Rally Fotográfico – Um dia você vai participar

Fotografar é muito bom. Fotografar por prazer e em grupo é melhor ainda. Atividades que tragam a possibilidade de unir fotografia e convívio social são muito bem vindas. Com a revolução da fotografia digital, muitas pessoas têm descoberto o prazer de fotografar. Junto a isso temos a criação de atividades que visam o incentivo à atividade fotográfica e a inter-relação com outros assuntos. Como o meio ambiente ou a preservação do patrimônio histórico. Usando a questão ambiental, já participei de Safáris Fotográficos. Aqui, o objetivo é capturar imagens da natureza em expedições a parques ou locais onde a natureza esteja preservada. Garanto que é bem melhor do que caçar. E no dia de hoje, domingo, participei do primeiro Rally Fotográfico de minha vida aqui na cidade de Presidente Prudente.

A idéia é comemorar o aniversário do município, no dia 14 de setembro, com uma exposição fotográfica sobre aspectos específicos da cidade. Valorizar coisas que passam despercebidas da vida urbana. A idéia partiu do pessoal do Fotoclube Prudente e que logo foi abraçada pela Secretaria de Cultura da cidade. Nesse primeiro evento (que pode muito bem se tornar anual), alguns fotógrafos foram convidados a participar. Segundo as regras, todas as fotos deveriam ser produzidas entre as 16:00h do dia 29 de agosto e as 16:00h do dia 30 de agosto. Os participantes deveriam entregar as imagens em formato digital e já editadas para o tamanho indicado da ampliação entre as 16:00h e 18:00h do dia 30 de agosto no Centro Cultural Matarazzo. Ou seja, paulera total.

Cada fotógrafo convidado deveria entregar no mínimo 5 fotos, sendo que cada uma deveria contemplar um dos assuntos a seguir: Esportes, Arquitetura, Lazer, Família, Noite, Cultura, História e Rural. Pode parecer uma coisa fácil, mas foi necessário espremer o cérebro para conseguir cumprir a cota. Mesmo conhecendo a cidade e já tendo uma leve idéia do que fazer, foi preciso muitas experiências para chegar ao resultado esperado. Em 24 horas, sai de casa quatro vezes para fotografar, e mesmo assim entreguei as imagens faltando 5 minutos para terminar o prazo.

Mas, porque isso é importante? Em primeiro lugar, o cidadão não tem conhecimento ou se importa com sua história ou com o patrimônio público. Por isso que tantas áreas de convívio social são pichadas e depredadas. Fazer com que as pessoas reflitam através das imagens que vão ficar expostas é uma pequena contribuição de nossa parte para a conservação desses locais. Um segundo ponto importante é a questão do patrimônio histórico. Mostrar que ele existe e precisa ser protegido também é um de nossos objetivos. E por último, mas não menos importante, a coisa toda foi muito divertida. Essa foi a primeira experiência desse tipo que participei, mas essa categoria de atividade tem se espalhado com muita freqüência por várias partes do país. Se você gosta de fotografia e tem espírito de desafio, então essa é sua praia.

Veja abaixo algumas imagens feitas nessas 24 horas de loucura.

 

 

Equipamento usado: Canon EOS 30D, Sigma 70-300mm, Canon 28-90mm, Canon 50mm.

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto Frio Peças, Cupom de desconto Mundo da Carabina, Cupom de desconto JBL, Cupom de desconto Costa Cruzeiros, Cupom de desconto Loja do Mecânico, Cupom de desconto Staples