Exif.co — proteja suas fotos na internet

exif_co

A discussão é antiga. Desde que fotógrafos começaram a divulgar seu trabalho na internet o roubo de fotos existe. As pessoas acham que o fato de estar na rede confere o direito de utilizar a imagem sem dar créditos ou pagar por ela. E sabemos que não é bem assim que funciona. O pior é que até os produtores de conteúdo não seguem as regras. Já vi muito blogueiro revoltado por ter texto copiado, mas não tem problema o uso de imagens dos outros para ilustrar os seus textos.

Cada fotógrafo tem uma receita de bolo para tentar prevenir o uso de imagens de forma não autorizada. Mas, no fundo, o que podemos fazer é nos preparar para acionar judicialmente quem está utilizando nossas imagens sem permissão. Alguns adicionam informações de licenciamento e contato no EXIF, outros apagam o EXIF, alguns colocam gigantescas marcas d’água, outros cortam um pedaço da imagem. Medidas que servem apenas para provar a autoria das imagens.

Agora o Exif.co promete ser mais uma arma para prevenir o uso de imagens sem autorização. O serviço online é bem simples. Você faz o upload de suas fotos para o Exif.co e, a partir dele, você compartilha em suas redes sociais e site  através de um link de compartilhamento (como o Flickr já faz). Porém, existem algumas ferramentas que são ativadas quando pessoas tentam fazer download da imagem.

Você pode simplesmente proibir a imagem de ser copiada. Tanto o download quanto o print da tela são desativados. Você pode configurar o serviço também para mostrar informações de contato e direitos autorais todas vez que houver a tentativa de cópia. E, por último, é possível permitir o download com a inclusão de uma marca d’água inteligente que vai cobrir a imagem que será copiada. Os próprios criadores do serviço admitem que nada é infalível, mas o objetivo é dificultar ao máximo o roubo da imagem.

O Exif.co não vai cobrar por fotos postadas ou mensalidades. A cobrança é por visualizações. Você pode comprar um pacote específico (quanto mais visualizações mais barato é o valor unitário) e vai pagar apenas pelas fotos que forem acessadas. Por exemplo, se você compra o pacote de 10 mil  a 99 mil visualizações, então o custo será de US$ 0,30 por cada 1.000 visualizações. Um foto com 10 mil visualizações vai custar ao cliente o valor de US$ 3,00.

Nunca tive essa fixação por proteger minhas imagens. Quem me conhece sabe que posto toneladas de imagens nas redes sociais. Algumas até sem assinatura. A Lei de Direitos Autorais é muito clara e fornece uma ampla proteção para quem tiver sua obra violada. Então ficar se preocupando previamente é só dor de cabeça. Quando acontecer e você descobrir é só enviar o processinho.

A inscrição no Exif.co é gratuita e você paga apenas pelas visualizações da imagem. Quem se inscrever agora na versão beta ganha 1.000 visualizações.

Fonte: Dpreview.

Relacionados: , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • GuilhermeMendes

    prefiro o bom e velho exportar para web, resolução baiza de apenas 72dpi. o máximo que alguém pode fazer é usar em um site… esses mecanismos de proteção que o site oferece dificultam mas não impedem, se alguém quiser mesmo roubar a foto vai dar um jeito

  • Petrus Augusto

    Você pode simplesmente proibir a imagem de ser copiada. Tanto o download quanto o print da tela são desativados.
    Dica: Se eu vejo, eu posso copiar. Não tem absolutamente nada que se possa fazer quanto a isso.

    • Quero ver impedir de abrir o cache do meu browser e “copiar” a imagem ou qualquer outro meio mais fácil.
      Quero ver me impedir de bater foto do monitor.

    • Othermind

      Regra Numero 1 da pirataria: “Se pode ser lido pode ser copiado”

      • José Carvalho

        Não, a regra número 1 é: não há regras

        • Yskar

          A verdadeira regra número 1 é: se um cair, dois se erguerão no lugar!

        • Luiz

          Cuidado que dá 10 anos de cadeia no Reino Unido, só que dai vão ter que prender 100% da população. É igual a lei de cota 0 de alcool, por isto que não se ve ninguem bebendo mais, certo?!

          • José Carvalho

            Portugal é muito elogiado por sua política antipirataria, nossos ISPs “bloqueiam” Sites como TPB, KAT, e outros sem a menor burocracia… Entretanto é só mudar o DNS para algum que não seja dos ISPs e tudo fica normal. Ninguém quer 200 Mb de internet se for só para meios “legais”. Enquanto os detentores de mídia acharem que é para extrair até o último cêntimo dos nossos bolsos haverá pirataria. O que diminuiu a pirataria em Portugal não foram os bloqueios, foi o aumento da oferta de serviços.

  • Rodrigo M

    É engraçado como as vezes uma foto sua viraliza. Eu postei algumas fotos no Wikimedia commons e aconteceram duas coisas interessantes.

    1. Uma das fotos era de um Arara ameaçada de extinção e ela foi colocada como no verbete da especie em várias linguás: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Guaruba_guarouba_-Gramado_Zoo,_Brazil-8a.jpg
    2. Ao acessar um blog sobre cerveja vi uma foto minha. Fui ver os créditos e creditava outro blog que me creditava junto com o wikimedia. Decidi pesquisar no google e achei minha foto em centenas de paginas pela web. https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Beer_on_The_Beach.jpg

    • doorspaulo

      Belas fotos, btw.

    • A foto da ararajuba ficou muito boa, parabéns.

      • Rodrigo M

        Valeu! Foi em um Zoológico em gramado que recebe aves resgatadas pelo IBAMA. Como eram aves criadas em cativeiro por muito tempo, elas não iriam se adaptar a vida selvagem novamente.
        Estas aves ficam soltas e como estão acostumada com humanos da pra chegar muito perto e tirar fotos tranquilamente.

  • Othermind

    “Tanto o download quanto o print da tela são desativados”

    Hein? O “print screen” funciona sim… Sem chance do site desativar “print” da tela..

    • Daniel

      ate onde sei também print não se desativa.

      • Luiz

        Só com malware mesmo, ou rootkit, impossivel tu proibir o O/S de copiar a tela.

    • Luiz

      Eu li com muita raiva imaginando que pediriam para instalar algum malware. É MALWARE SIM bloquear o printscreen.

      • SignaPoenae

        ele não bloqueia o print, apenas coloca uma marca d’água por cima da foto assim que você aperta a tecla print.

        Eu apenas abri o programa que uso pra dar print, setei pra capturar a tela depois de 3 segundos e fiz uma cópia da imagem.

  • Até onde eu sei, não tem como um site bloquear o uso de Print Screen. Juntando tudo o que o site faz, mastigando e trocando em miúdos, não é o que o 500px e outros sites do gênero fazem? E por um preço muito camarada (ou até mesmo inexistente), independente de visualizações?
    Claro que manja das bruxarias consegue copiar até mesmo do 500px e sites afins. Não dá pra ter 100% de segurança na internet.

    • SignaPoenae

      ele não bloqueia o print, apenas coloca uma marca d’água por cima da foto assim que você aperta a tecla print .

  • Emílio B. Pedrollo
  • Nada que as ferramenta de inspecionar elemento não resolva, proteções em sites web são feita usando javascript e css…
    Você pode dificultar o roubo, mais nunca evitar, se a pessoa quiser roubar ela vai roubar, só vai ter muito mais trabalho…

    • Urso Azul

      Até alguém publicar uma extensão e tudo ser feito com um click.

      • Emílio B. Pedrollo

        Do jeito que está agora não me demoraria mais do que meia hora pra fazer um script que gerasse um jpeg.

        Se alguém quiser exercitar o JavaScript um caminho mais simples pode ser ler as duas imagens da composição e projetá-las num elemento e então gerar uma string base64 e definir como src de uma

  • Infelizmente a melhor forma sempre foi disponibilizar um arquivo de resolução inferior a original, quando possível, pra ter o arquivo original como prova inclusive. Além de todos os outros métodos citados… não é infalível. mas…

    “…nada é infalível, mas o objetivo é dificultar ao máximo o roubo da imagem.”

  • Luiz

    ” Download desativado “, Impossivel, se tu viu no teu browser, ocorreu o download. Basta ir na pasta de cache do browser, ou usar F12 e clicar salvar.

    • Emílio B. Pedrollo

      O truque ali é que a imagem exibida no navegador é uma composição de duas imagens. Se você for apenas salvar a imagem aparente vai ficar com os créditos aparecendo na parte central da imagem. Por “sorte” é só salvar a imagem que sobrepõe e fazer a composição manualmente. É beeem mais simples do que parece.

  • Carlos Ferreira

    Como é que é? Tenho que pagar quando as pessoas vêem minhas fotos? Eu queria era cobrar pela minha arte, e não o contrário.

  • Tuelho a jato

    Já vi bloquearem copiar e colar (com o Puffin ainda funciona hahaha) ; já vi bloquear download ,mas essa de bloquear print é a primeira vez .

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis