Novo caso envolvendo Facebook demonstra que nada é preto e branco, nem mesmo suicídio

7-yfd6jg6

O grande “debate” na mídia polemizadora atualmente é se séries como a tal 13 Reasons Why conscientizam ou promovem suicídio. Pessoalmente acho que a série coloca toda uma série de péssimas idéias na mente dos jovens, principalmente usar fitas K7 em 2017 (sorry, James Gunn).

A questão do suicídio não é novidade fora da ficção, e a internet contribui para algo que até então a mídia séria e respeitável havia feito um pacto para não divulgar. Sim, crianças, pessoas se matam pulando nos trilhos do metrô e se jogando de pontes, mas isso não era divulgado, por um motivo simples: atrai imitadores.

Com a internet todo idiota com um celular corre pra fotografar um sujeito esmigalhado na estação, posta no zapzap pra virar o centro das atenções e acaba contribuindo com a morte de outras pessoas.

O Facebook tem sido acusado, com razão, de dar espaço para suicidas que juntam centenas, às vezes milhares de espectadores. Isso é ruim, e não só por demonstrar total falta de humanidade por parte de quem assiste sem fazer nada, mas também pelo efeito imitação.

Então o Facebook deveria bloquear imediatamente esses perfis caso o sujeito comece a transmitir o próprio suicídio, certo?

Nem tanto.

Uma adolescente em Atlanta fez uma Live pelo Facebook onde tomou comprimidos, enfiou um saco plástico na cabeça e se enfiou em uma banheira. Os amigos começaram a ligar pra 911, mas como eram amigos de Internet ninguém sabia onde ela morava.

57e3cd0ab36a35efd3a8d40507771fdb

A sargento Linda Howard assumiu o caso, descobriu a escola da menina, lembrou que tinha um sobrinho lá. Eles eram amigos. O sobrinho confirmou que o vídeo era real (estava restrito a amigos) e rapidamente a sargento conseguiu três endereços prováveis, despachou viaturas e conseguiram achar a menina ainda com vida, a Life ainda não tinha sido encerrada (acharam que eu não faria esse trocadilho?).

A maior dificuldade de polícia e bombeiros é chegar nas tentativas de suicídio antes que eles se concretizem. Se um profissional consegue conversar com a pessoa, as chances são boas que seja convencida a não se matar. Se o Facebook tivesse bloqueado a Live da menina ela teria morrido.

O Facebook defende essa postura de manter os vídeos no ar, enquanto houver chance de identificar e/ou dissuadir o suicida. Outros acham que o dano causado é maior. A grande questão é que não é matemática: são vidas, uma real versus várias hipotéticas, e se há uma coisa que eu aprendi é que nesse caso as necessidades da maioria NÃO se sobrepõe às necessidades da minoria. Ou de um só.

Fonte: Associated Press.

Relacionados: , , ,

Autor: Carlos Cardoso

Entusiasta de tecnologia, tiete de Sagan e Clarke, micreiro, hobbysta de eletrônica pré-pic, analista de sistemas e contínuo high-tech. Cardoso escreve sobre informática desde antes da Internet, tendo publicado mais de 10 livros cobrindo de PDAs e Flash até Linux. Divide seu tempo entre escrever para o MeioBIt e promover seus últimos best-sellers O Buraco da Beatriz, Calcinhas no Espaço e Do Tempo Em Que A Pipa do Vovô Subia.

Compartilhar
  • Daniel Plainview

    Isso é muito complicado. Como foi colocado, se por um lado há a possibilidade de localização do suicida, por outro lado o vídeo pode encorajar outras pessoas que estão na mesma situação a fazer o mesmo. Mas o mais triste mesmo é ver toda uma geração de adolescentes perdida, pelos mais diversos fatores.

    • Pior que isso não é novidade. Adolescentes sempre tiveram essa tendencia de se perder no meio do caminho. Chego a acreditar que isso é um teste da natureza pra ver quem consegue se virar perante tanta merda.

      • Daniel Plainview

        Traduzindo: seleção natural.

  • Lucas Timm

    Complicado isso aí. Uma coisa que os de fato suicidas fazem, é deixar sinais pedindo ajuda para as pessoas de forma indireta. Seria bem mais eficaz se o facebook identificasse esses sinais e, no caso de menores de idade, informassem os pais para tomarem providencias imediatamente, antes que aconteça uma live com um guri se matando ao vivo.

    Bem pouca gente entendeu que a série 13 reasons why é justamente sobre esses sinais. Não é sobre bullying. Ali tem simplesmente o melhor e o pior do ser humano. Eu particularmente gostei muito.

    (EDIT:
    Se o Tumblr fosse identificar o comportamento suicida em potencial, acabava com 90% da audiência, hu3).

    • Raphael Reis

      Até então eu não sabia que o Tumblr tinha virado esse antro da depressão. Procurei uma imagem haver com um trabalho cujo o termo era “tristeza”, me aparece uma página me perguntando se eu estava bem, se precisava de ajuda? Fiquei curioso e descobri o motivo. Basicamente, virou a nova praça “virtual” de shopping que os emos de 7 anos atrás frequentavam.

      • Lucas Timm

        Sou da política de não colocar links pra situações sobre isso. Mas ainda hoje li um texto de um guri que “tentou suicidio” recentemente. O guri é gordo, homossexual, agora descobriu que gosta de ser drag queen, gender fluid e todo esse combo Tumblr que tem por aí.

        Entrevista com a família dele:
        – A família sempre aceitou a homossexualidade dele. Nunca foi tabu.
        – Sempre quer “causar” nos jantares de família. Lacrar sempre.
        – Se sabe de algum caso de homofobia, quer levantar a bandeira, fica pistola e tem crise de ansiedade/pânico.
        – Fazia piada e respondia com ironia sobre a sexualidade ele quando indagado ou quando alguém tentava agredi-lo.
        – Tentaram cuidar da saude dele da melhor maneira possível com psicólogo e psiquiatra, mas ele não se ajuda.
        – Culpavam a internet por esse comportamento.

        Conhecendo as interweb da maneira que a gente conhece (e eu nem digo que a culpa é do Tumblr, ele é apenas a ferramenta), tu bem sabe que realmente pessoas assim precisam de tratamento. E quando um maluco complexado desse jeito encontra outras pessoas tão instáveis quanto ele, o comportamento só tende a piorar.

        • Isso é a CARA do Tumblr, reforça essa mentalidade lacradora combativa. Aì dá nisso.

          • Lucas Timm

            Pior é que os pais agem com naturalidade. A artigo não falou isso explicitamente, mas os pais diziam “quem quer se matar, se mata”.

            (Ele tomou coquetel de remédio e falhou, cortou os pulsos duas vezes e falhou de novo)…

          • Zalla

            quem falha em tentativa de suicidio é pq não quer se matar…

          • Tom

            Existem alguns casos muito raros aonde a pessoa se dá um tiro na cara, não morre por probabilidade e acaba sendo socorrida (já vi casos assim, é raro demais, mas acontece)

          • Denis J. Alves

            Tem um vídeo por aí de um sujeito que arrebentou todo o maxilar com uma arma(não lembro qual, mas era grande) e não morreu! Acho que a proximidade e a imensa capacidade da arma cauterizaram imediatamente o ferimento. O final do vídeo não é claro, mas ele está lúcido e acho que ‘termina o serviço’.

          • Robert Melo

            Um tal de Tyler Durden, né

          • Tom

            tem uma historia bem parecida que o cara perdeu meio rosto, mas vive e esta com o rosto transplantado, “feliz”

          • Gesonel o Mestre dos Disfarces

            Cara de Cu, do Preacher.

          • Daniel

            Nem sempre… alguns casos a pessoa pode ser incompetente até nisso, aí o que já está ruim pode ficar pior… paraplégico por ex…acho que até pra se matar deve_se fazer bem feito…

          • PugOfWar

            Acha que é fácil?

          • Wagner Felix

            véi, respondi o mesmo sem ler seu comentário

          • Wagner Felix

            Quem tenta se matar e falha, não queria tanto assim se matar, queria só mais um palco: morrer é muito fácil.

        • E é por isso que os floquinhos ganharam a fama que tem hoje: nem Odin salva quando estes ditos cujos querem transformar suas mazelas em espetáculo, tentando virar paladinos da sociedade enquanto alimentam ainda mais seu estado deplorável ao praguejarem que o mundo todo tá errado e que eles estão certos.
          Se isso não é esquizofrenia pura, eu não sei mais o que é.

          Ah, e se eu não me engano, ouvi dizer que o Facebook estava trabalhando em um algorítimo que identificaria atitudes suicidas e passaria a mostrar canais de ajuda em sua timeline. Não sei se isso teve alguma outra novidade.

    • doorspaulo

      O bom do Tumblr é o pr0n amador, que tem aos montes.
      Mas, realmente, você acaba trombando com uns 80 13RW da vida no meio do caminho.

    • Tom

      Muito boa adaptação do livro, a propósito, apesar de não ter terminado a série se continuar na mesma proposta.
      Agora sobre essa parte do Tumblr eu não sei, um tempo atrás (antes do meiobit) eu passava um bom tempo por lá e achava (continuo achando) um ambiente saudável se comparado ao facebook, lá não tem tua tia postando corrente, não tem louco discutindo política e tal, não sei, eu filtrava bem minha timeline pra não ficar passando essas porcarias suicidas, acho que isso tem em toda rede social

      • o que n falta no tumblr é porn lol

        • Tom

          Depende, a tua timeline do tumblr é o que você quer, tanto que a minha tem bem pouco, mas já teve mais, dependendo de quem eu seguia

          • pior que nem sigo, é lurk toda vez

          • Tom

            ué então tá vindo do céu kkk, alguem que tu segue posta pr0n, senão pr0n não aparece, se não quer é só não seguir ;3

          • cookie? lol

          • wzwellington

            Amido, vc é CDC do News Inside? eu curtia bastante o NI

          • sim, sou admin do NI sim :3

            porque não curte mais? estamos melhorando tanto =o

          • wzwellington

            Poxa, em 2007 a 2008 eu era viciado no site, pois tinha um PSP e um DS então o TioSolid publicava bastante coisa e eu estava sempre presente nos comentário antes mesmo de ter o fórum, depois cabei me afastando e quando voltei ano passado vi que o bastão foi passado, inclusive um post seu explicando o que ocorreu. Vou dar uma aparecidas para apreciar o novo conteúdo.

          • obrigado :3

            espero que goste, nao tirei a ID do NI, só adicionamos o/

    • Mirai Densetsu

      Mas ele identifica. Até pergunta se tá tudo bem e encaminha a pessoa pro CVV se você tentar postar alguma coisa de cunho suicida.

  • Entre o certo pelo duvidoso, vou ficar sempre com o CERTO.

    10 Deixa o vídeo
    20 Salva o infeliz
    30 O resto assiste
    40 Se resto é infeliz, então tenta suicido, senão segue a vida
    50 Return

    Looping infinito. Melhor que deixar morrer.

    • Theuer

      Hoje não sei porque caráleo, não consegui tirar uns Brakes antes da leitura de sensores IR no Arduino. Só o que eu queria era esse “Looping infinito” aí.
      Segue vida… Qual era o assunto mesmo?

      • Vai programar o Arduino pra se suicidar? Tente instalar o Windows 95 nele…

        • Theuer

          Aquele em cinco disquetes de 3½?!

      • Muda pra Rasp Pi e não se suicide ! 😀

        • Theuer

          Ahahaha, estou tranquilo…
          Então, leio muito mas não conheço nada sobre o Rasp Pi, comecei a vê-los ultimamente em eventos que trabalho sendo usado em Totens e sistemas de checkin.
          Acho muito bacana isso porque faz anos que eu reclamo sobre a quantidade de “Terminais” como Totens, painéis de mensagens e mesmo caixa de lojas que usam um PCzão gastando energia e fazendo barulho rodando Windows, sendo que poderia ser tudo trocado por Android Sticks. Se a adesão aos Sticks foi lenta e mais coisa de “pessoa física”, os Rasp Pi por outro lado, eu tenho visto sendo instalado por empresas que estão se especializando nisso.

          Voltando para o foco, já que eu sempre vou longe…
          Acho que esses Rasp Pi são além do que eu faço, acabam sendo mais complicação para os simples “In/Out/IF/PWM” que uso.
          Precisava ter 10 anos a menos para embarcar nessa. 🙂
          Abraço.

          • Rasp PI é muito show ! Bom pra colar atrás da TV rodando RetroPI e todo leque de emuladores antigões.

            Terminais com Android… Tá maluco ! 😀 Esses Rasp com um sistema LINUX de verdade são muito melhores . heheheh

    • Darkness

      infelicidade não tem nada a ver com suicídio, eu tenho TPB (Transtorno de Personalidade Borderline – clinicamente diagnosticada), e uma das características é ter tendências suicidas (no meu caso particularmente, outros TPB também podem ter, mas não é regra), e eu sou uma pessoa feliz, vivo mto bem com minha esposa, tenho bons amigos, me divirto, vou a shopping, saio pra jantar, vou a cinema, assisto netflix, ando de patins, jogo frisbee com a minha esposa, tenho um emprego legal, com bons colegas e alguns amigos, mas mesmo com isso tudo, já tive pensamentos suicidas por mais de uma vez, apontar como “infeliz” reforça um estereotipo, errado e prejudicial

      • Certamente ! Coloquei o termo infeliz sem muito aprofundamento com o assunto. Na verdade só queria destacar que tem que divulgar o vídeo

  • major505

    Quem toma comprimidos e fica transmitindo ao vivo quer atenção não morrer. Quem quer morrer pega estoura os miolos, se joga do viaduto, se enforca, ou algo assim. Não fica fazendo teatrinho.

    Eu tinha uma prima assim. Problemática, pai ausente, só se metia em merda. Tentou atirar no proprio pai, para sorte dele tinha mira ruim.

    No fim depois de cortar os pulsos e ligar chorando pra mãe, depois tomou comprimidos e ligou chorando pro ex, conseguiu o que queria. PEgou AIDs. A diferença agora é que vai demorar mais para morrer.

    • Ninguém mais morre de SIDA. Olha o Magic Johnson.

      • cquintela

        Magic não tem aids, ele tem HIV. A síndrome nunca se desenvolveu nele.

        • Magic Johnson tem a única cura conhecida pra AIDS: Dinheiro.

          • major505

            Só triturar pelo menos 200 mil dólares e injetar na veia segundo South Park.

        • Rodrigo M

          Com os tratamentos atuais a chance de levar uma vida normal é muito grande.

          Tem uma graphic novel biográfica muito boa muito boa relacionada com o tema:
          https://www.amazon.com.br/P%C3%ADlulas-Azuis-Frederik-Peeters/dp/8582861591

          O cara é escritor de ficção e decidiu escrever sobre a vida dele, pois ele se casou com uma mulher com HIV positivo.

      • major505

        Conhecido meu morreu. Viveu uns 10 anos com a doença, ele era hemofilico, pegou quando criança por transflusão, quando ainda não faziam teste para AIDs.

        A uns 2 anos ele ficou doente, parecia uma gripe. Foi pro médico, não melhorou, acabou emagrecendo muito e morreu de pneumonia. Ainda acontece, só é mais raro hoje.

    • Machado Alencar

      Que baita análise aprofundada de uma pessoa com sérios problemas pessoais hein. Parabéns.

    • Inquisidor

      realmente, quem quer morrer morre e pronto, ficar chamando a atenção é coisa de indeciso .

      • Christian Oliveira

        Não, da milhares de sinais antes de decidir isso.

        Assim como qualquer um da milhares de sinais que deseja comprar, viajar, ganhar uma aposta, tornar-se blogueiro, mudar de emprego, etc, etc.

      • ElGloriosoRangerRojo™

        É esse tipo de comentário que mata de vez a chance de uma discussão construtiva sobre o assunto.

        • Pra ver quanto muitos de nós aqui acabam deixando seu cinismo ou niilismo transbordar mais do que devia.
          Ficar esbravejando que a vida é apenas um fenômeno sobrestimado sem se dar trabalho de entender o contexto não te faz ser tal como o Dr. Manhattan, é apenas filhadaputice.

    • Tiago Chiaveri

      Acertou no ponto em que quer chamar atenção, mas errou rude ao dizer que é teatrinho. Na verdade a pessoa não deseja morrer, ela deseja acabar com o sofrimento. Sei que é difícil para pessoas criadas com Danoninho se colocarem no lugar do outro e pensarem que existem coisas mais difíceis do que o pneu furado de um carro ou um pé na bunda da namorada… Já teve depressão, não sentir prazer em mais nada na vida? Tem gente que se mata logo de uma vez, mas os familiares ficam sofrendo e com remorso pois não soube identificar que a pessoa estava sofrendo. E as vezes são pessoas exemplo, lideres e que aparentam ter uma vida feliz. Não Quer ajudar? Ok. Mas não seja mais um infeliz espalhando infelicidade na vida alheia, já existem tantos!

      • Tom

        Como disse um anime que eu assisti na band a mil anos, “sepulturas são para os vivos”, morrer sempre foi fácil.

      • major505

        Logico que já. Que nunca teve fase ruim na vida? Que tudo dá errado. Fui no psiquiatra, tomei uns tarjas pretas por uns meses, quando me senti bem fui cortando aos poucos.

        As pessoas tem esse estigma que quem vai em psiquiatra é só gente louca, costuma no máximo ir em neurologista para não dar na cara.

        Minha mãe sempre foi deprimida cronica. Quando tinha 17 anos, ela parou de trabalhar, comer eu que sustentava a casa nessa época. Morira de medo de chegar em casa depois da faculdade e do trabalho e encontrar ela pendurada em uma corda. Foi dificil, mas depois que convencia ela a ir num psiquiatra amigo meu, ela começou a lidar melhor com os problemas dela e tomar os remédios que precisava.

        A verdadeé que na raiz de tudo está o egocentrismo de achar que vc é o centro do mundo, e por isso se vc está miseravel todo mundo deveria estar. A felicidade dos outros de ofende quando se está deprimido.
        O que me ajudou foi passar por cima do meu ego e perceber que só vc é responsável pela sua própria felicidade, mesmo em adversidade. Quando vc percebe que o universo é algo enorme sem sentido algum e não dá a mínima para você, é quando você pode realmente pode ser livre e se responsabilizar pelas suas próprias escolhas.

        • Foi um dos motivos quando comecei o ODZ (e zoar o G1zmodo… claro)…

          Já tava com a grana pra comprar um oitão e chumbar o miolo…

          • Maom

            Podemos dizer então que o Malcriado é tipo um Jesus pra vc? Ele te salvou?

          • Não é, porque senão o odiaria….

          • O humor negro impedia com que os outros percebessem a merda que estava por dentro (literalmente e figuradamente).

          • Maom

            Humor é a mais antiga autodefesa conhecida pelo homem. Foi o Adão que, ao ser quicado do paraíso por conta daquela puta da Eva, se vingou inventando uma trolada master chamada casamento pra todo homem que viesse depois dele se fodesse tb com uma mulher pro resto da vida.
            Por exemplo, estou agora fazendo piadinha sobre casamento pra amenizar toda a aporrinhação que eu vivo.

        • Tiago Chiaveri

          Viu que diferença enorme dessa sua nova postagem de critica construtiva! Então você sabe muito bem que não é mero teatrinho e aponta corretamente o egocentrismo, que é completamente diferente de egoísmo! As vezes as pessoas se matam por acharem que é um estorvo para a família. Hoje eu estou plenamente curado da depressão, mas quando eu olho para o passado, percebo que era completamente impossível eu conceber o mundo de outra forma e o que eu passei, somente poucas pessoas no mundo tinham passado. Mesmo assim eu não menosprezo os sentimentos de pessoas que tiveram uma vida mais tranquila, todo bom ser humano merece uma palavra amiga.

          • major505

            Egoismo é só uma forma mais exacerbada de egocentrismo. É nada mais é que a incapacidade plena de considerar outros pontos de vista.

            A quesao é sempre que não importa se nasceu rico na geração nutela, ou pobre na favela. Todo mundo sofre, todo mundo se fode.

            Para alguns demora mais, para outro menos, mas não existencia que não tenha dor ou sofrimento. Para mim até serve de consolo saber que no mundo sempre tem alguém se fodendo mais do que eu.

            Mas no final compensa ver que vida por mais merda que seja sempre tem possibildiades. Morte é definitiva.

          • Maom

            “Para alguns demora mais, para outro menos, mas não existencia que não tenha dor ou sofrimento. Para mim até serve de consolo saber que no mundo sempre tem alguém se fodendo mais do que eu.”
            Tipo o Edward Norton no clube da luta frequentando grupo de apoio a todo tipo de enfermidade toda noite? Tente o MMA. 🙂

          • major505

            Tentei boxe e aikido, e quebrei as costas rsrsrs.

  • André K

    Eu acho extremamente válido e importante o trabalho da polícia nesses casos. Só tenho uma coisa a considerar – e depois? Pode ser que as coisas mudem, mas a chance disso ocorrer é grande? O suicida não vai tentar de novo posteriormente? Para deixar bem claro, acho que a sociedade (a polícia apenas como a autoridade investida, no caso) deve fazer o que estiver ao seu alcance para impedir. Mas sem que exista um roteiro pronto de ações e suportes para o “depois”… acho que apenas meio trabalho foi feito.
    Discussão importante e que merece ser aprofundada. Mas não vai ser.
    Dito isso, vou ali tomar o meu Prozac…

    • Tem todo um esquema de acompanhamento psiquiátrico pra esses casos, e em geral funciona como um sacode na família.

    • Zalla

      corroborando o que o CC falou, já no hospital a pessoa já é acompanhada por um psicólogo, não só pra ela, mas pra toda a família

  • Carlos Frederico

    Só se dá para chegar num único fato: é preciso mudar/melhorar como a sociedade funciona. Se está havendo tanto suicídio assim, é porque existe algo endêmico que talvez ainda seja desconhecido para a maioria. É só pegar o Japão: lá o índice de suicídio é alto porque a pressão é algo cultural e prejudicial no final das contas.

    Mas como a própria matéria diz: não é algo matemático. Não dá para atribuir o fenômeno pressão cultural como a principal causa dos suicídios japoneses. Provar por 1 mais 1 é igual a 2. Quem nos dera que fosse assim!

    Se é do feito humano imitar ou se aproveitar disso para ter prazer, seja o que for, está mais do que na hora de rever os conceitos educacionais e culturais para que isso seja amenizado.

    É óbvio que isso é um trabalho para as próximas gerações… e ele ainda poderá ser ineficiente. De qualquer forma é importante que isso se torne o centro de discussões científicas… assim o primeiro passo está dado. E nisso querendo ou não, o Facebook acabou tendo um papel importante.

    • O pior que apesar de fatores culturais e sociais agravarem ainda mais a situação, não são eles a principais causas, são apenas o estopim.
      Infelizmente acredito que tal comportamento é inerente a nossa natureza: podemos melhorar o quanto for nossa cultura e modo de vida, ainda sempre haverá aqueles que sofrerão com auto-depreciação e haverão aqueles que verão isso como espetáculo e farão de tudo pra puxar o pobre coitado ainda mais pro buraco.
      Isso nem toda a educação do mundo salva. Considero isso tão profundo quanto a curiosidade mórbida por exemplo.

    • PugOfWar

      no budismo o suicídio não é pecado, é só uma suposição minha, mas acho que influencia

  • Pingback: Novo caso envolvendo Facebook demonstra que nada é preto e branco, nem mesmo suicídio | Notícias Legais()

  • gfg

    Roma antiga, dezenas de coliseus, milhares de pessoas assistindo outras morrerem, idade média, enforcamentos decapitações, centenas de pessoas assistindo, sacrifícios maias, astecas, vikings, etc.. todos feitos em publico. Toda essa gente era desumana?
    Aliás não entendo essa tara de impedir suicido, a vida é a unica coisa material que o individuo verdadeiramente possui, a decisão de tira-la é puramente dele, estando o mesmo doente ou não.

    • Theuer

      Injusto é com quem fica.
      Pai, mãe… Coitados.

      Foi apenas um comentário, não te desdisse.

      • Bem, sendo um tanto insensível na resposta que virá, digo que se os familiares e amigos realmente tivessem competência e interesse em tomar providencia, nem se recorresse na base de tratamento pesado, eles não teriam perdido aquele que prezava.
        Acredito que esta é a forma mais direta da vida te dizer que “as pessoas só dão realmente valor para tal coisa quando elas a perdem”.

      • EmuManíaco

        A vida é injusta, parentes vão sofrer claramente.

    • Discutir a quem a vida de alguém é mais importante é um dos mais conflitantes loopholes da humanidade.
      De fato uma pessoa é dona da sua vida, mas até quando isso não interfere na vida alheia? Seria justo viver sem propósito somente em prol dos outros. Seria justo manter alguém numa agonia sem fim só porque você a preza?

      • EmuManíaco

        Se for menor sim. Fora isso ate suicídio assistido deveria ser respeitado.

      • Ginvok

        Não precisa ser agonia sem fim, tem muitas outras soluções que não precisa envolver suicídio. As coisas podem estar difíceis agora, mas sempre tem outra saída. E tu perde todas essas chances no momento que tu morre.

    • Ginvok

      Simplesmente por ser uma ação sem volta, às vezes feita no calor do momento ou por não acreditar que tem outras soluções quando há. Aceitar que as pessoas se matem só por causa de bullying feito por idiotas ou por uma doença que pode ser tratada ou até por imitação é crueldade de quem está vendo e não fazendo nada.

      É só ver quantas pessoas salvas se arrependem depois de tentar suicídio que, se não fossem as outras pessoas tentando impedir, não teriam essa segunda chance de voltar atrás.

    • SomeReader

      Sei lá… eu sou um que vira e mexe estou namorando a ideia do suicídio. A vida da pessoa é uma merda, sem chances de melhorar… Quem sou eu para falar para a pessoa não fazer?

      Acho que o governo deveria até dar condições de termos um suicídio digno. Ficar impedindo e fingindo que não existe não adianta. Temos que encarar que a sociedade está uma merda e precisamos muda-la.

      • Lucas Timm

        Por que o governo?
        Acho que deveriam existir clínicas de eutanásia privadas. O governo, não.

        Mas sobre isso, se precisar conversar, chora aí que a gente te escuta.

        • Tom

          Cara, acredito que não, eutanásia já é praticada em casos sem solução em hospitais, só que que está bem fisicamente não tem motivo pra morrer, eu sei que tem problemas e doenças que afetam a felicidade da pessoa mas todos um dia vão descobrir que a vida é um cubo, pra ver a parte boa é só virar.

        • SomeReader

          Digo o governo pq é o governo que decide as leis…

          Sendo possível comprar os medicamentos certos de maneira mais fácil, já estava satisfeito já. rs. Se houvesse clínicas particulares para a eutanásia, melhor ainda!

    • OverlordBR

      Aliás não entendo essa tara de impedir suicido, a vida é a unica coisa
      material que o individuo verdadeiramente possui, a decisão de tira-la é
      puramente dele, estando o mesmo doente ou não.

      Mesmo quando a única coisa material que o indivíduo verdadeiramente possui é decidida em um momento qualquer, influenciado por excesso de hormônios (ou a falta deles)?

      • gfg

        Qualquer individuo que não tenha problemas mentais ou já tenha pelos pubianos sabe que morte é um caminho sem volta, podem até ter valores diferentes pra ela, mas a decisão é da pessoa.
        Então sim.

    • major505

      É porque é o tipo de decisão que muita gente que acaba cometendo acabaria se arrependendo depois. Eu não digo que o suicidio é de todo ruim. Tem casos que eu entendo. Tipo vc tem algum cancêr terminal e não quer definhar.

      Mas existem maneiras melhores de se fazer. Tipo, eu me loivraria de todas minhas posses, sacaria minha poupança, e me mudaria para um puteiro em Tihuana, onde eventualmente eu teria uma overdose…. é melhor que definhar em uma cama de hospital.

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Outros tempos, outros valores.

  • DumbSloth87

    Deixa os moleque morrer, tem gente demais nesse planeta.

  • Metalmacumba

    Cardoso, eu queria fazer uma correção: “A sargento Linda Howard” é “sargenta” (ok essa foi horrível);

    Agora sério, digamos que eu tenho um amigo que no final do ano, devido a fatores químicos que caracterizam uma doença não relacionados à frescura ou temperaturas elevadas na região anal, após um dia de trabalho árduo onde uma atividade corriqueira levou horas para ser concretizada, decide que aquele era o dia, ou melhor, o último dia. Em todo o medo possível e a falta de conhecimento do que o futuro próximo lhe reservava, acontece que o colega que ia render ele no serviço chega meia hora mais cedo, e por vias do destino, aquela meia hora de conversa salvou a vida desse meu amigo, então devo corroborar com a afirmação de que uma conversa salva sim vidas. Espero que um dia esse colega do meu amigo saiba que salvou uma vida.

    • Marcio Ferreira

      É só dizer pra ele

      • Metalmacumba

        Então. O preconceito e o tipo de backslash que isso pode gerar dentro do ambiente de trabalho complica as coisas. A partir do momento que você não consegue ser produtivo como antes e seu cérebro ainda força a barra pra criar mil e um delírios (de forma literal) e seu time percebe isso, a última coisa que você gostaria é que alguns alí sirvam apenas pra te criticar ou mesmo atrapalhar o mal estar.
        TL:DR não é tão fácil assim pro meu amigo simplesmente falar isso.

        • Roger D. C. Delboni

          Espero sinceramente que seu amigo fique bem.

    • Zalla

      é SARGENTO, mas se você é daqueles que dizem “presidenta”…tá perdoado…ou não?

      • doorspaulo

        É uma piada cara..

      • Presidenta é gramaticalmente correto. Sargenta não.

        • Marcio Ferreira

          Ah tá, só falta vc fazer como o Gogoni e citar a matéria de 2010 do Pasquale onde ele diz que presidenta é correto “pq sim”, sem argumento nenhum.

        • Reinaldo Matos

          Apenas para fundamentar a resposta… Apesar de “Presidenta” sempre me soar estranho, está correto também.

          Quem quiser, pesquisem por “Presidenta” no link abaixo:

          http://www.academia.org.br/nossa-lingua/busca-no-vocabulario

    • Rodrigo M

      Lembro de uma estoria parecida com isso mas que não terminou em final feliz. Há alguns anos eu jogava World of Warcarft em uma Guilda muito grande certa vez no Team Speak um cara estava desabafando sobre um episodio parecido.

      Um dos melhores jogadores da guilda uma vez chegou no Team Speak e puxou papo com umas duas pessoas comentou que estava precisando conversar, mas era um horário com quase ninguém e o narrador foi uma das pessoas que disse que não podia falar muito naquele momento.

      Neste dia o cara se matou e dava pra sentir que o cara sente um pouco de culpa, pois talvez aquela conversa pudesse ter salvado o cara.

      • Metalmacumba

        Se as pessoas soubessem o que uma conversa é capaz de fazer ao invés de praguejar contra quem tenta se matar o mundo poderia ser 1% melhor.
        As pessoas esquecem que nem todas as pessoas tem a fibra de passar por um momento mal e contornar isso. Outras pessoas tendem a ter distúrbios e condições médicas muito mais complexas que podem levar ao suicidio. O suicidio não é uma doença e sim um sintoma de um leque de mazelas psiquiátricas muito grande. Devemos lembrar que as pessoas dizem que tem depressão, que hoje são fortes, mas cada caso é um caso, como já vi pessoas que se jogaram na frente de um caminhão e ficaram vivas como pessoas que entram em estado catatônico e nem mesmo tirar a própria vida conseguem.
        A maioria das pessoas não quer morrer, mas o buraco interno, os delírios e halucinacoes que acompanham várias doenças psiquiátricas crônicas faz as pessoas desistirem da vida. Mesmo que a vida seja um arco íris escondido atrás da tempestade.

        • OverlordBR

          Se as pessoas soubessem o que uma conversa é capaz de fazer ao invés de
          praguejar contra quem tenta se matar o mundo poderia ser 1% melhor.

          Não é questão de “praguejar contra quem tenta se matar” e sim achar estranho que a pessoa num estado emocional de pré-suicídio tenha a capacidade de gravar um vídeo do ato em si.

          As pessoas esquecem que nem todas as pessoas tem a fibra de passar por
          um momento mal e contornar isso. Outras pessoas tendem a ter distúrbios e
          condições médicas muito mais complexas que podem levar ao suicidio.

          Exatamente por causa deste “momento mal” e não conseguir contornar ele que acho que pessoas neste estado dificilmente gravariam um vídeo do ato em si.
          Um vídeo delas se despedindo? Isto sim.
          Porque muitos suicidas fazem isto.
          Agora, um vídeo do ato em si… é bizarro.

          • Metalmacumba

            Eu concordo contigo se levar em consideração que seja uma depressão causada por algum evento infeliz, por exemplo o luto da morte de alguém, caso você nunca tenha tido algo relacionado com uma doença psiquiátrica.
            Se voce parar e pensar que talvez o suicida que está se filmando seja esquizofrênico e as vozes dizem pra ele se matar Ou mesmo o momento criado pela pessoa, um ritual completo que vira uma obsessão tem essa parte?

            Esse meu amigo carregou 3 sacos de lixo e um saco plástico extremamente resistente pra se matar asfixiado. Não queria se filmar, mas todos os dias a imagem e a sensação eram tão fortes que era praticamente uma necessidade fazer isso.

            Eu já vi pessoas que na primeira palavra saindo da boca choravam, vi pessoas que não levantavam da cama e tiveram que ter ect e já vi pessoas conversando sozinhas que eu jurava que estavam conversando comigo. E o mais bizarro (mais bizarro soa até estranho) foi conhecer um cara que em estado maniaco se apresentava com seu nome é depois dizia que era zeus.
            Acho que gravar um vídeo é até normal depois disso.

          • Metalmacumba

            Um caso bizarro que aconteceu com meu amigo foi em dezembro. Na mesma época dessa história que contei.
            Depois de ter passado duas semanas internado na clínica ele teve uma depressão maior bem lascada. O médico queria dar duas semanas pra elenvoktar pro trabalho. Ele voltou no dia seguinte e por coincidência foi a semana mais desgraçada que ele teve de trabalho na vida. No último dia ele tava tão desgastado que deitou debaixo da mesa do escritório e chorou por duas horas seguidas, choro de soluçar. Quando voltou pra casa travou de dentro do carro, não saia nem a pau. Mesmo tendo trabalhado como um louco e completado tarefas extremamente importantes que requeriam extrema rapidez, no mesmo dia que chorou debaixo da mesa, sentiu-se sem valor e que não era suficiente. Ficou chorando no carro perto de casa, até a mulher dele ligar pra polícia e quando os policiais chegaram, chamaram ambulância e ele voltou foi pro hospital. Pelo menos naquele dia ele conseguiu “fugir” e voltar pra casa na próxima manhã.
            Demorou mais duas semanas pro antidepressivo começar a fazer efeito.
            é muita merda rolando ao mesmo tempo. Se gravar talvez seja a última amostra de coragem, de dor, ou de dizer adeus. Sei lá.
            E sim eu concordo contigo que é bizarro, mas por experiência de pessoas próximas (e que eu vi) acho que fiquei “calejado”.

        • Diego Marco Trindade

          Uma prima minha se suicidou. Ela estava deprimida e tomava alguns remédios, um deles causava um efeito colateral que secava os olhos. Para tratar isso ela usava um colirío, e também dava outros efeitos colaterais, acho que em conjunto com o uso do psicotrópico, que dava alucinações. Ou ela ficava com os olhos ardendo o tempo todo (insuportável) ou tinha alucinações. talvez uma terapia psicológica, ou conversas mesmo a tivessem ajudado, mas morar com a sogra, talvez a insensibilidade do marido (do sítio), a mãe dela doente devido a um acidente há alguns anos que incapacitava em parte, tudo estava contra ela. Até o dia em que se enforcou.

          Por isso eu acho que há casos e casos de suicidas. Há pessoas que genuinamente precisam de ajuda, tem peso demais sobre os ombros, se sentem incapacitadas, e com conversa, com atenção, com ajuda podem se recuperar. E outros, como os idiotas da baleia azul ou que tiram selfies em lugares perigosos, que tem mais, mais que se ferrar mesmo. Isso é apenas para chamar a atenção. A única coisa que tenho dó é dos vivos que ficam tristes com essas desgraças aí.

          • Metalmacumba

            Predisposição à doença psiquiátrica com acontecimentos infelizes é o que mais machuca e faz com que pessoas decidam que o não existir é melhor. Igual dizem, quem se mata não quer morrer, mas a dor é tão grande que não parece haver outra saída. E eu compreendo bem o que aconteceu com tua prima.
            Quanto à baleia azul eu só posso dizer que brincadeira tem limite e se cortar com fraquinha de bolo Pullman não dá certo.

    • Dunha

      A depressão é algo sério e mais comum do que achamos, o problema é que ainda existe todo um preconceito besta em volta, que a própria sociedade tem que superar pois é muito mais comum do que achamos, eu já tive caso na família e amigo, felizmente a história correu por um caminho bom. Se esse seu amigo precisar conversar algo, nem que seja sobre o movimento das nuvens, pode me chamar

    • Kheiron

      Exatamente por causa do seu relato que não concordei com a série supra citada no texto. Duas pessoas que passaram na minha vida se suicidaram. O “feeling” que tive das duas pessoas é que é algo que não se planeja, raramente há carta, e quem fica nunca sabe os motivos verdadeiros. Simplesmente decidem e pronto. Também acho que se há uma conversa momentos depois dessa decisão, a probabilidade da decisão mudar são grandes mesmo.

  • Rolando

    Realmente é uma questão difícil, até o própria serie gerou controversa entre psiquiatras com alguns dizendo que é bom mostrar o tema e outros dizendo que a serie pode romantizar o suicídio e que isso é perigoso porque adolescentes que passam por uma depressão podem ser incentivados a se suicidarem.

    • Zalla

      Eu vi a série, eu acho que ela passa do ponto algumas vezes…mas acho que vale, até mais para os pais do que para os próprios jovens…não se deve sufocar os filhos, mas também não pode largar no mundo…se perceber que algo está errado, e se não conseguir resolver ou se aproximar, peça ajuda…eu acho que existem muitos canais para o suicida entrar em contato…mas fala-se pouco da família, apesar que se algum pai ligar para o CVV ele será instruído em como agir, mas falta divulgação

      AH…e divulgar não é mandar msg no facebook sobre disque suicídio..aí..mó raiva dos ativistas de mouse

  • Gaius Baltar

    Eu tenho um amigo que embora pagasse de pegador era um poço de vergonha alheia. As garotas com as quais ficava eram um misto entre a atual mulher da vida dele e futura ex-namorada. Numa dessas frustrações amorosas resolveu tomar uma caixa de calmantes e ligou pra garota em questão pra dizer. Ela respondeu com o clássico “quem quer se matar se mata, não avisa”, mas para não ficar com peso na consciência ligou pra mãe do abestado. Se fosse nos dias de hoje ele provavelmente faria live no Facebook, marcando a menina, claro. Conclusão? Mentes perturbadas sempre existiram, a tecnologia só dá meios pra loucura gritar.

    • OverlordBR

      Sempre achei estranha esta questão de divulgar seu próprio suicídio na Internet.

      Sempre achei que um ato de suicídio fosse o último momento de introspecção de uma pessoa, o momento final… pelo visto, estava errado.

    • PugOfWar

      já tive uma conversa dessa com um médico, precisava de pelo menos umas 20 caixas pra alcançar a dose letal

      • Gaius Baltar

        Depende muito do princípio ativo e da dosagem do medicamento. No caso do Brasil entram também no jogo a qualidade de fabricação e a questão do transporte e armazenamento precários, variáveis que diminuem o grau de eficácia (e letalidade) de uma droga.

  • Meganegão

    suicídio e um crime hediondo e deveria ser punido com pena de morte. Morte aos suicidas!
    fora isso existem varios estudos que apontam que divulgar suicidios aumenta o número de suicidios, e como se aumentasse a tristeza geral da população, o que contribui para aumento da depressão e consequentemente suicídios.

  • Julio da Gaita ✔

    Bom, quem nunca ficou na adolescência sem perspectiva na vida por algo momentaneamente “importante” e quis dar tchau?! Normal, faz parte da vida.

    O que sempre me ajudou foi pensar em como isso afetaria as pessoas ao meu redor e como seria um desperdício mesmo, podendo ajudar outras pessoas na vida ou mesmo matando alguns filhos da puta antes de se finalizar..rs

    A verdade é que a maioria das pessoas tem problemas em como lidar com as situações da vida na adolescência, juventude ou mesmo a fase adulta que é mais tensa. Em alguns momentos todos precisamos de um apoio, seja dos pais, amigos, religião… ( sou agnóstico, mas reconheço que o apoio religioso pode sim ser algo positivo)

    E a depressão é algo bem sério e precisa de tratamento e apoio!

  • Inquisidor

    eu sou grosso: quer se matar ? se mate, mas pelo menos deixe o dinheiro do caixão + enterro pra família não se lascar .
    eu já tive depressão , minha noiva morreu num acidente de transito por causa de um bebum lixo humano, eu fiquei ANOS na bad, hoje estou forte.
    agora se matar pq fizeram bullyng falando na escola que vc tem CC, pelamordeus.

    • PugOfWar

      cara, nem todo mundo tem essa força psicológica, muitas pessoas são fracas emocionalmente

      • Lucas Timm

        Concordo, mas aí caimos no problema que a maioria dos “suicidas” só quer causar.

        • E ai caímos em problemas maiores ainda: como acabar com os dois & como separá-los?
          A única certeza é que nem todo mundo tem a mesma fibra psicológica.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Vai lá fera…

  • Victor Assis

    Pra mim a série “13 Reasons Why” é mais sobre as consequências que as ações das pessoas, mesmo que pequenas e aparentemente irrelevantes, tem na vida de outra pessoa, quando somadas.
    Nesse caso e muitos outros, o suicídio aparentemente foi usado como um grito de atenção, quem realmente quer tirar a vida não precisa anunciar no Facebook.
    Essa discussão se a exposição aumenta os casos ou não é meio complicado. Acho que entra na categorias de não tem resposta certa. É como a questão do racismo, sei que é diferente, mas alguns defendem que o racismo cessará quando pararmos de nos diferenciarmos e falar sobre isso – geralmente acompanhado do vídeo do Morgan Freeman – e aqueles que defendem que a única maneira de combater o racismo é o discutindo.
    No fim eu fico com a máxima: O ser humano é o pior tipo de gente.

    • Lucas Timm

      Há revelações sobre a série abaixo.

      Tu entendeu errado. A série realmente trata das ações, ou da falta delas, trata do bullying, das consequências que pequenos atos podem causar, etc. De quando pedem ajuda e alguém culpa a vitima mesmo sem perceber. Tem tudo isso, sim. No entanto, o tempo todo ela pedia ajuda, e ninguém parecia se importar, pelo contrário: pisavam mais nela. Essa é a mensagem central de todas as fitas,
      não o abuso que ela sofria.

      (E olha que eu quase desisti de assistir,
      porque até o quarto episódio eu achei que era simplesmente frescura. Só realmente depois as coisas ficam REALMENTE pesadas).

      • Lucas Timm

        E o interessante é que a série fala isso duas vezes: Durante as fitas da Hannah Baker e com a situação psicológica do Alex Standall que se mata no final.

        • Doomed

          Comentando sobre isso de um ponto de vista do desenvolvimento da história da série:

          Eu acho que o suicídio do Standall foi MUITO mal explorado. Bem como as consequências da revelação das fitas. Quando é pra ser o clímax, quando você quer descobrir o que simplesmente ocorre com a revelação das fitas: nada. Nesse ponto foi decepcionante.

      • Doomed

        Engraçado que tive uma ex que me colocou quase na mesma situação do Clay na série: “você é ruim pra mim porque você é bom demais, não te mereço, etc etc etc”. Para minha felicidade, ela não se matou, mas terminamos. Hoje somos amigos.

        Já sofreu de depressão, antes, hoje sem problemas, apesar de algumas quedas de ânimo por motivos relativamente banais. Coisas simples, como amigos dando bolo/desmarcando compromissos, por exemplo, a afetam demais.

        Na época que namorávamos me afetava demais, também, porque ela ficava mal e sumia. Eu não sabia o que estava ocorrendo do lado de lá, e sofria também. Enfim, não desejo esse tipo de coisa pra ninguém, nem para os deprimidos, nem para os entes queridos.

  • Christian Oliveira

    A mensagem é simples: ajude mesmo que ninguém te peça, seja mais empatico e sensível.

    Se não consegue isso com estranhos, pelo menos seja assim com quem vc tem alguma afinidade.

    A humanidade ainda tem jeito.

  • Henrik Chaves

    Sobre essa coisa de “quem quer se matar se mata, não fica avisando”, tenho uma historinha bem emblemática.

    Participo já há muitos anos de uma lista de e-mails sobre História Militar (começou com foco na WW2, mas hoje é bem mais abrangente). É uma lista com um clima bem informal. Costumamos dizer que é um grupo de amigos batendo papo no bar.

    Há uns anos teve uma pessoa em especial que entrou no grupo. Um senhor já de idade (acredito que por volta de 60 anos), e que tinha lá seus fantasmas (não vou entrar em detalhes. Por mil motivos, sendo respeito a ele o principal deles).

    Era evidente que ele tinha alguns problemas, inclusive um provável alcoolismo (muitas vezes comentava de estar escrevendo bêbado). Eis que um dia ele simplesmente some (era bastante ativo). Tempos depois recebemos um e-mail do filho dele, dizendo que o pai, que sempre comentava do grupo, tinha cometido suicídio.

    Fui vasculhar os e-mails que esse senhor tinha enviado para a lista nas semanas que antecederam o fato. E em uma dessas mensagens, no meio de um texto maior, estava escrito lá, com todas as fucking letras: “Arrumei um berro e estou pensando em estourar os miolos”.

    Claro que ninguém levou a sério. A frase sumiu no meio da mensagem, tínhamos entendido como uma brincadeira. Só que não tem como ser mais claro que isso…

    • Tom

      Muitas vezes o sinal é bem claro mas não levamos a sério, talvez por desatenção, talvez por levar na brincadeira, mas acontece em 99% dos casos.

  • Olfrygt

    Tanto o texto da matéria quanto os comentários nos fazem realmente refletir. Se um indivíduo já chega ao ponto de querer tirar a sua própria vida por conta de seus problemas “insolúveis”, imagine entrarmos no mérito de uma descoberta “pós morte”.

    Não é intenção iniciar uma discussão cientifica e muito menos religiosa. Imagine apenas que, de alguma forma, neste cenário alguém consiga provar nossa existência após a morte. Não importa se será em um “céu”, em um “universo paralelo” ou “paraíso com 72 virgens”… imagine apenas que a humanidade conseguiu ter esta certeza.

    Acho que a própria humanidade se destruiria… teríamos uma verdadeira pandemia de suicídios onde, pessoas insatisfeitas iriam simplesmente “resetar” sua vida. Imagine quanta gente, em um único momento de stress durante o dia tiraria sua própria vida por problemas fúteis… se hoje mesmo temos que lidar com todo esse egocentrismo, imagine se tivéssemos a certeza de que aqui não é o fim.

    Obs.: Com relação ao “paraíso com 72 virgens” não se empolguem, pois se morreram virgens é porque não eram lá umas beldades…

    • Gesonel o Mestre dos Disfarces

      Se tiver Netflix, assista “A Descoberta”.

      • Olfrygt

        Não mas vou pesquisar, valeu.

    • PugOfWar

      “paraíso com 72 virgens” e ninguém disse que eram mulheres

      • Olfrygt

        Já pensou no coitado do Mohamed que se explodiu por uma causa totalmente intolerante, fundamentalista e retrógrada chegando no paraíso e descobre que são 72 bofes?

    • PugOfWar

      a gente consegue dividir um átomo e até medir ondas gravitacionais, se existisse alma já tinham descoberto um meio de identifica-la, não faz sentido, o que nos faz diferentes de uma pedra? E quando tivermos maquinas conscientes, elas terão almas?

  • Gilson Lorenti Fotografia

    No último semestre tivemos dois suicídios de adolescentes aqui. Cidade pequena então teve muita divulgação. Como todo mundo se conhece, uma live teria salvado a vida deles, mas não foi o caso. Eu fotografei uma dessas moças. Quando fiquei sabendo não acreditei.

    • Há dois anos escutei um cara pulando do prédio ao lado, mas ele tava doidão demais de remédio pra saber o que tava fazendo, mas tinha a predisposição…. morava sozinho e estava isolado….

  • Didi Moco Sonrisal Colesterol

    Esse tema é complexo… Não acho que o suicídio seja uma doença, acredito que seja o sintoma mais grave de outras patologias. Hj no Brasil o suicídio é a principal causa de morte entre garotas e mulheres jovens! E acho que é algo muito presente, mesmo que não nos demos conta. Em conversa com amigos, já algum tempo, todos confirmaram que já pensaram em se matar, inclusive eu mesmo, apenas um achou absurdo essa ideia!!!
    Na verdade o que causa isso é essa vida sem expectativas de melhoras futuras, no meu caso, sem algo que possa te trazer algo novo. Concordo com o que disseram sobre que nós somos responsáveis pela nossa felicidade e que somos pequenos e insignificantes no mundo.
    Mas na verdade estou curioso pra saber se no céu tem pão!

  • Leooo

    Deixa eu contar um história que exemplifica bem o serumano: Eu era amigo de uma menina que tinha vários problemas, quando mais nova sofria bulliyng na escola e devido a isso tinha uma auto estima baixa, com o tempo foi desenvolvendo depressão, mas tinha acompanhamento na escola com psicólogo e tomava os remédios, com o tratamento ela foi melhorando começou a sair com algumas amigas e começou a namorar um grande amigo meu, depois de algum tempo ela começou a parar de tomar os remédios por conta própria, e logo teve algumas crises de ansiedade e foi se distanciando do meu amigo, e acabaram terminando o namoro, com o termino do namoro ai a coisa pegou de vez, mas como ainda ela tinha o acompanhamento psicológico e voltou a tomar a medicação, ela melhorou, mas ainda tinha algumas crises, até que uma demônia de uma prima dela começou a colocar coisas na cabeça de menina, falando que os remédios que faziam ela ter essas crises, que a família queria que ela ficasse desse jeito para não dar trabalho e simplesmente f*deu com a cabeça da minha amiga, chegando ao ponto de falar pra a minha amiga que se ela queira chamar a atenção do meu amigo e da família ela tinha que tentar se matar para que eles sofressem um pouco também,
    e falou para minha amiga comprar chumbinho e tomar, o que acabou acontecendo e infelizmente ela morreu. A minha amiga tinha 15 anos, a prima dela tinha 21, quando a prima ficou sabendo do suicídio fugiu da cidade e depois de um tempo quando a família foi tirar as coisas do quarto da minha amiga encontraram um diário onde ela contava tudo o que estava passando e todas as conversas que teve com a prima dela, e como as pessoas da família falam, se não fosse a influência da prima provavelmente ela não teria recorrido a tal ato, mas como não sabiam o que estava acontecendo não tiveram como impedir.

    • Eric Locatelli Martini

      Que tragédia!!!

    • Que FILHA DA PUTA! Se encontrar essa prima algum dia, aplica um Cunt Punch nela por mim.

    • Bruno Aveiro

      Caraaaaaaaleo!
      Não sou da área jurídica, mas essa prima não poderia ser acusada de alguma coisa?

      • Jean Franco

        Artigo 122 – Indução ao suicídio

    • PugOfWar

      só por curiosidade fui olhar os sintomas de envenenamento, foi uma morte bem sofrida.

    • Mirai Densetsu

      Com uma “amiga assim”, quem precisa de inimigos?

    • wzwellington

      Poxa, q pesado Leooo

  • Rin Tezuka

    Também tenho minha cota de causos de suicídio, depressão, vícios mortais, até confissões de amigos próximos que por conta de dor de corno pensaram em tirar a vida. Parece que há um esforço da sociedade em jogar isso para debaixo do tapete, como dizem ” em casa de enforcado não se fala em corda”.

  • Sassá

    Só eu enxergo isso como uma imposição? Carelho, nem no meu corpo posso mandar? NINGUÉM é dono de ninguém, se a pessoa quiser se matar, é OPÇÃO DELA E PRONTO – menos se tiver filhos menores é claro.

  • Mirai Densetsu

    Provavelmente o Facebook só manteve a live no ar porque não mostrava os cotovelos dela. Porque se mostrasse, certamente teria tirado do ar.

  • Não tendo teta, o facebosta não acha nada de mais nos materiais que colocam por lá.

  • Anderson Pagani

    ” as necessidades da maioria NÃO se sobrepõe às necessidades da minoria. Ou de um só.”

    Sempre me emociono com essa frase!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis