Miyamoto mudou sistema de escalada do Zelda: Breath of the Wild

breath-of-the-wild

Quando se trata de listar pontos negativos no The Legend of Zelda: Breath of the Wild, duas das maiores reclamações dos jogadores são a baixa durabilidade das armas e a barra de vigor para escaladas. Embora eu considere essas duas características como opções de design, entendo aqueles que não gostaram da maneira como esses pontos foram implementados.

O que não sabíamos era que pelo menos a parte das escaladas poderia ter sido diferente do que o jogo nos entregou e o responsável por essa mudança foi Shigeru Miyamoto. A revelação foi feita por Satoru Takizawa, diretor de arte que contou numa entrevista como eles haviam planejado a mecânica.

Até por volta da metade do desenvolvimento, tínhamos uma especificação em que você poderia sacar sua arma e cravá-la na parede. Quando sua barra de vigor estivesse diminuindo, você poderia cravar sua arma e meio que se pendurar e descansar ali.

Coube então ao diretor Hidemaro Fujibayashi explicar porque o lendário o game designer não aprovou a ideia.

A resposta é que o Sr. Miyamoto ouviu o conceito e disse, ‘Você não pode ficar em pé em cima de uma espada. Isso é estranho.’ E então explicamos, ‘Não, não, não. Você a finca.’ E ele disse, ‘Não, isso não funcionará.’  Outra ideia era de que é muito difícil cravar uma espada num grande pedaço de rocha. Nós consideramos que você poderia cravá-la em rachaduras na parede, mas então não poderia usar esse recuso livremente em qualquer lugar que quisesse, então decidi não implementá-lo…

Fujibayashi disse também que desde o início da produção eles mostravam constantemente o progresso a Shigeru Miyamoto, muitas vezes com essas apresentações acontecendo semanalmente, já que se não fizessem isso, a coisa poderia ficar bem feia para a equipe.

O interessante é notarmos que mesmo não tendo um papel de produtor ou diretor no Breath of the Wild, Miyamoto parece ter tido bastante influência na criação do game e na minha opinião, ele acertou ao tornar as escaladas mais parecidas com o que tivemos no Shadow of the Colossus. Até porque, a barra de vigor pode ser aumentada com o tempo.

Enfim, para saber mais detalhes sobre a criação do game, recomendo dar uma olhada neste artigo publicado pelo Gamespot.

Relacionados: , , ,

Autor: Dori Prata

Pai em tempo integral do pequeno Nicolas, enquanto se divide escrevendo para o Meio Bit Games, Techtudo e Vida de Gamer, tenta encontrar um tempinho para aproveitar algumas das suas paixões, os filmes, os quadrinhos, o futebol e os videogames. Acredita que um dia conseguirá jogar todos os games da sua coleção.

Compartilhar
  • Igor Alves

    Quanto a barra de vigor das escaladas eu concordo plenamente, mas em relação às armas… é um saco ter que ficar trocando de arma toda hora, as armas quebram MUITO rápido!

    • Jonatas Afonso

      Concordo com vc

    • Copiando aqui o comentário feito pelo André, pois eu não poderia ter explicado melhor.
      “As armas particularmente acho genial: seria muito simples (ou sorte)
      logo no inicio ir para uma região mais forte, pegar armas boas dos
      inimigos, e voltar nas mais fracas trucidando sem pensar.
      A quebra constante faz a estrategia ser importante mesmo com fracos.”

  • Well Dias

    Miyamoto está reclamando que fincar um espada na rocha é estranho no jogo que o protagonista voa com uma pipa.

    • Se o “Zelda” ainda tivesse uma fantasia de tanuki ou uma capa ainda ia, mas não… tinha que usar uma pipa… =P

  • Andre Kittler

    Concordo com ambas.
    As armas particularmente acho genial: seria muito simples (ou sorte) logo no inicio ir para uma região mais forte, pegar armas boas dos inimigos, e voltar nas mais fracas trucidando sem pensar.
    A quebra constante faz a estrategia ser importante mesmo com fracos.

    • Concordo.

    • Igor Alves

      Você levantou um ponto interessante, mas ainda acho um saco! :p

      • Anayran Pinheiro

        Mas pensa que mesmo sendo um saco isso te dá brecha pra abrir margem a novas estratégias para mitigar isso, então é usar outras armas e mandar bala, hehehe!

  • Bnk

    eu gosto da estratégia tanto das armas quanto da escalada. As armas as vezes dá dó de usar algumas boas (como as de fogo, gelo e raios) e ficam no inventário para situações especificas. Quanto a escalada é uma boa, força a evoluir o personagem antes de ir para locais mais elevados. Senão ficaria fácil eu ir pro topo de um abismo rapidamente…

  • Marcelo

    Ah tá, acontecem N coisas surreais e etc no universo do jogo, mas de repente fincar a espada em uma pedra é abusar da suspensão de descrença, muito fora da realidade isso.

  • Dori, estou com uma BAITA vontade de jogar esse Zelda. Você acha que valeria a pena investir num Wii U só pra isso? O NS anda muito caro e esses 3 meses de garantia me tira o sono…

    • Smartfox

      Se tiver um PC bacana da pra arriscar usar o emulador Cemu, parece que já conseguiram fazer o jogo rodar a 4K e com uma taxa bem estável de FPS.

      • Thiago Cururu

        O “estável” não é lá essas coisas ainda. Tenho um i7 4790k e gtx 1070 e mesmo com o Zelda no SSD, a taxa de frame é tão variável que ainda não consegui ficar muito tempo jogando.

        No entanto, outra pessoa não tão mal acostumada (ou fresca, como queira) jogaria sem problema nenhum!

    • Assim, se você compraria realmente só pelo Zelda, acho que não. Porém, se você curte outras séries da Nintendo, acho que vale MUITO a pena. Embora o Wii U tenha recebido poucos jogos, existe muita coisa boa para ele e a tendência é que se torne cada vez mais difícil conseguir o console.

      • Pois é. Estive fazendo umas pesquisas e esse danadinho é bem caro também… 😢

  • Smartfox

    Engraçado o Miyamoto achar estranho o fato de fincar a espada na parede para descansar, sendo que o Link pode escalar em (quase) qualquer lugar, desafiando todas as leis da gravidade pendurado na diagonal quase de ponta cabeça e com as duas mãos e pés ficados na rocha como se fosse uma lagartixa. Ahuahua

    Conta outra vai Mr. Fujibayashi, fala que foi só pra deixar o jogo mais difícil, e os fãs mimizentos que se acostumem com isso. Rsrs

    Eu achei o jogo fantástico.

    • Eu também acho que foi pra adicionar dificuldade, mas independentemente do motivo, fico feliz por terem mudado o sistema;

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis