Oscar…

    • Olfrygt

      Hoje em dia está complicado… Deveriam escolher pelo politicamente correto ou pelo melhor? Quem acha que é pelo melhor, informo que não adianta ser o melhor se não é politicamente correto…infelizmente.

      • O BAFTA, o Oscar inglês avisou que não vai mais premiar filmes que não tenham cota de diversidade.

        • Olfrygt

          É ridículo imaginar que chegamos ao ponto que restrições passem a ser de ordem ideológica…

        • Ivan

          Meu Zeus, SJW chegando a nivels absurdos, vai ter check list de diversidade?
          Beijo Gay 10 pontos
          [email protected] 20 pontos
          Negrx 30 Pontos

          • AHSOliveira

            inclusive Zeus dará uns 10 pontos por ser religião de minorias, não é mais porque vem de religião ocidental…

    • Inquisidor

      aiiiii que delicia quando alguém escreve justo o que eu ia escrever.

    • Claudio Roberto Cussuol

      Talvez tenha algum efeito prático naquelas categorias tecnico-científicas.
      Por exemplo, se uma equipe/empresa ganhou o Oscar de iluminação, engenharia de som, efeitos especiais…etc, isso deve ficar muito bom no portfólio deles e servir como argumento pra cobrar mais, ou ganhar mais clientes.

      • Ivan

        “Do diretor do filme que ganhou o oscar” “com Ator que ganho oscar” e por ai vai…

      • Zalla

        o Oscar ainda serve pra isso o mercado cinematográfico reconhece e ainda fica bonito pro narrador do trailer falar “by 5 times winnging best actor oscar…”

        Mas Cannes…aí nem a propria industria liga, só o ego de atores e diretores mesmo…é uma festa para eles encherem o nariz de coca….putz…pensei agora, se cannes ningúem liga..imagina o tal do kikito..kkk..esse é só pra estudantes…

        • Rodolfo Oliveira

          Cannes pra quem realmente acompanha cinema tem muito mais valor justamente por ser uma comissão técnica. Oscar é só politicagem de estúdio.

          • Zalla

            Nisso eu concordo em partes contigo, oscar é politicagem pura, mas Cannes também tem sua politicagem também, e muita viu?
            Mas Cannes não é reconhecido pelos seus premios técnicos, nisso o Oscar acho que é até mais justo…

      • ricms

        Oscar e Cannes tem objetivos bem diferentes

    • De acordo com um crítico que me respondeu no Twitter, Moonlight não era voltado para o público, era para ser considerado apenas “uma obra de arte bláblábla whiskas sachê num me contraria não”

    • Zalla

      exato, aí..foda esse troço de pensarmos igual, entrei pra comentar e pronto..nem preciso…e além disso, se o Oscar já não influencia em nada…o Cannes então, é o cocô da pata do cavalo do bandido

      • ricms

        para as massas ignorantes sim, mas existe uma grande quantidade de pessoas que prezam por cinema de qualidade e contexto, nos quais vários festivais independentes prestam um grande serviço, divulgando e premiando este tipo de filme, que não tem super herói nem efeitos especiais, mas de uma grandiosidade imensa de sua obra.

        • Zalla

          Cara, sou cinéfilo, amante da sétima arte, minha filha está se graduando em cinema, e lhe digo, festivais são importantes para a propria industria, é um encontro entre amigos, e claro, pra agradar criticos que não sabem fazer cinema mas são “especialistas”, aliás quando me refiro a indústria, me refiro aos que produzem o conteúdo, pq pra aqueles que bancam as produções, esses premios nada mais são que algumas linhas a mais de texto pro narrador do trailer dizer… “from 3 times best actor oscars winning…X williams”

          Mas não menospreze a “massa ignorante” o principal erro de um crítico ou um que se diz especialista em cinema é começar a se achar superior aos demais, esquecendo que sem essa “massa ignorante” que é o publico, o cinema não existiria…

          • ricms

            Não menosprezo, faço parte dela claro, curto blockbuster e produções com o foco no entretenimento. Nem todo filme precisa trazer uma mensagem, e antes de tudo considero uma diversão. Só não concordei com a comparação entre Cannes e Oscar, pois considero o segundo puramente comercial e muito mais um marketing dos filmes que uma avaliação crítica sobre as obras. Só que tem radicais dos dois lados que não entendem que as duas vertentes precisam coexistir.

    • Ninguém assiste Moonlight porque é um péssimo filme Naturalista.

    • Davinte Digital

      Eu pessoalmente vi dois casos que me lembro.. Cidade de Deus e Platon.. Platon era um filme b, Oliver Stone era desconhecido.. O elenco era pouco conhecido ou meio apagado na época. Custou só 6 milhões de dólares.. Teve lançamento limitado.. Apos o Oscar explodiu.. A ultima de que vi tinha sido de 150 milhões de faturamento.. A Orion produtora semi desconhecida(que fez Robocop original) ganhou muito. E todo mundo hoje conhece o filme é o elenco.. Já Cidade teve lançamentos, apos indicações foi relançado e mais que dobrou a bilheteria.

      • Davinte Digital

        bilheteria de Cidade reparem que ele da aumento justo na epoca d oscar fevereiro /março https://uploads.disquscdn.com/images/9aac834a84329a6cfecea6b27e38a79470934a4c003abe9988c70b7da789f8c5.png

        • José Carvalho

          Nossa, mais um com Windows Phone?

      • Davinte Digital

        Eu tinha postado uma matéria com link que demonstra o contrario do que diz o Cardoso acima.. Mas como tem link ainda não liberaram..
        Mas em geral pode-se se dizer que ser indicado ao Oscar aumenta substancialmente a bilheteria de um filme. Fora o destaque em listas, mostras, cineclube, e canais a cabo.. É uma bobagem sem tamanho dizer que o Oscar não aumenta bilheteria..

  • Maom

    Agora, é capaz do Adam Sandler não renovar mais com a Netflix. Sua pretensão de conquistar Cannes vai obriga-lo a fazer novos filmes para outros estúdios.

    • Ivan

      Assim espero e que faça com estudios independentes assim ninguem mais verá.

      • Nilton Pedrett Neto

        Espero que sim. Ele é péssimo.

    • Zalla

      Cara, a Netflix não foi proibida, ela só terá que lançar seus filmes candidatos nas salas francesas, ela vai fazer isso para cumprir o estatuto…

  • Assim como Cannes não precisa do Netflix ou dos demais serviços de streaming.

    É como diz o cancioneiro popular sobre o quadrado: cada um no seu.

  • Ivan

    E o que dizer de gente assim?
    https://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2017/05/10/diretores-se-retiram-de-festival-apos-anuncio-de-filme-conservador.htm

    • Rafael Rodrigues

      É um protesto. Independente de gostar ou não do que acha o protestante, todo protesto pacífico deveria ser aceito com normalidade.

      • Ivan

        Não é protesto, foi demonstração de intolerancia, vc retirar o seu filme pq não gosta do tipo do outro filme?
        Pessoas de esquerda se retirarem pq vai ter um filme de direita, serio que vc acha valido isso?

        • Rafael Rodrigues

          Não. Se o diretor tem o direito, há que se aceitar. As motivações não nos cabem. Se é direito dele, é direito dele e fim de papo.

          Esse papo de esquerda e direita cansa. O cara não gostou de algo, que poderia ser um filme, a cor do tapete ou a temperatura do ar condicionado e saiu do festival. Pouco interessa o motivo.

          • Ivan

            Beleza se acha intolerancia um bom motivo bom pra vc, eu não acho.

          • Ivan

            Pra vc tudo bem se for racista, homofobico, misogeno, anti-semita, anti-esquerda, desde que seja pacifico?

          • Rafael Rodrigues

            Tire o espantalho do argumento. Eu sei que você é capaz de coisa melhor.

            Um protesto político (seja de apoiador de Che ou apoiador de Bolsonaro) é completamente aceitável.

            Por outro lado, um mesmo ato com conotação anti-religiosa ou anti-racial, não é. Imagino que você consiga diferenciar um do outro.

          • Ivan

            Cade o respeito pela opinião contraria? Não existe aceitar diferenças? AH claro opinião politica não precisa? Esse é o nivel de tolerancia da esquerda? Não é essa que defende livre pensamento?

          • Rafael Rodrigues

            “Esse é o nivel de tolerancia da esquerda”

            Não falei em orientação política.

            Repassando o que eu disse:

            Os diretores que fizeram o protesto tinham o direito de retirar seus filmes. Ponto. Basta.

            O argumento era racista? Era religioso? Não, não era.

            Configurou crime? Não.

            Então, cara, não tem o que discutir. É feio? É, é feio. Mas daí a querer levar para o campo da intolerância, tem uma distância imensa.

          • Ivan

            O que vc disse: “É um protesto. Independente de gostar ou não do que acha o
            protestante, todo protesto pacífico deveria ser aceito com normalidade.”

            Todo protesto pacifico deveria ser aceito com normalidade, não importando a causa, ou estou enganado?

          • Rafael Rodrigues

            Se envolve racismo ou intolerância religiosa, não é pacífico.

            Nem sempre é a violência física que quebra a pacificidade.

          • Ivan

            Se fosse um filme sobre candomblé e diretores evangelicos saissem do festival estaria errado?

          • Rafael Rodrigues

            Sim, nesse caso, obviamente estaria errado. E veja que a motivação é diferente.

          • Zalla

            quer dizer que só é errado se os motivos estiverem em alguma “lista” de acordo com a moda atual..

            Qual a dificuldade em aceitar que QUALQUER intolerância é errada, não interessando se ela é criminalizada ou não.;.

            A pessoa pode ser intolerante com a outra pq ela está usando um vestido de cor diferente, mas não pode se for um homem usando vestido/??

            Na boa..qualquer intolerância é estúpida…

          • Ivan

            Vc pode não ter falado mas retiraram os filmes por orientação politica, os diretores foram intolerantes, isso é fato, só ler a materia.

          • Ivan

            “”Não imaginei que a seleção do festival fosse dar espaço a filmes claramente alinhados com uma direita extremista”, disse ao UOL Arthur Leite, diretor do curta “Abissal”, um dos dissidentes. “Esse foi o fato que nos levou a retirar nossos filmes do Cine PE. Não quero ter meu nome e meu filme associados a essas obras, nesse momento tão anormal e sensível em que vivemos.””

            A materia falou, então é melhor ler antes de dar pitaco errado.

          • Rafael Rodrigues

            Você não entendeu. Eu estou dizendo que a orientação política é irrelevante.

            Não faz diferença se ele é de esquerda protestando contra filme de direita ou de direita protestando contra filme de esquerda.
            Meu ponto é que o protesto é licito e fim de papo.

          • Ivan

            Pode ser licito mas demonstra intolerancia a quem pensa diferente.

          • Ivan

            Protesto politco: “Só pode passar filmes de esquerda se não for vou embora.”

          • Rafael Rodrigues

            Pois é. Tem muita gente que não consegue lidar com o oposto. Não acho legal, mas ainda não é crime.

            A propósito, dizer por aí que é de esquerda pode ter consequências péssimas para a imagem de quem fala isso hoje em dia.

            Tem intolerância pra todo lado.

          • Zalla

            mas no minimo, no minimo, os caras estão sendo hipócritas, pq eles exigem que a obra deles seja aceita…sim..exigem, pq se vc não gostar você está errado, e se eles não gostam de algo…a OBRA está errada…..

      • Olfrygt

        Entendo que tenha sido aceito com completa normalidade, já que é o jeito que a esquerda “argumenta” algo. Ou ela covardemente se retira do debate acusando outros de fascistas, golpistas, etc. ou promove a violência, invasão, etc. Completamente normal e sem novidades… não houve violência porque são “intelectuais”. Demorou para acontecer CPI na lei Rouanet…

        • Rafael Rodrigues

          Você percebe que está perto de um militonto de direita quando ele puxa o card da “Lei Rouanet”.

          Para te ajudar…
          http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2016/06/1781532-o-que-saber-para-nao-passar-vergonha-ao-discutir-lei-rouanet-na-internet.shtml

          E…
          http://exame.abril.com.br/brasil/os-15-maiores-captadores-de-recursos-da-lei-rouanet-em-2015/

          • Ivan

            É dinheiro publico.
            É preciso ter o projeto aceito, o que é mais facil pessoas de esquerda ganharem ou outras pessoas? Fica o questionamento.

          • Rafael Rodrigues

            Tem um link acima com a lista dos maiores beneficiários. Clica lá.

            Instituto Thomie Otake, MASP e Itaú Cultural te parecem de esquerda????

          • Olfrygt

            KKK tem que variar um pouco né?

            Olha aqui mais alguns investimentos “Culturais”…

            O Vilão da República – R$ 1,5 milhão (Vida de Jose Dirceu)
            DVD de MC Guimê – R$ 516 mil
            O Mundo Precisa de Poesia – R$ 1,3 milhão
            Turnê Luan Santana: Nosso Tempo é Hoje Parte II – R$ 4,1 milhões
            Turnê Detonautas – R$ 1 milhão
            Shows Cláudia Leitte – R$ 5,8 milhões
            Filme Brizola, Tempos de Luta e exposição Um brasileiro chamado Brizola – R$ 1,9 milhão
            Peppa Pig – R$ 1,7 milhão
            Cirque Du Soleil – R$ 9,4 milhões

            O problema quanto um esquerdopata le algo pedindo investigação, ele acha que estamos falando somente da esquerda, esta é a diferença de quem realmente defende a ética neste país.

          • Rafael Rodrigues

            Não desvie o argumento. Até na sua lista de “aberrações” existem organizações que nada têm a ver com esquerda.

            A lei é uma merda? É. O critério é tosco? É.

            Mas daí a transformá-la em uma ferramenta de financiamento da esquerda existe um caminho que atravessa a barreira da honestidade intelectual.

          • Olfrygt

            Até que enfim entendeu o que eu quis dizer… O fato de eu desejar uma CPI na Lei é porque ela foi completamente desvirtuada. Está claro que os filmes esquerdistas que fizeram boicote foram apenas mais um motivo.

            A esquerda claramente teve muitos outros “métodos” de financiamento alem desta Lei… e TODOS, independente de posição politica e partido que usaram tais artifícios devem ser punidos.

          • Ivan

            Esqueceu do porta dos fundos.

        • Ivan

          E só se retiraram do festival pq se recusaram a tirar o filme, é um show de respeito a diferença de pensamento.

          • Olfrygt

            Vênus – Filó a Fadinha Lésbica”… perderam um baita filmão…

          • Ivan

            Produção da Brasileirinhas?

          • Rafael Rodrigues

            Seja honesto, coloque a informação completa:

            Com o protesto, o documentário pernambucano “O silêncio da noite é que tem sido testemunha das minhas amarguras”, de Petrônio Lorena, deixa de concorrer diretamente com “O Jardim das Aflições”. A competição de curtas, no entanto, é a que mais foi esvaziada. Além de “Abissal”, “A Menina Só”, de Cíntia Domit Bittar, “Não Me Prometa Nada”, de Eva Randolph, e “Vênus – Filó a Fadinha Lésbica”, de Sávio Leite, não fazem mais parte da competição.

          • Ivan

            Que informação completa vc quer? só comentou de um curta…

          • Rafael Rodrigues

            Não se faça de bobo. 😉

          • Olfrygt

            Estou sendo, ele faz parte das “obras primas” e repito…Vênus – Filó a Fadinha Lésbica”… perderam um baita filmão…

          • Ivan

            Vou esperar chegar em algum site streaming de entretenimento aduldo.

      • Zalla

        Mas normalmente esses “não conservadores” não são os primeiros a pedir liberdade de expressão, respeito, etc…e quanto a eles oferecerem respeito e conceder liberdade de expressão para os outros?

        Só funciona pra eles?

    • Como dizem os gringos, bigots

  • SacoCheio

    Só espero que o Netflix não faça tipo um troféu faustão, em que a Globo premia os melhores da televisão, desde que sejam globais… #facepalm

  • Velozes e Furiosos 8 saiu nos cinemas. Ele tem chance de ganhar a Palma de Ouro, certo? Alô? Tem alguém aí?

  • Cinza1

    Pelo que vi em outro site os cinemas é que não quiseram passar os filmes. E tal regra é que o filme que passar no cinema tem que esperar 3 anos para ser distribuído digitalmente. O que é uma regra bem injusta.

  • Theuer

    Alguém sabe informar onde vai passar esse Streaming awards?

  • Theuer

    Trabalho com cinema e acho que se vocês estudassem um pouco, veriam que faz muito sentido esse incentivo que as leis francesas promovem para manter a sétima arte em seu correto lugar de apreciação que são as grandes… PFFFFFF! UAHAHAHAhahahaha
    Cinema é uma droga!
    Já discuti isso com colegas de trabalho várias vezes.
    Pô, um ano trabalhando num filme, conhecendo cada particularidade dele, colorização, toda a pós feita… Aí você vai na pré estreia e áudio não é exatamente o que você tinha em estúdio, o balanço de cores nem sempre está correto…
    Ah bicho, dá aqui que eu assisto em casa tranquilão com pipoquinha, uma bela tela e controle de volume na mão!

  • Felipe Lino

    Depois que Birdman ganhou quase todos os prêmios em 2015 e foi elogiado como um filme do século, coisa dos deuses, toda aquela lambeção de saco e bla bla bla. Eu simplesmente liguei o fada-se para essas premiações.

    • Evandro

      Esse foi um dos poucos filmes que não consegui assistir até o final.

  • Marks William

    Streaming veio pra ficar e com certeza suas produções não precisam desses festivais de gente fresca.

  • Henrique Silva
  • Othermind

    Pq a netflix quer se enfiar nisso… O que ela tinha que “provar” ja ta provado.. Custa uma entrada ao cinema e tem series e alguns filmes pro mes inteiro…

  • Rodolfo Oliveira

    Essas premiações são importantes pra trazer prestígio pros estúdios, diretores e atores. Muitos cineastas cagam pra bilheteria, como Lars Von Trier, que consegue o orçamento que quiser pros filmes dele mesmo eles não dando retorno financeiro imediato, já que o foco deles é abocanhar premiações.
    Oscar eu concordo que é muita politicagem, mas Cannes é uma premiação de muito prestígio, principalmente por ser decidida por uma comissão técnica e não por “membros” ou voto popular. Voto popular já elegeu Anitta como cantora do ano, elegeu Dilma como presidente e Geraldo Alckimin como governador, não dá pra levar a sério se o foco é arte e qualidade.

  • Toni Filho

    Pra mim Oscar teve efeito. Fui obrigado a assistir La La Land. Menos mau que o 4g estava funcionando e nosso filho estava entre mim e minha esposa e pude ficar jogando Avengers Academy no smartphone.

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis