Fotografia, ilusão de óptica e adoção de animais

Eu gosto de animais de estimação. Na verdade, não é apenas gostar. É amar mesmo. Tanto que já promovi vários resgates de animais de rua e dei um lar para eles, principalmente gatos. Foi em um resgate destes que achei Filisbrina, meu atual xodó (quem me acompanha nas redes sociais sabe de quem estou falando). Infelizmente não tenho mais espaço em casa para tantos animais (6 atualmente), mas incentivo a todos a promoverem esse ato de amor.

Por isso que a sessão fotográfica de  Amol Jadhav e do diretor de arte/retoque Pranav Bhide para uma campanha de adoção de animais foi tão impactante para mim. Ambos trabalham na  McCann Worldgroup India em Mumbai e a campanha foi criada para promover um World For All Adoptathon em Mumbai.


A ideia é simples. Retratos de casais e famílias. As pessoas foram alinhadas para que o espaço negativo entre elas formasse a silhueta de um animal doméstico. Para finalizar uma luz forte foi jogada no fundo e apenas uma leve luz de preenchimento escapou para o rosto das pessoas. Claro que houve um trabalho de pós-produção para acertar as arestas e demais detalhes, mas tudo foi planejado para que a forma do animal fosse a primeira a ser vista na imagem. Pura ilusão de ótica.

O slogan da campanha foi “Sempre há espaço para mais. Adote.” Ao que parece a campanha funcionou muito bem. O resultado foi um aumento de 150% nas visitas do evento de adoção e o resultado final foram 42 animais adotados. Acha pouco? Infelizmente esse é um número extraordinário para esse tipo de evento. Para saber mais sobre o World For All Adoptathon é só clicar aqui.

Embora essa seja uma campanha com grau máximo de planejamento é possível para um fotógrafo (profissional ou amador) ajudar uma Ong de adoções mesmo no Brasil. Existem várias espalhadas em território nacional e em quase todas as cidades. Eles sempre precisam de fotos dos animais que estão disponíveis para adoção. A principal arma destas organizações (para promover adoção e pedir doações, principalmente de ração) são as redes sociais. Uma boa foto sempre ajuda a divulgar a mensagem. Um trabalho gratificante e que não toma muito tempo.

Relacionados: , , , , ,

Autor: Gilson Lorenti

Geógrafo de formação e fotógrafo de coração, comecei a fotografar com 18 anos de idade (antes disso nunca tinha pegado uma câmera na mão). Depois de muito estudo veio a carreira profissional que passou por várias modalidades da fotografia até realmente descobrir o que gosto de fazer. Hoje me dedico ao ensino de fotografia, fotografia Fine Art e Books Fotográficos (gestante, moda, sensual). Tomando emprestado as famosas palavras de Ansel Adams "Quando as fotografias não forem mais suficientes, me contentarei com o silêncio".

Compartilhar
  • leoleonardo85

    Incrível campanha, não deve ter sido fácil conseguir esses resultados nas fotos

    • Flávio Pedroza

      com certeza rolou uma photoshopagem….

      • Pancho, solo Pancho

        Photoshop rolou sim, certeza absoluta, mas a base para a foto não deve ter sido fácil, acertar ângulos de braços, pescoço, queixo, peito… isso não deve ter sido fácil

        • Zalla

          se vc pega uma cartolina e recorta com a silhueta necessária e depois usa esse mesmo molde para acertar as formas no photoshop..fica até fácil…a parte técnica é fácil…o legal foi a criatividade de ter a idéia

      • leoleonardo85

        Tá escrito na matéria isso cara

        • Flávio Pedroza

          Que matéria?

      • Rafael Rodrigues

        É, deve ter rolado, mas depois de ver o making of do papel de parede do windows 10, vejo com gosto que CGI não é tudo na vida.

  • SacoCheio

    Ficou genial, mas nunca tinha ouvido falar em adotar um coelho.

    • Gilson Lorenti Fotografia

      eu conheço um monte de gente que tem coelho de estimação. Talvez na Índia seja um problema.

      • SacoCheio

        É que quando se fala em adoção, a gente pensa em animal de rua abandonado. Aqui um coelho desses ia direto pra panela!

        • Pancho, solo Pancho

          Delícia!

        • Tive uma lebre de estimação que sumiu. Procuramos muito, mas nunca mais encontrei. Caso ela tenha “ido para a panela” fica aqui minha maldição: Que todos os filhos da puta que comeram tenham uma morte lenta e dolorosa. E em dobro para aquele vizinho viadinho que abriu o portão para que ela escapasse.

      • sempre quiz ter gato mas tenho alergia não do pêlo mas da bactéria que eles tem nas unhas para proteger eles mesmos, tanto que 1 arranhãozinho de carinho de qualquer gato me faz levantar uma alergia de uma forma exuberantemente horrorosa D=

    • Outra prova que a campanha foi bem sucedida, rs

    • Tem gente que compra o coelho, para dar de presente para os filhos e depois descobre que um roedor não é um animal sociável igual a um cachorro ou gato, ou mesmo uma calopsita, que procura o dono, pede carinho. O bicho fica na dele, não sente muita necessidade de interagir com o ser humano, e depois abandonam o animal.

      • Zalla

        nossa, que absurdo abandonar o coelho…eu faria um guisado…

  • CtbaBr©

    Realmente uma campanha muito criativa!
    Isso tem se tornado raro no atual meio publicitário!

  • Monstro Medieval

    Foda demais!

Aproveite nossos cupons de desconto:

Cupom de desconto Locaweb, Cupom de desconto HP, Cupom de desconto Descomplica, Cupom de desconto Nuuvem, Cupom de desconto CVC, Cupom de desconto Asus, Cupom de desconto World Tennis